Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

[ A Hora da Justiça ] Tenta assaltar loja, apanha, e ainda tem que limpar o sangue do chão

Postado em 6 June 2014 Escrito por Izzy Nobre 10 Comentários

Vamos direto ao ponto!

Estava o balconista desta loja, do calibre daquelas que colocam placas dizendo “COMPRAMOS OURO!!!” com entusiasmo na calçada, sentado tranquilamente quando um ELEMENTO entra nas dependências da loja proferindo voz de assalto, que eu imagino ser uma voz grossa, vindo direto da goela, talvez no timbre do Darth Vader.

O meliante tinha uma arma, e usando-a, intimidou o balconista a entregar a grana. Perceba que o sujeito por trás do balcão aparenta ter 2 metros de altura por 2 de largura, isso se tornará um problema para o assaltante já já.

O balconista segura o dinheiro, em vez de colocar direto no saco do vagabundo. O marginal caiu na armadilha, indo perto do atendente pra pegar a grana. Nisso, a vítima do assalto enfia um poderoso cruzado de esquerda no nariz, boca e olhos do assaltante, que como sabemos são os botões Liga/Desliga que Jesus instalou na gente ao nos criar. O vagabundo vai ao chão automatica e satisfatoriamente, e o saldo aproximado de sua atividade criminosa neste caso foi de aproximadamente 0 dólares.

Mas aí vem a parada que realmente coloca a JUSTIÇA neste vídeo. Um vagabundo levando porrada na cara são ossos do ofício, um risco ocupacional. Entretanto, o que segue é a real e destilada justiça. O balconista arrasta o elemento, talvez para permitir melhor visualização pelas câmeras de segurança, e então liga para a polícia. Quando o vagabundo volta a si, o balconista então o obriga a limpar o próprio sangue do chão.

Nota na Escala Capitão América de Justiça: 9.7. O vagabundo recebeu um potente soco na faca, o que o desableou tal qual quando eu removo minha praca wifi no gerenciador de dispositivos pra reinstalar o driver. A vítima, que poderia então ter DESMONTADO o sujeito na base da porrada, mostrou honra e auto-controle e apenas o obrigou a limpar o próprio sangue do chão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: a hora da justiça

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 32 anos, também sou conhecido como "Kid", e moro no Canadá há 13 anos. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas, e sobre notícias bizarras n'O MELHOR PODCAST DO BRASIL. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

10 Comentários \o/

  1. Douglas says:

    Toda a vez que eu vejo a Hora da Justiça, mentalmente me vem aquela famigerada música, que funciona muito bem pra esse vídeo:

    “AH MEL DEOS CMO EH BAUM CER VIDALOKA”

  2. Du Mayrink says:

    hahahahaha muito bom!!! \o/

  3. Vinícius Martarello says:

    Se tivesse o áudio seria melhor ainda.

  4. Eu says:

    Caralho, a mão do gorducho voou na cara do meliante, deu até pra ver o momento em que o assaltante olhou pra cara do sujeito, naqueles 0.3 segundos antes de você tomar um soco que parecem durar uma hora, antes de ser atingido pelo beija-flor de 3 quilos que é o punho do sujeito

  5. AngeloJr says:

    tá, e pq não 10??

    oq faltou pra ser perfeito??

  6. Marcelo says:

    OWNED

  7. ura__q says:

    CARALHO!
    Isso sim é um soco bem dado, pqp! Mas não entendo tb o pq de não ter dado 10, foi tudo tão clean(tum dum tsss) e justo que seria uma nota justa(ok, parei com as “piadinhas”). hahaha
    Acho que se eu fosse o bandido em questão, depois de ser humilhado limpando meu próprio sangue, eu não voltaria a vida de crimes nunca mais.

  8. Eu acho que daria uns 13 na minha escala.

    Imagine quando um meliante sai de casa e imagina que vai terminar o dia indo em cana depois de limpar o próprio sangue do chão da sua ex-vítima. XD

  9. Vinícius says:

    Não vejo por que a honra de evitar maiores danos ao assaltante seja algo louvável. Não digo que é condenável, claro; mas o ponto é que eu daria a mesma nota na Escala Capitão América de Justiça se o cara tivesse passado disso. No lugar dele — em um universo alternativo em que eu tivesse as habilidades físicas que o cara demonstra no vídeo —, eu derramaria muito mais sangue de vagabundo no chão.