Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Khan Academy: o melhor serviço oferecido pela internet

Postado em 5 June 2011 Escrito por Izzy Nobre 91 Comentários

Como vocês são stalkers assustadores do tipo que provavelmente assassinam seus ídolos, devem saber que eu estou atualmente estudando pra um “vestibular” canadense.

Não sei com que nível de detalhe expliquei a situação, mas resumidamente é assim:

Quando imigrei para o Canadá, já cursava universidade no Brasil. Resolvi me matricular num high school canadense pra converter meu boletim colegial brasileiro, pra poder um dia retornar à faculdade aqui. Pra quem não sabe, aqui não há vestibular — o que decide se você é aceito num curso superior são as suas notas do colegial. Logo, elas são de extrema importância no processo acadêmico daqui.

Abrindo um parêntese aqui: há sim alguns cursos que exigem testes de seleção mas eles são minoria, como Direito e Medicina — que aqui são pós-graduações, a propósito. Mas falando de forma geral, não há vestibular aqui. Você se inscreve num curso, eles põem suas notas no sisteminha e rapidim você fica sabendo se foi aceito ou não.

(Deixarei que vocês discutam nos comentários os méritos e defeitos desse sistema)

Então. Meu boletim brasileiro precisava ser convertido pra que eu pudesse retomar os estudos aqui. Dei o boletim pra escola lá em Ontario pra que eles convertessem o troço e me matriculei em alguns cursos lá, meio que matar tempo mesmo. Na época eu não podia trabalhar e não tinha muitos amigos, então a decisão de voltar ao colegial foi mais motivada por vontade do que necessidade.

Mal sabia eu que isso iria me foder anos depois.

O que rolou foi o seguinte: a tal escola fodeu a conversão do diploma. Eles não detalharam no boletim as minhas notas do colegial brasileiro. Em vez disso, meu novo boletim canadense só diz “EQUIVALENT CREDITS”.

 

E ainda me deram créditos em ESPANHOL, que eu nunca estudei na vida

Então. Eu peguei esse boletim em 2005, quando me formei do high school. A ausência de Química, Física, Biologia e todas aquelas outras merdas (que eu nunca realmente aprendi mas pelo menos tinha um papel provando que sim) nem me preocuparam, porque haviam códigos ali na coluna ao lado e eu achei que quando eu fosse me matricular numa faculdade, os tais códigos serviriam como referência pras matérias que faltam no boletim.

Avance a fita pra 2011. Finalmente decidido o que quero fazer da vida, levo esse boletim para a faculdade e… ele não serve. Eles nem entenderam por que a minha escola em Ontario pôs “Equivalent Credits” em tudo em vez de realmente converter o boletim. E os códigos da coluna ao lado? Eles não significam nada.

Liguei pra escola e eles perderam meu boletim brasileiro original. Pra piorar a merda, o colégio onde completei o ensino médio no Brasil fechou em 2004. Liguei diversas vezes pra órgãos que eu julgava que poderiam me ajudar (secretaria de educação municipal e estadual) e nunca consegui falar com ninguém.

RESUMINDO TUDO: Eu essencialmente não tenho um boletim do segundo grau.

Poisé, sou um adulto sem um boletim colegial. No Brasil isso talvez não causasse o menor problema a ninguém, mas aqui a perda do boletim complica seu futuro acadêmico.

Pra pessoas na minha situação (presidiários, moradores de rua, corintianos e espécie similar de gente sem rumo na vida e/ou com passagem pela polícia), há duas soluções. Uma delas é fazer “academic upgrading”, que são aulas na faculdade pra melhorar notas específicas do seu boletim do ensino médio.

Acontece que esse caminho é geralmente adotado por quem quer fazer curso X e tem notas baixas em uma das matérias específicas. Digamos que tu queira cursar administração mas tua nota de matemática no colegial foi uma lástima. Você faz academic upgrading, melhora a nota, e aí se inscreve no curso. Manjou?

É uma solução pra quem tem uma ou duas notas que precisam ser melhoradas. Pra mim, que essencialmente não tenho nota nenhuma, seria necessário essencialmente cursar TUDO DE NOVO. Imagine ter que cursar o colegial pela TERCEIRA VEZ.

A outra opção é comprar livros de matérias do colegial, estudar sozinho e fazer o “challenge test”. Esse teste serve pra pessoas que têm notas baixas em certas matérias específicas pro curso que elas querem fazer, mas estão confiantes de que poderiam cursar a parada mesmo assim.

É a opção mais barata (upgrading custa 500 pau POR MATÉRIA, enquanto o challenge test é 50 pilas), então obviamente foi a opção que eu escolhi.

E amigos, é MUITO DIFÍCIL voltar a estudar matérias do colegial. O curso que pretendo fazer tem como matérias específicas Biologia e Química; a primeira dá pra passar na base da decoreba com musiquinhas mnemônicas, já a segunda sempre foi meu terror na escola. Passei me arrastando em Química em TODOS os anos do colegial, até hoje não sei o que é um mol.

(A ironia é que eu sempre fui nerd, desde pivete, e quando passei pra quinta série estava animado porque finalmente teria aulas de química e física ao invés de “ciências”, que eu achava sem graça.

Além disso, quando eu ia pra casa da minha avó, eu gostava de ler os livros didáticos da minha tia adotiva. Ela estava na sétima série, e eu na quarta. Eu passava o dia lendo os livros dela, completava os exercícios no fim dos capítulos e tudo. Você imaginaria que com uma infância dessas, eu seria algum sujeito extremamente bem sucedido, o nerd superdotado clássico que entra na faculdade aos 14 anos e se torna milionário aos 20. Em vez disso sou um blogueiro gordo sem diploma universitário, haha)

Enfim. Estive estudando arduamente nas últimas semanas, e é foda depender apenas do livro pra isso. Até que ontem à noite eu estava assistindo o Colbert Report. O convidado da noite seria um tal de Salman Khan, um carinha aí com um projeto de “educar o mundo inteiro através da internet”. Booooring.

Geralmente eu pulo as entrevistas do Report (que são a parte mais sem graça do programa), mas por algum motivo decidi assistir a do tal Khan. O que rola é o seguinte: este tal sujeito, o Salman Khan (que tem apenas 4 diplomas universitários, sendo 3 deles do MIT e um deles de Harvard), resolveu dar aulas virtuais pra internet inteira.

 

"Ter três diplomas do MIT é bacaninha mas não gosto de números ímpares. Cadê o formuário de inscrição pra Harvard"?

(Enquanto isso você aí com um diploma de jornalismo. E eu com nenhum.)

Então, o que começou como aulinhas particulares pros primos dele acabou se tornando um canal no youtube, e eventualmente a Khan Academy. Este glorioso filho duma puta gravou mais de DOIS MIL VÍDEOS INSTRUCIONAIS tratando de matemática, física, história, economia… e biologia e química.

Parei de assistir o Colbert e fui verificar o site. Eis a imensa lista de assuntos tratados pela academia. Achei Respiração Celular, um assunto que eu estou estudando pro tal challenge test. Já tou afiado no assunto, mas revisões nunca fazem mal. Comecei a assistir o vídeo.

O cara é obviamente muito versado do assunto (aliás, em MUITOS assuntos. Este desgraçado é um gênio) e tem a manha de ensinar a parada com uma linguagem simples e tom de conversa informal. Eram duas da manhã de domingo e lá estava eu, estudando biologia.

E eu fiquei maravilhado com o quão foda é a coisa toda.

Primeiro: este sujeito é, de acordo com qualquer definição da palavra, um gênio do caralho. Não achei em lugar nenhum a idade do cara, mas eu chuto pela aparência dele que ele não tem mais de 40 anos. Ser tão jovem com QUATRO diplomas universitários (das mais prestigiosas universidades do país) definitivamente não é pra qualquer zé ruela.

Segundo: a premissa da Khan Academy é o que a gente ouvia falar da internet anos e anos atrás. Uma das promessas era de que a rede mundial de computadores seria uma fonte grátis (ok, não é tão grátis assim porque há custos relacionados, but still) e inesgotável de conhecimento. Embora essa profecia tenha parcialmente se realizado na forma da wikipédia e derivados, pra grande maioria a internet ainda é o local pra roubar música e bater punheta. Existem outros repositórios similares de aulas virtuais na web (o iTunes U, por exemplo), mas eu gostei muito mais das sessões curtas e do estilo despojado do Khan.

Sem contar que é indescritivelmente foda que com um currículo dourado desses (com esses diplomas todos, o que o cara NÃO poderia fazer…?), o sujeito decide ser professor. E como se a profissão não fosse não-glamurosa o bastante, ele decide fazer isso de graça ainda por cima. O Khan Academy só existe por causa de doações — o Google deu dois milhões pra organização –, é inteiramente sem fins lucrativos. Esse sujeito é um herói, sem putaria.

Caso você não seja fluente em inglês, há legendas nas aulas, e isso ajuda bastante.

Muito sensacional. Tou motivado a começar a estudar um monte de assuntos interessantes lá no meu tempo livre (já comecei a reaprender Cálculo e Física lá); imagino que pra galera que tá estudando/prestes a fazer vestibular essa Khan Academy será uma mão na roda FODA.

São 9 da manhã de domingo e eu tou estudando Cálculo; por que eu não tinha essa motivação toda quando tava na UFMA?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: A internet é foda

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

91 Comentários \o/

  1. Marcell says:

    Você esqueceu de dizer qual curso escolheu 🙂 diz ai Izzy!

  2. Rodrigo says:

    Ótima dica Kid, estou pensando em refazer o vestibular e mudar de curso, isso vai ser uma mão na roda 😀

  3. Filipe says:

    Err, e a suspensão ficou no passado correto?

  4. Pati says:

    boa, acho que vai me ser útil esse canal.
    e porra, que merda fizeram com seu boletim hahahah

  5. toodinho says:

    Vlw pela dica izzy pra quem vai fazer vestibular aqui no Brasil isso vai ajudar pra caramba!

  6. William says:

    porque todo mundo pensa que p brasil fala espanhol? Oo

    • Kid says:

      HAHA, nem parei pra pensar nisso! Será que é por isso que me deram créditos em Espanhol? Só pode ser, porque NUNCA estudei espanhol. LOL

  7. Rukasu says:

    Valeu aí izzy, tenho vários vestibulares p/ prestar esse ano, preciso me esforçar p/ conseguir o que eu quero hehe.
    Já tinha lido no seu twitter um pouco da sua história do boletim, mas não sabia que era tão grave assim cara. Boa sorte que você merece 🙂

  8. Você pode ser jornalista!

  9. RaphaGavino says:

    Estudei respiração celular no 1º trimestre, estou no 8º Kid, GoodLuck champz.

    E vou dormir nas minhas aulas de Biologia e estudarei por ai, BEM MELHOR o, e ainda aproveito pra melhora meu ingreis

  10. Tonny Nerd says:

    Khan Academy é foda, o cara realmente explica bem. O Academic Earth tb é bolado, os professores (obviamente) dão um banho em quase todos os da minha faculdade, vários cursos vc pode baixar os vídeos pra ouvir offline, e tem os materiais e exercícios e até provas que foram usadas (os de stanford tem, acho que do mit também), é como fazer o curso mesmo. Com esses dois sites (mais o google) quase que dá pra sair da oitava série pra um nível de conhecimento acadêmico só com a internet.

    PS: Quase, pq tem o academic earth não é TÃO completo assim.

  11. Ivan Costa says:

    “MATH FOR EVERY DAY LIFE” essa materia ae heein! oeiheoiue

    muito boa a dica do Kahn Acad.. da vontade de aprender..

  12. Branco says:

    Opa! Foda a história cara…

    velho tem um site bem bom, mas em portugues, que prepara pro vestibular daqui.

    Ponto positivo: Aulas MUITO boas e completas.
    Ponto negativo: Pago. (mas é 1/8 comparado ao preço de um cursinho)

    O site é: http://www.vestibularbr.com.br/

    Eu assisti uma das aulas dessa Khan Academy, e eu achei a aula do VestibularBR bem melhor!

    O site deixa ver aulas exemplos de física, tenta ver lá pra vê se vale a pena. =)

    Eu passei no vestiba da ufsc, pra engenharia, vendo esse site!

    Boa sorte nos challenge tests! abraço

    • Scott says:

      Sério mesmo que você prefere esse site *pago* em que as aulas não passam de *apresentações de slides* usando a fonte *Comic Sans*? LOL

      Khan Academy detona.

  13. Fato que usarei esse site pra estudar pra minha prova de cálculo (e pras próximas xD)

  14. Natanael says:

    Tem esse canal do youtube com algumas aulas legendadas em português:

    http://www.youtube.com/user/gusalberto8#p/c/832472FA879C2F81

  15. Juro que li o título e, por um infeliz momento, li “Big Brain Academy” no lugar de Khan Academy.

    Bons estudos!

  16. Izzy, não sei como foi com vc, mas quando cursei a universidade era obrigatório para a matrícula apresentar uma cópia do histórico do ensino médio. Se a escola que você estudou não existe mais, na universidade certamente eles tem uma cópia. Talvez valha a pena entrar em contato e tals. Boa sorte nos estudos!

    • Kid says:

      O problema é que larguei a UFMA em 2003, sem dúvida já fui jubilado. Será que eles mantiveram registros?

      • Minha tia é diretora de uma instituição aqui no RJ, perguntei e ela disse que se a escola/universidade existir eles são obrigados a tem que manter todos os registros do ex-aluno em arquivo morto. Se não existir, a documentação deve ser procurada na secretaria de educação do estado. Acho que vale a pena tentar um contato com a secretaria da UFMA.

      • BlackFire says:

        Israel, vc mantem algum contato com o pessoal da tua cidade? já pensou em entrar com alguma procuração para reaver seus documentos? insista em verificar se há algum documento na UFMA, “tenho a certeza absoluta de 80%” de q ainda há algum documento de sua escolaridade.Outra coisa, o colegio canadense q vc se formou tb n tem nenhum documento seu? Vou orar por vc!

      • nonono says:

        Izzy, isso que os comentaristas dizem é verdade. Muito embora a Administração Pública só seja obrigada a guardar arquivos por 5 anos…dependendo da forma como você saiu da UFMA (trancando por exemplo, mantém o seu registro por mais 2 anos…)você poderia ainda ter seu registro por la.

        Outra possibilidade é checar no consulado onde você autenticou os documentos, ou o tradutor que traduziu os mesmos

        • O Questão says:

          O Izzy vacila tanto que se tivesse falado desse problema uns meses atrás já teria o diploma em mãos. Um amigo meu trabalhava na Secretaria Estadual de Educação, acho que ele ainda tem contatos por lá, se quiser peço pra ele dar uma olhada. Qualquer coisa dá um pio.

          • Kid says:

            Mas eu falei VÁRIAS VEZES desse problema no tuíter 🙁

          • Lucas says:

            Bom, pra deixar o Israel mais calmo, quando eu fui pegar o historico escolar na minha faculdade eles nao me deram, eles tinham o dito cujo, mas nao podiam me dar por algum motivo completamente esdruxulo.

            Tive que voltar a escola e pagar pra ter o documento novamente….

            ( e minha faculdade é particular tbm, nao sei como é com as públicas)

          • Blyter says:

            nossa, que grana preta deve dar processar duas escolas, uma das gringas vichi HAHAÊ

      • Tiago says:

        Se a UFMA ainda existe e caso não tenho ido lá nesse meio tempo e pego o histórico, é pra estar lá nos arquivos deles, uma cópia autenticada ou o original.

        • Ezequiel says:

          Creio que aconteça o que aconteceu comigo, quando me desliguei de uma faculdade pública fui buscar a documentação, peguei tudo sim, cópias, porém tudo releado, grampeado e surrado, creio que este tipo de coisa não serviria pra ele lá no Canada.

          O que poderia fazer é usar sua influencia na internet e conseguir a papelada, ou pior dos casos, se inscrever no enem, fazer a prova e obter certificado do ensino médio de um instituto federal aqui no Brasil (O enem é ridiculo, deve ser mais fácil que o exame de lá)

          Mesmo que a escola fechou, foda-se eles são obrigados a ter isso arquivado, deve estar em alguma delegacia de ensino (hoje chamadas de secretarias de ensino).

      • Giovanny says:

        Izzy, como o povo falou, ao menos que tenhas te formado em 1956, em tese a Secretaria de Educação do Estado ou Município deveriam ter cópia dos teus históricos.

        O mesmo acontece com faculdades/universidades. Por exemplo, uma faculdade de esquina não possui autorização para emitir diplomas de graduação. Ela é obrigada a contratar uma Universidade pra fazer o serviço, para que ela mantenha um acervo com todos os documentos que comprovem que concluísses o curso (notas, TCC, comprovantes de estágio, etc) -- trabalhei com isso por 2 anos, argh!

        Insista nas secretarias de educação que eles conseguem pra ti. Até mesmo os créditos da Universidade, pra revalidares alguma disciplina que talvez não queiras cursar aí no Canadá.

        Abração!

  17. z. Werneck says:

    Caralho, tenho prova de física amanhã e não tinha estudado nada. OBG IZZY!

  18. droantjk says:

    Tenso perder histórico escolar assim, ja achei infernal ter perdido identidade, cpf, carteira de motorista e o diabo a quatro no carnaval, imagina perder minhas notas que eu consegui assistindo tanta aula chata, aturando cada professor escroto… Acho que eu me matava 😀

  19. Essa atitude do Sal Khan representa o princípio do código aberto, que é, essencialmente, compartilhar conhecimento. Ele não só entrega um “programa” (no caso, exercício ou lição) pronto, mas mostra como funciona. Pessoas assim são a esperança de um mundo melhor, de que a humanidade ainda não está perdida. Btw, Bill Gates (o garoto propaganda do site) e Steve Jobs (e, nesse caso, leia Microsoft e Apple) têm muito a aprender com esse indivíduo. Excelente recomendação, Izzy.

  20. André says:

    “Como vocês são stalkers assustadores do tipo que provavelmente assassinam seus ídolos, devem saber que eu estou atualmente estudando pra um “vestibular” canadense.”

    Na verdade a gente sabe disso pq vc diz isso em quase todo post. Alias, um dos seus ultimos posts foi basicamente vc avisando isso. lol.

  21. Weskley says:

    Primeira vez que o Izzy publica alguma coisa útil por aqui.
    Muito bom. Estou aproveitando prá relembrar alguns conceitos de matemática básica.
    Parabéns pelo post.

  22. Iago Macedo says:

    Já tinha visto uma matéria sobre o Khan numa revista aqui do Brasil, e vi uma outra matéria via WEB. Enquanto você tenta estudar ai, eu vou sacrificando minha vida para passar em Economia aqui na UFC, em Fortaleza. Boa sorte, conterrâneo.

  23. E como dizia a propaganda da coca-cola — ainda há motivos para acreditar, os bons são maioria..

  24. André says:

    Dei uma olhada numa aula de história dele (sobre o comunismo), e até que ele ensina direito mesmo.

    Ele usa exemplos, fica desenho direito no “quadro” e evita termos técnicos inúteis.

    Ele só deixou algumas informações importantes de fora e não apresentou o tema de forma contextualizada. Pra alguns isso é dispensável, mas para os mais noobs no assunto, é obrigatório. Se vc tá assistindo uma aula de introdução ao comunismo, é pq vc provavelmente faz parte desse publico noob.

    Pelo o vi no Wikipedia, o cara não é formado em história. Tem só um MBA em economia. Eu não sei se ele deveria estar dando aula de história. Ele poderia contratar alguém que fosse um real manjador do assunto.

    Aliás, o que faltou na aula dele foi exatamente a parte da história, como eu disse, contextualização. Ele explicou bem os conceitos econômicos por trás do capitalismo, comunismo e socialismo (este último nem tanto), mas parou nisso. Foi mais uma aula de economia que de história propriamente dita.

    Mas achei legal. Só não dependa exclusivamente dele pq (no tema de história), como eu disse, ficou faltando coisa importante na explicação.

    • Ezequiel says:

      Só um comentário a parte, se fosse aqui no Brasil bastaria fazer o “Enem”, pois atualmente com a nota do enem você obtem certificação do ensino médio.

  25. Roney Gomes says:

    Valeu Israel, obrigado. Tô meio lascado na universidade e com dificuldades em Cálculo, esse bagulho aí vai ajudar bastante.

  26. Joselito says:

    Voce tá amando

  27. almeida says:

    conclusão da história da suspensão is the new patricinhas intercambistas

  28. Lnk says:

    Achei esse video do Salman Khan falando da historia dele no TED rel="nofollow">

  29. Doze says:

    Aproveita os seus stalkers desocupados e pede pra arrumarem os seus documentos de volta. Tenho certeza que será mais útil que a secretaria da educação.

  30. Pedro says:

    Mol é um conceito bem básico, vou fazer uma comparação. 1000 Megabytes são 1 gigabyte, assim como 6 vezes 10^23 moléculas são 1 mol dessa molécula. Espero ter ajudado.

  31. Porra Izzy,na UFMA mal dá pra aprender com professor em sala…rs…aquilo lá é horrível…ainda mais no CT…Estou me formando agora em Computação lá e confesso que é uma desgraça total. Laboratórios precários,professores que aparecem 3 ou 4 vezes por período e por ai vai…Ahhhh e ainda estão pensando em entrar em greve agora no segundo período de 2011.

  32. Alexandre says:

    Izzy, voce nao guardou os originais (em Portugues) dos seus historicos de 2 grau?

    Quando eu fui pra UofA eu enviei uma copia todos os historicos em portugues juntamente com a traducao juramentada. Nao estou entendendo esse problema… por que nao eh possivel voce enviar seus historicos de 2 grau (possivelmente juntamente com seus historicos de curso incompleto da ufma) pra universidade dai? Leve-os pra uma tradutor daqui fazer a traducao pra voce, e mande tudo pra universidade. Tenho certeza de que entenderao o fato de nao estar selado (eu escrevi uma carta junto com o pacote explicando que os documentos nao estavam selados porque no Brasil nao existe esse costume e coisa e tal).

    Adicionalmente, uns 7 anos atras (acredito que durando o processo de PR) me pediram esses mesmos documentos, que eu tive que enviar pro consulado juntamente com a traducao juramentada.

    Voce tendo os originais em papel eh o suficiente pra maioria das coisas aqui. Nao interessa se o colegio fechou porque voce apagou as luzes ou por qualquer outra razao, o documento eh valido em teoria.

    ====

    A proposito.. cara, se eu for contar o numero de vezes que eu ja sonhei que descobri que tinha bombado uma materia do 2 grau e o fato passou despercebido por todos esses anos… por isso revocaram meus diplomas e me mandaram embora do meu emprego… Sera que todo mundo sonha com isso? haha

    • Kid says:

      Izzy, voce nao guardou os originais (em Portugues) dos seus historicos de 2 grau?

      Quando você diz históricos, se refere aos boletins do primeiro, segundo e terceiro anos do colegial? Por que era adolescente irresponsável, né. Quem guardava isso era minha mãe, se é que guardava. E lembre-se que eu me mudei mais do que caixeiro viajante — uma receita perfeita pra perder documentos.

      Cheguei aqui só com o diploma mesmo — com as notas no verso e tal. Tenho até uma cópia xerocada dele, mas não aceitam cópia.

      • Vitor Rubio says:

        Mas, Izzy, você deixou o boletim/histórico original com a escola em vez de deixar uma cópia (talvez autenticada)? Não tem como você pressionar a escola que perdeu a encontrar, talvez com um processo? Acredito que aí tenha órgãos especializados para cuidar desses assuntos. Caso contrário a escola seria obrigada a emitir um boletim novo, equivalente ao que vc estudou no Brasil. Sem contar que aqui no Brasil, se não me engano, independente da escola, você pode ter uma cópia do seu boletim/histórico nos arquivões do diário oficial do Estado / imprensa oficial. Eles tem um arquivo morto enorme com estantes que “deslizam” e abrem corredores entre elas, e uns fichários gigantes onde pode ser encontrado os históricos.
        Não tem equivalente ao “supletivo” aí no canadá não? Seria uma opção: fazer o ensino médio inteiro em 6 meses -- 1 ano.

      • Alexandre says:

        Quanto a historico escolar: sim, o diploma com o nome das disciplinas as notas no verso eh o equivalente.

        Voce deixou o original na escola em Oshawa? Quando entreguei tudo na UofA, eu copia autenticada (feita em cartorio no Brasil) + traducao juramentada (feita por tradutor juramentado no Brasil). Nao mandei o original (apesar de copia autenticada ser o mesmo que original) de nada.

        Eu fiz isso tudo antes de me mudar pra ca. Uma vez em solo Canadense, eu precisei levar os originais e mostrar pra eles -- provavelmente para o proposito de verificacao. Apos alguns dias, eles me devolveram todos os originais e ficaram com as varias copias atestadas por eles mesmos como verdadeiras.

        Ate hoje a UofA tem esses materiais em record e inclusive eu posso pedi-los pra enviar pra qualquer instituicao Canadense que eles enviam selado e atestam que a traducao esta correta. Quando mandei os historicos pra empresa onde trabalho hoje, e tambem para o orgao de egenharia de Ontario, foi um pacote selado com copia de tudo isso que a universidade enviou, e tudo foi aceito sem questionamento.

        Com isso eu quero dizer que, se voce deixou todos os originais na high school daqui, eh muito provavel que eles ainda tenham tudo la e possam enviar tudo selado pra sua universidade daqui. (Apesar de que eh possivel que a organizacao de documentos de uma high school nao seja tao boa quanto a de uma universidade).

        Izzy, sei que voce provavelmente ja explorou todas as opcoes antes de tentar estudar todas essas materias de novo, e provavelmente meu post sera inutil. Mas vale a pena tentar ver a solucao por todos os lados possiveis. Por isso estou expondo meu caso porque pode ser que haja algo que voce ainda nao examinou…

        • Alexandre says:

          Putz agora que eu vi que voce escreveu la em cima que os palhacos perderam seu historico… Desculpe…

          Que merd@ voce estar nessa situacao por causa deles.

  33. eu nem tenho segundo grau =/
    parei na oitava, sempre tive total pavor do ambiente escolar

    se bem q nunca me fez falta, tenho meu negocio e consigo me virar bem apesar da “falta de estudos”, porque o que me interessa eu mesmo sempre estudei sosinho mesmo..

    mas ultimamente tenho pensado em fazer uma facul voltada a minha área, principalmente pra conhecer pessoas da mesma area e expandir os horizontes kkkkk

    o que me desanima é ter q terminar ensino medio ainda =/ mas quem sabe num futuro proximo….

    • Roney Gomes says:

      Cara, tu faz uma prova do exame de suplência oferecido pelo Estado e quita todas as disciplinas pendentes.

      Geralmente é uma prova por disciplina, a tua nota em cada prova fica valendo como média geral de todo o Ens. Médio. Tive de recorrer a isso pra poder entrar na faculdade, já que a minha conclusão do Ens. Médio fugiu do planejamento.

  34. Lucas says:

    Um mol é mesma coisa que uma dúzia. Só que uma dúzia é 12, e um mol é 6x10^23. Exemplo:

    “Ontem comi um mol de big macs.” Isso é equivalente a dizer:

    “Ontem comi 600 000 000 000 000 000 000 000 big macs.”

  35. Newton says:

    Passei em biologia e química sem saber porra nenhuma também no ensino médio aqui no Brasil. (Não sei o que é mol). Nos três anos passei no terceiro bimestre (de 4 bimestres. Valendo 20, 25, 25, 30 pontos respectivamente) com uma grande folga. E a média é só 50~60 pontos. (Varia de escola)

    P.S.: Sou corinthiano, kkkkkk

    E legal esse Khan Academy, vou dar uma olhada lá depois.

    Interessante a gente poder contribuir lá traduzindo para outras línguas…

  36. galogalei says:

    Quando fiz probabilidade estudei pelo Khan Academy. Só existe uma palavra pra descrever esse cara: FODA.. Tem até uma sessão de com uns riddles em algum lugar por lá. E esse projeto do cara recebeu recomendações e elogios igualmente fodas do Bill Gates. Tá bom que 389 milhões de pessoas vão alegar que isso não vale nada pois o Bill Gates é um lixo. Mas imagina a puta propaganda que não é quando um cara com uma influencia dessas sai por ai falando que o FILHO dele estuda por esse site..

    http://money.cnn.com/2010/08/23/technology/sal_khan_academy.fortune/index.htm

    só faltou o primeiro nome do cara ser Shao em vez de Sal haha

  37. Paulo Bardes says:

    Favoritei o site desse cara NOW!

  38. Lexico says:

    “Não achei em lugar nenhum a idade do cara”
    Como assim, isso é trolagem, né? Tá na wikipedia…

    http://ar.wikipedia.org/wiki/%D8%B3%D9%84%D9%85%D8%A7%D9%86_%D8%AE%D8%A7%D9%86_(%D8%AA%D8%B1%D8%A8%D9%88%D9%8A)

    Putz, o cara é só dois anos mais velho que eu.

    • Kid says:

      Na wiki em inglês não tinha a data de nascimento do cara.

      • Lexico says:

        Aff, desculpa esfarrapada! Digo, isso p/ quem diz que “não achou em lugar nenhum”, e nem se deu ao trabalho de cliclar nos links do lado do texto que estava lendo… 🙂

  39. Pedro Ivo says:

    Esse Khan Academy já conhecia, e realmente vale MUITO a pena. A opção “brasileira” do Khan Academy é o Vestibulândia, feito pelo Nerckie. Não é tão completo qto o K. Academy, mas tbm quebra um galho!

  40. Angelus Exuro says:

    Por isso sempre me disseram para entregar cópia autenticada ou o que valha, em vez de documento original. Fikadica, se aí tiver essa possibilidade.

    Vou dar uma olhada nesse site aí, se for um quarto do que vc propagandeou certeza que vou sair espalhando em tudo quanto é canto internético que eu conheço

  41. Acho que não é tão completo como o Khan Academy, mas, talves (sei que tal hipótese é bem remota, e só recomento se vc complementar com outras leituras) possa lhe ajudar, no caso, as aulas do telecurso 2000 no youtube, linkadas neste blog:

    http://novotelecurso.blogspot.com/

  42. nonono says:

    Mas Izzy… WTF eles ensinavam em “Adventures In World History”???

  43. Daniel Ramires says:

    Legal essa dica da academia Khan, vou dar uma olhada…

    Kid, que tipo de stalkeada foda aconteceu pra você ficar tão assustado?

    Algum stalker brasileiro apareceu na sua loja pra comprar um dildo autografado por você?

  44. Cilene says:

    Eu sabia que minhas vindas aqui no HBD teriam alguma serventia 😀
    Sou jornalista (graduada e pós-graduada, aliás), mas botei na cabeça que quero estudar Física. Com direito a faculdade e tudo.
    Valeu, cara!

  45. Hélio says:

    Cadê a continuação izzy ? mimimimimimi
    ._.’

  46. Eudes says:

    pqp vai tnc sempre perseguindo o timão!! Mesmo assim ri mto tive q me segurar p n acordar minha esposa aki do lado. Flw anti-corintiano baitola. Ainda entro na organização de algum geek event daki p tu fazer uma palestra aki , flw.

  47. tdm says:

    Já conhecia o Khan Academy. Realmente muito massa.
    --
    Ri muito quando citaram o Telecurso 2000 aí encima, eu adorava assistir as aulas de história nos sabádos de manhã pela TV Cultura. (Mentira)

  48. LRX says:

    TELECURSO 2000 > KHAN ACADEMY

  49. Gabriel Oliva says:

    O filho do Bill Gates estuda com ele. Faz um tempo já que ele virou xodó do Bill.

  50. Vanessa says:

    ta tentando medicina,kid?

  51. Pedro Henrique says:

    Esse post salvou meu bimestre!

  52. Júlia says:

    Conheci o Khan Academy faz um tempo, procurando por aulas de biologia na internet… Achei incrível desde o primeiro vídeo! Fiquei surpresa por ainda não ser tão conhecido aqui no Brasil. Post muito bom!

  53. Muito bom ver que você está determinado e quer seguir. Go, Izzy! Estuda mesmo e não desiste. Você é determinado e vai conseguir sim entrar na universidade. 🙂

    Quanto ao Khan, já tinha ouvido falar dele antes. Acho ele muito bom também. Curiosidade besta: ele nasceu em 77. hehehe

  54. Xong Lee says:

    “blogueiro gordo sem-diploma-universitário” -- Super combo de pleonasmos.

  55. Pisein says:

    Salvou minha vida

  56. Arthur says:

    mol = 6,02x10 a 23. obg

  57. Gabriel says:

    Opa, tenho prova de física e química depois de amanhã.

    E dependendo da minha nota no Enem esse ano Izzy, eu volto aqui para te agradecer.

  58. Eu queria saber, o seguinte:
    Eu tenho boas notas em math, física e química …tipo, 80 % pra cima desde a 5ª;
    Mas repeti a 7ª por problemas familiares, e tals.
    Mas as outras matérias, tive notas ridículas, como 60%(média).
    Eu teria facilidade de me ingressar em uma boa universidade nos EUA?

  59. Thiago says:

    E aí brother, conseguiu fazer a faculdade?

  60. João Pedro Zanatta says:

    O cara é fera mesmo.O Bom Dia Brasil fez uma matéria com ele alguns meses atrás, cuja matéria eu participei como “personagem”, foi bem legal. Pra quem quiser ver, o link é esse: http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2013/01/professor-salman-khan-febre-na-web-desenvolve-pesquisas-no-brasil.html