Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

O triste porém inevitável futuro que aguarda fãs malucas do Justin Bieber

Postado em 29 January 2014 Escrito por Izzy Nobre 31 Comentários

jb

Há alguns dias, eu target=”_blank”>gravei um vlog onde me expresso sobre a recente prisão do ícone pop Justin Bieber. Não é novidade pra ninguém que o Justin Bieber, que teve origens relativamente inocentes mas que está aparentemente se “relançando” como bad boy leite com pêra, continua tendo um séquito de fãs prepubescentes apesar das inúmeras cagadas envolvendo drogas, prostitutas, e vandalismo, só pra citar as mais recentes.

É natural que garotinhas imberbes continuem venerando celebridades do mundo pop a despeito (ou talvez em função) dessas maloqueiragens. Pô. em minha adolescência eu curtia Marilyn Manson em boa parte porque ele era mó “subversivo” e tal, quem sou eu pra julgar.

(Curiosamente, descobri em tempos recentes que eu só realmente curtia os poucos singles do Manson que eram comerciais o bastante pra aparecer na MTV. Baixei a discografia dele e 90% é um pseudo industrial/experimental chatíssimo que me causou até raiva.)

Entretanto, o nível de devoção que essas garotas nutrem pelo rapaz é assustador ao mesmo tempo que dá indícios de um futuro deprimente.

Por fazer aquele vídeo — e, admito, antagonizar diretamente as fãs do rapaz no tuíter. Era um dia de folga e eu estava entediado –, fui por alguns instantes persona non grata nos círculos de acólitas do cantor canadense. Além do tipo de resposta que eu já esperava ouvir (“grandes merdas, você é só um nerd escroto e ele é milionário”, “essas histórias aí são tudo mentira”, e o particularmente irônico “vai estudar porque ficar fazendo vídeo pra internet é coisa de loser” — eu já estudo, e o Bieber começou sua carreira fazendo adivinha o que?), um tipo de comportamento se sobressaiu e me surpreendeu.

que bosta

Repare que eu entitulei o arquivo “que bosta.jpg” porque é a forma mais concisa de sintetizar o conteúdo dela

No screenshot acima, a garota postou 9 imagens de momentos do cantor que, por insinuação própria dela, são lamentáveis ou reprováveis. A postagem foi pra responder a crítica de que “Beliebers se acham fortes demais”; o argumento da garota é que ela é forte sim, porque aturar esse tipo de comportamento do ídolo e se manter imutável em sua admiração por ele é sinônimo de força.

Essa curiosa filosofia de inversão de valores — dispensar o senso crítico e continuar admirando alguém por mais que esta pessoa exiba sinais claros de que não é alguém que se deva admirar — é o que me dá mais pena nessas beliebers. Existe algo muito errado com a psiquê da pessoa que equivale “permanecer ao lado de alguém que dá motivos evidentes pra que que você repense sua simpatia por ela” a “virtude louvável e até mesmo motivo de soberba”.

Esse tipo de comportamento deprimente é bastante comum com garotas em relacionamentos abusivos. Já tive amigas próximas que eram abusadas verbalmente e até mesmo fisicamente por namorados — em uma ocasião, o sujeito tirou onda porque a menina começou a chorar no meio de uma briga, tomou o lenço de papel dela e tentou enfiar na boca da coitada — e eu reparava nelas esta mesma mentalidade meio Síndrome de Estocolmo, que descreve o sentimento de empatia que algumas pessoas nutrem por seus atormentadores.

Em outras palavras: o abuso pelo qual elas sofriam galvanizava, na cabeça delas, a paixão que elas sentiam pelo cara. Elas carimbavam o relacionamento como “é amor de verdade”, porque se não fosse, como ela teria a “força” pra continuar com o cara…? Algumas até relevavam os abusos que sofriam, indo na máxima de “um dia a gente vai rir disso” — uma postura que você JAMAIS deveria ter quando o assunto é relacionamento abusivo.

Esse tipo de passividade e permissividade com atitudes escrotas e que as magoam é uma marca registrada nos tweets como os que eu postei aí em cima.

E é por isso que tenho pena das beliebers. Se nessa idade (e por um cara que nem sabe que elas existem) elas já consideram “virtuoso” aguentar tudo que o malandro faz… como esperar que elas se comportem de forma diferente com um homem de quem elas REALMENTE gostam…? O que elas aturariam vindo de um namorado, então? Na melhor das hipóteses, se prostrariam a todas as vontades do cara de forma completamente submissa, o que é extremamente doentio.

Esse é o tipo de mulher que toma soco na cara e a maior preocupação é como esconder das amigas no dia seguinte.

Confiem em mim. O sistema operacional de alguém que julga “aturar canalhices sem jamais sequer questionar a índole do canalha” como um atributo positivo tá totalmente fragmentado.

Essas meninas precisam de ajuda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: A internet é foda

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

31 Comentários \o/

  1. Lucas Hoffmann says:

    Essa menina aqui precisa MESMO de ajuda:
    rel="nofollow">

    Proibiram as palmadas e deu nisso aí

  2. Claodete 2001 says:

    Tô criando o slogan “Me estrupa Bieber!” porquê quero ter a buceta e o cu rasgados à chutes pelo meu ídolo lindo e inteligente, de voz doce e notas de $1000 no bolso. (Pode até enfiar umas notas de USD$1000 na minha bucetinha virgem junto com sua mão macia)

    TE ♥ BIEBER

  3. Concordo, o futuro será deprimente se continuar assim… Muitas pessoas estão invertendo rapidamente os valores.

  4. (Curiosamente, descobri em tempos recentes que eu só realmente curtia os poucos singles do Manson que eram comerciais o bastante pra aparecer na MTV. Baixei a discografia dele e 90% é um pseudo industrial/experimental chatíssimo que me causou até raiva.)

    (Pois é, aconteceu exatamente isso comigo em relação a REM: eu gostava bastante de umas 3 músicas deles, resolvi baixar o resto da discografia inteira. O resultado foi que continuei gostando das exatamente três músicas que me fizeram baixar a discografia inteira)

  5. John Croker says:

    Izzy, esse texto seu tem total razão. Chega a ser uma questão de saúde pública.

    No entanto em países onde a própria educação é fragmentada (como o Brasil) não é possível esperar outro comportamento que não seja ditado pela mídia. Faz parte da alienação natural das pessoas e não vejo previsão de melhora. A necessidade de pensar é muito trabalhosa e esse povo deixa-se levar por fragmentos de realidade citados pelos colegas, pela TV e por outros alienados em geral.

    Sei que em países mais desenvolvidos essa alienação também ocorre. No entanto, sabemos que com o amadurecimento boa parte dessas pessoas não se deixarão mais ser abusadas, enquanto no Brasil isso é praticamente uma pandemia.

  6. Wellington Alves says:

    É exatamente o mesmo que os petistas fazem ao verem seus líderes sendo presos mediante provas irrefutáveis. Choram, fazem vaquinha pra pagar as multas, fazem campanha contra os juízes, defendem seus pseudo heróis a despeito de qualquer evidência de terem sido enganados.

    • Jek says:

      Lembra TelexFree. Bandido enganando trouxa crente que está lucrando. Reclamando que juiz fechou o esquema ANTES que pudesse ficar milhionário. KKK

  7. Babi chan says:

    Resultado de uma juventude criada sem video-games xD

  8. Eduardo says:

    “em uma ocasião, o sujeito tirou onda porque a menina começou a chorar no meio de uma briga, tomou o lenço de papel dela e tentou enfiar na boca da coitada”

    Não consigo compreender essas coisas. De verdade.

  9. é algo doentio, se eu falo na frente de uma belieber que ele é uma babaca é capaz dela me matar, mas algum dia ela deverão abrir os olhos, ou os pais delas vão ter que intervir, um dia isso ira acontecer, diferente do que john croker pensa e ficar se rebaixando perante outros países, o Brasil tem seu defeitos, mas as pessoas exageram!

  10. é algo doentio, se eu falo na frente de uma belieber que ele é uma babaca é capaz dela me matar, mas algum dia ela deverão abrir os olhos, ou os pais delas vão ter que intervir, um dia isso ira acontecer, diferente do que john croker pensa e ficar se rebaixando perante outros países, o Brasil tem seu defeitos, mas não é tudo isso que as pessoas falam pra você, as pessoas exageram!

  11. Jotaerre says:

    Só discordo de uma coisa: não acho que essas garotas vão aguentar desaforo de qualquer rapaz quando começarem a namorar, não. Elas devem ter criado para si um “padrão Bieber” de homem com o qual vão avaliar os futuros pretendentes com quem vão se relacionar, e esse tipo de abuso que foi descrito no texto só vai ser aceito se vindo de homens que atendam a esse “padrão”.

  12. Guilherme says:

    Izzy Nobre, o maior filósofo cearense que já existiu!

    Nunca tinha parado para pensar desta forma e olha que já tenho uma certa idade (30++ e contando!). Mais um argumento para usar se um dia eu tiver uma filha (ou filho gay, quem está livre? Sem preconceitos!) que seja mega fã irracional de algum ídolo teen que venha surgir no futuro (talvez até Izzy Nobre vire uma celebridade….)

  13. Leici says:

    O caso das fãs de Justin beira o patológico mesmo: acho que ele poderia fazer qualquer coisa, inclusive defecar na boca delas, que elas continuariam venerando-o como o supra sumo da música. Nem o fato de serem maltratadas no “Meet and Greet” parece abalar a confiança que elas têm que seu ídolo as ama também…

  14. Moonlight ^-^ says:

    adolescentes são retardados cara, eu quando era adolescente andava toda de preto, com uma cruz enorme pendurada no pescoço, ouvia Lacuna Coil e me sentia A GÓTICA kkkk hoje em dia quando vejo fotos dessa época morro de vergonha, provavelmente essas meninas daqui alguns anos vão também

  15. […] o pior é imaginar o triste fim que garotas como essas, podem ter, como o Izzy Nobre cita em seu post, que mesmo relacionado com Justin Bieber (mas não é tudo a mesma merda?) se aplica aqui também, […]