Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Postado em 23 July 2004 Escrito por Izzy Nobre 2 Comentários



Demolidor é provavelmente o PIOR longa metragem de super herói que alguém já teve a cara de pau (pra não mencionar “ganância”) de filmar.A onda de filmes baseados em quadrinhos provocou uma avalanche de títulos: SpiderMan, X-Men, Hulk, Justiceiro, HellBoy, Homem Pirulito… todos os bons super heróis já tiveram seus filmes produzidos. E agora, o que fazer?

Contratar atores meia-boca para fazer filmes de super heróis para os quais ninguém dá a mínima mas que, no entanto, serão assistidos por milhares de pessoas!

Essa solução simples de algum produtor executivo de um estúdio holywoodiano foi o estopim para a produção de um belo fiasco: o filme do Homem Sem Medo.

Tudo em DareDevil é uma bagaça que merece ser bonitamente chutada em algum post-sinopse melhorzinho que eu venha a digitar no futuro quando se a preguiça permitir. A história é ruim, os personagens são ruins, a ambientação é ruim, as atuações são ruin e os efeitos especiais, oh meu Deus do céu, são ruins mesmo. Sério, é ruim ao ponto de dar vergonha. É uma ofensa a pessoas sérias que trabalham no ramo da computação gráfica e àqueles que anseiam em aprender essa arte. Ver um filme como DareDevil desmotiva alguém que acha que efeitos gerados em computador são uma boa ferramenta para melhorar um longa-metragem. Eu consigo fazer GIFs animados que parecem mais realistas que aqueles efeitos toscos que usaram nessa lástima a que deram o nome de “filme”. Talvez eu devesse ter enviado meu currículo pros produtores de DareDevil.

DareDevil é um filme que prova que é importante conhecer a história de um personagem se você vai fazer um longa-metragem sobre ele. Se você apenas coloca um cara com o mesmo nome usando a mesma roupa, o resultado não sai muito legal. Que este erro seja aprendido, e que essa lição seja a única.

Por alguns instantes você até tem a leve impressão que alguém naquela produção é um ator profissional; pena que esses momentos são raros. Se a equipe de casting tivesse empregado caranguejos para produzir a película, provavelmente teriam conseguido atuações melhores que o Ben Affleck e aquela outra menina que faz uma super heroína que acaba morrendo. Sim, ela morre. Acabei de tornar o filme ainda mais inassistível. Nada justifica que você alugue essa porcaria a menos, é claro, que jogar dinheiro fora e assistir filmes ruins seja o seu hobby.

Sério mesmo, o filme é uma merda muito horrorosa, daquele tipo que você precisa dar 3 descargas para mandar pelo cano porque a namorada vem vindo aí. O filme gasta três minutos para contar a história do herói e uns quarenta e cinco numa chatíssima cena de luta com uma personagem que foi apresentada tão abruptamente, que foi quase como se ela tivesse chegado de paraquedas na cena gritando o próprio nome.

A única coisa boa em assistir esse filme é porque você pode brincar de “Qual é a cena mais ridícula?“. Há muitas concorrentes de peso em DareDevil. A minha preferida é quando um vilão (que é tão expressivo quanto uma fralda descartável) quebra um vitral de igreja, CATA OS CAQUINHOS DE VIDRO EM PLENA QUEDA e os joga contra o Demolidor. Nosso herói, ao invês de fazer o óbvio (dar um passinho para o lado), sai dando backflips, como se isso o protegesse de vários pedaços de vidro voando em sua direção. Nem lembro como termina essa cena, eu estava rindo demais e pensando em uma forma de transcreve-la num post. Algum dia pegarei esse filme na internet pra poder assistir novamente essa sequência. Vou me esforçar para pensar em coisas tristes como a morte do meu cachorro ou o fim do fotolog da Dona Arlinda. Isso talvez ajude a controlar os espamos epiléticos de riso que a atuação sofrível daquele elenco (combinada aos efeitos especiais que parecem ter saído de uma produção dos anos 80) provocam.

Destaque especialíssimo para o tal Bulzái, o inimigo palerma com um alvo na testa. Ele consegue ser, ao mesmo tempo, uma mancha no currículo do Collin Farrel e o vilão mais ridículo de toda a história da cinematografia. Notem que ele competiu com adversários de peso como o Bison de Street Fighter ou o cara vestido de Mariposa de espuma em Godzilla versus aquela Mariposa de espuma, com a diferença que a Mariposa atuava um pouco melhor.

Se eu soubesse o quão ruim Demolidor era, eu teria preferido fazer algo mais prazeroso que assisti-lo, como jogar ácido nos olhos ou prender meu nariz na porta do carro. A parte do ácido nos olhos eu provavelmente ainda vou fazer, para remover da minha retina a péssima atuação do Michael Clarke Duncan e me fazer acreditar que ele nunca participou desse filme.

Mas DareDevil é um excelente formador de opiniões: antes eu tinha muita vontade de assistir o filme – parecia ser legal e tal. Quando ele acabou, eu desejei ser capaz de criar uma máquina do tempo para voltar duas horas no passado e me alertar de não assisti-lo. Isso é pra você ter uma idéia de quão influente o filme é.

E alguém deveria ter dito pro diretor daquele lixo que Newton descobriu algo chamado gravidade e que, graças a ela, seres humanos não voam nem andam nas paredes. Exceto, é claro, se você descobriu a verdade sobre a Matrix.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Cinema

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

2 Comentários \o/

  1. Godzilla Game And Toy says:

    Hi there -- Tooo true (Blog Archive). Well done article, I hope it gets picked up on the internet more and more. FYI, I found you quite by accident while searching on ‘Godzilla game and toy’. I feel lucky to have found your Blog. Keep thinking and posting!

  2. Bruno Guedes says:

    Fim da picada, Kid, spam com mais de três anos de atraso é fogo!

    By the way, eu não achei Daredevil tão ruim, mas culpo a qualidade da imagem da TV onde assisti…