Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

[ Joguinho iOS viciante da semana ] Bad Piggies

Postado em 30 September 2012 Escrito por Izzy Nobre 27 Comentários

Então tem aquele joguinho que você talvez já tenha ouvido falar, o Angry Birds.

Angry Birds, da produtora finlandesa Rovio, foi O grande acontecimento gamer das plataformas móveis em recente memória. O último jogo portátil que causou tamanho furor na indústria — e que movimentou grana comparável em merchandising — foi Pokemon, eu acho. Considerando que a essa altura existe mais reverência por Pokemon do que pela instituição matrimonial, daí você tira a magnitude da parada.

A propósito, deixa eu fazer um comentário rápido sobre a nacionalidade da Rovio. Lá no finzinho dos anos 90/comecinho dos anos 2000, eu era um explorador incansável dos mais obscuros rincões da internet, em busca de joguinhos freeware multiplayer.

Eu achava algum jogo bacana, levava pra escola, e evangelizava TODA A SALA. Após o padrão se repetir algumas vezes, eu virei “o cara que manja dos joguinhos” — que é um título que eu meio que ainda mantenho até hoje.

E sabe o que percebi nessas excavações por joguinhos? A maioria deles — Liero, Molez, Tapan Kaikki — era produzido por desenvolvedores finlandeses. Achei a coincidência curiosa; após algumas pesquisas descobri que aparentemente as escolas na Finlândia oferecem cursos gratuitos de programação. Não sei se há conexão, mas minha vida inteira carreguei o factóide “finlandeses desenvolvem joguinhos foda porque aprendem isso na escola” no bolso.

(A propósito: Alan Wake, Max Payne, de Blob, Death Rally, Frets on Fire, Turbo Sliders, Trine? Tudo finlandês também!)

E com o sucesso de Angry Birds e agora de Bad Piggies, talvez minha teoria não estivesse lá tão errada. Mas vamos ao jogo!

Bad Piggies é a tentativa da Rovio de expandir o “universo” de Angry Birds. No jogo, que tem como “heróis” os porquinhos safados dos primeiros jogos, você tem que construir máquinas pra navegar fases e, se deus quiser, obter as tais malditas três estrelinhas na sua execução.

Eu sou um fã ABSURDO de joguinhos de construção de máquinas. Esse approach meio Legozístico “taqui um monte de pecinhas, faça seu brinquedo” é algo que estimula o cientista de foguetes que eu nunca serei.

Você constrói máquinas com rodas, máquinas voadoras e, frequentemente, híbridos dos dois. O jogo tem fase pra caralho, tem um modo sandbox, tem aquele mecanismo lá das 3 estrelinhas que faz os portadores de TOC (eu) só conseguirem largar a parada quando conseguirem 3 estrelas num número arbitrário de mapas.

É uma pegada bem The Incredible Machines, um jogo que atinge 100% de aprovação entre as pessoas que o jogaram quando criança (tu já ouviu alguém dizer “nossa eu odiava The Incredible Machines? Claro que não), só que com autonomia maior. No caso, em Bad Piggies você não simplesmente completa lacunas numa máquina Rube Goldberg; tu tem que bolar um veículo viável que vá do ponto A ao ponto B e que aguente o tranco até lá.

E não é questão de montar tudo e apertar play: alguns elementos dos veículos exigem que você os controle. É massa.

E vou te contar, montar um foguetinhos no jogo estilo os Saturn das missões Apollo, com múltipos estágios de separação (e usando garrafas de refrigerante como combustível) me dá mais alegria que o nascimento do meu filho primogênito um dia me dará.

Aliás, o jogo tem uma pegada MacGyverzística dupla: não apenas você está quebrando a cabeça pra bolar a estrutura mais eficiente pro seu veículo, os aparatos usados pra isso são coisas triviais como garrafas de refrigerante, balões e guarda-chuvas.

O jogo custa 1 (hum) dólar pra iPhone, e tem até pra Android caso você seja pobre. Compraí que eu dou meu selo de garantia da parada.

(Tem pra PC também mas você e eu sabemos que PC gaming está morto e enterrado e até fedendo já, o que é contraditório já que ele está enterrado mas foda-se)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Games

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

27 Comentários \o/

  1. Paulo Henrique says:

    Izzy, faço 2º ano do ensino médio, e faço curso técnico de programação de jogos! Sim, eu aprendo a fazer jogos na escola. 😛

  2. eduardo pururuca says:

    já to baixando torrent :3

  3. Tu falou de montar naves, já jogou o Kerbal Space Program? É exatamente isso, montar espaçonaves e tal, de uma olhada, acho que vai diminuir teu rendimento de modo considerável

  4. Pedro Papadópolis says:

    Não é só pra iOS.

  5. André says:

    Essa empresa é muito safada. Angry Birds é um clone total de jogos estilo Cursh the Castle. Esse novo aí também é bem clone de vários jogos de flash. =/

    • ALU says:

      Ah, mas hj em dia quem vai se importar com plágios de jogos em flash, mais mortos que qualquer outro sub-género pc gamístico? (e tudo é clone de vários hoje em dia. Não tinha como não ser.)

  6. Eric Draven says:

    Vou baixar e jogar bad piggies de graça no meu android de pobre, vocês “ricos” donos de iPhone podem pagar se quiserem jogar.

  7. Tomás says:

    Ah, então é por isso que andas tão sumido,kid? hahahaha.

  8. chegou a testar amazing alex? é da rovio também e pelo que vi tem essa pegada rube goldbergzística que TIM tinha

  9. Aquele momento em que no final do texto, no último respito, Mr. Kid tenta angariar a fúria mongol (no sentido verdadeiro e pejorativo da palavra) dos gamers de PC, tipo minha pessoa. XD

    Nice try! xP

  10. Caio Sabino says:

    Izzy,

    na ultima semana os dois top grossing iOS apps eram da Finlandia, Bad Piggies e Clash of Clans. Como diria Borat: “Not a bad” pra um paihs de 5 milhoes de habitantes 🙂

    Faltou aih na tua lista dois jogos muito bons desenvolvidos por produtoras Finlandesas: Super Stardust (HouseMarque) e Trials (RedLynx). A HouseMarque tb fez o Dead Nation, q nao fez tanto sucesso mas tb eh muito bao!

    Ah, que eu saiba, nao eh padrao as escolas aqui ensinarem programacao, acho que deve ter uma ou outra com um curriculo especial… o que contribuiu muito pra essa cultura gamer foi a demo scene nos anos 90 eu acho, a turma eh despirocada no commodora 64 e ateh hj muito gente fala disso

  11. Jotazêr says:

    Liero é sensacional.

  12. Jotazêr says:

    Porra sou pobre mesmo, o jogo não roda no meu android.

  13. comedor de boyzinhos says:

    eu me sinto estranho vendo as pessoas jogar esses apps…pensar que láaa em 93, eu me matava jogando Wolf na epoca do DOS ainda…era só o que tinha de legal pra fazer no DOS era jogar Wolfenstein 3D. Só! Mas eraa truezão e como era

  14. cristiano says:

    Esse seu post não é compatível com a pessoa fodida que você pintou nos posts anteriores. Nem vem dizer que joga no buzão. “No meu tempo”, eu aproveitava o tempo do buzão pra estudar pra engenharia, que o trem era tenso. Se bem que, na minha época, a gente ainda chamava a telefonista pra completar a ligaćão … 😀

    E os finlandeses são fodas mesmo. Aquela terra é mais maldita do que o Canadá. No inverno, 13:00 já está ficando escuro de volta … Dica de coisas legais de finlandeses: http://www.starwreck.com/ e http://www.ironsky.net/

    Eu trabalhei na Nokia …

  15. iwanturiphone says:

    e ai Izzy, falando em game iOS, que fim levou teu velho Iphone? ainda ta com ele pra passar adiante?

  16. Melhor comentário ever:

    “O jogo custa 1 (hum) dólar pra iPhone, e tem até pra Android caso você seja pobre.”