Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Magic – esporte de nerds

Postado em 13 February 2010 Escrito por Izzy Nobre 90 Comentários

[Update] Acabei de notar que este é o milésimo post do HBD. Mil textos ao longo de seis anos (isso sem contar meus anos de blogagem anteriores ao blogspot). Ao todo, estou nessa vida sem futuro há quase 10 anos.

Parabéns pra mim!

***

Se você é um dos três leitores que prestam atenção nas imagens publicadas ali do lado direito, sob o letreiro “Fotos pro Twitter”, você deve ter percebido duas coisas:

  • Eu comprei um novo canivete pra substituir aquele que eu perdi estupidamente no trem;
  • Eu recentemente retomei um hábito que moldou minha adolescência – e que, violando todas as leis naturais que regem o universo, não me impediu de perder o cabaço:

Magic the Gathering.

Meu irmão, prestes a levar uma surra.

Comecei a jogar Magic lá pelos idos de 2001, durante o bloco de Apocalypse se não me engano.

Pros não-iniciados – a cada mais ou menos seis meses, a Wizards of the Coast (a fabricante do jogo) lança novas expansões, pra renovar constantemente o cenário do jogo e impedir que nego fique usando sempre as mesmas cartas e baralhos super-poderosos pra vencer campeonatos. O grupo de três expansões são chamadas “blocos”.

E por causa da regularidade com a qual novas expansões são lançadas, quando um jogador quer ilustrar pra outro há quanto tempo é adepto do jogo, basta dizer em que blocou começou a jogar. Quando eu digo que comecei em Apocalypse, todos os nerds de Magic sabem que comecei por volta de 2001.

Continuando.

Entrei no mundo de Magic bem casualmente, por causa do Coeli. Pouco tempo depois eu já via o jogo como um passatempo caro e com pouco a oferecer (eu só tinha um baralho pra iniciantes, e tinha apenas meu irmão e o Coeli como oponentes).

Foi aí que descobri que um conhecido do bairro,  jogador fanático do card game de Pokemon, havia migrado pro Magic ao iniciar a adolescência.

O cara (oi Antônio, caso você esteja lendo este texto. Tu ainda lê meu blog, seu corno safado?), já familiarizado com o cenário de competição de cardgames (onde, imagino, eles apontavam uns pros outros e berravam “te desafio para uma batalha poquemon!”), nos levou pro shopping da região, onde nas tardes de sábado a molecada se reunia na praça de alimentação pra socializar, trocar cartas, e jogar.

Orgulhosamente ou vergonhosamente (decida você), essa não foi nem a coisa mais nerd que já fiz na vida.

E nessas idas ao shopping pra jogar Magic, acabei fazendo as melhores amizades da minha vida. Amigos do peito mesmo, daqueles cujos laços não se desfizeram com a distância. Isso, por si só, fez valer cada centavo que gastei com o hobby.

Magic
Acima: MUITOS centavos gastos com o hobby

Magic é um jogo bacana pra quem curte linguagem lógica. O jogo consiste em provocar efeitos que te levem a vitória usando cartas que trazem textos que dizem “Se X, então Y acontecerá”, onde X é uma condição presente no jogo no momento, e Y é o efeito desejado. Combine duas ou mais cartas nesse estilo e você está essencialmente compilando código de programação durante o jogo.

Criar estratégias pra baralhos é essencialmente análogo a um exercício de programação. E de fato, frequentemente você tem que voltar à elaboração do baralho pra consertar bugs que emergem de “código” que não trabalha tão bem quanto você pensava que ele trabalharia.

Eu recomendo Magic pra galera que trampa com programação, é interessante ver o conceito de linguagem lógica sendo aplicado como base de um jogo.

Esse é o fator que me interessou em Magic. Quando eu tinha apenas aquele baralho de iniciante, com um número muito limitado de cartas e todas com efeitos simples, o jogo era monótono.

Foi quando me expus à comunidade de jogadores, às estratégias que eles bolavam e ao mercado informal de trocas de cartas que o jogo virou vício – que era retroativamente alimentado pelo círculo de amigos com o mesmo interesse. Descobrir uma carta que trazia “código” interessante e sair caçando a carta fazia parte da diversão do jogo.

Aqui no Canadá minhas cartas estiveram coletando poeira no armário, esquecidas por anos. Alguns velhos colegas de trabalho voltaram a jogar, me convidaram pra me unir a eles, e o vício recomeçou exatamente do ponto onde havia parado – cá estou com 4 abas do ebay abertas, dando lances em cartas cujos “códigos” serão bastante úteis no meu baralho, e discutindo estratégias no twitter.

E Magic foi o responsável pela coisa mais deprimentemente nerd que eu já fiz na minha existência – passar um sábado à noite na casa de um amigo assistindo fitas VHS com finais de campeonatos mundiais de Magic. Com comentarista, múltiplos ângulos de câmera e tudo mais.

E nós, manchando o sofá com refrigerante e molho de pizza, dando pitacos empolgados nas jogadas e fazendo notas mentais sobre alguns passos tomados pelos jogadores. A maioria dos meus amigos costuma fazer isso com finais de campeonato de futebol americano ou hockey, algo que eu não assistiria nem que me pagassem.

Nerd é um bicho estranho.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Games

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

90 Comentários \o/

  1. Slayderness says:

    Carai muita nostalgia pra mim =P
    Quisera eu poder voltar a jogar como antigamente ^^

  2. oberdanorris says:

    Sou iniciante no magic, não tenho nem deck, mas jogava quando ia para casa do meu primo, e sempre tive a impressão de ser monótono também, mas o problema é que as cards de magic no brasil (pior ainda onde moro, região norte) são caras e difíceis de se encontrar, onde moro só há uma loja que há boosters.

  3. lucas says:

    Engraçado. Lembro o dia que comecei a jgoar magic. Eu tinha ido comprar cartas de pokemon, por sinal, ia começar a jogar pokemon também. Daí não tinha pokemon e levamos magic. No começo, só eu, meu irmão e mais um amigo para jogar, e uma semana depois era nós no shopping jogando com outra piasada que se reunia para os campeonatos. Valeu a pena.

  4. Mauricio says:

    Realmente esse é um mundo bem esquisito,
    Jogo Pokémon já fazem uns 4 anos, e mesmo agora em que a Nintendo lança coleção a torto e a direita e cai coleções a torto e direita também (no pokémon é assim =[) ainda todo sábado vou a Itiban(JABA) pra jogar trocar cartas, mas o que mais me motiva é porque verei os amigos falarei besteira e comentarei assuntos que quase nada tem aver com o pokémon.
    Na é poca que tava começando a sair com a mulher também fiquei mó preocupado, Putz como vo dizer que jogo Pokémon pra ela hahahaha, mas ela achou super legal, pois é algo meu onde saio com meus amigos e talz, e também ela gosta pois pego cartas “bonitinhas” pra ela.

  5. Arnoldo says:

    E tem gente q joga iuguiô

  6. Bruno says:

    Cara, acho que todo mundo que já jogou Magic num nível (pelo menos um pouco) acima do Iniciante vai se identificar com o seu texto. Tudo o que você falou é real.

    E as pessoas não entendem como é possível fazer amigos no Magic, esse “jogo de nerd sem vida social”. Costumo pensar que elas, infelizmente, não sabem o que estão perdendo 😉

  7. Trovalds says:

    Às vezes tenho vontade de entender essa parada aí. Meu primo tinha umas 3 gavetas entupidas de cartas de Magic.

    No mais, parabéns pelo milésimo post. No próximo faça uma “retrospectiva HBD 1000 posts”.

  8. Binho Moreira says:

    meu maior problema com magic é o clássico do brasileiro, é caro demais, e o pessoal que joga mais reclama se você ousar aparecer com um baralho ou mesmo uma carta só mais antigas, aí é osso. Não da pra manter um baralho forte com cartas das duas últimas edições sempre então guardo minhas cartas cuidadosamente e quem sabe um dia volto (ou elas ficam tão antigas que aparece alguém querendo comprar xP)

  9. Binho Moreira says:

    Aliás, maurício o senhor é um bebê eu tenho cartas de pokemon de 1999, quando ainda era da Wizards of the Coast.

  10. Um amigo do meu irmão também voltou a jogar. 🙂
    Magic é um bom jogo.

  11. Wolfgang says:

    Pô, na minha adolescência eu jogava YuGiOh e achava legal.
    Fiquei interessado na lógica que envolve, como tô fazendo Ciência da Computação esse pode ser um excelente passatempo.
    Ah, tem como adicionar uns botões pra mudar a cor de fundo do blog? O branco intenso me dá dor de cabeça, se puder colocar algum, fico agradecido =]

  12. Heron says:

    Realmente, Magic é um vício da porra. Atualmente tenho uns 3 decks aqui em casa, que uso pra jogar mesão com uns amigos de vez em quando. Mas onde eu tenho gastado mais dinheiro é no Magic Online, onde só jogo a modalidade Pauper.

  13. Reis says:

    Kid, seu safado… em 2002 a gente foi para um carnaval no interior e a gente chegou a jogar com umas cartinhas.
    Estou ausente por que estou morando numa nova cidade, sem computador e sem acesso pra net… Ainda estou organizando minha nova vida. =)
    Abraço.

  14. Viktorkav says:

    As amizades feitas com o Magic são realmente para toda vida. Também tenho amigos que conheci jogando há 10 ou mais anos atrás e até hoje convivo com eles.

    Esse ano tô me dedicando pra poder participar do nacional e do mundial, Já consegui as vagas (por DCI Rating), só falta a passagem Natal/SP no meio do ano e a Natal/Tokyo no final! Haja dinheiro…

    Para quem interessar, semana que vem vai ter um Pro Tour cujo formato é o Standard (T2). Vai ter live webcast no site oficial do jogo: Daily MTG.

  15. Holygriever says:

    Esporte de nerd pra mim é Fighting Games. Conheço poucos que ficariam acordados até as 3 da manhã em um domingo assistindo ao livestream das Grand Finals da EVO 2k9 sendo que depois tinha que trabalhar na segunda.

  16. tiophio says:

    Esqueceu de dizer que o MAGIC é um jogo caríssimo e que hoje em dia as noas edições são um lixo e perdeu toda a essência da coisa.

  17. Cheguei a jogar umas partidas no deck de um amigo, lá pelos idos de 2003. Era um deck muito legal, vermelho e preto, tinha Labareda e Roubo de alma (algo assim).
    O primeiro causava dano igual à quantidade de terrenos (vermelhos, acho) que você tinha.
    O segundo, roubava a hp do cara e passava pra você por X terrenos, algo assim.
    Era massa. Ganhei de altos carinhas iniciantes com esse deck.

  18. Editando: As cartas eram: Flame burst e Soul Burn.

  19. Belo post Kid, ja joguei Magic junto de varios colegas na escola pelos idos de 2001 a 2003, e realmente era muito massa, bons tempos aqueles, onde eu podia jogar pra caramba…uma pena que não mais acho pessoas que curtam este ótimo passatempo aqui em minha região.
    Agora, quanto a parte que tu disse que passou um fim de semana assistindo uma fita de final de magic, bom, para mim é substituivel para ler livros de estratégia de xadrez 😀

    @Wolfgang: tem uma extensão do firefox chamada Greasmonkey que, ao ser configurada com alguns scripts, pode mudar a cor do fundo de algum site, bem como outras coisinhas mais. Talves seja interessante a ti.

  20. i4nd says:

    Bora jogar Magic online 😀

  21. Danny Huang says:

    a anos atraz, jogavamos Magic em grupo, faziamos um mesão com varias jogadores jogando entre si, criando aquele clima de terror e medo, fazendo com que o jogo ficasse com um clima mais excitante…. mano a mano é para os fracos… heheheheh, ahhh, mais uma coisa, jogando mesão podiamos fazer decks mais lentos e poderoso…. boa fase!!!

  22. Camilo says:

    mol veneno magic aki passou mas num se popularizou mto … o pessoal aki soh queria saber de jogar yugioh ( acho que eh assim que se escreve) …

    bom … bons tempo eh uma pena nao ter ninguem aki pra jogar e relembrar … jogo de carta pra mim agora eh poker :D~~

  23. Nailson says:

    Se eu tivesse ai, eu iria JOGAR hockey, pode ter certeza.

  24. Default says:

    Eu nunca joguei muito magic, mas adorava jogar yugi-oh com os amigos, acabeide ler suas 1000 postagens ontem e pensei numa coisa, cade o RaUL Kid?

  25. Putz… 1000 posts? Massa véi!!!
    Parabéns… sou um recém inserido aqui neste seu blog…

    E eu pensando que eu era desocupado por ter atingido essa marca em 13 meses de blog, mas tudo bem… alguém tem que trabalhar, né?! hahaha…

    Sobre o post…
    Como o @rdourado mesmo diz, eu sou um falso nerd, pois assisti Star Wars um dia desses e nunca joguei RPG, não terminei O Guia do Mochileiro das Galáxias e tbm nem me ligo a joguinhos que se pensa muito como eram esses jogos de carta… qm sabe eu jogue esse tal Magic qq dia… ou não…

  26. Raph4 says:

    Esperava um 1000th post melhor.
    Acho o Sr. lamentável.
    E nerds não são estranhos -- você é.

    Aliás, amigos comentaristas, já notaram que cada semana o Kid tem um vício que some misteriosamente?
    Acompanhe as últimas:
    -- Brazilfag/nordeste;
    -- Pokémon;
    -- Jesus/Se assumir crente novamente;
    -- Magic…

    Qual será a próxima?
    Acompanhe o twitter deste cidadão, até a próxima quarta saberemos!

  27. Marc says:

    Hahahaha!

    Comecei a jogar no finalzinho da terceira edição acho q em 94/95! Fui até o de máscaras de mercádia em 2000! Hoje em dia dá pena de voltar só pelo investimento inicial… se bem que hj em dia a Wizard já vende decks campeões por aí pros jogadores casuais, não é?

  28. Algust21 says:

    MUAHAHAHAHAHAHAHAH

    me identifiquei MUITO, Kid!

    Já devo ter comentado antes no HBD, eu sempre fui beeem viciado em magic. Também assistia os mundiais em vhs (Veja, o mundial todo.. não só a final), mas acabei desistindo dessa vida em 2007.. nem sei por qual motivo.
    Mas magic sempre mexe comigo quando vejo. Ainda tenho todos meus decks… minhas 4 birds.. minha tundra e minha underground *-* foi tesão demais arranjar essas dual lands..
    Você me deixou com vontade agora.. já jogou no MagicWorkstation? aquilo lá é util demais.. e o online é ótimo também

    Ultimamente, acho que só o orions matou um pouco a saudade que tenho dessa época..

    Pois é, NERD é um bicho estranho…

  29. Tiago says:

    Nossa, devo ser um dinossauro, eu comecei com a 4th Edition, sei lá há quantos anos atrás… eu tinha uns 13 anos, então foi lá por 1996 +/-…

  30. Darox says:

    Joguei Magic umas 2 vezes, meus primos são aficcionados e só lembro da palavra “elfos” , joguei bastante spellfire mas era bem mais simples.

  31. joao ricardo says:

    Já cogitei entender como isso funciona… mas bate aquela preguiça… ainda mais de gastar dinheiro 🙂

  32. bertim_ says:

    Vc só percebe que está viciado em magic quando começa a comprar TIX para jogar no Magic Online e se diverte com drafts diários que consomem sua alma/bolso.

    Magic é foda de bom e horrível de se viciar pois o jogo custa caro CASO se deseje competir profissionalmente!

    Já realizei meu desejo de jogar um nacional e em 2009 tivemos um amigo maranhense no top8 do nacional.

    Boa sorte no retorno querido, quero ficar um bom tempo afastado pois até hoje sinto o rombo no meu bolso =~~

  33. Leonardo d Jesus M. says:

    Lembro de quando tu compraste esse infame deck de principiante, lembro tmb que comprei uma porcaria dessas, mas comigo não funcionou não, acho que ja tinha odio o bastante das cartas de pokemon e só fiz foi transferir tal sentimento pra Magic, no entanto hoje é mais uma economia no bolso, eheheh!

  34. hstefan says:

    “e você está essencialmente compilando código de programação durante o jogo”
    Tio, o que caralhos tu está dizendo? Favor parar de mastigar merda,
    abraços.

  35. Eu curto Magic demais. Há umas duas semanas eu conseguio Sorin Markov (planeswalker) num booster e a mulher que me vendeu a bagaça ficou literalmente com lágrimas nos olhos ao ver a carta mega rara se esvair de suas mãos.

    Falar em mulher que me vendeu a bagaça, porque diabos os magiqueiros pronunciam “Bâster” quando falam booster? Até onde eu sei, você não compra um buster…. Enfim…

  36. Gabriel says:

    Compra pra próxima vez que você voltar pra cá.

    http://www.veraohavaianas.com.br/JFZZ

  37. Reinaldo says:

    Se X, então Y [deve] acontecer”, onde X é uma condição presente no jogo no momento, e Y é o efeito desejado.

    O direito funciona assim.

    2001… Tempos de Shopping aldeota ou Avenida. No Avenida é que rolava mais Magic, mas no Aldeota é que tinha mais pessoas ligadas ao RPG de gente grande.

    Abraço,

  38. Toddy says:

    Parabens!
    Meu baralho molhou e eu desisti :´(

  39. Viana says:

    E eu que ainda tenho a pasta com cartas de Magic e Pokemon, husahusu não jogo mais faz uns 4 anos u.u

  40. Viana says:

    Magic começou a ficar muito apelão, com os famigerados baralhos de Afinity, neguinho conseguia vencer jogo em 3 turnos, o bicho pegava suhahuahuas

  41. Juvenal says:

    Sugestão de post:

    Mistérios inexplicados sempre foram um grande alvo da minha curiosidade e tenho certeza que não sou o único que se interessa no assunto. Há MUITA coisa escaborosa acontecendo ao redor desse mundo que eu não mencionei nesse texto, e por isso aguardem continuações desse post.

    E ai, kiD, vai rolar ou não ? 😉

  42. y!u says:

    Vei, porque todos que jogam magic gostam de fazer ele parecer muito mais que os outros TCG? Me irrito demais com isso no forum oficial.

    É um jogo de TCG, nada mais caralho.

    Falam sobre lógica e bla bla bla. Xadrez é jogo de lógica. Magic é jogo de estratégia, sorte e criatividade.

    falo memo rierrieirieir

  43. Benhur says:

    Caramba! Quando eu comecei a jogar por volta de 98 (no bloco de Urza: Saga, Legado e Destino) e ,por incrível que pareça era um hobby até que não tão caro. Se eu não me engano R$ 5,00 o booster com 11 cartas. Era legal pra caramba, e, além de tudo promovia uma integração nerd sem precedentes por aqui! Mas o preço subiu (meeesmo) e a popularidade, infelizmente não é mais a mesma. Volta e meia eu e uns amigos ainda jogamos, mas eu n guento nem 5 minutos com o meu deck old school. heahe

  44. y!u says:

    PS: boa coleçao. fora do BR deve ser mais facil gastar dinheiro com isso. Aqui o preço é muito abusivo pro tamanho da comunidade de magic no brasil…

  45. Jonathan says:

    Cara… voltando a visitar o teu blog depois de muuuuuuito tempo! E dou de cara com um assunto que mto me interessa, Magic! Aqui em casa rola todas as tarçes a Magic Night. Uma galera se reune em volta de uma mesa para jogar Magic e falar merda. Nada de novo, a diferença talvez seja a forma que jogamos. Não usamos decks individuais e sim decks comunitários. Explicando: São dispostas na mesa 6 pilhas de cards em forma de estrela (na mesma ordem em que se apresentam nas costas dos cards) com artefatos na base (entre o vremelho e o preto)e no centro fica o cemitério. Sem contar o board e sua mão, todo o resto é comunitário. Ainda usamos os terrenos separados das pilhas de cards de magicas, criaturas e efeito.
    Fora o detalhe de se precisar de muitas cartas, é extremamente divertido e desafiador ter varios magos na mesa. também interessante ver os conchavos contra oponentes com board mto forte.

  46. Iark says:

    “… passar um sábado à noite na casa de um amigo assistindo fitas VHS com finais de campeonatos mundiais de Magic.”

    Me senti tão normal e não-nerd agora, obrigado Kid!

  47. Jordy says:

    tempo bom a minha infancia, quando eu jogava magic…

  48. Jordy says:

    ver se ainda tenho o deck =D

  49. Tchunako says:

    eu jogo com os amigos com as cartas antigas , sempre usando as mesmas cartas e sempre surgindo combos novos.

    Eu comecei na setima ou por ai…tinha aquele deck de goblins iniciante , depois montei um gobbo attack foda .

    parei em kamigawa worst ed ever.

  50. Eduardo says:

    eu fiz uma imagem mental de vocês dando palpites em campeonatos de magic, e isso me fez rir, MUITO.

  51. Camilo says:

    e o HBDtv jah era ?

  52. André says:

    Mas e em que formato você joga afinal Kid? T2, T4 ou T1?

  53. Rafael says:

    Olha pelo lado bom, onde você mora as cartas são bem mais baratas e tem muito mais pessoas que jogam. Imagina se você tivesse se mudado para Blumenau, como eu, e se deparado com a triste cena de que apenas 5 pessoas em toda a cidade jogavam… Hoje estamos mudando, mas haja trabalho viu!

  54. Gabriel says:

    Po quando tinha aproximadamente uns 7,8 anos eu via meus amigos jogando um jogo mtu interessante com cartas em ingles q eu nao entendia nada! heheheh.
    Ai anos depois eu estava indo para o colegio quando um amigo meu me flw vc ja jogou magic e eu falei nao sei axo q noa mas ja vi esse jogo! ai ele me apresentou seu deck foda ( eu axava ) e eu fui jogando com ele e seus amigo q nao me ensinavam nada! 🙁 eu q tinha q me virar na net! mas ai fui gastando mtu dinheiro! devo ter gastado uns 250,300 reais! e hj com 14 anos as minhas cartas ficam quardadas sem ninhuem para jogar! e eu ainda nao sei montar um bom deck e nem jogar mtu bem! 🙁

    PS: pensei em vender mas ainda bem q nao vendi! hehehhe

  55. Flavio says:

    Este post lembrou parte da minha adolescência… saudades de Ice Age!

  56. […] Reader: Magic – esporte de nerds Ahhh Magic!!! Posted in Outros | Tags: google reader, […]

  57. luyz says:

    Cara, queria pedir um favor seu, faz um post ensinando como tu faz as suas camisetas com o transfer. É que eu to tentando aqui e nunca da certo, e as suas camisetas parecem que ficam perfeitas.

  58. AgaGê says:

    nunca gostei de magic.
    Pokémon era mais legal =D

  59. Juvenal says:

    e o HBDtv jah era ? [2]

    Pelo visto sim e o 99 vidas tbm 🙁

  60. Joe says:

    Feliz de você que ainda tem com quem jogar. Depois que me mudei nunc amais joguei =/

    E jogar pela internet não tem graça. O bom do Magic é esfregar na cara dos seus amigos aquela carta super-hiper-mega fodástica que eles não tem 😀

  61. Ladislau NS says:

    99 vidas, meeeo!!

  62. @lenildoleite says:

    Sempre preferi Jyhad, acho mais inteligente e estratégico.

  63. Melhem says:

    Há! Nem sei se tu lembra, mas eu e Goulart(meu Primo) jogavamos no Garden SHoping (Lusitana SHoping) e dps no São Luis Shoping xD!!!! Nerdisse entre familia LOUKA!

  64. Eurritimia says:

    Nunca fui fã de Magic. Prefiro Spellfire.

  65. Camilo says:

    milésimo post tinha que ser sobre magic ainda por cima …
    seu nerd do carai …

  66. sebastiao neto says:

    Tenho centenas de cartas de magic mas nunca joguei. gostava mesmo era de colecionar. Parei de comprar na expanção alisios se não me engano.

  67. Luis says:

    Newbie, eu jogo desde Revised. Acho que vc nao tinha nascido ainda, hohoho.

  68. Kirano says:

    Jogo magic mais ou mesma epoca, ou um pouco depois.
    Para o povo do RJ existiam 2 pontos magic obvios:
    Sexta na gibimania -- Tijuca
    Sabado na metropolis.
    Eu era da Gibimania e fiz muitos amigos por causa do magic. E os que falam de outros tcgs e afins, ja joguei Pokemon e Yu-Gi-Oh, e acho que nenhum dos dois tem o nivel estrategico de magic. Pokemon eu tive um deck que pra epoca (até edição Rocket) foi capaz de nunca perder (e pela fama eu consegui vender R$250,00) e quanto a Yu-GI-Oh, odiei.
    Agora, izzy, essa sua alusão Magic-Codigo foi algo muito drogado, porém eu gostei.

    Jogo ainda hoje com decks antigos (a maioria é até mirrodim, q foi qd parei) e to voltando agora a ter vontade de comprar e negociar cards.

    Aos que falam que é caro, Magic ainda é um dos TCGs mais baratos do brasil.

  69. Kirano says:

    E uma coisa, “pra se unir” ficou muito analfabeto. “pra me unir”.

  70. Kid says:

    Caraio, que erro elementar e escroto. Corrigi, valeu!

  71. Cara, pela repercussão do teu post (com mais de 70 comentários) fica comprovado cientificamente que a grande maioria dos teus leitores são nerds.
    Contrapondo-se ao último post, que fazia alusão a uma situação corriqueira e social, cujos comentários deram-se em um número bem menor.

    Ou seja, começo a concordar com minha namorada, que jura de pés juntos a minha nerdeza.

  72. com orgulho eu comentos que assistiria tanto à final de magic quanto ao superbowl ahahahah. sou um bixo estranho. magic é uma delícia cara, pena que exija uma dedicação true pra valer a pena =/ coisa que não pretendo ter na facul agora hahahah.
    parabéns aí kid pelo milésimo post.

  73. estraho says:

    lol até eu fasso um site melhor que esse pow ta ruim demais

  74. Comecei a jogar Magic com o Máscaras de Mercádia, se não me engano, mas não queria gastar tanto e montei um deck só pra vadiar com meu irmão. Depois não quis me atualizar, vendi tudo q tinha, com exceção do deck verde de elfos que tenho.

    Recomecei a jogar com o Magic Online, pois fica relativamente mais barato para montar um deck bom. É só comprar uns 10 event tickets (U$ 1,00 cada) e trocar com os Trade Bots que estão por lá, que possuem MUITAS cartas e possivelmente possuirá a que você deseja. Com 2 Event Tickets e as cartas iniciais já consegui montar um baralho razoalmente legal. Faltam umas cartas pra aparar as arestas, retirar outras, e fica de boa.

    Se alguém tiver interesse meu username lá é rodrigons (jogo no standard)

  75. M says:

    Apocalipse… começou bem…

    eu começei com Magig na época do lançamento do bloco de Miragem, ou seja apanhei em muito torneio por conta de Tutor Demoniaco e as cartas OVER³³³³ de quarta edição…

    Mas nada se compara a fazer o oponente comprar toda a mão com um deck Tolariano…

  76. Lana says:

    Caramba, Magic!
    Eu tinha 11~12 anos quando rolava a febre do Magic! Minha parte favorita nem era jogar, era ficar olhando as ilustrações do capeta do Todd Lockwood, mas todos os meus amigos eram viciados, eu mesma só tomei coragem pra economizar e comprar um deck de noob quando o Magic já tava sendo substituido por Yugioh. Aliás, nunca vi jogador de card game mais lazarento e sem dignidade que jogador de Yugioh, na minha escola era um tal de neguinho ter 10 dragões brancos de olhos azuis no deck, todos devidamente xerocados na bibioteca em folha A4 e porcamente recortados com tesoura sem ponta.

  77. Lana says:

    Agora, Kibe, nostalgias à parte,lombrou na tua analogia com programação, hein?

  78. Bruno says:

    Sou jogador de RPG, e acabei trombando com Magic, vício que matou parte dos jogadores de RPG de minha cidade, e os transformou em duelistas de magic.
    Hoje sou duelista jogador de RPG.

    Abraço

  79. CCCC says:

    Kid viado, vai morrer com 4 abas do ebay abertas e um bloco de Apocalypse enfiado no cu.

  80. Issue says:

    Um post de magic :O

  81. Marcel says:

    Eae rapaz, blz?
    Pois entao, quando comecei a jogar Magic, estava no bloco da IV edicao … bom, isso era em 1996 … as cartas da Era Glacial eram as mais fortes hehehhe
    Fiz a colecao completa da quarta edicao, tenho todas ateh hj, e ainda varias cartas de outras edicoes … adoro esse jogo, mas nunca mais joguei.

  82. Misato says:

    O famoso chuta-bundas que nunca mais apareceu.. Belas lembranças sinhor

  83. Larissa says:

    Oi Kid, não sei se sou a punica mulher a comentar, e nem acompanho esse blog, caí de pára-quedas…mas meu namorado joga magic, e faz programação, e eu não gosto desse hobby, pensa em uma garota louca pra ficar com o namorado na sexta a noite e ele vai pro “Friday Magic Night”?!?, sábado ela quer sair e ele vai pros “regionais”…fikei deprimida ao ler o seu post…pq acho q não tem volta…será q um dia a mesma coisa que fez um garoto parar de jogar magic vai fazer um homem parar de jogar magic? Ou agora que esse homem ganha a própria grana eu me ferrei?!Pq daí o jogo não tem limites…nem faço a mínima idéia de quanto ele já gastou com isso, mas sei que é muito…
    Sei lá…escrevi para desabafar…

  84. João Mello says:

    Cara, você me fez lembrar que eu tenho mais de mil cartas paradas ali e não jogo desde que tinha dez anos. Maaaas, como férias é tempo de fazer coisas inúteis (você tem que admitir que magic não é tão útil assim) acho que vou voltar a jogar.

  85. Comecei jogar magic em Odséia onde pokemon era a moda, mas nunca me interessei preferia só ver os bichinhos na tv depois disso veio a moda do yugioh… lembro q joguei por 2 dias no primeiro dia montei um deck mto foda com as cartas que comprei de um amigo, no segundo dia fui o campeão facilmente do 1° e único torneio de yugoh q teve por aki, depois desfiz dos meus cards… mas magic sempre foi minha paixão tanto que ainda quero montar um loja do mesmo

  86. nineNINE says:

    Migrei do Yugi-oh falseta, pro Pokemon original e em seguida pro Magic por volta de 2004. Joguei até 2009, gostaria realmente de voltar a jogar, mas a falta de conhecer pessoas que compartilham do hobby fala mais alto.

  87. nonono says:

    Kraleo…eu vi como eu so velho, comecei a jogar no bloco de Miragem…tinha pré-venda da 5a Edição…Tu podia fazer 1 post com Top 10 as melhores inovações surgidas em blocos. Pra mim, foram as sombras de Tempestade!! Como eu sou muito velho, axo q nenhum desse comentaristas chegou a ter 1 carta de formar equipe…ehheheheh

    PS: vc sabe q é um jogador velho de Magic qdo a frase “enjoo de invocação” não te é estranha…Num sei pq depois mudaram impeto!

  88. pedro fernandes says:

    Gostaria de conhecer pessoas que jg magic he gathering aqui em sao luis -- MA, para trocar cartas.

  89. Isso é um vício do capeta, comecei a jogar na Era Glacial (a primeira) e agora uma vez por ano +/- me da a loca e saio jogando sem para.

    Nunca tinha pensado nesse paralelo do Magic com programação, faz sentido.

  90. Gabriel says:

    Olá, tudo bem? cara, lendo tua descrição de lugar que ia jogar -- um shopping num sábado a tarde -- vc é de Campinas, não? rs