Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Postado em 4 June 2004 Escrito por Izzy Nobre 3 Comentários

Há algum tempo, escrevi este post sobre o suposto “orgulho de ser negro” e o sistema (falido) de cotas para negros em universidades. O texto foi linkado no Ueba, ganhou uma certa notoriedade e me rendeu a alcunha de racista.

Sim, me chamaram de racista porque desaprovo a facilitação da entrada de pessoas numa faculdade simplesmente por causa da sua cor de pele. E também porque acho que ter orgulho de sua etnia (seja lá qual for) e acha-la digna de admiração e orgulho é a base da ideologia nazista.

Fui chamado de preconceituoso em vários fóruns e blogs por aí afora.

O que ninguém teve a capacidade de interpretar é que, no post, eu não estava atacando negros. Exceto, e deixei isso bem claro, os negros aproveitadores que vêem no sistema de cotas uma muleta. Pessoas que vão ganhar uma vantagem desmerecida só porque nasceram negros e que, apesar de saberem que é uma puta sacanagem, apoiam porque os beneficia. Pessoas que passaram a vida inteira pedindo IGUALDADE e que agora se calam (e batem palmas!) porque receberam uma fatia maior do bolo.

Só aí viu-se que eles não queriam “igualdade” porra nenhuma. Eles só queriam mesmo se dar bem na fita, queriam resolver o próprio problema. Se a solução para a sua situação gerou ainda mais desigualdade e desententimento, “que se foda”, pensam eles. Eles já conseguiram o que queriam.

Puta hipocrisia o caralho.

Com relação a essa qualidade de gente, fui enfático de chamar todos de “filhos da puta”. Gente escrota existe em todas as cores, e não vou deixar de criticar um filho da puta porque ele é negro. Não pediam igualdade? Então sejam tratados como qualquer outro. Fez merda, sinta os efeitos. Não vou omitir minha opinião em relação a uma escrotisse que você fez por causa da sua cor de pele.

No post eu dizia que negros GOSTAM de comprar briga por causa de um racismo embutido nas mentes deles. Muita gente me criticou, disse que eu só falava isso porque “não tinha sofrido preconceito”. Disseram que era um exagero da minha parte dizer que negros vêem chifre em cabeça de cavalo, que viam discriminação onde não há nenhuma.

É, né.

MP investiga denúncia de racismo contra Xuxa

O Ministério Público (MP) do Estado do Rio de Janeiro está investigando uma denúncia de racismo contra a apresentadora Xuxa Meneghel e a Rede Globo. O pedido foi feito pela Organização Não-Governamental (ONG) “Djumbay”, que entrou com uma representação junto ao MP há cerca de três semanas.

Segundo Rebeca Duarte, advogada da ONG, o pedido foi feito depois que a “Djumbay” teve acesso a um episódio do programa Xuxa no Mundo da Imaginação no qual a entidade teria identificado elementos que configuravam o crime de racismo.

“No programa, Xuxa conta uma fábula a respeito de um reino de macacos. A rainha é caracterizada com uma pele pintada de preto, focinho e garras de macaco e um colar de bananas. No final, quando o fetitiço é quebrado, os macacos viram humanos e ela se transforma em uma rainha branca”, disse.

Segundo Rebeca, outras entidades que defendem direitos humanos e políticas públicas para a população negra também apoiaram o envio da representação. Ela também revelou que o documento enviado ao MP solicita que Xuxa seja denunciada pelo crime de racismo e que a Globo seja responsabilizada civilmente pelo caso. “Tanto a emissora quanto a apresentadora reforçaram os estereótipos de preconceito contra a raça negra”, completou.

Vou te falar, essas ONGs de negros só fazem merda. Esse pessoal devia procurar melhores representantes.

Antes de mais nada, gostaria de frisar que não tenho qualquer apreço pela apresentadora em questão e que não estou defendendo-a de forma alguma. Deixe que seus advogados façam isso, eles são pagos para tanto. Por mim Xuxa, seu programa imbecil e sua filhinha podem rigorosamente se foder. Contudo, como eu já tinha falado no post do Korn, meu julgamento crítico é (ou tento para que seja) imparcial e desligado dos meus gostos pessoais.

Se eu entendi bem, tudo que a Rainha dos Baixinhos (quem inventou esse título?) fez foi encenar uma historinha que se passa num reino de macacos. Macacos, como qualquer ser humano com mais de dois neurônios sabe, são pretos. No fim da historinha, os macacos viram pessoas. Pessoas, como até mesmo a advogada que moveu essa ação sabe, são mais claras que macacos.

Onde exatamente há um “reforço dos estereótipos de preconceito contra a raça negra“? Não se pode mostrar pessoas caracterizadas como macacos pra um programinha infantil na TV, e os negros vão automaticamente estabelecer relação com racismo? Que porra é essa?

Cacete, isso me revolta. Alguns negros (e digo “alguns” para não generalizar) GOSTAM DE SER DISCRIMINADOS. Eles vêem preconceito onde não há nenhum, e acionam essas porras de ONGs negras que só servem pra fazer barulho por nada. Estes são – e atenção, pois repito com todas as letras da palavra – uns FILHOS DA PUTA HIPÓCRITAS. Eu seria capaz de apostar que estes que chamam a Xuxa de racista por mostrar pessoas fantasiadas de macacos na TV também defendem ferrenhamente o projeto das cotas (que a rigor ofende todos os negros do país, chamando-os de burros e inventando desculpas rasteiras como “é uma forma de pagar uma dívida histórica“).

Dívida histórica é o MEU OVO. Se a politica brasileira tivesse o mínimo interesse em pagar débitos antigos, não deveríamos tanto ao FMI. As cotas, e apenas um retardado não percebe isso, são uma política POPULISTA que visa agradar as massas, ao mesmo tempo que não resolve problema algum. Se um negro não passa no vestibular convencional, não é porque ele foi discriminado pela prova ou pela sociedade, “que não deu oportunidade”. É simplesmente porque é BURRO, ou porque não estudou – e portanto não merece estar lá dentro – ou simplesmente porque ficou nervoso na hora e errou quando foi marcar as respostas no gabarito.

Ponto final.

Empurrar negros para dentro de faculdades federais não vai resolver coisa alguma. Não vai acabar com a discriminação – se é que realmente há tal coisa. Esse pessoal já fez tanto barulho por nada que agora eu me posiciono defendendo os acusados, porque aqueles que representam os negros (ONGs e advogados sem senso do ridículo) já perderam a credibilidade. Conhecem aquela história do moleque da aldeia, que pregava peças nos outros gritando “Olha o lobo, olha o lobo!“? Quando o lobo realmente veio ele se fodeu bonitamente, pois ninguém acreditou nele.

É bem por aí. Continuem fazendo essa palhaçada, e uma hora a sociedade em geral ficará de saco cheio e se tornará indiferente. Quando todo mundo começar a pensar quando eu penso (e continuem fazendo essas merdas, é uma questão de tempo), aí vocês terão mesmo um motivo pra reclamar.

E racista é a puta que te pariu. Negros gostam de chamar de racistas qualquer um que se oponha a eles, não percebendo que essa oposição quase sempre não tem nada a ver com cor da pele. Duvidam?

Farei um exercício de lógica bem simples que prova a forma como esses parasitas pensam.

Se eu perguntar para você qual das modelos abaixo você NÃO namoraria, qual seria sua resposta?



Qual a sua resposta? A mesma da minha, imagino.

E a sua resposta é a mesma da minha não porque você é um neo-nazista que lê o Mein Kempft como se fosse a bíblia e acredita que Hitler foi o melhor líder que a humanidade já concebeu. Você respondeu o mesmo que eu porque a negra na foto é FEIA. Simples assim. Não estou dizendo que todas as negras são feias e que eu nunca namoraria uma delas. E, AINDA QUE TIVESSE DITO, isso é apenas uma questão de gosto pessoal. Tem gente que acha ruivas feias. Eu, por exemplo, sempre preferi morenas às loiras.

Mas acontece que os negros chiam se você disser que não escolheria uma negra entre várias brancas. Eles fecham os olhos para o fato de que a negra em questão é mais feia que bater em mãe na missa, e que está ladeada por beldades (ok, algumas nem tanto, mas ao menos elas não têm aquele cabelo horroroso).

Pronto, chamei uma negra de feia e ainda disse que seu cabelo é horroroso. É racismo achar qualquer negro feio, sabe – por mais que realmente seja. Você tem que dizer que todos eles são esculpidos com esmero por mãos divinas (mesmo que pareça mais o extremo oposto disso, como no caso da negra da foto), a menos que queira ser alvo de um processo por racismo. Você tem que dar um tratamento DIFERENTE do que você daria a qualquer outra pessoa nas mesmas condições, por causa da cor de pele deles.

O que vai de encontro com o que eles dizem almejar, que é a igualdade incondicional. Aliás, ao declarar “orgulho da raça”, eles estão se distanciando cada vez mais da igualdade. Foda-se a cor da sua pele (seja lá qual for essa cor), foda-se esse seu orgulho ridículo. Somos todos iguais, porra. Ter mais melanina na sua epiderme não é motivo para orgulho – assim como nascer branco também não é.

Parem de assistir o programa da Xuxa e vão estudar pro vestibular, porra!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Geral

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

3 Comentários \o/

  1. shamanista says:

    Po brother gostei do seu comentario,esses dias eu tava me perguntando seu eu era razista pq achava algumas negras feias e eu sou louco pelas loiras,mas na verdade e questão de gosto,ate pela mente eu tinha medo de pensar nisso,por conta que deus sempre lê nossas mentes,e eu não sei qual o julgamento dele sobre isso…manda tua opinião pro meu imail vei…
    abraçoo

  2. silfarne says:

    po cara isso é verdade mesmo ja pensei uma vez nisso mas voce sabe como tudo pra negros é racismo nao me omiti.preciso deste texto pra escola e vou levar.13/07/08

  3. telma says:

    Temos que respeitar os gostos de cada um…as brancas são preferidas pela maior parte dos homens e os negros pela maioria das mulheres…c! est la vie!