Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Postado em 8 June 2004 Escrito por Izzy Nobre 0 Comentários

Pra quê fazer bem feito se não vou ganhar dinheiro ou menos ainda, nem mesmo reconhecimento?


Foi a epifania que tive ontem enquanto estava saboreando um sorvete de chocolate lá na sala, deitadão na poltrona, observando os molequinhos canadenses passarem pela rua e aguardando ansiosamente para que algum deles se estatelasse com a cara no chão. Não se estatelou nenhum, malditos sejam.

Quem conhece o blog há mais tempo conhece o velho texto Como evitar prejuízos durante um assalto, que escrevi quando ainda postava no weblogger, há um tempão. Quando republiquei o texto aqui no HBD, alguns amigos disseram já ter lido o texto antes – em E-MAILS. Algum safadinho gostou muito do texto e começou a repassar para sua lista de contatos, mas não com um link para o blog e sim como mais uma piadinha internética de autor desconhecido. Basicamente, eu tive que convencer os caras de que eu era o autor do texto que eles receberam. Eu mesmo não acreditaria se tivesse acontecido com alguém.



Semana passada no fórum Cocadaboa, o Joker, um carinha muito gente boa, se prestou a me ensinar a fazer dark art com o Photoshop. Eu peguei o programa no mesmo dia, pela primeira vez na vida. O resultado:


Clique para ver como eu ficaria se fosse atropelado por um caminhão de cimento


Ficou bom, claro. Mas o procedimento, acreditem, é simples. Claro que tem que ser, eu nunca tinha mexido nessa porra na vida. Quem me conhece sabe bem que eu sempre recorri ao Paint para fazer edições gráficas (meu bannerzinho não me deixa mentir).

Orgulhoso do meu trabalhinho, postei a montagem num fórum. Um cara simplesmente me chamou de mentiroso NO ATO. Ele conhecia o HBD, me conhecia do fórum e nunca foi com a minha cara. Disse que estava “bom demais” pra ter sido feito por mim, e disse que eu estava mentindo ao dizer que nunca tinha usado photoshop na vida.



O Manual dos Góticos, o que muitos aclamaram como o melhor post já publicado no HBD, foi postado em milhões de fóruns e blogs por aí afora. Todos deram o crédito e linkaram – ao menos, todos que eu descobri através do Nedstat. Me recuso a acreditar que todas as pessoas que tiveram a idéia de postar o manual em seus próprios blogs teriam a decência de pôr os créditos no Manual.

Outro dia, procurando “hojeeumbomdia” no Google (pra vocês verem que eu tenho muuuuuuuito tempo livre nas mãos) cheguei a este blog. Ele não me linkou diretamente, mas publicou o endereço do HBD em um post.

O post era o Manual dos Góticos. Vale ressaltar que o cara foi imbecil o suficiente para concluir, a partir do Manual, que eu “odeio” RPG. Sendo um ex-RPGista que parou de jogar apenas por questões geográficas – meu grupo mora em outro hemisfério -, seria impossível que eu odiasse o jogo. “De onde ele tirou isso?”, é a pergunta que ecoará na minha mente por todas as noites enquanto eu viver.

Enfim, o cara se utilizou de uma produção minha pra encher um espaço vago que sua própria criatividade não deu conta. Se o cara linkasse devidamente e pá, nenhum problema. A questão é que o cara ainda teve a AUDÁCIA de criticar o HBD. O filho da puta está se aproveitando da minha criatividade, mas não tem sequer a decência de mandar um “valeu, cara“. Ao invés disso, ele disse que o Manual é “a única coisa que presta naquele blog“.

E agora, é a única coisa que presta no blog do merdinha mal agradecido.

Agora eu me pergunto: se eu não ganho pra escrever minhas bobagens aqui e nem ao menos tenho reconhecimento (ou sequer respeito) por nada do que faço, pra quê continuar? Terei que me preocupar em não escrever um texto bom demais, pois caso contrário não conseguirei provar que sou o autor dele!? Vou ter que confinar meus textos a um arquivo .txt no meu desktop, longe dos plagiadores, caluniadores e invejosos? Quando for fazer aquela montagem, passar o pincel por cima propositalmente pra esculhambar a imagem e assim garantir que todos acreditem que fui eu que a fiz?

As pessoas não querem, não aceitam ou não entendem como alguém é capaz de criar algo que elas considerem “legal”. Elas querem piadas repetidas vindo pelo e-mail, elas querem montagens infames com trocadilhos óbvios, elas querem blogs com músiquinha midi no fundo e letras de música nos posts. É com isso que elas estão acostumadas, é só isso que elas entendem, é só isso que elas admitem existir. Blogs idiotas mantidos por gente sem criatividade.

Qual o motivo pra continuar com essa porra?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Geral

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)