Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Postado em 15 June 2004 Escrito por Izzy Nobre 0 Comentários

Uma pequena homenagem aos leitores-fantasmas.

Outro dia eu fui ver meu contador e percebi, um tanto quanto orgulhoso, que o HBD já ultrapassou a média de 300 visitas por dia. Sou contra essa onda de blogueiro hipócrita que diz que “não se importa com o número de visitas nem com comentários“. Isso é balela. Existem pessoas que não dão muita importância ou que talvez já se acostumaram com o “estrelato”, mas dizer que não tá nem aí é forçar a barra. É mentiroso qualquer um que diga que não sente uma pontinha de orgulho em ver os números no contador de acesso. Quem não gosta de receber atenção? Qualquer um que não se importasse com visitas e comentários não os colocaria no blog, ponto final. Mas esse não é o assunto do post.

A média de visitas do HBD acaba de ultrapassar as três centenas. Isso significa que a cada dia, trezentas ou mais pessoas diferentes lêem ou ao menos abrem o HBD. As visitas são contabilizadas a cada IP, portanto entrar cinco vezes não fará o Nedstat indicar cinco visitas. Fiquei um tantinho mais animado quando descobri este detalhe. A qualquer um que duvide, desafio que faça o teste. Foi o que fiz para descobrir, dei vários reloads no HBD e fui checar o Nedstat. Sempre tive curiosidade pra saber se múltiplas visualizações contavam múltiplos acessos.

Enfim, acabei fugindo do tema novamente.

Percebo que o número de pessoas que comenta é bastante baixo, se comparado ao número de pessoas que entram no blog. Se eu tivesse uma média de trinta comentários por post (e já tou sendo muito otimista), isso significaria que, para cada dez pessoas que lêem o HBD, apenas uma sente vontade de tecer um comentário sobre o texto. As vezes essa uma pessoa comenta em outro post, e em outro, e em outro, até que seus comentários se tornem frequentes e eu me acostume com seu nick e até chegue a conhecer seu blog.

Os outros nove leitors, talvez por timidez, falta do que falar ou até mesmo preguiça (de comentar) apenas abrem o blog, lêem minhas bobagens e em seguida retornam às suas atividades internéticas. Por vontade própria, permanecem anônimos para mim. Eles conhecem um tanto sobre minha vida, mas não sei absolutamente nada sobre eles: não sei seus nomes/nicks, seus blogs, onde moram, como chegaram ao HBD… Não por desinteresse meu, mas porque eles nunca sentiram vontade de se pronunciar. Talvez sejam justamente esses que ficam “calados” que me fazem o favor de divulgar a URL do blog pros amigos. Não há favor maior que se possa prestar a um blogueiro que indicar o texto a um leitor em potencial. Eu poderia apostar que vocês anônimos já fizeram isso ao menos uma vez, e portanto agradeço.

Se não fossem os nove leitores que preferem ficar anônimos, o blog não seria tão visitado. Muitas visitas significam que tem gente aí dando atenção pro que eu quero dizer – o que é, essencialmente, o motivo pelo qual qualquer pessoa abre um blog. Ser lido. Se não fossem os nove leitores fantasmas, o blog não atingiria o seu objetivo.

Eu queria saber quem são esses ilustres desconhecidos. Tenho curiosidade em saber quem são estes que me visitam todos os dias, mas por algum motivo qualquer preferem não se pronunciar.

Se você nunca comentou no HBD antes – ou comentou apenas uma vez -, comente neste post explicando quem é você, de onde veio, e porque nunca fala nada.

Vamos lá, eu não mordo…

…sempre…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Geral

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)