Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Postado em 21 February 2005 Escrito por Izzy Nobre 0 Comentários

Antes – Depois

Há um tempão atrás, combinei com ele que deixaríamos o cabelo crescer. Ele, tendo mais dinheiro que eu na época, alisou, relaxou, sei lá o que diabo ele fez. Pobre coitado , deixei meu cabelo crescer à la vonté, sem interferir na sua natureza e confiando simplesmente na sorte.

Não sei se ele continuou com o pacto. Mas eu, apostando na melhoria, fiz um voto de honra: jamais pisaria novamente num salão de cabelereiro. Ou ao menos, até o cabelo atingir o nível desejado.

E foi uma desgraça. Nos estágios medianos entre cabelo curto – cabelo comprido, a juba adquire um formato levemente arredondado, conhecido popularmente em escolas por aí (ou ao menos as que frequentei) como “jéquiçon fáive”, o que era uma alusão ao grupinho musical do rei do pop na época quando ele tinha a idade das criancinhas que come hoje e ainda era preto.

Foi um período foda. Sair com aquilo à mostra era impraticável, então eu usava um boné o tempo todo, imaginando como valeria a pena quando essa porra tivesse grande o bastante. Perseverante (e por muitíssima preguiça de procurar um cabelereiro), fui deixando o matagal na minha cabeça expandir-se até onde a vista alcançasse. Hoje, uns oito meses (e vinte centímetros capitalares) depois, os resultados desejados aparecem.

Em retrospecto, valeu a pena. Mas cabe aqui uma listinha com vantagens e desvantagens dos dois estilos, para encorajar – porém conscientizar – aqueles que estejam pensando em seguir o duro caminho.

Cabelo Curto

Com menos cabelo, você não precisa se preocupar em arrumar, pentear, pôr pra cima, pro lado, nada disso. Dê aquela passada com a mão e pronto: sua cabeleira está pronta pra qualquer ocasião. Gel é desnecessário, uma vez que água ou cuspe têm as mesmas propriedades fixantes e custam consideravelmente menos.

Cabelos curtos são mais fáceis de lavar. Aliás, cabelo curto o isenta de gastar dinheiro com supérfluos como shampoo. Bote a cabeça embaixo da pia, jogue um pouco de pasta de dente (pra aromatizar e matar as cáries), enxágue e enxugue com uma toalha de rosto. Funcionou comigo por anos. Pense em quanto dinheiro você economizará usando dentifrício barato ao invés de shampoos e condicionadores caros.

Cabelos curtos não exigem meses pra ficar no ponto desejado, portanto tornando você incólume aos conhecidos efeitos colaterais da espera do crescimento capilar (entre os quais posso citar “parecer com o Bozo“, o que o impedirá de sair na rua sem usar algo cobrindo a cabeça). Se você é impaciente ou se preocupa com coisas de pouca importância como aparência pessoal ou auto-estima, cabelo curto é a sua escolha!

O que você economizará cuspindo no cabelo e lavando-o com pasta de dente será refletido na hora de corta-lo: as taxas de cabelereiros balancearão a equação, impedindo que meses de maus tratos por questões econômicas o transformem em um milionário. Dependendo de quanto o seu cabelo cresce (o meu cresce consideravelmente rápido), as visitas ao barbeiro da esquina podem se tornar frequentes, e seu bolso consequentemente vazio.

Cabelo curto é sem graça. Todo mundo usa.

Cabelo comprido

A vantagem de ter cabelão é poder fazer o que der na telha com ele. Deixar pra baixo, prender pra cima, partir no meio, pentear pro lado… as opções são inúmeras, e prenderão você na frente do espelho por pelo menos o triplo do tempo antes necessário.

Cabelos compridos são um pré-requisito para headbanging. Tente chacoalhar a cabeça ao som de Three Nil com cabelos curtos. Não tem a menor atitude. Agora, tente fazer o mesmo um ano após sua última viagem ao cabelereiro…

A mulherada prefere. Fato praticamente incontestável (e muito motivador). É um negócio que me confunde, pra falar a verdade. Sempre ouvi falar que mulheres gostam de impressões de masculinidade e coisa e tal (há explicações biológicas mas a) seria um post muito longo se eu fosse explicar b) sei que você não se importam com isso), e cabelo comprido age em dimetral oposição a isso, deixando você mais parecido com uma garota. Bah, vai entender as mulheres…

Cabelos compridos exigirão, jogando por baixo numa estimativa otimista, cinquenta e três milhões de vezes mais cuidados que cabelos curtos. A menos que você seja um camelo egípcio, dificilmente haverá cuspe suficiente pra dar conta de uma cabeleira de meses.

Caspa. Por causa do volume que a cabeleira atinge e outros fatores que desconheço e ao mesmo tempo não tenho o mínimo interesse em descobrir, cabelos compridos provocam muito mais caspa que cabelos curtos. Não apenas você terá que comprar shampoos, mas shampoos específicos para acabar com essa desgraça na sua cabeça.

Sabe quando sua namorada tá deitada em cima de você, se apoiando com os cotovelos próximos aos seus ombros? Poisé. Ela SEMPRE aterrissará os cotovelos em cima do seu cabelo. Aí o telefone toca/o irmão grita/o MSN chama/alguém bate na porta e você levanta duma vez pra atender, inadvertidamente arrancando metade dos seus cabelos, enquanto a miserável pede desculpas um milhão de vezes. No meu caso é ainda mais frustrante, pois minha namorada tem cabelo mais curto que o meu, impossibilitando uma vingança.

Ah, sim: caspa, quando cai no olho, arde como o demônio segurando uma cruz encharcada com ácido.

Você só terá o prazer de experimentar essas e outras incríveis descobertas quando tiver cabelos compridos. Embora em retrospecto, parece até que ganhei mais desvantagens que vantagens por causa do cabelão.

Vou raspar essa porra.

[ Update diretamente da aula de Antropologia ] Haha, que ele era hipocrita eu ja sabia. Mas que era aproveitador, isso eh novidade pra mim.

Resumo da opera: o Guaxinim, um amigo do Eduardo, aprontou uma baguncinha com sua comunidade de Friends no orkut. Os membros da comunidade, que nao sacaram que era uma zoacao, ficaram furiosos. Guaxinim, que eh o autor da malandragem, postou explicacoes em seu proprio blog. E o que o Eduardo fez? Abriu um topico na comunidade oferecendo as vitimas da brincadeira a elucidacao da molecagem.

Ao clicar no link pras supostas explicacoes, o incauto internauta era levado para o blog do Eduardo, que tem a distinta caracterista de nao explicar porra nenhuma sobre o caso. Havia no post do topo apenas um link para o blog do Guaxinim, onde esta a verdadeira explicacao.

Ou seja, ele abriu um topico oportunista para fazer spam do proprio blog com propaganda enganosa. Isso deve ser algum tipo de recorde de safadeza, eu se fosse ele jah tava ligando pra redacao do Guinness Book. Eduardo e seu desespero em arrebanhar visitas (um comportamento um tanto estranho pra alguem que dizia nao ligar pra isso) rivalizou em pilantragem com gente de peso como Edir Macedo, Joao
Cleber e aquela gente que vende carros usados.

Quando confrontado sobre a presepada, ele apenas chilicou e desconversou. Nao que eu esperasse resposta. Soh queria dar a ele a certeza de que a usurpada seria notada e exposta. Afinal, nada mais legal que pegar gente safada no pulo.

Hohohohoho. Corram antes que ele apague o topico.

[ Novo Update ] Eduardo peidou na farofa e pediu pro dono da comunidade apagar meus posts (embora tenha permanecido o spam-propaganda-enganosa.

Eh a ultima vez que puxo encrenca com gente medrosa, juro 🙁

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Geral

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)