Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Postado em 3 July 2005 Escrito por Izzy Nobre 3 Comentários


Se você está lendo esta página, isso significa que você tem um modem e acesso à internet (e nada melhor pra fazer). E se você tem um modem e acessa a internet, isso significa que você conhece a história do Klaus.

O motivo da minha convicção é simples: A notoriedade que o caso Klaus alcançou, em tão pouco tempo, é uma coisa que agências de publicidade não ousam sequer sonhar. O malfadado vídeo que catapultou o moleque pra fama (e talvez pra cadeia muito em breve) foi distribuído via messengers da vida numa progressão geométrica, e ultrapassou até mesmo o tráfico gerado pela antiga corrente que pregava que o ICQ se tornaria pago e que uma menina da Iuguslávia tinha um tumor inoperável e que o Bill Gates apareceria na sua casa à meia noite pra comer a sua bunda ou algo assim.

Mas deixa eu explicar do começo, praqueles que talvez tenham passado a última semana embaixo de uma pedra e não souberam da história. Sempre tem os desinformados, né.

Então, tinha esse cara né, o Klaus. Ele um dia decidiu fornicar com uma vadia qualquer da vida. A idéia já era boa, mas aí ele teve uma melhor! Não sabendo que sua vida seria arruinada irreversivelmente no processo, ele decidiu registrar a foda cinematograficamente com uma webcam, sem o consentimento – ou ao menos conhecimento – da menina. Acontece que a tal foda acabou nunca se consumando, provavelmente porque seriam necessárias quatro pirocas como a do moleque pra alcançar a largura de um lápis. Como se isso não fosse o bastante para garantir humilhação instantânea, o moleque teve a incrível habilidade de não conseguir meter na menina. É isso mesmo que você leu: o vídeo é nada além de oito longos minutos de uma constrangedora tentativa de sexo, embora o garoto ainda ache que está ALOPRANDO DEMAIS e ficar mandando caras e bocas pra câmera. Tipo, MALANDRAÇO, ein?

Nego tenta transmitir imagens de si mesmo trepando e se dá mal. Hmm, notou as semelhanças o filme American Pie? A velha “A vida imita a arte” era verdade, e apenas um episódio dessa natureza poderia confirmar a teoria. E, assim como no filme, a filmagem acabaria se tornando um motivo de muita humilhação e alguns lares destruídos.

Então. Pau pequeno e fino, falta de habilidade sexual, ator canastrão… é claro que o vídeo tinha que fazer sucesso! E realmente o fez – embora não pelo seu valor pornográfico, mas sim cômico. Como brasileiro não tem mais o que fazer mesmo e adora celebridades instantâneas, logo surgiu uma comunidade de culto ao rapaz no orkut. E cada vez mais pessoas baixavam a sua super produção pornô.

Desnecessário dizer que o moleque havia mergulhado de cabeça na humilhação. Na comunidade, muitos alegavam frequentar a mesma escola do cara, e até mesmo conhece-lo; ou seja, a situação havia ultrapassado o campo virtual – agora o moleque não ia mais poder andar na rua de tanta vergonha.

Não que faça diferença, pois ele não vai poder mais andar na rua de jeito nenhum. O vídeo chamou a atenção do Ministério Público, e agora o moleque tá sendo enquadrado por divulgar pornografia infantil. É bem provável que desça pro xilindró, porque a galera do jurídico pega pesado quando o assunto envolve “sexo” e “menor de idade” na mesma frase.

Resumindo a ópera: o garoto se fodeu MUITO bonitamente. Aliás, essa presepada redefine a expressão, porque quando a bolei não imaginei que um dia algo dessa magnitude poderia acontecer. O fenômeno redefiniu a forma como o público em geral vê infortúnios. Pensando nisso, bolei a Escala Klaus, um artifício que mede a intensidade com que alguém se fodeu ou sofreu danos a sua reputação. E se a escala alcançar metade da fama do Klaus, em breve estarão usando-a como referência em tribunais, para avaliar casos de difamação. Acompanhem-me:

Nível 1 da Escala Klaus

Você sente desequilíbrios intestinais na casa da namorada durante um almoço de família. O pai da menina está falando sobre a vida espiritual do Papa João Paulo II, mas suas tripas não são católicas e portanto não respeitam a autoridade do finado pontífice. O esfíncter então libera a passagem e um estrondoso peido preenche o volume do recinto. A mãe da namorada desmaia, e você acidentalmente se fura com o garfo.

Nível 2 da Escala Klaus

Durante uma noitada, aquela mina semi-embriagada aceita acompanha-lo ao seu apartamento. O apelido que seus amigos deram ao lugar, “Caverna da Punheta”, deixa claro que você não tem uma compania feminina no estabelecimento há um bom tempo. Assim sendo, você esqueceu de dar aquela “arrumada básica” antes da chegada da vítima em potencial. E, infelizmente, ela não estava bêbada suficiente para não ver suas cuecas com freadas de bicicleta que jaziam na mesa da cozinha. Você corre pra tentar alcançar a menina e convence-la a ficar, mas dá com a cabeça na quina da porta do armário da cozinha.

Aquela que tinha um prego saindo da madeira.

Nível 3 na Escala Klaus

Você foi pra um “corujão”, aquelas noitadas em Lan Houses à base de refrigerante de uva e CounterStrike que alguns nerds consideram como evento social. Após 7 horas levando headshots sem piedade, você decide que já jogou o bastante e decide deitar-se no cantinho da lan e tirar um cochilinho esperto. O Paulão, aquele cara do clan inimigo que você ODEIA, vê você caidaço no chão e não pensa duas vezes: pega a Cybershot do dono do estabelecimento e tira uma foto sua.

Com o testículo direito dele dentro da sua boca.

Nível 4 na Escala Klaus

Você tem um problema sério de incontinencia urinária noturna, ou seja, você se mija todo durante o sono se tiver sonhos assustadores ou dormir num ambiente muito frio. Apesar de exibir esse tipo de defeito bizarro, você conseguiu de alguma forma mágica conquistar a amizade do sogrão e este te convidou pra passar a noite na residência da patroa – com a condição de que você durma no sofá, malandro.

Naquela mesma noite, sua namorada aluga A Noite do Pesadelo e o pai da menina instala um ar-condicionado na sala.

Nível 5 na Escala Klaus

Mesma situação anterior, mas o sofá onde você dormiria era branco, aveludado e tinha sido dado de presente pela avó da namorada, que faleceu há pouco tempo.

Nível 6 na Escala Klaus

A sua TV tava com problema bem na hora que você chegava em Los Santos, então você chama seu pai pra consertá-la. Você vai ao PC e liga o winamp, pra diminuir o tédio de ter que observar seu pai desmontando a TV pra descobrir qual o problema. Sua mãe entra no quarto pra perguntar ao seu pai algo sobre uma conta ainda não paga, e você decide ir à cozinha pegar um copo dágua.

Neste momento, aquele vídeo pornô você baixou na noite anterior – e que ainda estava na playlist – começa a tocar.

No volume máximo e em tela cheia.

Nível 7 na Escala Klaus

Situação idêntica à anterior, com o acréscimo de “gay” após “vídeo pornô”.

Ah, e sua avó também estava no quarto.

Nível 8 na Escala Klaus

Mesma situação, e ao invés de água você encheu seu copo com soda cáustica.

Nível 9 na Escala Klaus

Você tem um micro-pênis e não sabe trepar, mas ainda assim se acha apto pra estrelar um filme pornô. Claro, o diretor é você mesmo – o que pode dar errado? Aparentemente, tudo.

A trepada nunca se consuma, porque você tem as habilidades eróticas de um rolo de fita durex. A falta de bom senso o faz distribuir o vídeo pra amigos, que distribuem pra mais amigos, que distribuem então pra internet inteira. O vídeo adquire popularidade, mas não a que você queria. Acaba dando que a polícia vai bater na sua casa e leva seu PC. Aliás, eles levam você junto.

E o que é pior: você jamais conseguirá convencer outra mulher que soube da história a abrir as pernas. Como esse grupo contém todas as garotas que possuem acesso a internet, suas opções agora são menores que as daquele mendigo cego que passa o dia jogando pedras em árvores no centro da cidade.

* * *

Pronto. Agora, durante uma discussão sobre alguém que tenha se dado mal, você pode dizer “caralho, isso foi no mínimo uns 7 pontos na Escala Klaus” e imprimir 204% mais embasamento científico às suas opiniões de merda.

* * *

O que eu acho mais interessante nesse caso é que o moleque se fodeu JUSTAMENTE porque não sabia trepar. Analise comigo: quantos vídeos e fotos amadoras você já viu por aí que não deram repercussão nenhuma? Milhões. O que a produção do Klaus tinha de diferente? Um apelo cômico ao invés de erótico. E isso foi a receita pro sucesso. Uma punheta dura uns cinco minutos, mas risadas (como nesse caso) já ultrapassam a marca dos dias e não dão sinais de desvanecimento. Em resumo, o que rendeu ao vídeo essa exposição toda foi presença de uma piroca semi-invisível e a pior e mais engraçada atuação sexual desde aquele GIF animado em que um boi tentava montar uma vaca num campo meio congelado, escorregava e caia de costas no chão. Lembram desse?

Então.

Se serve de consolo, o cineasta mirim provavelmente vai descer pro xadrez, e aí ele terá bastante tempo pra aprender a trepar direitinho. Com esse cabelinho loiro e carinha de criança, tenho certeza que não faltarão professores.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Geral

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

3 Comentários \o/

  1. AdilsonSA says:

    AHIUSHAUISHAUISHAIS, então cara, ri muito com a “Escala de Klaus” muito bom o post, parabéns.

  2. freds says:

    ISSO SIM é um post de blog. Genial, me divertiu em toda a duração da leitura.
    Humilha qualquer blog que só reune vídeos ou tralhas alheias e posta, meus parabéns.

  3. MAJOR MUSSO says:

    Poxa… mandou muito bem izzy !!

    Ganda txt (“,)