Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Postado em 27 August 2005 Escrito por Izzy Nobre 0 Comentários


Em algum lugar nos Estados Unidos, no quartel general da Microsoft.

– Ou seja, a situação tá complicada.

Essa foi a conclusão de Richard – o diretor de finanças – após o término de sua apresentação de slides chatíssima, cheia de gráficos que poucos entenderam e menos ainda tentaram entender. As luzes se acendem, revelando que muitos participantes da reunião estavam esfregango os olhos e tentando disfarçar os bocejos. Um deles estava, por algum motivo, com as calças ao redor do tornozelo. Ele estaria limpando seu cubículo no fim do dia.

– Como vocês puderam perceber, o MSN simplesmente não está mais se sustentando. Perdemos o patrocínio das balas Juquinha, nosso maior acionista, e o tráfego de mensagens gera uma banda que não podemos mais suportar. Falei hoje com Mike Mehr Dohivel, nosso gerente de desenvolvimento e sacerdote oficial dos templos satânicos das áreas 5B e 5C, e perguntei se havia alguma solução para esta situação. Ele disse que, se esvaziarmos dois países europeus, enchermos cada metro quadrado de suas superfícies com servidores e reduzirmos o limite nas listas de contato no MSN pra quatro pessoas, 20% do problema terá sido resolvido. Isso, claro, na estimativa mais otimista. Mike também disse que “eles estão vindo, os marcianos estão vindo!!!” e que “cérebros são melhores que sorvete de baunilha“, o que me faz lembrar que precisamos de um novo gerente de desenvolvimento.

Neste momento um estagiário – que todos se perguntavam como havia adquirido acesso a uma reunião tão importante – ergueu o braço franzino, pedindo licença pra falar.

– Eu estive pensando…

Silêncio se fez na sala, e o estagiário olhou em volta e continuou.

– E se nós déssemos um jeito de chutar os usuários, ou ao menos uma parte deles, do serviço?

O silêncio foi substituído por um burburinho agitado.

– Garoto, não podemos fazer isso. Seria uma tragédia em termos de relações públicas, e além disso…

– Calma porra, deixa eu explicar. O meu plano é que talvez poderíamos lançar uma nova versão do MSN cheia de features e frescurinhas que na verdade espantariam os usuários. Não estaríamos expulsando ninguém per se, mas ainda assim muita gente não aguentaria o tranco e voltaria pro ICQ ou qualquer outro programa de mensagens instantâneas que nós estupramos com o MSN.

O diretor de finanças pensa por um tempo. Estala os dedos e finalmente diz:

– Moleque, que idéia genial. Chamem os programadores.

Embora a cena acima seja completamente fictícia e levemente inspirada em um pesadelo que tive semana passada, ela dá uma teoria bastante plausível para o lançamento da última versão do messenger da Microsoft. Aliás, não exatamente sobre o lançamento do programa, mas a respeito de algumas funções que ele tem.

O MSN 7 é recheado de funções mais ou menos na mesma proporção e intensidade que uma prostituta tailandesa é recheada de DSTs. Já comentei antes a respeito sobre o uso indiscriminado de GIFs pra substituir palavras, mas isso é apenas um uso alternativo da possibilidade de adicionar seus próprios smiles animados. Ou seja, era uma idéia aparentemente inócua que nós (e eu quero na verdade dizer “vocês”) avacalhamos. Então os GIFs eu deixo passar. Mas o que dizer disso?


Nudge. Ah, Nudge. Nem sei qual o nome da função no MSN em português, mas vocês sabem do que eu estou falando. Se não, isso significa que a imagem acima não carregou no seu navegador, provavelmente porque ele é comunista e merece morrer.

Nudge significa, na tradução mais literal possível, “empurrão” ou “cutucão”. Sabe aquele cara chatíssimo que não consegue pronunciar duas palavras sem enfiar o dedo indicador em variadas partes da sua anatomia, tentando desesperadamente chamar sua atenção?

Então. Esse era o público-alvo que a Microsoft tinha em mente ao embutir esse botãozinho do inferno no messenger. Algumas pessoas acham que o aviso sonoro e aquela janelinha piscando na barra de tarefas não chama sua atenção o bastante. Algumas pessoas esquecem que você pode estar ocupado com outras coisas – ou outras pessoas mais interessantes – e por isso não responde 3 milisegundos após elas te enviarem uma mensagem. Foi pra isso que inventaram o Nudge, pra lembrar a você que tem muita gente que não merece estar na sua lista e que você precisa selecionar melhor os seus amigos.

Pior que tem gente que abusa de algo que já é um abuso. Outro dia (antes de eu desabilitar essa função desgraçada), um cara mandou uns cinco ou seis nudges simultâneos porque eu não mandei uma resposta imediata ao seu “blz kra???///“. Meu monitor padeceu de ataques epiléticos que acabaram magicamente travando o Photoshop e mandando pro brejo todo o trabalho que eu estava tendo em deformar a foto de um desafeto qualquer.

O sujeito carente de atenção deve estar até hoje se perguntando por que eu nunca mais apareci online.

E o que dizer dos winks? Winks são uma falta de respeito ainda maior. Um indivíduo que te manda um wink está dizendo nas entrelinhas (mesmo que sem perceber) “estou pouco me lixando a respeito do que você pode estar fazendo no computador nesse momento. Foda-se o filme que você está assistindo, foda-se a música que você está ouvindo, foda-se o jogo que você está jogando: veja esta animação!


ICQ, você era tão melhor. 🙁

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Geral

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)