Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Por que o plano bíblico de salvação não faz sentido

Postado em 13 October 2012 Escrito por Izzy Nobre 207 Comentários

O dicionário (que eu consultei) define “doutrinar” como o ato de “educar, ensinar ou treinar”. Notavelmente ausente está a definição de que “doutrinar” implica, de certa forma, um nível de lavagem cerebral. O doutrinado acaba considerando seu dogma como a verdade completa, absoluta, imutável e inquestionável. Esse tipo de “certeza” bloqueia qualquer discussão racional sobre um assunto, e você se torna completamente invulnerável a lógica que debata sua fé.

Sei disso porque eu fui um desses caras. Por boa parte da minha vida, vivi no meio evangélico. Meu pai era o pastor da igreja, minha mãe tocava guitarra nos cultos, todas as escolas que frequentei durante a minha infância eram religiosas e incluiam em seus currículos ensino dogmático. Eu ia à igreja 3 vezes por semana (culto de oração nas quartas, culto de doutrina nas sextas, culto tradicional nos domingos), fazia competições bíblicas com os amigos, jejuava, esse tipo de total imersão na fé.

Lá pelos 15 anos comecei a notar algumas falhas nas explicações que me eram dadas. Aos 16 ou 17 veio a plena realização de que “caralho mano, esta bíblia é exatamente a mesma coisa que qualquer outro tratado religioso que existe no mundo: registros de um povo primitivo atribuindo vontades, favores e castigos divinos a eventos aleatórias que eles presenciavam”.

E eu acho que nada deixa isso mais evidente que o próprio plano de salvação que Deus bolou pros homens.

Vê só comigo. Deus criou um paraído idílico, pôs lá um  homem e uma mulher, e falou: TÁ VENDO AQUELA ÁRVORE ALI? NÃO COMAM O FRUTO DELA. BELEZA? Abraço!”.

A árvore não tinha propósito algum de existir, a não ser “testar” o homem. O problema é que, uma vez que você aceita a idéia de que Deus é onisciente, a idéia de “testar” algo (ou seja, elaborar um experimento para examinar os resultados e, a partir destes, tirar conclusões sobre a natureza daquilo que foi testado) é completamente incoerente. De acordo com a bíblia, Deus não precisaria desse teatrinho pra saber que o homem é falho.

(Abrimos aí uma outra discussão; por que a maior criação de Deus, o homem, é tão falho afinal de contas…? Mas vamos deixar esta pra outro dia.)

O resto da história você já sabe: uma cobra falante apareceu, convenceu os dois a comer o fruto — cujo efeito era simplesmente conhecer a diferença entre o bem e o mal e, presumivelmente, poder fazer a escolha entre um e outro. Toda vez que você ouvir um crente justificando X ou Y com “é porque Deus deu livre arbítrio ao homem” (que é o curinga absoluto deles), corrija-o explicando que quem fez isso na real foi o Diabo; a instrução divina foi afastar o homem do poder de escolha entre o certo e o errado.

A propósito, eis um detalhe curioso: Deus mentiu sobre o efeito do fruto proibido (que não era uma maçã, aliás. Essa representação é uma afetação artística medieval):

“E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.” Genesis 2:16-17

Deus essencialmente falou que o fruto era venenoso. Mais que isso: Deus falou que simplesmente TOCAR o fruto era o suficiente pra causar óbito imediato:

“Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais.” Genesis 3:3

Veio a cobra (lembre-se: a cobra aqui é o avatar do Diabo, o suposto vilão da história) e falou a verdade pros dois: “mané, esse fruto aí fará você diferenciar o certo do errado, que é uma habilidade que no momento só Deus tem”.

“Ah é?” perguntou Eva, incrédula.

“Aham. Vai tranquila que eu garanto: você não vai morrer se comer isso aí”.

E eles de fato não morreram. Alguns versículos mais tarde, Genesis confirma que a cobra não havia mentido:

“Então disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal” Genesis 3:22

Ué? Cadê o papo de morrer se tocar a parada…?! Deus foi falar com seus broders e revela o plot twist de que a cobra estava falando a verdade o tempo todo, e que ELE é que mentiu sobre os efeitos do fruto.

Alguns doutrinados, incapazes de questionar o ensinamento que lhes foi dado, dirão que “bom, ter comido o fruto resultou em sua expulsão do jardim do Eden e por isso eles não podiam mais comer o fruto da árvore da vida que rendia imortalidade ao homem, então de certa forma Deus não mentiu”.

Só que isso também não faz sentido. A “morte” do homem (que, lembre-se, não ocorreu imediatamente ao tocar o fruto como Deus falou) foi uma decisão vingativa de Deus após ser desobedecido. É como se eu dissesse “NÃO COMA O PUDIM QUE EU DEIXEI NA GELADEIRA SENÃO TU VAI MORRER”, insinuando que ele é intrinsicamente nocivo. Aí eu chego em casa, vejo que você o comeu, e eu confirmo a “profecia” dando um  tiro em você.

Mas tudo bem. Vamos supor que tudo isso faz perfeito sentido. O homem desobedeceu a Deus e acabou de condenar sua alma aos suplícios eternos do fogo infernal. Cabe aqui o questionamento de por que o Diabo puniria alguém que fez exatamente o que ele sugeriu, ou por que o Diabo (obviamente capaz de rebelar-se contra Deus) se encarregaria de gerir a repartição pública que é o inferno.

Afinal de contas, a bíblia deixa claro que nem o Diabo nem seus asseclas estão presos ao inferno; por que exatamente ele se sujeitaria a servir como gerente daquela porra, torturando aqueles que desobedeceram a Deus?!

Primeiro, alguém em sua posição provavelmente diria “foda-se, tou fora dessa merda”. E segundo, não há motivo para o Diabo desgostar de alguém que foi enviado ao mesmo lugar pelo mesmo motivo que ele — desobediência.

A meu ver, o Diabo simpatizaria com um condenado. Mas prossigamos com a história.

Ok, Deus criou o homem, montou lá seu pequeno experimento pra descobrir o que ele supostamente já deveria saber, e expulsou-o do Eden ao mesmo tempo que condenou sua alma ao inferno. Mas Deus precisava bolar também um plano pra salvar o homem (da condenação que ele próprio criou). E simplesmente PERDOAR ESSA MERDA E DEIXAR PASSAR aparentemente não era possível. Ele tinha que complicar as coisas.

(Leve em consideração passagens como Genesis 3:22 ou Genesis 11:7, que corroboram a idéia de que Deus batia papo com os anjos sobre seus planos. Então o diálogo abaixo não é inconsistente com a narrativa bíblia e pode ter realmente acontecido)

“Ô cambada”, berrou Deus, “Querem ouvir meu plano pros próximos 10 mil anos?”

“Claro, Senhor” mentiram os anjos.

“É o seguinte. Eu criei o homem, coloquei-o lá naquele jardim onde estive brincando durante essa semana, e pus lá também uma árvore que tem como único propósito faze-los comer seu fruto. Ah, e eu os proibi de comer o fruto”.

“Ok, e depois?”  perguntou Raziel, um dos servos angelicais.  Os outros anjos o reprovaram silenciosamente igual a gente faz quando o aluno chato fica fazendo perguntas insistentes pro professor.

“Depois eu vou deixar uma cobra falante ir lá e os convencer de comer o fruto que está lá só pra ser comido, apesar de ser contra a regra.”

“Até aqui tudo bem”

“Como sou onisciente, eu já sei que eles comerão o  fruto. Aí eu vou lá, finjo que não sei o que está acontecendo e espremo uma confissão deles.”

“E aí?”

“Aí eu os condeno a uma vida de sofrimento. Quando eles morrerem — ah é, esqueci de mencionar essa parte, eu inventei algo chamado ‘morte’ também — vou joga-los naquele buraco onde joguei Lúcifer e os broders dele.”

“Perfeito!” dizem os anjos, dando a resposta que eles achavam que Deus queria ouvir, achando que isso daria fim à conversa. Lembrem-se que anjos foram criados com o único intuito de adorar um ser com um óbvio complexo de inferioridade; eles já deviam estar de saco cheio dele a essa altura.

“Perfeito?! Como assim perfeito, seu retardado?! Claro que não, porra! O homem, minha criação suprema, estará condenado por mim mesmo a um lugar desgraçado que eu mesmo também criei por causa de um teste bolado por mim mesmo cujo resultado eu já sabia antes mesmo de cria-lo. A situação é um desastre e, obviamente, é tudo culpa daquele filho da puta do Lúcifer!”

Raziel levantou a mão.

“Mas Senhor, se o problema é esse mecanismo de condenação criado por Você mesmo,  por que não simplesmente… perdoar o homem? Ou então, não montar toda essa máquina rude-goldbergiana que resulta na queda do homem?” questionou Raziel, ao ponto que todos os anjos ao seu redor deram passos pros lados. A maioria deles ainda lembra o que aconteceu da última vez que Deus foi questionado abertamente por um anjo.

“Não, assim é fácil demais. Eu quero salva-los, mas não posso simplesmente salva-los assim do nada. Assim não pode.”

“Ok, então o que o Senhor fará?”

“A idéia é a seguinte” disse Jeová com aquele característico brilho nos olhos de alguém que explica o próprio plano “por enquanto os homens estão fodidos mesmo. Só que daqui apenas uns 5 mil anos, farei um clone de mim mesmo. Vou mandar esse clone lá pra baixo, e os homens o matarão de uma forma bárbara. Quem acreditar que esse clone sou eu, será salvo. Não poderia ser mais simples.”

Raziel levantou a mão de novo.

“Mas você mandará só um, e só daqui 5 mil anos? Isso vai servir pra quem estiver lá na hora e conhece-lo. E o pessoal que nasceu e morreu antes disso?”

“Ah, eu estava esperando você perguntar isso. Até lá, eu vou pegar um daqueles povos lá embaixo como minha turma de estimação. Eles se chamarão ‘OS JUDEUS’ e pra provar que os favoreço acima de todos os outros, eles serão subjugados e escravizados por séculos. Mas pelo menos eu os salvarei”

“Mas como vamos diferenciar esse povo escolhido dos outros?”

“Muito simples. Deixarei a instrução de que eles mutilem as próprias pirocas. Assim eu saberei quais bonequinhos são os meus, e quais são dos outros deuses. A propósito não existem outro deuses, mas eu deixarei um mandamento que os proíbem de adorar esses outros deuses mesmo assim. Vou até anotar isso aqui na agenda pra não esquecer”.

“…agora entendi. Mas e o pessoal que vier DEPOIS que o clone morrer?”

“Essa é mais fácil ainda, Raziel. Vou inspirar uma turma lá embaixo a escrever um livro sobre o clone. O livro será um pouco vago, então talvez acabem existindo umas 2 ou 3 ou 50 interpretações diferentes dela. Se você crer na interpretação correta, pronto: tá salvo. Se não, já sabe: pro buraco com o capiroto”.

Nada em relação a esse plano me soa como o projeto de um ser supremo onisciente, e me espanto por pensar que por muitos anos eu não questionei nenhum elemento dessa história.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Histórias bíblicas

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 29 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

207 Comentários \o/

  1. Eric Draven says:

    Genial. Eu acho muito legal a maneira como tu consegue transformar as citações da bíblia em comédia.

    Apesar de ser bastante engraçada por si só pela incoerência evidente tu narra as coisas de maneira que se parece um mix de filme comédia besteirol e a praça é nossa.

    Muito bom mesmo.

  2. Elton V. Silva says:

    É, um conceito baseado em conceitos distorcidos sobre a Bíblia. Não tem como dizer que a religião vai salvar as pessoas, se a própria religião confunde as pessoas por distorcer o que a Bíblia diz e praticar exatamente o oposto do que deveria ser praticado. Esse texto todo foi sobre a Bíblia distorcida pelas religiões. Não sobre a Bíblia.

    • Izzy Nobre says:

      Ok, vá lá e nos dê a SUA interpretação da bíblia enquanto alega que ela é a interpretação correta e que todas as outras são erradas.

      (Que é essencialmente o que todas as religiões baseadas no judaísmo/cristianismo fazem)

      • Elton V. Silva says:

        Já ouviu aquela frase clichê que estava rolando pelo Facebook que dizia “eu sou responsável pelo que eu digo, não pelo que você entende”? O mesmo ocorre com a Bíblia. Uma poesia serve de exemplo nesse caso. As vezes um poeta escreve os pensamentos dele e as pessoas entendem de uma forma diferente, até que ele fale do que se trata. Deus explica a Bíblia por meio da própria Bíblia. Vou dar só um exemplo porque não vim para discutir religião, mas para mostrar meu ponto de vista em defesa da Bíblia. A trindade. As pessoas que acreditam na trindade geralmente usam João 1:1 para defender esse argumento, mas esquecem do mesmo capítulo, do mesmo livro bíblico e da Bíblia em geral, que várias vezes mostra que Jesus é menor que Deus e orava para Ele. Sem contar que a própria história mostra que a ideia de uma trindade teve uma origem que nada tinha a ver com o cristianismo. Fora isso tem o uso da cruz, de imagens, a crença no inferno, adoração a Maria e a outros santos, etc. Enfim, a Bíblia está aí, disponível para todos. O Google e as enciclopédias também.

        • Tudo isso que você falou CORROBORA o que Izzy comentou no texto: Se a bíblia tem o objetivo de ser uma tábua de salvação para os humanos, ela deveria ser o mais clara possível.

          Se a bíblia é um livro escrito por homens sob a influência de DEUS, um ser perfeito, deveria, NO MÍNIMO, ser coerente.

          E já notou como tudo que não faz sentido na bíblia, ou as partes que falam sobre práticas que você não acha morais, são automaticamente transformadas em “metáforas” e aquelas que calham de ser aquilo que você acha legal e justo são consideradas literais?

          Nunca vi ninguém dizendo que “amai-vos uns aos outros como eu vos amei” fosse uma metáfora, mas sempre que se fala sobre as regras para açoitar os escravos chega alguém pra dizer “veja bem, você tem que entender que…” ou “ah, mas isso é uma metáfora, o que ele quis dizer na verdade foi…”

          • Elton V. Silva says:

            Eu não vejo incoerência nem contradição na Bíblia. Quando vejo, é porque alguém cita uma interpretação errada que a própria religião dá, como o exemplo que eu já dei da trindade. E o que vai dizer o que é metáfora e o que é literal é o contexto. Até onde eu me lembro, em nenhuma parte da Bíblia tem uma parte literal no meio de uma metáfora, ou vice-versa. Repetindo, até onde eu me lembro! Outra coisa, não se pode esperar que alguém entenda a Bíblia inteira na primeira vez que ela é lida. Além da leitura, é preciso ter um estudo, comparando todas as partes da Bíblia. O mesmo se dá com o fato de que ninguém se torna um professor depois de ler uma vez um livro sobre o assunto, sem estudar, fazer exercícios e etc. Se fosse assim, não existiria colégio, nem faculdade. E por trás disso tudo tem o principal, que é a fé. Não adianta um ateu, por exemplo, ler a Bíblia. Para ele, vai ser no máximo um bom conjunto de roteiros para filmes e novelas. Enfim, eu costumo ler muito, sobre muita coisa, e só na Bíblia eu encontrei respostas que não geraram mais perguntas. Esse é um dos motivos, talvez até o principal, para eu acreditar em Deus, e acreditar que a Bíblia é a sua palavra.

          • Daniel says:

            @Elton V. Silva

            “não se pode esperar que alguém entenda a Bíblia inteira na primeira vez que ela é lida.”

            Tem tanto livro melhor pra formar o caráter e melhor o modo de vida de uma pessoa. Ficar tentando espremer alguma coisa da bíblia é perda de tempo.

            “Não adianta um ateu, por exemplo, ler a Bíblia. Para ele, vai ser no máximo um bom conjunto de roteiros para filmes e novelas.”

            A bíblia tá longe de ser boa, mesmo para roteiro de filme e novela. Quando eu era cristão a bíblia não fazia muito sentido pra mim. E agora que eu sou ateu, não consigo entender como eu seguia qualquer coisa escrita ali.

          • Adriano Moura says:

            E nós estamos falando de um livro composto de pequenos outros livros escritos muitos deles a mais de 3000 anos, e que passaram por várias traduções, isso torna realmente difícil a interpretação dos textos que ao meu ver não deve jamais ser literal, porque muitas das informações são de fundo didático, de uma forma que para gente pode não fazer sentido mas para as pessoas de 3000 anos atras pode ter sido extremamente claro

        • Weldson says:

          Cheguei a conclusão que Deus era um poeta.

          • Mendel says:

            Faz tão pouco sentido as explicações da Bíblia né? Faz muito mais sentido acreditar que todas as partículas do universo estavam unidas num minúsculo ponto e, DO NADA, tudo passou a existir, do nada, sem controle, caos gerando caos, átomos transformando-se por si só em moléculas, substâncias, compostos, seres vivos, seres inteligentes… Realmente a ciência faz uma baita sentido se você for parar pra pensar. Notem, a Ciência não teria feito o mesmo, criando uma resposta para uma pergunta que não pode ser respondida com exatidão baseada em modelos matemáticos baseados em INTERPRETAÇÃO de fenômenos observados? A Bíblia é um livro romântico, escrito para pessoas que não tinham internet como nós temos e precisavam de respostas. Como entender tudo isso sem uma história bonita, uma história de esperança? Sem ter um propósito de vida, a humanidade simplesmente não teria vingado. TODAS as nações antigas criam em divindades e precisavam disso. Julgar agora é mto fácil e interpretar um texto ao pé da letra é insanidade. Ah, mas não faz sentido. E o que tem que fazer sentido? Nem roteiro de cinema faz sentido no mundo real. Faz sentido se vc se colocar e tiver suspensão de descrença. Se vc quiser que a Bíblia faça sentido, ela vai fazer. Se quiser que ela responsa suas perguntas e te dê esperança, ela vai te dar isso. Mas se vc estiver predisposto a não acreditar, nada te convencerá. Mesmo que vc veja, vc duvidará. Abraços a parabéns pelo site.

      • Elton V. Silva says:

        Ah! Esqueci de parabenizá-lo. Muito bem humorado o texto! Quase tenho uma convulsão com a parte do “mutilem as próprias pirocas para saber quais bonequinhos são os meus”!
        Outra coisa! Eu comentei em algum lugar que tinha visto um vídeo seu dando dicas de quais gadgets escolher e pedi para, se fosse possível, você fazer uma versão atualizada dele, já que muita coisa foi lançada desde que você fez aquele vídeo, e eu estou precisando de uma ajudinha agora. Como você não deve ter visto da outra vez, estou comentando aqui de novo, já que você viu e respondeu, dentre outros, o meu comentário. Valeu!

    • Pedro says:

      Religiosos interpretam a Bíblia como lhes convém.

    • gustavo says:

      senta que lá vem história….

  3. Renan says:

    Interpretação pueril, digna de um babuíno.

    • Izzy Nobre says:

      Seus poderes de retórica e debate são supremos.

    • Vinicius Ayelo says:

      Aguardando a sua.

      • Renan says:

        “A propósito, eis um detalhe curioso: Deus mentiu sobre o efeito do fruto proibido”

        “Ué? Cadê o papo de morrer se tocar a parada…?! Deus foi falar com seus broders e revela o plot twist de que a cobra estava falando a verdade o tempo todo, e que ELE é que mentiu sobre os efeitos do fruto.”

        Você tem que avaliar o uso da palavra “morte”, “morrer” nesse contexto. Observe:
        1- A morte física é a separação do espírito do corpo (Eclesiastes 12:7; Tiago 2:26).
        2- A morte espiritual é a separação do homem de Deus, que acontece por causa do pecado (Isaías 59:1-2; Efésios 2:1,12)

        Lembra quando Jesus, já pregado na cruz, fez a famosa exclamação em Mateus 27:46? No caso, o sacrifício dele vai muito além do plano físico. Foi para nos livrar de todo o pecado que ele foi separado espiritualmente do seu Pai.
        Lembre-se de Isaías 53:5 “Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.”

        Portanto, é possível estabelecer dois conceitos para a palavra “morte”.

        Então, necessariamente, quando Deus diz:
        “Então disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal” Genesis 3:22

        Podemos observar, portanto, que não houve a morte no contexto 1, mas sim no contexto 2.
        Como eu disse, sua interpretação é pueril.

        Pax Domini!

        • Izzy Nobre says:

          …de acordo com a SUA INTERPRETAÇÃO CONVENIENTE DO VERSÍCULO, sim. Eles morreram apenas “espiritualmente”.

          Só que esse seu pequeno exercício equivale, como já falei, ao que toda religião faz: interpretações convenientes e sem uma metodologia clara.

          Me explique também por favor: por que conhecer o bem e o mal é ser “separado” de Deus? Essa interpretação não faz qualquer sentido nem tem embasamento teológico. Por que conhecer a diferença entre o bem e o mal (em outras palavras, poder escolher entre um ou outro, ou seja: livre arbítrio) é inerentemente ruim para o espírito? Eu achei que vocês defendiam o livre arbítrio como uma dádiva.

          A propósito: porque Deus não foi mais claro e disse que se eles comessem do fruto do conhecimento do bem e do mal, eles estariam SEPARADOS deles, e não “mortos”? Ele complicou tudo pra que o Renan, este sujeito tão iluminado, pudesse vir milênios depois e explicar a verdade (usando metodologia inventada) pra nós imbecis?

          Aliás deixa eu ir além: por que Deus, o ser supremo com poderes literalmente ilimitados, bolou a forma MAIS INEFICIENTE DO MUNDO de contar sua história, e passar sua mensagem? Um livro escrito por uma tribo de nômades no meio do deserto e que sofreu inúmeras traduções, alterações e adaptações e que passou séculos sob o domínio de uma instituição com interesses claramente diferentes daqueles pregados por Jesus, e que afetou grandemente o significado da mensagem?

          Até eu, um reles ser humano, consigo passar uma mensagem mais direta, de mais simples interpretação, e posso também me oferecer pessoalmente a explica-la caso não seja suficientemente clara. Por que Deus permite essa imensa BAGUNÇA com a mensagem dEle?

          • Renan says:

            Qual é o documento que está sendo analisado? A bíblia, ok. Então temos a mesma fonte, ok.
            Você fez uma interpretação e eu, usando apenas passagens do documento, demonstrei que ela está errada. O documento é claro, direto, objetivo.(Perceba que o “item 1″ e o “item 2″ são bem claros. Não é nenhuma metáfora, é o que é.)
            Você só estará com a razão, portanto, se o documento estiver errado o que, no caso, você teria que provar.

          • Izzy Nobre says:

            Errado.

            Você usou trechos DIFERENTES da bíblia, escritos por autores diferentes, e em épocas diferentes, e em contextos diferentes, E SEM CONHECIMENTO DA LÍNGUA ORIGINAL, QUE É O REQUISITO IMPORTANTE PRA DISCUTIR A SEMÂNTICA DE UM TERMO (ou você fala hebraico?), pra provar que “olha, já que existia um significado (metafórico) pro termo, OBVIAMENTE naquela utilização dele, o sentido só podia ser metafórico”.

            Compreende a diferença? Dizer que existem 2 tipos de mortes (usando pra isso trechos que fazem uso de alegorias e não de um significado literal pro termo) não significa o mesmo que dizer que você sabe exatamente que “morte” era aquela do texto em questão.

          • Izzy Nobre says:

            A propósito, “se o documento estiver errado, o que no caso, eu terei que provar”?

            Dê uma pausa nessa discussão e por favor, eduque-se sobre um conceito chamado “o ônus da prova”. Eu não tenho que provar que uma alegação é falsa, é o ônus é de quem a faz, não de quem duvida.

            Se assim for, eu sou um alienígena. Prove que eu não sou.

          • Renan says:

            Kid, o que vou falar agora vai parecer infantil, etc, mas eu já debati com diversos ateus, já pratiquei muita apologética cristã e o que eu percebo é que esse tipo de gente está com o coração fechado para Deus e também não procura as respostas para os seus questionamentos.
            Eu poderia passar horas fazendo apologética aqui, mas você não iria apreender nada pois, como já disse, você está fechado. Então, essa conversa é irrelevante.
            Sou fortalezense, leitor do seu site há muito tempo e não queria ter nenhuma discussão com você. Deixo uma dica pra você: quebre um pouco dessa dureza do seu coração.
            Vou ao Iguatemi agora, abraços. Fique com Deus :P

          • Izzy Nobre says:

            “…de gente está com o coração fechado para Deus”

            Dois comentários que posso fazer sobre isso:

            1) Eu posso igualmente dizer que você está com a mente fechada para lógica, e;

            2) Você tá ligado que, de acordo com a bíblia, o próprio Deus é responsável por “endurecer o coração” de pessoas contra Ele, correto? Vá reler o Êxodo e me diga aí por que o Faraó estava tão decidido a não deixar os judeus irem embora. Tendo isso em consideração, por que a culpa é do dono do coração…?

            (Acabei de fazer o mesmo que você: pegar uma passagem fora do contexto em que A acontece, e alegar que A é sempre válido pra qualquer exemplo que eu precise no momento. No seu caso: se a bíblia em algum momento fala de morte “espiritual”, posso deduzir que qualquer “morte” pode ser espiritual de acordo com a conveniência do argumento)

            Invejei a ida ao Iguatemi :(

          • Renan says:

            Fui convertido pela apologética de William Lane Craig, portanto, não, não estou fechado para a lógica, hehe. Talvez eu esteja um pouco apressado e não tenha sido tão claro quanto eu imaginei. Se quiser conversar em outro momento, você tá vendo aí meu e-mail, ele está aberto para você.
            Fui.

          • Izzy Nobre says:

            Qual parte da apologética do Willian Lane Craig encoraja você a chamar aqueles que discorda de você de “babuínos”? Só por curiosidade.

          • Renan says:

            Ad hominem, quem nunca? ;D

    • sese says:

      O izzy é uma entidade suprema e nao perdoa seres como você que criticam e argumentam como um babuino.

    • Carlos Magno says:

      Você disse lá embaixo:

      “Kid, o que vou falar agora vai parecer infantil, etc, mas eu já debati com diversos ateus, já pratiquei muita apologética cristã e o que eu percebo é que esse tipo de gente está com o coração fechado para Deus e também não procura as respostas para os seus questionamentos.
      Eu poderia passar horas fazendo apologética aqui, mas você não iria apreender nada pois, como já disse, você está fechado.”

      Em que parte dos seus estudos de apologética, dialética e lógica ensina chamar as pessoas de babuíno como argumento válido?

      Mudando de assunto, se você pode interpretar a bíblia da maneira que você quiser (incluindo dizer que a morte ao comer o fruto era uma morte espiritual), porque o Izzy ou eu não podemos interpretar o livro do Gênese como uma anedota explicando a criação do mundo segundo uma tribo nômade de 4000 anos atrás que nem sabia da existência (futura) de Jesus cristo?

      Em quê o livro do Gênese presente na Bíblia tem de especial em relação à Teogonia (gênese da mitologia grega), à explicação da criação do Japão (uma viagem de ácido das boas), do mito de criação da religião Indu ou dos antigos Maias?

      O que impediria alguém, 2000 anos atrás ou até mais recente, de adicionar um versículo ao seu bel prazer? Ou até mesmo modificar ou inventar capítulos inteiros? Na criação do Alcorão, Mohammed fez uma revisão violenta em boa parte do conteúdo, porquê não considerar que isso não aconteceu na versão oficial?

      Recomendo nesse caso a famosa “King James Version”, a mais traduzida versão da bíblia (em inglês). Favor notar que, em várias passagens, a Bíblia rima. Imagine a modificação no texto necessária para fazê-la rimar?

      Ou os erros de tradução mais crassos, em que Kamelos (corda grossa para amarrar navios) se tornou camelo em “É mais fácil um camelo passar por um buraco de agulha que um rico entrar no reino dos céus.”

      • Ahoy! says:

        Juro que passei a infância inteira escutando na catequese que esse papo de “camelo” era o seguinte:
        “Isso é uma metáfora, é que antigamente existiam túneis para atravessar montanhas, os quais as pessoas chamavam de agulhas.
        Como os camelos são animais altos, tinham muita dificuldade para passar. Logo, não quer dizer que os ricos não entram no céu, só quer dizer que vai ser mais difícil!”

        Vontade frenética que esses cristãos têm de “dar lógica” pra tudo…

        Santa ignorância!

  4. Cainã G. says:

    Texto muito bom.

  5. Newton S. says:

    E se um crente me disser que o Diabo aceita(va) tudo isso de boa porque ele gosta(va) de torturar as pessoas?
    Aliás, Izzy, você já assistiu O Alto da Compadecida?

  6. Carlos says:

    Brace yourselfs, os fanáticos religiosos are coming.

  7. Lka says:

    “(…) porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.”

    Mas aí ele diz que eles vão morrer se comer o fruto, o que de fato acontece, mas ele não deixa nem implícito que, na mesma hora que o homem comer o fruto, ele morre.
    Então discordo de você, Israel.

  8. Vinicius Ayelo says:

    Mais falha que a bíblia só a retórica de quem rechaça a opinião alheia sem expor a própria.

  9. Como diria George Carlin: “…Se esse universo é o máximo que Deus pode fazer, eu não estou impressionado…”, “…Deus só poderia mesmo ser homem; nenhuma mulher faria um trabalho tão ruim…” ou “…Se existe um Deus, ele provavelmente não dá a mínima para o homem…”.

    Belo texto.

    • Não diria que o universo não me impressiona, tem coisas REALMENTE fantásticas por aí afora. Mas a humanidade sim, se NÓS somos a obra-prima, tem algo muito errado nesse ser supremo.

      E outra frase bem legal, de outro gênio é:
      “Se Deus existe, eu espero que ele tenha uma boa desculpa” -- Woody Allen

  10. Vitor Zelizi says:

    Porra Izzy! seus textos são fera!

  11. Matheus says:

    Sobre a “morte” ao tocar na fruta e tal: Se levado como metáfora, assim como boa parte de gênesis deve ser levada, pode se mostrar que a partir daquele momento eles “podiam” morrer. Minha opinião na minha forma de interpretação. Abs e bom texto

    • @mos_axz says:

      A questão é porque o gêneses é quase que totalmente metafórico e o livro de Mateus não é? Aliás, vou além: Como você decide qual parte é metafórica e qual não é?

      Essa é a SUA visão do texto biblico. Eu enxergo a Biblia toda como uma forma exagerada e fantasiosa de contar a história do povo hebreu. Assim como fez Heródoto, que ao falar sobre a batalha das termópilas diz que tinha 2 milhões e 600 mil persas. Ou como na história da guerra de tróia, que Homero defende que durou 10 anos de combate.

      • Izzy Nobre says:

        Eu enxergo ela exatamente como você. São registros históricos de um povo que viveu na época e relacionava o que via com a sua divindade.

      • Lucas Leite says:

        Autores diferentes, antigo-testamento e novo-testamento. Não estamos falando de uma obra. Estamos falando de um conjunto de obras que contém diversos contextos e planos de fundo diferentes quando foram escritos. Vocês alegam que os “crentes” fazem força pra aceitar as coisas que estão na bíblia quando vocês (me refiro as descrentes) fazem força pra interpretar tudo como errôneo, não buscam ver a retorica de quem crê antes de fazer suas alegações e ficam nessa de posts pseudo-intelectuais em blogs por ai. Faça seu dever de casar Izzy.

      • Carlos Magno says:

        “Assim como fez Heródoto, que ao falar sobre a batalha das termópilas diz que tinha 2 milhões e 600 mil persas.”

        Imagino o Leônidas falando: se cada um matar 8700, a gente volta pra casa.

        “Ou como na história da guerra de tróia, que Homero defende que durou 10 anos de combate.”

        Tem peão que não agüenta duas semanas fora de casa que já vai pra casa “das primas”, em dez anos vai rolar muita baitolagem.

  12. Thiago says:

    Texto bastante interessante! Sempre há brechas nesse livro sagrado e em muitos outros.

  13. Filipe F says:

    Daria um belo filme de comédia ou um ep. dos Simpsons na igreja. Acho que foi uma inspiração!
    Simplesmente acredito que fazendo o bem para as pessoas, fica mais difícil de fazerem mal a mim ou de quem amo.(Espalhando o amor rsrsrs) Acredito em Deus, mas não da forma de interpretações de outras pessoas e sim das minhas. Respeito todas as interpretações, só não concordo com as tradições que agridam inocentes.

  14. Diego says:

    Kid só esqueceu -- ou preferiu -- não mencionar um “fato” bastante curioso. Uma vez que a serpente induziu seus dois bonequinhos comerem do fruto do conhecimento, Deus puniu a cobra tirando seus membros, fazendo-a se arrastar para conseguir se locomover como um sinal de humilhação. Logo, a serpente NÃO era uma serpente. Era uma SALAMANDRA.

    • Izzy Nobre says:

      Inclusive muitos crentes celebram a descoberta de membros vestigiais em cobras como confirmação da história do Jardim do Éden.

      (até então os mesmos alegavam que era só uma metáfora)

      • Carlos Magno says:

        Uma metáfora na católica, nas religiões protestantes é aquilo mesmo e acabou.

        Agora queria ver quando vão aceitar as centenas de milhares (quando não milhões) de evidências da evolução conforme a seleção natural.

        E ainda tem quem diga que as duas opções (criacionismo x evolução) são igualmente plausíveis.

      • Provavelmente o povo daquela época presenciou o aparecimento de répteis sem membros e atribuiu o fato a Deus, lol.

        BTW a melhor parte do post é o Izzy respondendo e discutindo nos comentários

    • Felipe Dias says:

      Mas se a serpente era um avatar do Diabo, e Deus sabia disso -- uma vez que é onisciente -- qual é o sentido de tirar os membros do bicho que não tinha nada a ver com isso? Ou todas as serpentes do mundo são manifestações do demo?

  15. Gustavo says:

    Izzy, o que é o mal? E o que é o bem? O que é conhecer o bem e o mal?

    • Carlos Magno says:

      “Democracia é quando eu mando em você, Ditadura é quando você manda em mim.”

      Mal é quando alguém mata um doente terminal que há anos sofre de câncer ósseo, cuja dor excruciante não pode ser amenizada com morfina.

      Bem é quando você deixa uma criança de 10 anos morrer dando a luz a um bebê, filho dela com seu pai.

      Bem simples e fácil de entender.

      • Gustavo says:

        O mal é a simples ausencia do bem, o mal nao existe, assim como a escuridão não existe já que é a simples ausência da luz e o frio a simples ausência do calor (fisica de colégio). Desse modo, partindo de que Deus é o bem, o mal é a ausência dele.

        No texto de genêsis, que é uma poesia, fica evidente que conhecer o bem e o mal é conhecer como é estar longe de Deus, ou seja, ao desobedece-lo, Adão e Eva se afastaram do mesmo, ou seja, se afastaram do bem e consequentemente conheceram o mal e morreram espiritualmente.

        • Felipe Dias says:

          A diferença é que a luz e o calor não se dizem ONIPRESENTES no Universo.

        • Carlos Magno says:

          Se o “Bem” é estar perto de Deus e o “Mal” é estar longe de Deus, quem é bom, quem está mais perto de Deus?

          O misericordioso que dá um fim a quem está sofrendo ou o insensível guerreiro que deixa o companheiro ser devorado por abutres?

          O fanático que deixa uma menina de 10 anos morrer no parto ou o médico que decide que a vida da menina é mais importante que o fruto de um estupro incestuoso?

        • Tiago Nunes says:

          queridão a ausência de Deus é a inexistência de qualquer coisa existente em qualquer lugar, até mesmo dos nossos argumentos sem objetividade alguma.

  16. Yago says:

    EPICO! uhasduhauhdasuhd just EPICO!

    ps: a o dialogo da narrativa foi salvo para divulgação por e-mail entre “ozamigo”, o site será mencionado.

    Obrigado.

  17. Gary M. Silva says:

    KKKKKKK. Cara, na boa, to chorando de rir. O diálogo do homem invisível com seus subordinados também invisíveis foi épico.

  18. DoAssogue says:

    Muito bom o texto e realmente quando você coloca o texto bíblico como uma conversa entre Deus e seus asseclas fica muito engraçado.
    Caso alguém não conheça o http://ceticismo.net/ tem muitos textos semelhantes.

  19. Hawk says:

    Texto sensacionalmente foda! Parabéns, Izzy.

  20. Flayshon says:

    É sério que ninguém se manifestou sobre esse anjo Raziel até agora? Eis o que eu acho:

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

  21. Pedro Papadópolis says:

    Só de haver mais de uma religião já é uma contradição sem igual, fora que 100% dos seguidores de “Deus” conseguem ser mais hipócritas sobre seus próprios conceitos que os Ateus.

  22. MH says:

    Que ótimo texto, Izzy!
    Ri muito. haha

  23. MH says:

    Hm. Eu queria adicionar alguma coisa interessante aqui nos comentários mas não tenho realmente nada a dizer. Esse mundo religioso sempre esteve tão longe de mim que eu simplesmente não me importo em observar ou questionar os erros óbvios do mesmo.

  24. Diego Coenga says:

    Izzy, um dia você voltará para os braços do pai, esse dia está cada vez mais próximo. Da pra ver que algo lhe encomoda.

    Deixo este vídeo para você e lhe convido a assistir mais vídeos do Pr. Aluisio A. silva

    http://m.youtube.com/#/watch?v=xPpFTqX7gvk

  25. Wanderson says:

    Bom, sim Deus não precisaria de um teatrinho pra saber que o homem é falho, é como se fosse um teste de “fidelidade” ou sei lá o que. Acho que ele queria saber se poderia confiar neles e se enganou. Bom, segundo a Bíblia, a cobra era na verdade o DIABO que entrou na cobra (ou se transformou na cobra..) e foi convence-los de que comer o fruto (não passar no teste de fidelidade) seria beneficente para eles. O livro arbítrio na verdade estava lá no meio deles, eles podiam comer o fruto da árvore sem que a cobra estivesse lá. Eles podiam fazer ou não(É como dar uma ordem a uma criança de 3 meses). E, INTERPRETANDO a bíblia você pode ver que na parte que Deus diz: “se vocês comerem certamente morrerás” ele não estava referindo-se a morte do tipo cair duro, mas sim uma punição por eles não terem passado no seu “teste de fidelidade”. Em nenhum momento Deus disse que o fruto era venenoso. (Considere o fato que Jesus gostava de fazer parábolas. A bíblia também diz que Jesus sempre existiu com Deus e o Espírito Santo, a santissima trindade, ele não criou um clone, ele so arrumou uma forma de mandá-lo para o meio do povo de uma forma normal…)(eu não entendo por que Jesus tinha que morrer para “salvar-nos”). O Demonio dito na bíblia, não gostava de Deus nem de nada que ele criava pois queria seu lugar como Manda-chuva. Então queria acabar com sua maior criação > o Homem. Segundo a bíblia o Diabo já sabe seu destino, portanto, mandar as criações junto com ele é como se fosse uma meta (segundo a bíblia também, pelo que eu entendo o inferno vai ficar bem mais lotado que o céu). Bom essa é minha opinião sobre as histórias que a bíblia conta, não tenho nenhum tipo de religião, mais quando criança era meio que forçado a ir na igreja.. mas eu interpretei a bíblia de uma forma minha (cada religião favorece suas teorias). Eu não acho que o que você falou está errado, você interpretou a bíblia da sua forma e entendimento. abraço

    • A questão é que, segundo a bíblia, Jeová é Onisciente, Onipresente e Onipotente.

      Portanto qualquer teste seria inútil, porque ele SABE TUDO, e saber se pode ou não confiar no homem faz parte de TUDO. Então se ele sabe TUDO, saberia se podia ou não confiar, mesmo sem teste.

      O próprio Lúcifer é o cúmulo dessa incoerência bíblica: Eu sou o deus SUPREMO e PERFEITO do universo, eu sei TUDO, e vou criar um anjo que eu SEI que vai querer tomar meu lugar, SEI que vai querer corromper minha obra-prima, eu POSSO fazer ele de outro jeito, mas vou fazer ele assim mesmo. Só pra sacanear…

  26. Todo o problema da interpretação da Bíblia está no simples fato dos cristãos acharem que a religião católica, que é de fato uma religião nova, está certas e é a palavra final, enquanto outras religiões estão erradas, por não serem católicas. E além disso, antropologicamente falando, esses mesmos cristãos tem a cara de pau de dizer que os ‘povos antigos’ estavam errados porque as outras culturas não sabiam a verdade(verdade aqui representada pelo cristianismo), e acreditavam em qualquer coisa da Natureza.

    Muito normal um maluco andar sobre as águas, ressuscitar, curar usando as mãos, mas mesmo assim, morrer para limpar os pecados, apenas para parecer humilde. E na sua humildade, sair dizendo que era filho de Deus. Mas, pasmem, quando confrontado pelas autoridades locais, não quis mostrar seus super poderes, ao invés disso, alegou essa humildade para se sacrificar… No mínimo, estranho…

    E, peraí! A humanidade é o espelho de Deus, então, isso só me mostra que Deus é bem falho, e um tanto masoquista, porque gosta de deixar sofrendo aqueles que nem o conhecem. Ou se você o conhece, deve adora-lo… Isso me parece apenas um caso de egocentrismo em escala mundial.

    Não sei qual foi o físico/cientista/estudioso que disse, mas concordo: se for para adorar alguma coisa, adoro o Sol, que tem uma lógica e importância muito maior para a vida na Terra.

  27. Lucas. says:

    Um ponto me chamou a atenção: “Então disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de NÓS, sabendo o bem e o mal” Genesis 3:22

    Seria o resquício de alguma crença politeísta esse nós aí no versículo acima?

    Ou será que Jeová sofre de transtorno dissociativo de identidade? Isso explicaria algumas coisas…

    • Sim. A bíblia tem MUITOS traços politeístas no antigo testamento, recomendo ver esse vídeo sobre o assunto: rel="nofollow">
      Que mostra todas as evidências presentes na bíblia, as contradições e os eventos históricos que levaram a essas mudanças. Bem legal.

  28. Maicol Douglas says:

    Ola Izzy Admiro Muito Seu Blog..E respeito oque você pensa sobre Algumas coisas sobre a Biblia..Mas Sera que você esta certo?E si Nossos Sub concientes Não consegue analizar a verdadeira realidade da Biblia!Não estou lhe julgando Só estou propondo que No final do tópico..Explique que é sua opinião.para nao dar esse alvoroço..Abraço Teu Blog esta ótimo parabéns!

    • Se a bíblia, como instrumento de salvação, contém uma mensagem que não pode ser percebida por quem a lê, ela falha no seu propósito e, portanto, não pode ser usada como fonte de salvação por ninguém.

  29. Flávia Flor says:

    E os Dinossauros ?
    A Bíblia cita eles ?

  30. Jefferson Silva says:

    Lol… sério, só quem não conhece o HBDIA pra levar o texto tão a sério. O post está recheado de sofismas e argumentações trollzísticas, que nem vale a pena citar (ou faço outro texto do mesmo tamanho). E ainda assim, tem gente que se dá o trabalho de questionar (ou tomar como fundamento pra criticar religiosos). Cômico…

  31. Luccas Mateus says:

    Izzy já entendi que você é ateu, mas algo que eu percebi nos seus textos é que você só critica as três religiões, entretanto a pergunta é, um deus necessariamente precisa de uma religião para existir? ele precisa necessariamente seguir a definição clássica de deus? onisciente, onipotente e onipresente, se nos jamais vimos um deus, quer dizer que apenas supomos com o um deus deve ser, por isso que eu sou agnóstico e não ateu porque é impossível definir deus

    • Izzy Nobre says:

      Nestes textos abordo especificamente a religião judaico-cristã, se já não era óbvio.

      • Luccas Mateus says:

        Sim eu percebi, o que estou me referindo ao seu ateísmo, porque ate onde eu sei para você ser ateus é necessário não acreditar em NENHUM deus

        • Carlos Magno says:

          Nesse texto especificamente ele não falou que é ateu. Ele falou que não acredita mais na religião judaico-cristã.

          Ele pode atualmente ser de alguma outra religião ou mais provavelmente ser agnóstico: acreditar em algumas coisas mas saber de que não há certeza de nada.

          • Luccas Mateus says:

            desculpe-me se me expressei mal, eu não estava me referindo apenas a esse texto mas a todos em que ele toca nesse tema

  32. Luccas Mateus says:

    E quanto ao “Então disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de NÓS, sabendo o bem e o mal” Genesis 3:22 existe uma linha de pensamento baseada em um livro chamado genesis, que diz que Jeová para poder criar o universo teve antes que lutar com outras criaturas tão poderosas quanto eles, chamadas de seres etéreos, acredito que seja esse o motivo do ”NÓS”

  33. Lucas Leite says:

    Izzy você falou merda duas vezes ai. Primeiro sobre a “ameaça de morte”, como já foi explanado mais acima: Se tratava de morte espiritual e não física (pra mim esse ponto está bastante claro). Em segundo sobre a sua máxima de que conhecer o bem e o mal é ter livre arbítrio. Amigo se eles comeram o fruto em primeiro lugar é porque eles JA POSSUÍAM o livre arbítrio. Conhecimento de bem e mal é completamente diferente de livre arbítrio.

  34. Luccas Mateus says:

    Deus foi o maior troll que já existiu

  35. Davi Maximiano says:

    Interessante que foi pego uma parte do Evangelho ( A Salvação) e foi apenas ela rechaçada.
    Só gostaria de trazer alguns pontos a mais pra discussão:

    1- Não-Judeus tinham sim o direito de salvação anterior a Cristo ( por isso a parte no templo só pra eles).
    2- Durante todo o novo testamento, se discute mais o SENHORIO de Cristo que a salvação através dele.
    3- A principal consequencia do pecado original foi a separação Vertical ( Homem -- Deus ), mas também houve a separação Horizontal ( Homem -- Natureza ) vide Francis Schaeffer.
    E por ultimo uma pergunta “idiota” minha:
    Sinceramente Izzy, qual é sua visão, enquanto ateu, quando le Frank Pereti?

    Ah, valeu pelo post, embora não tenha gargalhado como a maioria dos leitores, me fez refletir bastante.

  36. el evil says:

    Sinceramente gostaria que você dissertasse sobre a minha opinião invés de bloque-lá

    Depois de ler esse texto até um daqueles crentes fanáticos (que acham que se derem o dizimo certinho receberão de Chessuis uma mansão de ouro no céu) diriam que você não conhece o mínimo de teologia necessária para debater com um professor de catequese da Paróquia de Nossa Senhora de Achiropita (em São Paulo).
    “Por que Deus permite essa imensa BAGUNÇA com a mensagem dEle”, essa é a grande questão do ateísmo: POR QUE DEUS NÃO FAZ NADA? PORQUE ELE NÃO APARECE NO CÉU E DIZ PESSOALMENTE O QUE QUER? Porque Deus QUER que as pessoas o sigam por ESCOLHA E FÉ e se Ele aparacer no céu dizendo “oi eu existo, se curvem” todos os humanos o seguirão não por escolha mas por TEMOR o que Ele não quer, Ele quem manda, Ele é o tamanduá e nós as formigas, se conforme com isso.
    Vamos ao texto, pra começar, todas as grandes escolas teológicas da atualidade interpretam o inicio Gênesis como metáforas, Deus não poderia explicar para Moises a criação do mundo usando conceitos de astrofisica e genética.
    A metáfora do fruto proibido: Deus deu essa ordem de não tocar no fruto não para provar a Si que o homem é falho porque ele já sabia mas para mostrar ao homem que sua essência é falha (se Deus quisesse fazer uma criatura inteligente que não pecasse, Ele teria criado um outro Deus). A “morte” falada por Deus é morte espiritual = inferno.
    Em nenhum trecho da Biblia está escrito que o diabo será o administrador do inferno, pelo contrario já que o diabo vai queimar por toda eternidade ele procura levar consigo o máximo de pessoas possivel. Diabo gerente do inferno e purgatório foram criados pelas mentes daqueles respeitosos pedófilos sediados em Roma, a teologia das seculares escolas evangélicas (presbiterianos,batistas,metodistas) é completamente destituidas desses enxertos, NÃO ACREDITO QUE VOCÊ NÃO SABE NEM ISSO (e se porta como um especialista). Dica: no próximo artigo então critique a adoração aos santos (mandamento 4 “não farás para ti imagem de escultura”)
    “A meu ver, o Diabo simpatizaria com um condenado” – nenhum homem está definitivamente condenado, há sempre a chance de conversão ao contrario do diabo que já está destinado ao inferno.
    “Deus batia papo com os anjos sobre seus planos” – Deus conversa é entre si mesmo(Ele é uma trindade, possui três mentes independentes – pense nas irmãs siamesas mas com três cabeças invés de duas). ATÉ QUALQUER CATÓLICO QUE ACREDITA PIAMENTE NO CELIBATO DE SEU PADRE CANTOR FAVORITO SABE DISSO.
    “Aí eu vou lá, finjo que não sei o que está acontecendo e espremo uma confissão deles” – a confissão de erros é fundamental para o perdão dos mesmos, não vale “não preciso falar já que Ele já sabe”
    “vou joga-los naquele buraco onde joguei Lúcifer e os broders dele” – o inferno só será inaugurado no juízo final, ninguém ta lá ainda, O PRIMEIRO PASSO PRA SE DISSERTAR SOBRE ALGO É ENTENDER ESSE ALGO
    “é tudo culpa daquele filho da puta do demo” – cada pessoa é responsável por seus atos, não adianta ninguém querer culpar demo por suas ações, Chessuis não é um idiota
    “Não, assim é fácil demais” – nada fácil demais é realmente valorizado, SEUS CONFORTAVELMENTE BEM NASCIDOS COLEGAS CANADENSES DE FACULDADE DÃO O MESMO VALOR AOS ESTUDOS QUE VOCÊ?
    “E o pessoal que nasceu e morreu antes disso” – todos que morreram sem ouvir de Chessuis serão recebidos no céu sem exceções (seu pai pastor pode confirmar isso, a menos que ele seja pastor da seita do Edir Macedo mas aí vocês seriam milionários)
    “Quem acreditar que esse clone sou eu, será salvo. Não poderia ser mais simples” – não poderia ser mais simples mesmo.
    “por que conhecer o bem e o mal é ser separado de Deus?” – não é “ser” é “ter a capacidade”. Conhecer o mau é poder fazê-lo e assim se separar de Deus (que se afasta de quem pratica o mau)
    “bolou a forma MAIS INEFICIENTE DO MUNDO de contar sua história, e passar sua mensagem” – a Bíblia é feita de mensagens e não de palavras ao pé da letra, por exemplo as discussões sobre o que passar no buraco da agulha se é um camelo ou a corda de um navio, isso é irrelevante pois a mensagem é a mesma “fazer algo impossível passar pelo buraco de uma agulha”, já ouvi missionários em tribos de índios dizerem “Chessuis é o peixe da vida” invés de “Chessuis é o pão da vida” porque os índios não tinham a menor idéia do que é um pão mas o peixe era sua principal comida, são pessoas medíocres que se apegam as palavras ao pé da letra pensando que isso é importante, o importante é a mensagem, e a mensagem é a mesma desde que a primeira Bíblia foi montada.

    Se a Bíblia é igual qualquer outro livro religioso como os do hinduismo, islamismo, espiritismo por que você não critica essas religiões? principalmente o islã que é a religião que e mais cresce no mundo? Proponho que você passe a dissertar contra o islã, o hinduismo, a mitologia grega OU NOS EXPLIQUE PORQUE VOCÊ ODEIA TANTO A BÍBLIA (porque eu odeio novelas brasileiras mas não falo delas com sentimentos de ódio e amargura)
    O modelo judaico-cristão de sociedade (sem fanatismos) é perfeito porque é fundamentado em virtudes e amor ao próximo (ou você prefere morar em um país onde sua filha de 14 anos diz que quer estudar e leva um tiro cabeça?).

    Cansei perdi cinco minutos da minha vida escrevendo isso…
    Chessuis, ou você o segue ou queima no inferno, que disse que o mundo tem de ser justo

    • Carlos Magno says:

      “pra começar, todas as grandes escolas teológicas da atualidade interpretam o inicio Gênesis como metáforas”

      Exceto boa parte dos protestantes no mundo inteiro (aqui no Brasil em especial os Adventistas do 7º dia), que acredita que o Gênese é verdade absoluta e que a Terra tem pouco menos de 7000 anos de idade.

      “Deus não poderia explicar para Moisés a criação do mundo usando conceitos de astrofísica e genética.”

      Em resumo: “você não vai entender o que eu vou falar, não tenho condições de simplificar pra você, então eu vou mentir.”

      Moisés e Abraão tinham todo o tempo do mundo para conversar com o Criador do Céu e da Terra sobre a origem do Universo, logo podia rolar uma cadeira de 6 meses de “introdução à astronomia”.

      “foram criados pelas mentes daqueles respeitosos pedófilos sediados em Roma, a teologia das seculares escolas evangélicas (presbiterianos,batistas,metodistas)” é completamente destituidas desses enxertos”

      Nem todo padre católico é pedófilo e nem todo pastor evangélico não é. E a teologia protestante é bem menos concisa que a teologia católica. Afinal os tais “enxertos” (os Dogmas) são o que mantém o catolicismo minimamente coerente.

      “NÃO ACREDITO QUE VOCÊ NÃO SABE NEM ISSO (e se porta como um especialista)”

      No texto nem na descrição do blog tá escrito que o Izzy Nobre é ou tenta ser especialista. Ele só está narrando sua experiência pessoal no assunto e clamando por explicações.

      E eu não preciso ser um especialista em termodinâmica quântica para suspeitar de um aparelho de moto-perpétuo feito por alguém menos do que um PhD de física de 80 anos. Da mesma forma, eu, você ou o Izzy não precisamos ser especialistas para debater religião.

      “‘A meu ver, o Diabo simpatizaria com um condenado’ – nenhum homem está definitivamente condenado, há sempre a chance de conversão ao contrario do diabo que já está destinado ao inferno.”

      Mesmo depois de jogado no inferno, o homem ainda tem chance de salvação?

      “Ele é uma trindade, possui três mentes independentes”

      Mostra, por favor, o segmento da Bíblia que diz isso que eu devo ter perdido essa aula no catecismo.

      “o inferno só será inaugurado no juízo final, ninguém ta lá ainda, O PRIMEIRO PASSO PRA SE DISSERTAR SOBRE ALGO É ENTENDER ESSE ALGO”

      Depende (E MUITO) da religião. Não sei qual a posição da igreja católica sobre isso, mas até onde eu sei (e não é muito) todas as pessoas são jogadas no Hades até o dia do juízo final. Correntes evangélicas são bem explícitas: Céu ou Inferno; sem Hades, sem purgatório.

      E mais uma vez, não é necessário ser especialista em um assunto para debater ele. É questão de lógica e dialética. Disso todo mundo sabe um pouco.

      “todos que morreram sem ouvir de Chessuis serão recebidos no céu sem exceções”

      Todos os estupradores, assassinos, pedófilos, matadores de criancinhas, ladrões, psicopatas e salteadores cruéis e desumanos?

      “Se a Bíblia é igual qualquer outro livro religioso como os do hinduismo, islamismo, espiritismo por que você não critica essas religiões? principalmente o islã que é a religião que e mais cresce no mundo?”

      Você queria que ele fosse especialista em Teologia Cristã e agora quer que ele faça a Islâmica também?

      “OU NOS EXPLIQUE PORQUE VOCÊ ODEIA TANTO A BÍBLIA”

      Ele ama a esposa dele e ainda assim vai achar incoerente se ela reclamar das contas e comprar um casaco de 2000 dólares. Não é preciso odiar a Bíblia para estranhar suas passagens e colocar isso na internet.

      Eu, particularmente, não odeio a Bíblia: ela é só um livro. O problema são os seguidores. Nunca seguidores de um livro mataram tanto (mas não se preocupa que o do Islã já chega lá).

      “O modelo judaico-cristão de sociedade (sem fanatismos) é perfeito porque é fundamentado em virtudes e amor ao próximo”

      Em uma palavra: Xintoísmo.

      “Chessuis, ou você o segue ou queima no inferno, que disse que o mundo tem de ser justo”

      Li uma vez no livro do Carl Sagan (mas não foi ele quem disse a frase): “Se nós precisamos da recompensa do céu para sermos bons e do medo do inferno para não sermos ruins, então somos um povo bem desprezível.”

    • Anderson says:

      por deus, quem é Chessuis?

  37. Tiago says:

    Não sou ateu e acho essas discuções meio perda de tempo, mas gosto muito dos seus textos e do seu jeito de expor o que você pensa.

    Seu blog no geral é muito bom!

  38. André says:

    Kid, “doutrinar” não tem necessariamente algo a ver com religião.

    “Doutrinar” é o que vc no dicionario mesmo. A questão é que os religiosos acham que estão fazendo, e dai usam essa palavra.

    A definição da palavra em si tá certa, os religoosos é que não deveriam usa-la.

  39. Victor Hugo says:

    Maravilhoso!!!
    Pra quem gosta de livros e textos de comédia…
    Voce chega a ser ilário de fato…
    Muito criativo,mas,seu “texto comédia” assim como vc afirma sobre a bíblia é cheio de pretexto…(texto fora de contexto é pretexto),sendo assim existem várias contradiçoes em seu proprio texto,pois se vc realmente já “foi evangelico como diz”deveria por obrigação conhecer ela por completo e não por textos isolados que nãoi se completam…pois na verdade a biblia é um resumo de uma historia que se for claramente estudada com mente aberta se completa e se responde a si mesma….texto cheio de insinuaçoes que não existiram de fato,se vc fosse algum dos escritores da biblia com certeza daria-lhe credito e ainda ganharia um status de grande poeta assim como Davi…lembre-se disso…texto fora de contexto é puro e simples pretexto…principalmente para ateus…
    Só gostaria de saber e estar do lado de algum ateu convicto segundos antes da hora de sua morte…qual seria suas ultimas palavras…A fé hoje da um pouco de esperança na maioria dos casos,paz e esperança parta familias,pessoas,adultos,e mesmo crianças…não importa o que virá depois “apesar de eu mesmo ter as minhas convicçoes que nao discutirei aqui”vcs ateus convictos deveriam se sentir envergonhados em tentar tirar a alegria e em muitos casos a paz de pessoas que so querem viver neste mundo um pouco de carater,fé,honestidade e alegria em paz na vida e consigo mesmo…mesmo assim continuo a acompanhar seus devaneios comicos de uma mente fertil e bem ajustada…abraço …que Deus nos abençoe sempre e independente da nossa fé e convicção …!!! abraço amigo!!!

    • NT says:

      Ei Victor,não encare um ateu por este lado somos todos iguais,somos humanos nada nos torna diferente alem de nossas crenças e ações,os ateus não são nenhum ser esquisito que tenta tirar paz dos outros,nem sei da onde vcs tiram isso,somos com qualquer um seja feliz,triste,chateado,gentil etc.
      Conforme vc mesmo disse,queria estar do lado de um ateu prestes a morrer para saber qual seria suas ultimas palavras,isso que vc disse prova que Deus na vdd,e um chamado de desespero nas ultimas horas,nas mais difíceis(a final nascemos já sabendo que iremos morrer um dia,e não a como escapar da morte).
      Isso não e tirar esperança das pessoas,as pessoas só chegam a seus objetvos se as mesmas se determinem a encarar tudo o que venha (se dedicar)pelo menos para mim ninguém tem nenhum tipo de ajuda divina.

    • Anderson says:

      ódio polido: o mais perigoso!

  40. jm says:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk com todo respeito que tenho aos religiosos…afinal mamae eh uma,e eu ja fui tbm…daquelas q cria tanto q convencia qualquer um q aquilo era verdd…chegou um momento da vida q eu percebi o quanto somos carentes…dai vem deus…a biblia eh contarditoria sim…isso eh fato…deus n eh misericordioso…mas sabe…n vou convencer os cristaos nem eles a mim q sou ateia…mas morro de rir de tudo isso…pq cristaos acham q ateus sao pessoas amarguradas q precisam encontrar a luz divina…sou bem mais feliz sem deus…n fz falta…sim,alguns precisam de religiao,de deus…nós ateus n temos o coraçao fechado ou amargurado…temos o nosso ponto de vista…o izzy n fala “mal” de outras crenças pq o cristianismo eh oq estamos habituados…eh nisso q vivemos…se ele tivesse sido judeu talvez ele debatesse sobre isso…sem contar q o cristianismo eh uma “potencia” religiosa…e o mundo crê no deus cristao…kda um sabe oq eh melhor p si

  41. John Croker says:

    Coisa que eu já fiz é desistir de dialogar com esse fanáticos religiosos.

    Eles estão sempre certos, mesmo quando a gente prova que a passagem ou texto da biblía é absurda ou moralmente errada.

    E a habilidade desse pessoal em copiar os discursos do pastor explicando com passagens aleatórias afirmações absurdas ou mudando o foco da discussão é impressionante.

    Recentemente listei para uma colega evangélica do trabalho erros encontrados na bíblia (e ela veio com aquele papo de que as passagens erradas são metáforas). Depois, quando não havia mais o que explicar, ela fugiu da discussão dizendo que eu não entendia porque a bíblia havia iluminado a vida dela.

    De qualquer maneira, fica para refletir a própria frase que o Izzy citou:

    “Então disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de nós”

    Opa ! Como assim um de nós ? Ele está falando Dele mesmo e dos anjos ou Dele mesmo e dos outros Deuses ?!

  42. Matheus Amorim says:

    Mais um ótimo exemplo da razão pela qual você não deve desistir dos textos, Izzy. Ótima argumentação1 Gosto muito deste assunto, e ler algo lúcido sobre isso é muito bom. Grande abraço!

  43. Aí eu vou na Wikipedia e descubro que Raziel é o “Guardador de Segredos”.

    Sei não, acho que Deus silenciou o coitado.

    • Eduardo says:

      Raziel também é o vampiro banido por Kain por ter evoluido mais que ele. uma puta homenagem a Soul Reaver, que por sua vez é faz uma “homenagem” à “história” de Deus e Lúcifer.

  44. Leticia says:

    Eu acho que essa morte pode significar a morte da alma, não necessariamente uma morte física.

  45. Psicopato says:

    Se o objetivo do texto é gerar discussão, comentários e visualizações parabéns, conseguiu o que pretendia. Agora, se realmente era para ser um discurso de crítica a passagens contraditórias (segundo você) reveladas pela Bíblia, seria necessário que as idéias fossem melhor refinadas.

    Primeiro que dentro do seu próprio texto há passagens contraditórias e que deixam claro que a interpretação de texto não foi feita corretamente.

    Se Deus criasse criaturas perfeitas, que só pudessem escolher o bem e obedecer a tudo o que Ele ordenasse, onde estaria esse alegado livre arbítrio? Na verdade essa ideia de livre arbítrio é muito mais complicada do que parece, pois Deus sendo onisciente e atemporal já sabe de nossas decisões.

    Deus sabia de tudo o que viria a acontecer, da queda do homem, dos seus pecados, de tudo. E por que deixou que isso acontecesse? Porque Ele sabia! Se Ele sabia, é porque aconteceu.

    Acreditar ou não na Bíblia, em Deus, em Jesus, é uma escolha. Se a Bíblia for uma mentira e não existir nada após a morte, não vou ter peso nenhum na consciência, pois já vou estar morto mesmo.

    Discussões deste tipo em um blog que não tem como objetivo abordar temas religiosos não leva a nada. Ainda mais em casos quando eu (e creio que você) não temos estudos suficientes para afirmar verdades absolutas através de pequenos trechos retirados de seu contexto. Agora, caso realmente esteja interessado em argumentar a falta de sentido bíblico e suas contradições, eis aqui alguns sites que você pode se interessar:

    http://www.dc.golgota.org

    http://descontradizendocontradicoes.blogspot.com.br/

    • Izzy Nobre says:

      Ué, mas deus CRIOU criaturas sem libre arbítrio que servem apenas para adora-lo: os anjos.

      Seu argumento acaba de falhar.

      Sobre acreditar ser uma “escolha”: você seria capaz de se fazer acreditar no Papai Noel? Comece a acreditar agora no Coelhinho da Páscoa, só pra provar o seu ponto. Conseguiu?

      Tá vendo como acreditar em algo não é uma escolha?

      • Psicopato says:

        E Satanás entra onde nisso? Ele tá adorando Deus?

        • Anderson says:

          satanás foi criado especificamente pra ser orgulhoso, invejoso e o caralho a quatro, ser expulso, causar a queda do homem, tentá-lo a fazer o mal e ir pro inferno… deus deve ter ficado orgulhoso de sua criação…

        • Joãozinho says:

          “Se a Bíblia for uma mentira e não existir nada após a morte, não vou ter peso nenhum na consciência, pois já vou estar morto mesmo.”

          Fica quieto Izzy, se esse pessoal deixar de acreditar podem se preparar para o massacre.

  46. André says:

    Genial! queria participar dos debates mas não tenho bagagem pra argumentar, não tenho conhecimentos no assunto, mas é hilário e bem que poderia abrir algumas mentes

  47. Me lembrei do George Carlin. =)

  48. Júlia says:

    Ai, gente. Pra quê tanta discussão? Cada um acredita no que quiser ou desacredita tb. O que não se pode negar é que o texto é muito engraçado. Eu sou católica, várias coisas confundem. Não é porque você acredita em algo que não pode ser explicado ou que você não compreende que você é idiota ou mongol… O que se passa depois dessa vida (mental, espiritual, física..sei lá) na verdade ninguém sabe, certo? Então vamos apenas rir com o texto porque ele é engraçado.rs

  49. Bruno Régis says:

    Eu concordo que é realmente tentador ficar discutindo as partes com múltiplas interpretações que a Bíblia nos apresenta. Apesar disto, há nela os ensinamentos morais, que, particularmente, duvido que haja discussões:
    “Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento.
    E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes.
    Marcos 12:30-31″

    Amiguinhos: sendo cristãos, judeus, islâmicos ou ateus, “sejemos” legais com nossos coleguinhas que tá tudo certo.

  50. Anderson says:

    esse diálogo de deus com os anjos deveria virar uma animação… hilário!

  51. Sérgio says:

    Cara sensacional hauahuaahua!!!
    Nunca ri tanto.

    Parabéns hehehe.

  52. Saraiva Jr. says:

    Tá insistindo neste tema hein Kid.

    Gosto muito do seu blog, mas pulei o texto todo, nem li.

    PARECE que tá entrando na polêmica pra garantir pageviews.

    Vou ler o texto mais recente do teu blog.

  53. ohoo says:

    texto engraçado d+.

    E as dircurssões nos comentários são animadas.

    Para acabar com as discurssões, qq interpretação contrária a realizada pelo Izzy não seria engraçada, então não são válidas.

  54. herege says:

    Vocês não sabem de nada esse foi o primeiro BB do mundo rapaz, o cara queria ver a criação deles nús e estava preparando o momento quando iam perder a virgindade, seria uma especie de pedofilo já que digamos estes adultos seriam com crianças, pois eram inocentes. Para surpresa chega e os caras estão cobrindo suas parte intimas então fica puto, pois descobre que perdeu a cena de sexo e a perda da inocencia ou seja é doentio isso cara. Parabens aos que creem, tem que ser tão doentio quanto.

  55. Victor Hugo says:

    Desculpe algum erro de português, não tive tempo de revisar k Enfim, lá vai:

    Bom, eu li o texto e quanto mais eu li mais eu fiquei com pena da situação em que alguns seres humanos pensam. O conceito da bíblia que as pessoas têm (que muitas vezes, como neste caso, a conhecem muito bem) é completamente distorcido, porque a mente humana (como você mesmo citou) é falha. Mas tudo bem, vamos ao texto.
    O texto começa com o seguinte ponto: Se Deus é onisciente, por que ele testou sua criação sabendo qual seria o resultado?
    A resposta é mais simples do que parece ser, por que Deus precisava dar uma chance a humanidade, ele criou seres perfeitos, sim ele criou, mas então percebeu que eles não tinham nada de diferente dos outros seres, eram apenas animais com a mesma aparência que ele, então deu ao ser humano o livre arbítrio e a capacidade de racionalizar as situações, e é aí que entra a questão de sermos tão falhos, nos achamos tão perfeitos que tomamos as decisões opostas ao que sabemos que é certo, por que queremos testar nossa capacidade. Mas enfim, não é essa a questão, a questão é que ele sabia que esse livre arbítrio e racionalidade dariam ao ser humano esse orgulho de pensar que pode ser Deus, e aí entra outra pergunta, por que então ele fez isso?
    Porque se não fosse isso, eu e você não teríamos nascido, Adão e Eva viveriam até hoje e por toda a eternidade naquele lugar perfeito que Deus criou para ele, e Deus queria dar chance a outras pessoas, apesar dele saber quais seriam suas escolhas, então Deus permitiu que o pecado (o tal mal cujo bíblia se refere quando fala da “árvore do conhecimento do bem e do mal”) entrasse do mundo, através de Satanás.
    Durante o texto percebi que até o próprio diabo foi defendido, e quero defende-lo também, porque o diabo não é mal, o diabo não passa de um anjo orgulhoso, que continua servindo a Deus, porque é isso que o diabo é, um servo que apenas faz sua função de nos testar e levar o máximo de humanos possível para o inferno onde ele viverá com seus anjos. Porque o Diabo não é onisciente, ele não sabe dos planos de Deus e nenhum de nós sabe.
    Enfim, outra questão, sobre o seguinte texto:
    “Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais.” Genesis 3:3
    Segundo o texto Deus mentiu, pois bem, mas se formos ler o texto completo (basta adicionar o versículo 2 para entender o contexto), percebemos que não foi Deus que disso isso, foi Eva! Eva disse isso à serpente quando estava perto de aceitar a maça, e você pode questionar “Por quê?” Porque a vontade de ser Deus (isso é o pecado, a vontade de ser Deus) já estava tomando Eva antes mesmo dela provar do fruto, isso estava determinado no coração dela já! Enfim, Ev mentiu sobre a ordem de Deus, ele não disse absolutamente nada sobre tocar o fruto. Vejam o texto completo abaixo:
    “2 E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos, 3 Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais.” Gênesis 3:2-3
    Bom, o homem pecou, MAS NÃO MORREU? OH! COMO ASSIM?! Eis que eu digo que ele morreu, essa foi a primeira morte, a morte de toda a humanidade! Por que Eva pode não ter caído dura ali e morrido, mas morreu anos depois, a Bíblia diz “certamente morreras” e não “certamente morreras no exato instante que a comerem”. Eva e Adão eram eternos, e condenaram toda a sua descendência a morte. Morte que foi criada sim por Deus, e isso não faz dele mau, porque ele deu a vida, portanto também tem todo o direito de tirá-la.
    Bom, Adão e Eva são expulsos do jardim, e isso tem um significado fortíssimo, pois não foi apenas um castigo, simbolizou a separação do santo e do humano, que mais tarde foi simbolizado pela arca da aliança, (você que conhece a Bíblia conhece essa história, se uma pessoa em pecado tocasse a arca, morria no exato instante). A Arca era um símbolo do antigo Jardim do Éden, da presença de Deus, que o homem não tinha acesso mais, pois o pecado impedia.
    E aí entramos em outro ponto, porque Deus que é amor simplesmente não relevou tudo e deixou passar? Porque além dele ser amor, Deus é justo! E aí sim ele se passaria por mentiroso!
    Bom então Deus deu novamente um voto de confiança no homem, já sabendo que não daria certo, mas como eu já disse, era importante para nós (não para Deus, para ele tanto faz) que ele nos desse uma chance. Então Deus fez a primeira sua primeira aliança com o ser humano, esse ser humano era Abraão (antes apenas Abrão) e nessa aliança determinou o a circuncisão, e aí venho explicar o que é a circuncisão: Num casamento, o esposo e a esposa usam uma aliança não é mesmo? O significado dessa aliança é que o noivo tem um voto de fidelidade com a noiva e vice-versa. A circuncisão não é nada mais do que isso, uma aliança, porém a aliança moderna tem um erro, a qualquer momento podemos tirá-la. Já a circuncisão não, vai ficar até a morte da pessoa que o fez. É a cerimônia em que os pais falam pra Deus “este filho não é meu, sou apenas um instrumento seu pra ensinar-lo a discernir o certo do errado, esse filho é seu Senhor, e ta aí o símbolo daquela aliança que foi feita entre nós (o povo judeu no caso) e o Senhor”.
    Bom, como o Senhor sabia que essa aliança falharia, ele renovou-a várias vezes com outros homens da descendência de Abraão, mas nada disso foi em vão, enquanto ele dava essa chance à humanidade, ele preparou o mundo para a vinda de seu filho, através dos profetas. E a maior prova de que Deus esteve sempre com o povo judeu é que eles são o único povo que mantêm sua religião e tradições desde a antiguidade, mesmo após ser oprimido por tantos povos.
    Mas enfim, agora entramos ultimo ponto do seu texto. A vinda de Jesus para salvar a humanidade.
    Para se purificarem, os judeus tinham que confessar seus pecados em voz baixa com a mão de um animal, como se estivessem passando seus pecados para ele, e depois o animal era morto, em símbolo de matar os pecados. Foi o meio que Deus encontrou de dar uma chance para os homens enquanto preparava tudo pra vinda do filho dele, porque era apenas um animal, ele não tinha consciência dos pecados que agora estavam com ele.
    Então Deus mandou Jesus, Jesus era o sacrifício perfeito, enquanto estava na Terra foi humano, sentiu todas as tentações, tristezas e dores que nós humanos passamos, pra provar que é possível viver sem pecado (embora ninguém tenha conseguido além dele). Então, quando seu corpo foi entregue para a morte, ele não sentiu apenas a dor das chicotadas e das torturas, ele sentiu o pecado de todo o povo sobre suas costas, o pecado dos q estavam vivos, dos q já morreram e o dos q ainda nasceriam (incluindo eu e você). Essa foi a maior dor, Jesus foi o sacrifício que encerrou com o pecado (mas, como ele também morreu por aqueles que ainda nasceriam, esses pecados continuam sendo cometidos, mas já foram justificados) e a nós não basta apenas crer como você disse, porque a Bíblia diz que até o Diabo e seus demônios crêem, e estremecem! Jesus quer que nós aceitemos esse sacrifício e aceitemos morrer também, morrer pra nossos pecados, e viver apenas para ele fazendo a diferença nesse mundo. Fazendo o que os judeus e todos aqueles que um dia fizeram uma aliança com ele não conseguiram fazer.
    Bom, finalizando, Jesus ressuscitou o que simbolizou que podemos nascer de novo quando deixamos nossos pecados de lado e possamos viver a vida eterna que Deus planejou para Adão e Eva (e que sabia que não poderiam desfrutar). Pra terminar, vou deixar um texto bem conhecido, mas tem uma grande verdade.
    “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16

    • Anderson says:

      “A resposta é mais simples do que parece ser, por que Deus precisava dar uma chance a humanidade, ele criou seres perfeitos, sim ele criou, mas então percebeu que eles não tinham nada de diferente dos outros seres, eram apenas animais com a mesma aparência que ele, então deu ao ser humano o livre arbítrio e a capacidade de racionalizar as situações…”

      sempre a mesma desculpa de livre arbítrio… esse “livre arbítrio” que tu te refere é nada mais do que uma ilusão de escolha… se o meu criador me criou sabendo que eu ia me foder, já não existe livre arbítrio nenhum… só um ser sádico que gosta de queimar formigas com uma lupa… that’s it!

  56. Marcia santos says:

    Tenho quase certeza que seus pais apesar de serem evangelicos, deram mal testemunho, viviam uma diferente do que pregaram. A sua sabedoria é loucura pra Deus e Deus apanha os sábios nas suas próprias astúcias. Se vc nao crê na Biblia pela fé e sim pela lógica, esqueça também que Deus te ama.

  57. Victor says:

    Olá izzy, como vai?

    Primeiro queria dizer que não tenho formação teológica suficiente para discutir profundamente e citar “n” passagens da bíblia para provar ou refutar os seus argumentos.Muito bom o texto..muito bem escrito também.
    MInha opinião sobre o assunto é que o livro em questão é sim um registro histórico, mas acima de tudo, um código de conduta para os povos.Sou católico, mas também não compartilho doo fanatismo ou cegueira que alguns dos conhecidos.Sob a ótica histórica, a bíblia sofreu traduções demais e manipulações para que pudesse estar 100% correta.Só você tentar explicar algo do português para o inglês, temos que encontrar significados corretos para aquilo que queremos dizer( e você sabe disso a partir do momento que vive no Canadá).Uma língua tão complicada quanto o hebraico certamente é UM POUCO diferente das anglo-saxônicas.

    Bem, fica no final mesmo, só a fé do sujeito.Sem necessariamente acreditar cegamente em tudo que você interpreta conforme suas necessidades, ou de quem cobra de você.

    Abraços,

  58. Felipe Dias says:

    Olha só, eu vi algumas pessoas nos outros comentários alegando que na verdade o fruto tornou o homem mortal e que essa seria a explicação para a “mentira” de Deus. Pois bem, vamos dar uma olhada no tal versículo:

    “E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.” Genesis 2:16-17

    Ou eu sou bem louco ou aqui Deus de fato está especificando claramente o instante onde ocorreria a tal morte, já que ele fala em “no dia em que dela comeres”. Se o intuito fosse dizer “se comer do fruto você vai se tornar mortal” não haveria a menor necessidade de enfatizar o tempo nesta frase, bastaria dizer “dela não comerás, porque se dela comeres, certamente morrerás”. Então acho que essa interpretação não se sustenta e Deus realmente mentiu.

  59. Jurema says:

    tem que ser muinto burro pra acreditar nessa merda uhaihaiuha!!!
    mais faze o que se ta cheio de burro ai nas rua!
    tudo gado ovelha com duas parna e dinheiro no bolço bando de bossal!!

    • Isabelle says:

      Claro, porque julgar o nível de inteligência de pessoa só pelo fato de ela acreditar ou não em Deus é uma bela prova de tolerância e de mente elevada.

  60. Melhem says:

    Infelizmente ou felizmente não existe forma de comprovar o que e certo e o que e errado. A mesma lógica que e utilizada para derrubar alguns argumentos pode ser utilizada para sustentar outros.. Ninguém pode ser absoluto no que toca a bíblia ou a religião.

    E simplesmente e inteiramente uma questão de fé, e nesse caso a fé também pode ter o sentido que os religiosos dão a ela ou o sentido dos ateus e afins.. Tanto um instrumento criado por Deus para testar sua forca de vontade e sua crença nele quanto pode ser uma desculpa idiota criada pelos religiosos para explicar o inexplicável.

    Ou seja não tente comprovar o que não pode ser provado, mas também não deixe de acreditar no que voce vive. Se foi Deus ou não a questão e: o livre arbítrio existe, utilize-o para viver sua vida da forma como achar melhor, mesmo que seja perdendo tempo tentando explicar o inexplicável .

  61. André says:

    Lendo este testo me lembrei do questionamento que eu costumava fazer para minha mãe a um tempo atras. Se Adão e Eva tiveram Caim e Abel somente, como a população cresceu?

    Isso sem contar as questões genéticas, porque se não todo mundo teria as mesmas características. E também o fato do mundo ser povoado por varias pessoas em lugares diferentes.

  62. Richard says:

    Alguns anos atrás (uns 2) eu deixei de frequentar o site por este exato motivo. A quantidade excessiva de posts ofensivos a fé cristã. Creio que de alguma forma você tem algo mal resolvido quanto ao tempo que vc fora parte de uma religião. Entretanto é triste ver que a maioria dos cristãos são colocados como pessoas ignorantes ou simplesmente burras e sem instrução. Acima de tudo respeito a opção de cada um e a liberdade de se expressar a qual você tem direito e, embora nem de longe concorde, creio que se essa é a sua opinião a respeito do que é um pilar da minha fé e sua escolha o que publicar ou não (o blog é seu, o intruso nesse caso sou eu). Mas o que me parece terrivelmente assustador é que aqueles que se auto proclamam “luz da razão” por não possuírem religião são tão intolerantes quanto alguns pretensos fundamentalistas cristãos ou de outras religiões…

  63. Lexico says:

    “A maioria dos cristãos são colocados como pessoas ignorantes ou simplesmente burras e sem instrução” -> será que não é, justamente, porque é esse realmente o caso?
    Acho que o Izzy não é bobo. Posts polêmicos são bons p/ o site. (lembrei do Cardoso) Nada melhor que falar ou insinuar qualquer coisa (negativa) que atinja às massas, seja isso coerente com o que se acredita ou não.
    Abração Izzy, não compartilho de muita coisa da sua visão, mas sou seu fã!

  64. Caroll-e says:

    Izzy, você sempre fala sobre a teoria judaico-cristã exclusivamente. Gostaria de ver um texto seu as religiões orientais, budismo por exemplo. Procurei no site, e não vi nada… Tem alguma opinião a respeito?

  65. Microempresário says:

    A questão do que é metáfora ou não está bem explicada aqui:

    http://www.jesusandmo.net/2012/10/17/ebay/

    E provavelmente boa parte dos argumentos que, cedo ou tarde, surgem nas discussões sobre religião.

  66. Patrick says:

    Cara, q discussão inutil, se vc é crente, não vai deixar de acreditar na Bíblia por causa do texto do Izzy. E se tu é ateu ou agnóstico ou confuso ( q inclui os dois), não vai se converter pelos argumentos dos crentes. Simplesmente ore e viva pra Cristo, o ES faz o resto.

  67. Chaos says:

    Eu já muita abobrinha tentando provar que a Biblia tem contradições (óbvio que tem pra quem pega passagens isoladas e nao considera o todo. Pra que estudar qdo a gente pode ser pedante?), mas nem de longe foi exemplar como essa. Tá de parabens

  68. David says:

    Acho q tu ta com invejinha de Saulo de tarso. Tomara que deus te cegue

  69. Mari says:

    Oie, conheci seu blog agora, gostei muito. Apesar de ser católica, concordo quando você diz que a biblia é vaga e gera várias interpretações.
    Só quero fazer um comentário a respeito do Lúcifer. Ele não gostava dos humanos, tinha inveja do amor de Deus por eles (e acho que os outros arcanjos também, mas ai já é MINHA INTERPRETAÇÃO), sendo assim, torturar humanos é um prazer pra ele, ele não vê os humanos como “parceiros” que cometeram a mesma desobediência que ele, ele tem raiva, porque Deus fez os arcanjos para servirem aos homens.

    De qualquer forma, gostei muito do blog, você escreve muito bem…parabéns

  70. Jônatas says:

    Toda a biblia foi escrita em forma de fantasia nada disso deve ser levado pelo nossa lado racional.

  71. Filipa says:

    Olá Izzy, eu sou portuguesa, de Lisbon, conheço a tua obra à 2 dias, mas já li os teus textos que se farta. gostaria de parabenizar-te pelo humor estrondoso, muito bem. Este texto está demais, muito à frente e super filosófico. Linda a atitude, questionar o inquestionável liberta e indetermina, pelo menos da ilusão de que algo é absolutamente verdadeiro, acabado e indiscutívevel.
    Queria deixar uma prenda, é um sítio da internet que descobri já faz anos. Toda a história bíblica é aí descrita, mas sempre de uma maneira altamente humorada. Acho esta história imensamente demais.
    http://www.jesusmechicoteia.com.br/2002/03/20/abraao-e-posto-a-prova-o-fim-das-pegadinhas-de-jeova/
    Abraços a Izzy e a todos. ;)

  72. André says:

    http://www.gotquestions.org/Portugues/Se-Deus-sabia.html

    “1. A rebelião de Satanás e a queda da humanidade foram conhecidas e predestinadas por Deus.
    2. Aqueles que se tornariam o povo de Deus, os eleitos, foram conhecidos e predestinados por Deus.
    3. A crucificação de Cristo, como uma expiação pelo povo de Deus, foi conhecida e predestinada por Deus.

    Assim, ficamos com as seguintes perguntas: Por que criar a humanidade com o conhecimento da queda? Por que criar a humanidade sabendo que apenas alguns seriam “salvos”? Por que intencionalmente enviar Jesus para morrer por um povo que intencionalmente caiu em pecado? Do ponto de vista do homem, não faz sentido. Se a metanarrativa se move do paraíso, ao paraíso perdido, ao paraíso recuperado, por que não ir direto ao paraíso recuperado e evitar o período do paraíso perdido?

    A única conclusão à qual podemos chegar, tendo em conta as afirmações acima, é que o propósito de Deus era criar um mundo no qual a Sua glória poderia se manifestar em toda a sua plenitude. A glória de Deus é o objetivo principal da criação. Na verdade, é o objetivo principal de tudo o que Ele faz. O universo foi criado para mostrar a glória de Deus (Salmo 19:1), e a ira de Deus se revela contra aqueles que não glorificam a Deus (Romanos 1:23). Nosso pecado nos leva a carecer da glória de Deus (Romanos 3:23) e no novo céu e nova terra, a glória de Deus é o que vai fornecer a luz (Apocalipse 21:23). A glória de Deus se manifesta quando os Seus atributos estão em exibição perfeita e a história da redenção é uma parte disso. “

  73. André says:

    Eu não entendo os ateus. Pedem pra Deus agir no mundo, tirando a fome, a miséria, mas ao mesmo tempo reclamam que não tem livre arbítrio.

  74. André says:

    Vou reformular, querem que Deus tire o livre arbítrio do homem, impedindo de fazer o mal, ou seja querem que Deus interfira na escolha do homem, tirando o livre arbítrio, obrigando o homem a fazer somente o bem.

  75. Rafael says:

    Vamos por partes, acho que o tema pode ser: “o equivoco do blog”

    Antes de começar quero lembrar que Jesus Cristo não incentivou a religiosidade, repreendendo severamente os que utilizavam da religião na época para se benificiar, ou se acomodar, o que vemos acontecer muito hoje em dia.
    Somos ensinados na biblia que quem cuida em ser religioso, divida seu pão com o pobre, veja a necessidade básica do seu próximo, auxiliando os mais fracos, como eram as viúvas e orfãos na época.
    Os problemas religiosos não é desculpa para nos afastarmos de Deus, mas devemos procura-lo e certamente o encontramos. Falo isto por que é claro que falta a quem concorda no blog uma coisa, não apenas ouvir falar de Deus, mas conhece-lô. Posso dizer bem sobre isto, por que neste mesmo momento que escrevo, estou na presença do Deus vivo, e ouço a sua voz. Tenho entendimento da palavra não por escolas dominicais apenas, mas pela própria palavra de Deus a mim revelada. Pergunto você já sentiu a presença de Deus? ou ouviu sua voz? posso garantir que é possível.

    Vamos lá

    1:1 Deus quem deu livre escolha ao homem, senão tinha proíbido e não deixaria comer do fruto, e acabou.

    1:2 Quando Deus disse certamente morrerás, é que a alma eterna do homem com o conhecimento do bem e do mal, corromperia sua inocência, o que impedia a morte, que apartir daí ganhou legalidade. E então o homem começou a contar seus dias para a morte (certamente morrerás). O que inclusive diminuiu bastante na époco de noé (120 anos apenas), antes era bem mais.
    Esta inocência que o homem trazia em si, que agradava a Deus, a ponto de tornar-nos eterno como a Ele, foi substituida agora para os salvos, por “santidade”. A santidade que temos que buscar agora, é fruto do conhecimento que temos do bem e do mal, pelo qual foi escrito “por que todos pecaram e distituidos estão da glória de Deus”.
    A saber esta santidade vem pelo arrependimento e aceitarmos o poder do sangue de Jesus, ou seja a sua morte em nosso lugar. O preço que foi pago, em consentimento de Deus devido o seu grande amor, e, sabendo que perdidos somos sem Ele, nos deu o seu único filho para termos o caminho. Agora se arrependendo e praticando os ensinamentos de Deus, temos um povo que dia a dia é sarado e cresce.
    Por isso Jesus foi considerado o segundo Adão, pelo primeiro entrou o pecado, mas por Jesus entrou a graça (santidade concedida, não merecida).

    1:3 Por que Deus testa os homens, inclusive até o dia de hoje. Pois com o teste pode se ter os aprovados, este receberão um lugar próprio para receber pessoas que escolhem ser homens de bem, não trapaçeiros, não desordeiros, nem mentirosos, nem egoístas, etc. Que bom será, sem se preocupar com nenhum tipo de maldade, pois os que estão comigo são pessoas aprovadas, eleitas, por serem amáveis, e terem amor por mim, mesmo quando eu nem as conhecia. Quero esses vizinhos.

    1:4 Por outro lado satanás e aqueles que praticam as mesmas obras, viverão uns com outros no lugar que também ganharão, segundo as suas escolhas para viverem entre sí. Agora pense neste lugar que haverão tantas pessoas com tão poucas qualidades, já é ruim por sí só! que vizinhos será que terão! Assassinos, mentiros, trapaçeiros.
    Satanás não tem escolha, este será o ganho dele por suas escolhas, dizem que ele vai dominar por que se supõe que ninguém irá contra ele lá. Satanás certamente não é dono do lago de fogo, mais é um inquilino certo já.
    Não é que satanás goste ou não de quem vai para o lago de fogo, mas quem esta lá tem prazer em maldades. Por isso será um lugar de ranger de dentes, e é Deus que vai jogalos no lago de fogo, satanás também ficará castigado lá, pode ter certeza.

    Por isso, não julguem a Deus pelas religiões. A religião pode até ser um meio de se conhecer a Deus, mas quando se conhece a Ele verdadeiramente, vê que ele é maravilhoso, e é incomparável. Quando se conhece a Deus até os loucos escolhem estar em sua presença.
    Sabe o melhor lugar para buscar a Deus? Feche a porta do seu quarto, dobre os seus joelhos e ore, fale com o papai do céu, não precisa de nenhum intermediário além de Jesus, que ensinou isto.

    Deus te ama. “achegue-se a Deus e Ele se achegará a vós”

  76. André says:

    “Entao homens bons nao tem livre arbítrio pra cometer o mal?”

    Acho que preciso entender qual é o seu entendimento por livre arbítrio.

  77. Tiago Nunes says:

    kkkkkkkk, cara me diverti de mais lendo seu ponto de vista, você só deixou de citar um monte de outras coisas, que faz cair por terra todas as suas colocações mas eu acho legal, vc é uma pessoa bem humorada Deus deve gostar de você talvez até hoje você seja a maior prova do livre arbitrio que Deus da ao ser humano kkkkkk nunca vi tanta asneira junto kkkkkkkkkkkkkkkkk eu achei interessante um fato; vc cresceu nunca duvidando, eu duvidei minha vida inteira e hoje estamos em lados opostos eu com minha certeza e você com sua incredulidade oh! eu curto uns gibis você com sua criatividade poderia fazer uns bens legais kkkkkkkkkkk uma dica antes de você sai por ai relinchando, tenta descobrir qual é o unico pecado que existe; por que diferente do que você relata, toda a humanidade desde sua criação sempre cometeu o mesmo pecado, pra te facilitar eu vou dar uma dica: os anjos,arcanjos, querubins e outros seres antes angelicais foram feitos para adoração, e por
    coincidência o ser humano e toda a criação tambem;
    só que Deus gosta de sinceridade por mais estupida que seja(tipo a sua) o fator diferencial é que satanas o papagaio preso ao teu ombro quis a adoração que era dada a Deus os que adorarão foram expulso junto com ele; já os homens criados para tambem adorar a Deus preferiram acreditar que Deus os enganava(tipo você. putz a história sempre se repete que merda.)e ao invés de adorar, prestar culto a Deus resolveram dar crédito ao seu chefe.e fazer a mesma coisa que você esta fazendo e só outra coisinha no céu havera livre arbitrio tambem ta o que não vai ter é só o mal (livre arbitrio é pra escolher, não especificamente o bem e o mal mas o que fazer ou não fazer
    meu na boa por que eu to te explicando isso a sua verdade é absoluta né(ops que contradição a minha)a verdade absoluta é dos que acreditam em Deus foi maus , Há uma outra curiosidade vc tem 28 anos eu tambem se faz aniversário que mês ? a gente podia ser amigo sê joga videogame sou meio das antigas curto um mario bross me manda um e-mail a gente marca uma partidinha lá em casa, se come pizza?

    • Anderson says:

      sério cara, visite um médico… tu deve ser esquizofrênico…

      • Tiago Nunes says:

        rsrs. ui,ui,ui,ui,ui acho que dizer que eu sou esquizofrênico é bem inteligente, né sumidade intelectual li todos os seus comentarios kkkkkkk e aposto que você não terminou a quinta série kkkkkkkkkkkkkk.
        anderson ja que você quer provocar os outros aprende direito com satanás ele não usa argumentos iguais os seus, ele mina aquilo que as pessoas mais se apóiam,rsrs no seu caso tome cuidado com suas troglodices, ele vai fazer você confiar nessa sua certeza “incontestavel” que você acredita e te deixar bem a vontade, bem confortavel, e ai queridão quando não tiver mais volta, abraça o capeta e vai morar junto com ele(não preciso dizer onde né)
        provar para os outros que o mal existe é muito fácil, agora quero ver você provar o bem num corpo cheio de pecado, numa alma corrompida.
        você deve imaginar que por defender o bem eu viva rios de alegria infelizmente igual a você, eu olho os meus pecados, a minha miséria como ser humano e levo minha cruz até o final da minha vida. porque somente quando todos chegarem ao final de suas vidas saberemos se valeu ou não a pena, em ao invés de ficar rico! dividir o pouco com quem não tem, ao invés de gastar meu tempo assistindo sobre bandidos presos! visitar os que já estão lá pra dizer: não importa o que aconteceu Deus pode ajuda-los a não voltar mais pro crime, quando um mendigo pedir um pedaço do meu lanche dar meu lanche inteiro, ainda que eu esteja com fome, eu poderia dizer muita coisa pra você anderson, que alguem que acredita em Deus faz, e talvez você argumente mas eu preciso ser crente pra ser assim ou agir assim e eu certamente te respondo, não não precisa o que você precisa é simplesmente de um pouco de amor ao próximo.
        ai, o que Jesus disse sobre: quando estive nu, me deu de vestir quando estive com fome me deu de comer. e quem agiu assim perguntar a Jesus mas quando te vimos nu? ou com fome? e Jesus responder quando a um destes pequeninos vocês fizeram, fizeram a mim ainda que sem saber quem Eu era, entra no Meu reino eterno onde nunca mais havera dor pranto ou maldade;
        a humanidade anderson não nasceu pra morrer, o conceito de morte só existe na humanidade, assim como a idéia de tempo. nem satanas tera fim apesar de ele ter seu destino para o sofrimento eterno, eu só espero que você seja um dos quais Jesus diga ainda que você não tenha me conhecido você agiu segundo meu coração vem entra no Meu reino e receba um novo corpo restaurado sem maldade e usufrua de sua liberdade, podendo fazer tudo o que é bom.
        bom te espero lá queridão.
        sabendo que Deus fez rios maravilhosos e montanhas shows de bola aqui na terra lá vai ser muito melhor e eu provavelmente estarei escalando ou nadando e o melhor sem sentir dor ou cansasso, se você conseguir lembrar de qualquer coisa destas que te falei (o que duvido) tenta me encontrar.rsrs e uma boa jornada até o fim dessa vida anderson espero que você alcance a outra, ou a morte eterna sei lá a escolha é sua quem sou eu pra falar alguma coisa rsrs.
        Há!! a histórinha que fala sobre Jesus acima ta em mateus 25:31 nem sei porque to te dizendo isso pelos seus argumentos se nem deve ter biblia putz(aliais se recomenda algum psicologo ai? pode se o que você vai mesmo.)

  78. David Ribeiro says:

    Izzy, eu tenho 16 anos e meus pais são pastores e dois de meus irmãos são músicos na igreja (eu fui até ano passado). Me identifiquei muito com sua história. Meu pai sempre me ensinou a tirar minhas próprias conclusões e as incoerências bíblicas e a falta de argumentos para tal modo de viver me afastaram dessa história toda. Nem sei se você vai ler esse comentário, não importa. No começo a reação da minha mãe, principalmente me causou uma raiva desgovernada. Ela chorou, disse que eu não tinha jeito. Mas agora ela está se acostumando. As coisas são muito novas, pessoas estranham e viram a cara. Mas prefiro isso que viver com regras sem fundamento, seguindo um conto no qual não acredito. Parabéns!

  79. Douglas Borges says:

    Olá Izzy!
    Sou muito fã seu cara, te acompanho aqui no blog, no twitter, nos vlogs e até no 99vidas!
    Curto muito seu tipo de humor, que tira sarro de tudo e de todos, suas trollagens (inclusive a de ontem, sobre a invasão alien na sua cidade foi amazing!) e gostaria de te dar os parabéns por seu trabalho!
    Te considero um “amigo de bolso” também rsrs.

    Uma coisa que talvez te surpreenda é que sou CRISTÃO.
    É, isso mesmo, e dos mais fiéis ainda.
    Sou filho de pastor também (motivo pelo qual me identifico um pouco com você), sou músico na igreja desde os 9 anos de idade (atualmente tenho 21,5 anos u.u), frequento a famosa Escola Bíblica Dominical, sou um dos líderes de jovens e tenho uma célula.

    Mas não sou desses cristãos fanáticos aí não, pelo contrário, gosto muito de discutir (discutir, não brigar nem me impor) de forma saudável assuntos e temas bíblicos com pessoas que não professam a mesma fé que eu.
    Sou muito bem humorado também, aliás, curto muito piadas (e coisas do tipo) que falam inclusive de temas bíblicos (inclusive as suas), pois, se eu posso rir dos outros, por que os outros não podem rir de mim/minha crença/meu país?
    Até recomendo a todos o famoso blog Um Sábado Qualquer, inclusive a você, acho que vai se amarrar -- se é que você já não conhece né.

    Então, por que dei essa volta toda?
    Simples: apenas para dizer que, independente de todas as contradições, metáforas, fábulas e etc. que a Bíblia possa ter, eu continuo seguindo a Cristo por amor, pois o Evangelho de Jesus Cristo está além de tudo isso cara.
    Você pode considerar todo o Velho Testamento como uma metáfora, ou até como um simples relato histórico de um povo, mas o Evangelho é, além de tudo, uma filosofia de vida pregada pelo próprio Jesus Cristo cara!

    Olha só: Jesus Cristo, o filho do próprio Deus resolveu descer à Terra no corpo de um homem, para conhecer o homem, para sentir o que ele sente, desejar o que ele deseja, conhecer o que ele conhece, para, no fim, se entregar à morte por amor a todos os homens, para que o pecado, aquele mesmo que entrou na humanidade através de Adão (quer isso seja real ou uma metáfora), possa ser perdoado sem que haja mais nescessidade de sacrifícios de animais, e para que a nossa ligação com Deus fosse restaurada para sempre!
    E isso é o plano de salvação cara, e, pra mim, faz todo sentido!

    Cara, esquece todo o resto.
    O próprio Jesus Cristo pregou contra a religião e contra os religiosos (os famosos fariseus) da sua época, dizendo que eram sepulcros caiados -- bonitos por fora, mas podres por dentro.
    Deus deu a Moisés a Lei, e daí vem Jesus, o FILHO de Deus e fala: “Tá tudo errado galera! Não é pra ser assim, não precisa sair matando geral, não precisa ficar pagando de gostosão por aí dizendo que é santo, não! Posso mandar a real? É o seguinte: AMOR! Só isso que Deus quer!”
    E foi assim, cara, Jesus veio pra, essencialmente, pregar o Amor, e isso, e somente isso, é o Evangelho puro e simples!
    Nada de Teologia da Prosperidade, nada de preconceitos contra homossexuais, nada de Campanhas Inúteis, nada disso, só o Amor!
    Jesus veio e resumiu toda aqueles mandamentos todos em dois só: amar a Deus sobre TODAS as coisas (pois, se você ama a Deus de verdade, faz de tudo para ser fiel a Ele) e amar a todos os outros como você ama a você mesmo cara!
    Amar a todos, sem distinção: pobres, ricos, políticos, assaltantes, comerciantes, artistas, assassinos, heteros, gays, homens, mulheres, branquelos, negões, índios, japas e chinas, não importa!

    E é isso, cara, a “Salvação” é, basicamente, amor a Deus e ao próximo, nada mais que isso.
    Não importa se as histórias da Criação do Mundo em 7 (6) Dias, Adão e Eva e o Fruto Proibido, A (Gigantesca) Arca de Noé, O Êxodo feat. Moisés, Rei Davi, Salomão e o Templo de Ouro e tantas outras são apenas metáforas, o que importa é o Evangelho de Jesus Cristo de Nazaré.

    Não sei se você teve, quando adolescente, a oportunidade de conhecer REALMENTE a Jesus Cristo, te ter uma experiência REAL com ele, pois isso com certeza teria mudado sua vida pra sempre.
    Se não teve, gostaria de fazer um convite a você e a todos os leitores deste blog: dêem uma chance a Jesus, com certeza ele não vai te decepcionar, ele te ama e só quer o seu bem!
    O Evangelho é mudança de vida cara, mudança de mente, uma filosofia mais-que-perfeita de vida, e se você experimentar vai ver que TOU falando a verdade!

    No mais fica aí meu “convite”.

    Quero te dar novamente os parabéns por seu humor que é sensacional, pelos seus vlogs, pelo 99vidas (que eu sou SUPER FÃ!) e deixo um alerta: NÃO DEIXE QUE A ONDA DO ‘POLÍTICAMENTE CORRETO’ TE PEGUE!

  80. Olá Izzy,

    Nem vou entrar em discussão, pois quem convence é o espírito santo. temos o livre arbítrio, somos livres para fazer nossas escolhas, mas seremos escravos das consequências, eu escolhi servir ao senhor não por medo de ir pro inferno, mas por reconhecer que tudo o que vemos não veio de um peido atômico(rs)Espero que assim como Eu vc tenha sua vida transformada como tive a minha, forte abraço… ah pensar diferente não é ser alienado, fazendo uma comparação simple…afinal nem todos são Corinthianos, né? rsrs

  81. Rosinha says:

    Tudo muito engraçado, mas vc se esqueceu de fazer piada com : “Aquilo que vc semear também vai colher…” Espera!!! a colheita será monstruosa, não tendo onde armazenar os grãos…

  82. Pedro says:

    Izzy Nobre, achei muito engraçado o texto, mas você cometeu um erro sobre o diabo e o inferno.

    O cristianismo não ensina que o diabo é o gerengte do inferno não, o inferno é um lugar de condenação tanto pros impíos como pro próprio capiroto.

    fora isso, o resto muito bom.

  83. Luciana Batista says:

    O texto está ótimo, mas com certeza a melhor parte são os comentários, onde cada um quer explicar justamente aquilo que não entendeu…muito bom !!!

  84. Matheus Pedra says:

    I know that feel, bro!! Criado desde cedo na Igreja evangélica, com 16 cai na real. Sei pq não se tocou antes, o próprio fato de questionar os dogmas bíblicos já assusta e é passível de punição divina, então… :/

    E o texto tá do caralho, melhor ainda pra quem já é familiarizado com a Bíblia hahahaha

  85. Mario Nobre says:

    Olá!
    Muito bom o texto…
    pra muita gente dominada por dogmas e ideias de pecado ou morte…pode ser dificil digerir, mas só com verdadeiro espírito crítico e aberto venceremos a cegueira espiritual que não nos deixa viver o verdadeiro DEUS

  86. Mairon says:

    ‘Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” (1 Co. 2:14)

    Enquanto ainda estou nesse caminho pra um entendimento espiritual, eu posso saber pouco. Mas ao olhar pra trás vejo que eu não consigo pensar como antes, como um ser natural.
    Acredito que assim como Izzy disse que a b´blia abre espaço para múltiplas interpretações,a í está: A interpretação do Izzy. Percebi algumas falhas, mas já foram explanadas por outras pessoas.
    Mas o que me interessa é a interpretação de que Deus quer pra mim. Ele quer que façamos isso espiritualmente, e não de um modo cru. E, te digo, nesse minha busca espiritual, ler a bíblia é uma das coisas que mais gosto na vida!!!

    Abraços
    Mairon

  87. Willian says:

    Amigo, fé não se explica. Um exemplo claro disso é a própria existência de um ser divino responsável pela criação de todo universo (aparentemente absurdo pra quem não crer). Mas tipo, você escolher crer ou não, isso não significa que você conseguirá compreender e ou comprovar sua fé. Vejo que vc foi religioso, religião nada mais é que um conjunto de regrinhas inventadas por homens, mas aparentemente você não “nasceu de novo”, foi criado num berço cristão, frequentava as reuniões mas nunca passou de um religioso, Deus abomina religião. Cara esqueça tudo que você já viveu e comece a buscar experiências com Deus, garanto que você verá que tudo isso que você discorda na bíblia fará sentido. Abraço!

  88. Nino says:

    Fala Izzy,

    gostei do texto, por que levanta questões importantes que mesmo os cristão não sabem responder, e o plano de salvação seria o principal.

    Bom vou colocar minha opinião em topicos!

    - Figurado ou Literal: Para diferenciar o que tem sentido figurado e literal é preciso estudo mais completo que envolve características do autor, pra quem se endereça o livro, contexto histórico e ligação com outras passagens bíblicas, entre outras coisas.
    Esse estudo se chama Hermenêutica, como você deve saber, e como qualquer estudo há também controvérsias e opiniões divergentes, mas muita coisa já é tida como certa, pois já foi encontrada uma ideia em que os fatos “fecham”.
    Realmente muitos usam isso de forma conveniente em discussões.

    - Porque Deus “complicou” tanto? Jesus mesmo falava por parábolas, não com intuito de complicar, mas para ver se realmente há interesse nas pessoas,se você realmente quer saber algo vai meditar, estudar e talvez perguntar àquele que escreveu a história.

    - Fé: algumas premissas precisam ser aceitas para esse tipo de discussão, pois dependem de fé, como por exemplo a existência de Deus e suas característica, nada disso pode ser provado.

    - Adão e Eva: tem um sentido figurado nessa historia, arvores da vida, ou do bem e do mal, são uma simbologia. Adão e Eva no paraíso poderiam fazer qualquer coisa, nada era errado, se você não pode errar, se tudo é certo, você não tem escolha, concorda? Para o livre arbítrio existir, é necessário haver possibilidades de optar pelo bem ou mal.A arvore então poderia ser qualquer coisa, e estava lá para haver opção.

    - Deus queria testar Adão e Eva? Não, Deus não precisa testar ninguém, Ele já sabe de tudo, na verdade Deus criou o homem para que esse ser como seu intelecto escolhesse Deus, por que Deus queria uma relação de Amor com o homem e se não há escolha não é possível isso.

    - A cobra, que representa lúcifer, engana Eva a seduzindo a ter o mesmo sentimento que ele (lúcifer) teve, que é o sentimento de que é possível ser como Deus, que o ser ‘homem’ é auto-suficiente. Isso tudo, não por que ele queira alguém por perto, ou odeie alguém diretamente, mas por que seria a melhor forma de atingir a Deus.

    - Sobre o “morrerás” quando comer o fruto: não havia morte para o homem, ele era um ser imortal, estando corrompido não poderia mais desfrutar dessa imortalidade, por conta das consequências. Traduções mais corretas deste texto sugerem algo como se no exato momento em que comeram, começaram a morrer, ou seja seus corpos passaram a envelhecer.

    - Sobre o diabo ficar torturando as pessoas, não há relatos disso na bíblia.

    - Sobre simplesmente perdoar o homem, a questão não é bem essa, Deus perdoa, porém Deus é justo e perfeito, e se fizer ao contra aquilo que disse, não seria assim perfeito. Deus tem então um plano de salvação que é uma chance para o homem escolher novamente o caminho certo.

    - Deus permitiu que o diabo os tentasse, pois eles deveriam escolher a quem ouvir, Deus ou alguém que nunca tiveram relação com eles? Isso demonstra a cobiça que deixaram entrar no seu sentimento. A questão é sempre a liberdade, em um mundo perfeito, não há escolhas, apenas desfrutar.

    - Por que Jesus veio uma vez apenas e depois de tanto tempo? Estudando os livros proféticos é possível entender que há um momento certo para este acontecimento, tanto foi certo que vemos a proporção que tomou.

    - Sobre Deus escolher os Judeus, não foi exatamente assim, não foi uma escolha aleatória, depois do diluvio(que pode ser qualquer coisa que destruiu todos homens, menos a família de Noé, isso ainda não tem comprovação cientifica, porém há evidencias interessantes.) sobraram alguns homens com o mesmo entendimento a respeito de Deus, e estes tomaram caminhos diferentes, criando culturas diferentes e assim uma vertente ainda se manteve na crença de um Deus único e todo poderoso.

    - Sobre “cortar sua próprias pirocas” (rs), vemos que na Lei judaica há vários mandamentos de cunho não apenas espiritual/religioso, mas que lhes dão melhores praticas de higiene, alimentação, etc. Estes que Paulo no novo testamento diz já não serem importantes para a salvação.

    - Sobre quem viveu antes de Jesus, diz a Bíblia que ele desceu no inferno para pregar para os que estavam lá (questão de fé).

    - A Bíblia não é um livro vago, porém de difícil interpretação como disse mais acima, também por ter sido escrito por pessoas diferentes, em épocas diferentes, estilos diferentes (literal, figurado, poético, etc), endereçado a povos diferentes e talvez até parte destes textos tenham se perdido.

    - Sobre acreditar na interpretação correta pra ser salvo, não funciona assim de acordo com as palavras de Jesus. O necessário é crer e ser batizado, além disso Paulo dá vários ensinamento de como o evangelho é universal e pode ser aderido por qualquer cultura.

    - Sobre outros deuses, eles diz para não adorar outros deuses, por que essas pessoas nomearam como deuses, então era uma forma de se referir, e justamente por só haver um Deus, não há motivos para adorar estes outros seres.

    Bom, é difícil discutir isso escrevendo…rs
    Tentei não me alongar e ao mesmo tempo deixar uma base pra linha de raciocínio.

    Ficarei feliz em ser questionado!

    Abraço

    • Nino says:

      Outras coisa legais que você questionou nos comentários!

      1 -- Existirá livre arbítrio no céu?
      Nunca tinha pensando nisso, muito interessante, e estou pensando faz dias nisso.
      Acho que na bíblia não tem relato disso de forma exata, o céu é meio que um mistério, tem varias perguntas sem resposta.
      Mas tem um versículo assim:
      “No meio da sua praça, e de um e de outro lado do rio, estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a saúde das nações.
      Apocalipse 22:2″
      Parece que a arvore da vida volta a entra em cena, quem sabe a do bem e do mal também não volte…rs
      Faria sentido em contexto que sempre devemos escolher, por que sem escolha não há amor!

      2 -- Acreditar em algo é uma escolha?
      Seu exemplo do Coelho da Pascoa foi ótimo também.
      Acho que os critérios que colocamos para acreditar em algo são escolha nossa, por que digo isso?! Há pessoas que mesmo vendo um milagre, mesmo que Jesus estivesse entre nós, não acreditaria, tentaria achar uma resposta cientifica para oque estava acontecendo ou apenas diria que é um ilusionista, você poder ver isso na própria historia, mesmo na época de Jesus não havendo 1/100000000 do conhecimento cientifico que temos hoje, eles já não acreditavam no que estavam vendo.
      Cada um sabe oque o satisfaria, e acredito que se for “sincero”, Deus o faria para você.
      Assim como temos o relato de tomé que queria ver e tocar nas feridas de Jesus para acreditar que ele voltou, e Jesus o satisfez e sem repreende-lo por isso.

      É isso ai…

  89. marcosmazo says:

    Eu sempre achei que se Deus fosse onisciente e bondoso, não teria criado os anjos que futuramente iriam se rebelar e poupado um bocado de dor de cabeça.

  90. Adson Cardoso says:

    Caraca, eu penso semelhante ao Izzy (percebam que a comparação se dá do mais novo para com o mais velho, já que seus princípios são mais antigos que o meu). Passei um tempo grande indo pra igreja e concordando com tudo, até que um dia comecei a perceber muitas coisas, inclusive esse ponto de Deus falar que comer a maçã os mataria. Eu não acho algo legal Deus ter endurecido o coração de faraó pra poder matar todos os primogênitos para então os judeus poderem sair do Egito, Deus ordenar Elias matar uns 800 profetas de outros deuses, e as pessoas vêem isso como algo maravilhoso. Deus é ganancioso, tanto que fez os humanos só para ter mas glória ainda, não bastavam os anjos. Ainda tem muita coisa, mas que nem vou citar por aqui. Era isso, sou muito fão seu Izzy. Bye.

  91. Aleandro says:

    Deus não mentiu.

    Quando Deus disse o “certamente morrerás” ele não mentiu, pois enquanto estavam no jardim tinham vida eterna, ao comerem do fruto foram expulsos do jardim, estando assim sujeitos à morte certa, sendo por qualquer eventualidade ou pela velhice..