Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Qual o melhor super-poder de todos?

Postado em 13 December 2012 Escrito por Izzy Nobre 141 Comentários

Oi seus boiolinhas. Não olhem muito pra superpiroca do Clark aí não, ein.

(Ih, agora TODO MUNDO voltou pra olhar. Confesse.)

Então garotada do meu coração. Hoje atualizei esta merda de site para penetrar (opa) com vocês (vixi, pior ainda) no mais profundo rincão da nerdice. Este é o tipo de debate que separa as pessoas que se dizem nerds porque assistiram dois episódios dublados de The Big Bang Theory, daqueles que realmente respiram e se comprometem com a cultura geek, ao ponto de que vêem a perda da própria virgindade como um objetivo distante.

A pergunta é simplíssima: qual seria o melhor super-poder?

Para estabelecer regras no debate, vamos limitar a comparação entre super-poderes singulares, e não o conjunto da obra apresentado por alguns heróis. Por exemplo, ou comparamos as garras, ou o fator de cura, mas não as habilidades do Wolverine como um todo, ok? Ou o sentido-aranha, ou andar pelas paredes, mas não os dois.

Então. Vamos examinar alguns dos melhores super-poderes.

Vôo

Este é um dos primeiros que me veem à mente. Sendo capaz de voar, eu nunca mais teria que me submeter à indignidade de pegar um transporte coletivo, por exemplo. Eu chegaria na parada de ônibus, perguntaria “ei, que horas passa o próximo 76?”, eles me diriam “não sei, tou aqui esperando-o faz vinte minutos”, e eu responderia “ah beleza” e sairia voando ali na frente deles mesmo e foda-se.

Entretanto, tirando as vantagens em relação a transporte, voar não seria lá essas coisas. E lembre-se: estamos avaliando poderes SEPARADAMENTE. Isso significa que, para fins deste debate, ao optar por vôo você só poderia voar na velocidade máxima que você consegue correr (em vez de gozar da super-velocidade do Super Homem que o permite quebrar a barreira do som voando).

Aliás, pensando por este ângulo, o poder de voar nem me faria substituir o transporte coletivo — o que seria ainda mais deprimente. Imagina que situação de merda! Sou o único ser humano que consegue voar, mas ainda assim preciso pegar ônibus porque após voar por 2 minutos a 30 quilômetros por hora eu caio no chão ofegante.

Então, voar (sem o resto dos super-poderes que geralmente acompanham esta habilidade) seria relativamente inútil.

Invisibilidade

Depois que você passa dos 13 anos, a fantasia de entrar invisivelmente no banheiro feminino perde um pouco seu apelo. Quais seriam as outras utilidades da invisibilidade? Pregar as melhores peças nos seus amigos? Depois da terceira ou quarta vez, isso perderia a graça.

Realizar furtos com impunidade? Talvez; suas vítimas veriam suas carteiras e iPhones flutuando autonomamente pra longe deles, o que seria causa pra alarme mas sem testemunhas pra ver seu rosto, seria praticamente impossível te responsabilizar pelo crime.

Como você pode ver, invisibilidade resultaria num irresistível impulso pela criminalidade. Vemos isso em menor escala na internet — num ambiente onde plena anonimidade é possível (o mais próximo que temos da invisibilidade, conforme definida por “interagir com os outros sem que eles tenham a menor idéia de quem está falando com eles”), a inerente filhadaputice humana exala por nossos poros e nos torna as piores versões de nós mesmos.

O poder da invisibilidade te transformaria num cara totalmente escroto sem grandes benefícios tangíveis. Então, passo também.

Super força

Além de ajudar um amigo a se mudar, e talvez matar alguém acidentalmente de vez em quando, não existem utilidades práticas para a super força. Pior que isso, ter algo como super força no bolso te colocaria em inúmeras situações de conflito diariamente.

Muita da nossa chamada “civilidade” deriva-se do sentimento “se eu não agir da forma socialmente aceitável neste momento, um conflito corporal resultando em minha humilhação pública e ferimentos múltiplos pode acontecer”. Com super força, esse sistema embutido de controle comportamental dissolve-se. Qualquer mínima altercação terminaria com você mandando alguém para a estratosfera com um uppercut.

Caímos no mesmo problema da invisibilidade: nenhuma utilidade prática (como exatamente você executaria melhor o seu trabalho tendo super força?), e uma tentação irresistível de usar a habilidade para o crime.

Eu já pensei muito nisso, e a conclusão que tenho é que a maioria dos super poderes, por mais legais que sejam nos quadrinhos ou nos filmes, não seriam muito úteis na vida real.

Com exceção de um; o poder com o qual eu fantasio desde criança.

Onisciência

Para fins de debate, onisciência seria “saber tudo” — literalmente tudo que pode ser sabido. Se a informação existe, você a detém.

Bolsa de valores? Você seria absolutamente a maior autoridade no assunto, capaz de analisar o vai e vem do mercado com tamanha precisão que você seria capaz de transformar um real em milhares todo dia investindo nas empresas certas.

Física? Seu domínio da ciência faria ganhadores do prêmio Nobel parecerem crianças que o médico deixou cair quando nasceram. Pilotar aviões, falar todas as línguas, conhecer intimamente todo o código penal de qualquer país, compreender todas as etapas do processo de fabricação de sorvete e por aí vai.

Os benefícios de tal poder são óbvios, e infinitamente mais remuneráveis e úteis que qualquer poder mais cinematográfico. Alguém que soubesse literalmente de tudo seria essencialmente um semideus. Não haveria limites pro que você poderia fazer. Quer trabalhar como médico? Advogado? Engenheiro? Astronauta? Todos ao mesmo tempo, cada um num dia diferente? Você poderia fazer isso.

Convençam-me de que estou errado em achar que onisciência seria O melhor super poder.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: nerdice

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

141 Comentários \o/

  1. Leonardo says:

    Onisciência não é super poder… Só Dr. Manhattan

    • Márcio says:

      Concordo plenamente. Onisciência certamente não conta… Está bem acima de todos esses que você colocou, seria como colocar onipotência na lista.

      Ler pensamentos de pessoas a uma distância escutável seria um bom substituto, eu acho.

      PS: Kid, *ofegante (ofengante doeu na minha alma, você tá usando o corretor ortográfico no inglês =P ?)

      • Tibo says:

        Significado de Ofegante

        adj. Que ofega.
        Cansado.
        Fig. Anelante, ansioso.

        Sinônimos de Ofegante

        Sinônimo de ofegante: anelante e arfante

        Definição de Ofegante

        Classe gramatical de ofegante: Adjetivo
        Separação das sílabas de ofegante: o-fe-gan-te
        Exemplos com a palavra ofegante

        Com três coleiras entrelaçadas e um boxer, um bull terrier e um fox paulistinha em cada ponta, o “passeador” (e maratonista) Mauro Severino, 42, não fica nem ofegante quando termina a caminhada. “Ando com os cachorros depois do meu treino da manhã”, explica ele, que trabalha como porteiro. Folha de São Paulo, 10/08/2009

        Professor Pasquale Fail :-/

  2. Henrique R. says:

    Na minha opinião o melhor poder de todos é controlar o tempo. Mas entre esses quatro concordo com vc…

    • Deco says:

      Concordo. Melhor super poder seria controlar o tempo. Evitaria muita merda da vida.

    • Marcos says:

      Com certeza, esse é disparado o mais útil. Mesmo que só desse pra pará-lo e ficar plantado no mesmo lugar ainda dá uma surra nos outros.

      E sinceramente Quide, você acha mesmo que ser onisciente seria bom? Ia ser terrivelmente chato e deprimente.

    • @mos_axz says:

      Então. Como quase tudo que já vi com herois mostra, controle do tempo não é um super poder, na verdade é uma habilidade maldita que caso seja utilizada, gera mais problemas do que evita. No mundo real, esse seria o poder mais perigoso de todos.

      • VCR says:

        E dai que causaria problemas? Qual outro não causaria? A própria onisciência do Kid, se você pensar bem, traria inúmeras consequências indesejadas. Sem falar que se você tem controle sobre o tempo, é só fazer o tempo voltar e tudo voltará ao normal, sem os supostos problemas que você diz que haveria. Ainda, se quiser, da pra matar o maldito que tem onisciência quando ele ainda é um bebe com a frauda borrada de bosta, sem que ele possa fazer qualquer coisa a respeito.

        • ghost says:

          mas dai o cara que tinha a onisciência ja saberia que vc iria pretender voltar no tempo para mata-lo quando ainda bb então ele te mataria antes disso. U.u, pq para matar o cara da onisciência você teria que ver e saber uem ele é ou onde ele nasceu, e ele não precisaria nem ficar em contato direto com você.

    • Bruno Guedes says:

      Concordo. Nunca mais eu ia perder uma noite de sono, só pra começar. 😀

    • Matheus J. says:

      Eu acho que, como os outros disseram, você pode chegar a destruir o universo (em teoria) com paradoxos antes mesmo de começar a usar o poder. O melhor é limitar isso a parar o tempo (com um possível ponto fraco de morrer mais cedo pelo uso excessivo).

  3. Gabriel Shinohara says:

    Na minha opinião de merda, ser onisciente não seria um negócio legal, a pessoa dotada desse poder se tornaria, possivelmente, a mais depressiva e com a vida mais merda do mundo. O poder de voltar no tempo ia ser o mais útil, arrumar merdas que você fez, e… é isso. Tá bom demais.

    • Oscar says:

      Mas aí vem aquela velha história sobre consequências de voltar no tempo e alterar as coisas, já que pode mudar algo no futuro também. Talvez o melhor, afinal de contas, seja se contentar com as novas vidinhas como meros humanos.

    • J.P. says:

      Um poder só. Você pode voltar no tempo, mas não no espaço. Usa seu poer e… poof! Aparece num espaço vazio, onde a Terra ainda não está.

  4. Jares says:

    O único problema da onisciência é o que isso vai afetar no seu modo de pensar. Se você sabe TUDO, talvez isso não te levasse a um estado de depressão ou angústia?

  5. @ighorad says:

    bom, o problema da onisciência seriam as coisas que você NÃO gostaria de saber. em contrapartida você também teria o conhecimento sobre como lidar com isso, então talvez o problema se anularia

  6. Zeca says:

    Vdd, onisciência é a melhor de todas, até porque você sendo um “gênio”, você conseguiria facilmente criar um Jet Pack(?), ou um EXO-esqueleto para aumentar sua força, ou até uma capa invisível.

  7. Pedro says:

    Teleport com certeza seria muito mais legal. Pelo menos mais divertido. Onisciência é apelão, mas não é tão maneiro. Agora ser um “jumper” seria muito mais legal, poder ir a qualquer lugar do mundo a qualquer hora, descobrir as coisas de um jeito mais “natural” do que simplesmente já saber tudo. Sem falar que te economizaria uma bela grana. Assim como a invisibilidade tem a desvantagem da tendência criminosa da coisa…

    • Igor says:

      Exatamente! Quando eu pensei em teleporte lembrei logo do Noturno (que não seria legal pela aparencia) e do filme jumper!
      Melhor poder de todos

      • Gabriel says:

        Na verdade, pensar em teleporte seria pensar em ser veloz.
        E cai entre nois, ser um “Flash” da vida seria bem melhor q teleporta.

        Com teleport vc chegaria a qualquer lugar da terra ou do mundo em segundos, porem assim que chega no local, as pessoas poderam te ver, ver seu rosto e tals…

        Com super velocidade vc chegaria tao rapido quanto um teleport, e ninguem iria te ver.
        Exemplo do FLASH, pode correr na velocidade da luz, seria impossivel encherga-lo.

        E fora o fato de q ter super velocidade, tambem lhe daria uma super força, maior que a do super man, ou hulk.

        Ja que FORÇA = MASSA X ACELERAÇÃO, sua massa seria de um simples humano, porem sua aceleração seria iqual a velocidade da luz.

        Resultado: seu soco seria mais forte que o do super-man.

        hahahhahhahahahahah

  8. Oscar says:

    Não estou negando que onisciência é o melhor poder, mas por que não citar a telepatia? Comparada aos outros poderes, esta exerce alguma utilidade, afinal, se você ler a mente de alguém com um cargo importante, por exemplo, obteria as mesmas informações que ela. Talvez o único problema seja o fato de a telepatia ser mais um dos dons que poderiam ser usados para o mal. Qual a sua opinião?

  9. Estevão Bicalho says:

    Telecinesia, sem duvida. Mover as coisas com a mente. u_u

  10. Pois bem, convencê-lo-ei:
    A sabedoria plena, o conhecimento infinito, a domatura de todos os aspéctos compreensíveis e incompreensíveis do universo fariam com que você se tornasse um escroto social, mantendo-lhe afastado de toda a sociedade. Por mais que você diga que o conhecimento pleno lhe faria evitar tomar atitudes que demonstrassem seu conhecimento pleno, alguma vez você elevaria a voz para uma senhorinha que diria que Deus existe porque Noé andou por sobre as águas e porque Cristo nasceu de uma ovelha pastoreada por Davi, que era filho de Adão com Jacó , o primeiro casal homoafetivo da humanidade.
    Ainda assim, o conhecimento pleno não lhe tiraria a incrível capacidade de fazer cagada, capacidade esta da qual todo ser humano é dotado. Logo, em algum momento da sua vida, seu conhecimento pleno seria obrigado a sucumbir perante sua selvagem personalidade merdeira, o que lhe faria tomar uma daquelas atitudes dignas de vontade de tomar tapa na cara.
    Ah!
    Não podemos esquecer do fato de que, mesmo tendo conhecimentos plenos, a gana por dinheiro no poderoso e supremo Israel Nobre seria enormemente gigante.
    Logo, todo o seu conhecimento seria usado em prol de obtenção de lucros, o que tcharããã~~an, é crime !
    Você poderia quebrar sistemas scriptados, invadir a Naza, descobrir a cura do cancer, entre outros.
    E falando em cura, tem ainda uma coisa.
    Tendo o SR. o conhecimento superlativamente foderoso sobre tudo e todos, em algum momento lhe faria sentido uma cura para a AIDS. Aí, neste exato momento, o senhor a divulgaria, uma vez que isso sim o qualificaria como o mais picudo dentre os pirocudos do planeta.
    Logo, você seria encontrado assassinado misteriosamente dentro de seu apartamento, e o mundo nunca saberia que foi o cartél dos coctéis que mandou te executar.
    Foi-se o conhecimento, sobrou a lembrança do que um dia seria IzzyNobre.
    PS: Por favor, peguem leve ao corrigir o texto, eu sei que tem erro de português pra caralho.
    Sou cego, e o que escrevo é de acordo com as formas fonéticas que ouço as palavras. Logo, por mais que eu saiba que excelente é assim, se o som da palavra pronunciada pelo NVDA for “ECELENTE”, pra mim já não tem erro.

    • Lucas says:

      Discordo da parte de ser assassinado: sendo onisciente, tu detém absolutamente TODO o conhecimento de TODO o universo, o que inclui passado, presente e futuro. Se tu conhece o futuro, tu pode te prevenir. “Opa, na próxima terça-feira às 04:17 um maluco vai entrar na minha casa e me matar. Melhor usar os milhões de dólares que arrecadei e as dezenas de contatos que conquistei graças à minha onisciência e me mudar pro Niue por uns dois ou três meses até a poeira baixar”, tu pensaria.

      • Pedro says:

        peraí… aí vc já ta pensando no conceito de onisciencia de deus

        se onisciencia existisse, a pessoa não saberia o que aconteceria no futuro… no maximo poderia ter uma bela ideia, por saber todo o presente, mas tem muita coisa que acontece aleatoriamente.
        Claro, logo apos acontecer, ele já saberia. Mas prever não.

        Num jogo da mega-sena por exemplo, ele saberia que a bolinha sorteada está passando pelo tubo e será sorteada, mas algumas horas antes ele não sabia disso.

        Pelo menos eu interpreto assim.

        Quão inútil é discutir super-poderes??? hahaha

        • Lucas says:

          Ainda assim, tu saberia o que tá se passando na cabeça de todos (ou pelo menos deduzir pela forma como tá agindo), então tu poderia perceber que tem alguém perto da tua casa pra te matar com alguma antecedência, provavelmente o bastante pra fugir dali.

          E, preciso dizer, discutir super-poderes é provavelmente uma das coisas mais inúteis que faço na minha vida, hahah.

    • davi says:

      Mas não tem desculpas pra “sistemas criptografados” como “sistemas scriptados”.

  11. Igor Vinicius says:

    A onisciência é disparado o melhor poder.

  12. Matheus says:

    Mas Kid, depois de um tempo com esse poder as pessoas iriam se tocar de que você é um gênio, provavelmente atraindo organizações terroristas/governo. Daí o governo te chantageia, te força a trabalhar pra eles e você nunca mais tem uma vida normal??

    (Puta que me pariu, esse assunto é MUITO nerd.)

    • Valle says:

      Eu não entendo como o governo te obrigaria a trabalhar para eles, nem como isso seria uma coisa ruim.

      • Matheus J. says:

        Acho que estão pensando muito baixo. Se você sabe tudo, seria perfeitamente possível que consiga arranjar um modo de “contra-chantageá-los”. “Tudo” estaria na sua mente, mas é incompreensível que conseguiríamos aguentar tudo isso. No máximo, colapsaríamos de tanto pensar e já era. Então, teria que vir “mais” junto: Um cérebro que suporte todo o processamento de informação.

  13. André says:

    Uma palavra: teletransporte

    • IsraeL says:

      O melhor poder de todos. Poderia até mesmo ser rentável, fazendo frete a preço de custo Brasil -- China em menos de um milissegundo 🙂

  14. Newton says:

    Complicado, prefiro controlar o tempo, ou só voltar no tempo

  15. Navarro says:

    Quando li o título ja pensei ” com certeza é onisciência”… mas n é questão de Saber de tudo, mas sim de qualquer coisa.. da mais esdrúxula possível. Como por exemplo um fulano no cú do mundo vai matar o vizinho. Vc não só sabe de tudo mas de tudo que está acontecendo.. e caso tenha psicológico o suficiente pra ter tais informações, poderá morrer de velhice! ( pois de doenças vc tem a cura, e tb da longevidade) então seria uma pessoa imortal ??
    Com a onisciência VC tem as respostas, de Tudo.

  16. Fito says:

    Eu voto no teleporte, mesmo o Abra não sendo um super herói.

  17. Paulo. says:

    E o teletransporte?

  18. Diego says:

    Sempre achei que onisciência tinha a ver com tempo. Ou seja, saber o que vai acontecer e tudo que já aconteceu. Dessa forma, ser onisciente é uma merda, pois viver seria como estar dentro de um filme que você já viu.

  19. Skooter says:

    O melhor é ser o Batman que não tem super-poder nenhum e ainda assim é um super-herói. Sempre escolha ser o Batman.

  20. Renato says:

    Desses que você colocou, de fato, tenho que concordar com você.
    Mas dentre os poderes singulares, acredito que supervelocidade seria o melhor. É impossível ter o poder sem que seu corpo seja resistente e forte, você seria mais inteligente (ou pelo menos pareceria) e mais ágil. A vida seria muito mais legal.

  21. TioSamu says:

    A onisciência seria muito útil para saber como anular ou contra-atacar outro super poderes, pois se você saber TUDO, saberia como enfrentar o Hulk usando apenas um garfo, empunhando o mesmo entre os dedos indicador e médio e em apenas 2 movimentos derrubar o verdão.

    Em contra partida, além da provável depressão e afins que o povo já falou a cima, existe a grande possibilidade de filhadaputice humana falar mais alto e você, não apenas mudar de personalidade por ter a mentalidade mais perfeita possível, como também dificilmente você seria uma pessoa minimamente de bem, e mais provavelmente alguém que trataria TODAS as outras pessoas como vermes insignificantes (Vegeta feelings), assim como nós tratamos as baratas e formigas.

    A única maneira que vejo disso não acontecer seria se você mesmo com total sapiência ainda assim conseguisse manter seu carater e personalidade incorruptíveis, o que a filhadaputice humana dificilmente deixaria acontecer dado o “poder” do conhecimento obtido.

    Acredito que um QI de uns 1000 pontos seria mais benéfico, pois você não teria todo o conhecimento, mas saberia como adquirir todo conhecimento que você quiser facilmente, aprender ridiculamente rápido, e ainda assim usar da melhor maneira possível tudo que você aprender 🙂

  22. André says:

    Controlar o tempo FTW!

  23. Rafael Bulsing says:

    Se você souber onde está cada atomo no seu cerebro, e saber exatamente como eles vao reagir, você acaba de destruir sua propria free will (esqueci o nome disso em portugues)

  24. Pra mim, controlar o tempo é o melhor. Poder consertar todos os erros, ter a vida que quiser e quando quiser etc.

  25. Rodrigo says:

    Dúvida: nessa onisciência, você teria todo o conhecimento já obtido pela humanidade ou todo conhecimento adquirível? Se for o último caso, paradas filosóficas como os conceitos mais profundos de universo e de existência entram?

  26. Rodrigo says:

    [Deveria ter feito um comentário só, agora já era =/]
    Concordo quando você falou que onisciência aí é o mais útil dos três. O problema é que é impossível (ou não?) prever quais seriam as consequências (de várias naturezas: psicológica, social…) de se ter tal superpoder. O potencial para isso aí dar alguma merda parece-me bem grande, uma vez que estamos partindo do princípio que, eliminando-se a onisciência, o cara é um ser humano normal.

  27. João Ricardo says:

    Mas ô Quide, acho que o melhor super poder seria o teletransporte, ir de lugar em lugar em menos de 1 seg.

  28. Rafael says:

    Dos descritos acima onisciência é o melhor.

    Mas gosto da ideia da supervelocidade, a lá Flash, que pode correr tão rápido a ponto de voltar no tempo.

    Não é nada mal!

  29. Raid says:

    Invulnerabilidade, imortalidade, poder da probabilidade (do Longshot) e claro, o melhor, manipulação da realidade, igual o Franklin Richards, Parallax, Sentry, o que você pensar acontece.

  30. Tiago says:

    Já que você usou onisciência como super pode e como eu acho que sempre alguém tem que ser o cara que deseja mais desejos…
    Eu escolheria onipotência, e a partir do momento que eu fosse capaz de absolutamente tudo eu teria o resto dos poderes (além do controle absoluto desse universo e de outros).
    PS: Por favor vamos esquecer do paradoxo onipotência X onisciência.

  31. Oscar Calstrom says:

    Dr. Manhattan humilha. Controle atômico é O PODER.

  32. Rodrigo says:

    Só uma coisa para falar: Manipulação da realidade. Você simplesmente poderia fazer qualquer coisa que quisesse, até mesmo ter algum outro super-poder. Claro que talvez tenha também o problema de você se deixar levar pela filhadaputice humana, mas, tipo, se quiser tu pode simplesmente fazer tudo voltar ao normal caso ocorra alguma merda.

  33. Lucas says:

    Concordo que a onisciência seria (se não o) um dos melhores poderes. Sobre o que os amigos acima falaram, de tu acabar conhecendo todas as merdas do mundo e por causa disso entrar em depressão: sendo onisciente, tu conhece a solução pra todos os problemas do mundo. “Ok, mas de que adianta saber a solução se tu não pode resolver sozinho”, tu me pergunta? Sendo onisciente, tu conhece os argumentos necessários pra convencer qualquer pessoa de que o que tu fala é verdade, mesmo que seja uma mentira deslavada. Logo, tu pode convencer O MUNDO INTEIRO que o melhor a se fazer é tal coisa.

    Onisciência é, sem dúvida ALGUMA, o super-poder mais apelão de todos; mesmo que tu não possa fazer as coisas fodelonas dos personagens de comics, tu pode convencer qualquer pessoa de qualquer coisa. Sendo onisciente, tu sabe que a mente de tal pessoa funciona de tal forma e que se tu disser tal coisa com tal tom de voz ela vai acreditar em ti.

  34. Tomás says:

    È óbvio que a onipotência é bem melhor, com ela você pode conseguir a oniciência, e ainda vira intocavél e pode fazer com que a onisciência não faça você saber do SEU futuro.

  35. Renato N42 says:

    Depende do que considera Oniciscência e do que trata por “informação”.

    A informação seria qualquer tipo de ideia pensada ou uma ideia pensada e passada por algum meio de comunicação ou interação com outra pessoa? Pois um pensamento ou algo que só uma pessoa sabe não pode ser considerada “Informação” já que não informou ninguém. Nesse caso você só conseguiria saber das informações que pelo menos duas pessoas ou mais já tenham conversado ou qualquer fonte do tipo.

    Sua informação seria ainda limitada ao tempo, afinal o futuro ainda não aconteceu e você não teria como saber o futuro, assim, esqueça ganhar loterias, concursos, etc (por maior que sejam seus conhecimentos estatísticos)

    Usando esses fatores como base, podemos limitar bastante o que você considera um poder absoluto, além de ser totalmente dependente dos seres ao redor. Aliás, também teríamos que pensar na existência ou não de vidas ou dimensão paralelas que consequentemente você também absorveria experiência e memórias.

    AGORA vamos usar a regra que você mesmo citou: UM poder. Você tem onisciência, mas será que seu cérebro tem “espaço” o suficiente pra ela? Já foi definido que o cérebro não é uma fonte infinita de conhecimento e possui sim um limite de memórias.

    Resumindo tudo que isso já ta longo: A menos que você tivesse um cérebro absurdo, você acabaria estrando em choque com a onda de informação e as toneladas de “Spams” mentais que receberia de conversas, dialetos alienigenas e tudo mais surgidos desde o big bang.

    Sua própria regra destruiu seu poder preferido.

    • Izzy Nobre says:

      Saber tudo implica que você tem como manter esse conhecimento. Se não conseguisse manter, você não saberia ué.

      • Jose Morais says:

        Exatamente. Pela lógica do cara aí, você tem superforça mas seus ossos não aguentariam a sobrecarga e virariam pó.

      • Leonardo says:

        Pô mais tem plenty of drawbacks possíveis, hehe…
        Tocando no ponto do “cerébro absurdo” que o maluco acima trouxe, o seu cerébro teria que se reestruturar de modo a suportar de alguma forma a quantidade cosmica de informações adquiridas a processar provavelmente mandando um imenso fuck-off prá qualquer outra função que não seja aquisição/processamento/armazenamento de dados basicamente transformando-o num supercomputador (fora que seus orgãos sensoriais teriam que ser augmentados ao nível da onipresença prá receber toda essa leva de informações).
        E não, saber como anular os drawbacks não implica que você tenha como faze-lo. Chame isso de “parabola do cientista da NASA prestes a se obliterado por um asteróide (juntamente com todo o resto da humanidade) pq EUA e Rússia fizeram cú doce pra usar todo o arsenal nuclear necessário prá resolver a porra do problema”.

        “Não maluco, o conceito é usar isso at its fullest, no drawbacks of any kind”.
        Então tá. Enjoy a lifetime of boredom.

        • T. says:

          Cara, estamos falando de tudo. Você acha que simplesmente cancelar os outros “processos” desse supercomputador vai resolver o problema? É como usar Game Booster e tentar jogar Crysis 3 num PC feito em 1970.

      • Junior says:

        Da mesma maneira que voar implica que você pode flutuar e se propulsionar horizontalmente (a não ser que você fosse o “homem-helicóptero”), eliminando seu atrito com o chão e possibilitanto uma velocidade maior que a de corrida

    • Lucky says:

      Passar em concursos é fácil, não importa o conhecimento estatistico se você SABE todo o conteúdo de qualquer prova aplicada.

  36. Renato N42 says:

    E, pra mim, o maior poder que alguém poderia ter HOJE seria mudar memórias de quem quiser como quiser.

  37. Tiago says:

    Simples, vc seria infinitamente mais escroto que o cara invisível, seria mas blasè que todos os indies do mundo e sua vida perderia totalmente a graça, pois vc não terá mais o fator surpresa além de que vc nunca vai sentir o prazer de aprender.

  38. Tiago says:

    puta que pariu, onde se lê “seria mas blasè que todos os indies do mundo” leia “mais”

  39. Eric Draven says:

    Em se tratando de poderes eu sempre desejei o teletransporte mais do que qualquer outro.

    Acho que saber tudo é o melhor poder mas eu ainda prefiro o teletransporte porque ele é a representação máxima da liberdade pra mim.

    Também acho que por mais que seja bom ser super inteligente, ignorância é o combustível que mantém a chama da felicidade. Deve ser sufocante não poder conversar de igual pra igual com ninguém.

  40. Juninho says:

    Eu ainda preferiria o teleporte do Nightcrawler.

  41. @mos_axz says:

    Então, sabe qual é o problema dos poderes? Ou eles são extremamente inviaveis, como no caso da Onisciência e Controle do Tempo, ou eles tem uma aplicabilidade prática reduzida ou ainda eles vão te impossibilitar de viver em sociedade, como no caso da leitura de mentes.

    Já que você tentou aproximar do mundo real, vamos lembrar o seguinte: Ninguém que nascesse com um super poder, o teria na sua forma de total controle. Saber de tudo antes de conseguir controlar provavelmente te enlouqueceria, controlar o tempo sem controle provavelmente destruiria o tempo como conhecemos, teleporta-se para um lugar que você não sabe onde fica tem uma probabilidade absurda de se matar(afinal existem mais lugares hostis do que pacíficos no universo).

    A solução nesse caso é ir pra poderes bem menos incríveis. A pessoa ter um senso de equilibrio gigante, o que permitiria que ela praticamente caminhasse como o Ezio de Assassin’s Creed, ou então ter fator de cura.

    Sim. Todos esses poderes podem(e provavelmente iriam) ser usados para a criminalidade. É do ser humano, quando é melhor que os outros tentar usar isso pra obter vantagens. Se eu fosse escolher, provavelmente seria fator de cura(que por ser uma habilidade passiva, não me traria problemas) ou então sentidos mais aguçados(que no começo me enlouqueceria um pouco, mas quando eu aprendesse a controlar, seria bastante útil).

  42. Murdock says:

    Onisciência seria praticamente o mesmo que saber o futuro, cairia dessa forma em dois poderes em um só? Por outro lado, você saberia o dia da sua morte. Saber que o avião que você vai embarcar tem uma falha ou que será atingido por um meteorito podem impedi-lo de entrar nele, mas e se você souber que sua morte virá num acidente aéreo?

    Por outro lado, você seria A vítima ideal para criminosos, mafiosos e qualquer outro mal intencionado porque você saberia de todos os crimes que eles cometeram, onde e quais são as provas. Você saberia como escapar deles, se isso for possível, claro.

    Particularmente, gosto do poder do Magneto (não sei qual o nome). Mesmo que eu não pudesse voar já que acho que isso viola as leis da física. Mas, pelas suas regras, seria possível apenas levantar um peso que eu levanto com os braços ou os campos magnéticos criados são mais fortes do que isso? Não EU, os campos, sacou?

    Também gosto da ideia do teletransporte, mas seria realmente útil se, ao me transportar, quem estivesse comigo fosse junto. Mas a ideia de me materializar no meio de uma parede ou coisa parecido é um grande impecilho.

  43. Lucky says:

    Deter o poder cósmico é tudo o que você quer na vida.

    Brincadeira, quando eu li o titulo do texto, onisciencia veio na minha cabeça imediatamente, fiquei feliz quando li isso no final. Poder aquisitivo também é bom.

  44. Diego Matias says:

    Se você fosse onisciente, TUDO seria irrelevante.

  45. Vinicius Brenny says:

    Se é que entra na regra do jogo, a parada mesmo é onipotência.
    Voar? Pode. Ficar invisível? Pode. Manipular o tempo? Claro.

    Aliás, a regra é ser ‘super poder’, certo?
    Existe um personagem REALMENTE famoso, que tem vários poderes e um deles é onipotênca. Bilhões de pessoas são fãs e não deixa de ser um personagem fictício.
    Ah, sim: o nome dele é Jeová. Ou só Deus, se preferir.

  46. Pedro says:

    O problema maior da onisciência seria viver com o conhecimento de coisas como “Todas as ocasiões e situações em que seus pais fizeram sexo”.

  47. Melhor mesmo é o teletransporte. Esse sim ajudaria bastante na questão do “fim do transporte público” e seria essencial para chegar em qualquer lugar na hora exata. Bom para quem tem amantes, para quem é bandido, para um monte de coisas.

  48. Moisés says:

    Galera um nome: Professor Xavier.
    Se pararem pra pensar bem, ele só não é o mais poderoso por que sua ética inabalável não o permite. Ele pode dominar a mente das pessoas, alguns são imunes (Logan, magneto c o capacete…) mas ainda tem TODO o resto do MUNDO pra ele controlar a seu favor… Conhecimento? Basta absorver de que quem o detém, e combinando-os, ter o necessário para que a onisciência não seja tããão necessária.

    Mas EEEU já pensei que foda seria se a gente tivesse SAVE e LOAD na vida real… Sempre que fizesse uma merda dava load e viveria tudo denovo, e se eu morresse, voltava ao último save… pra mim já tava bom. =]

  49. Ivan says:

    O problema seria ganhar essa onisciência né: " rel="nofollow">

  50. Valmir says:

    Na parte de voar a linha de raciocinio foi de uma pessoa bem sedentária. Pra correr dois minutos e ficar ofegante, tem que tá com um físico bem derrubado. Além de que, se você praticar o tempo vai aumentando consideravelmente. Se voce pudesse voar a uns 30 km por hora, sem pegar “engarrafamento”, sinais, daria pra ir trabalhar de boa. Outro fato é que com esse poder, e com outros como super força você poderia ganhar muito dinheiro, então não seria inútil, não mesmo.

  51. Bruno Guedes says:

    Onisciência ia ser assim: 5 segundos vislumbrando todo o conhecimento do mundo e de repente o mais completo tédio porque você já sabe tudo, incluindo o futuro.

    Eu queria teleporte. Nunca mais perder tempo com viagem e busão de casa pro trabalho e do trabalho pra casa. Perfeito.

  52. Rodrigo Savazzi says:

    O melhor super-poder de todos? Fácil: o super-fígado!
    Capaz de metabolizar enormes quantidades de álcool em um curto espaço de tempo, as habilidades do super-fígado seriam de enorme utilidade no mundo real:
    1- Festas e mais festas, todo dia e com quantidades proibitivas de fermentados e destilados! E sem ressaca ou dor de cabeça na manhã seguinte.
    2- Competição de beber cerveja na Oktuberfest? Você seria praticamente uma lenda viva!
    3- Tá bêbado que nem um gambá e precisa dirigir? Deixa que o super-fígado resolve e em 5 minutos vc tá mais sóbrio que testemunha de jeová domingo de manhã.
    4- Cirrose? Dependência química? Gosto de cabo de guarda-chuva? Isso é tudo coisa de quem tem um fígado normal.
    5- Se um fígado normal já se regenera, um super-fígado se regenera em instantes! Logo, você poderia se tornar doador de órgãos profissional e teria atestados médicos para sempre! Nunca mais precisaria voltar naquele seu emprego chato!

    As possibilidades são infinitas, as aplicações no mundo real também. Alguém concorda comigo?

  53. Conforme vários já falaram quase todos os poderes trazem problemas consigo e grandes chances de terminarem mal (além de grandes responsabilidades).

    A onisciência tem esses problemas que o pessoal aí já falou. Ignorância é uma benção, não esqueçam disso!

    Me parece que poder controlar as pessoas tipo o Preacher seria bem legal. O problema seria se tu desse muita bandeira e se alguém mandasse um inimigo surdo para lutar contigo (não me lembro se isso ocorre na história alguma vez). Ler mentes também seria interessante, desde que tu pudesse ‘desligar’ a audição quando quisesse.

  54. Gabriel says:

    Acho melhor o poder de aprender qualquer coisa com extrema facilidade.
    Dava uma limitada nessa onisciência mais continuava um poder foda.
    Mais teletransporte é o melhor.

  55. mullerjones says:

    Vou mudar um pouco o que todo o resto dos comentários esta falando e defender um pouco o vôo. Não acho que ter só a habilidade de vôo implicaria que você voa na velocidade que corre e se cansa na mesma proporção. Eu sei que não é a fonte mais crível e nem de longe a melhor, mas pense na serie Heroes (primeira temporada, quando ainda não era uma merda incomensurável). O cara ali era um homem normal, ele não tinha nenhum poder que não o vôo, mas ainda assim voava indefinidamente e em altíssimas velocidades. Pode se pensar que, como durante o voo você não estaria mexendo todo o seu corpo, seria mais algo vindo da sua mente, você não cansaria e poderia voar a altas velocidades sim.

    TL;DR: Voar é awesome

  56. Allan says:

    Onipotência é o melhor poder, você pode dar poderes a si mesmo.

  57. Ponha seu nome aqui says:

    Respiração de raio-x ou audição de calor

  58. M. says:

    Provavelmente eu escolheria a invisibilidade, porque o único ponto negativo que eu consigo encontrar para a mesma é deixar a filhadaputice humana me fazer usar esse tipo de coisa pro mal, mas eu sei que não faria isso. Só queria ser invisível pra ficar na minha mera insignificância observando o mundo ao meu redor.

  59. jefferson says:

    Vendo os comentários rápido acho que ninguém citou algo que seria mega discreto e que poderia ser usado para o bem ou para o mal, eu gostaria de ter SUPER-CARISMA, um poder que, quando quisesse, todos com quem eu falasse ou me vissem sentissem que eu era um cara mega foda, mesmo não sendo o cara mais inteligente ou rico facilmente eu conseguiria contatos e ajuda para ter o que quisesse e a hora que quisesse, teria passe livre até mesmo dentro do pentágono com os conhecidos corretos, bilhões de pessoas iriam querer o meu bem apenas vendo meu rosto em um canal de comunicação qualquer e assim evitaria problemas, consultores da bolsa me ajudariam a investir, as melhores e mais inteligentes mulheres estariam aos meus pés. O único problema que vejo seria a babação de ovo eterna, mas como eu seria o mais fodão e todos me obedeceriam quando pedisse com jeitinho eu poderia ficar só a hora que quisesse. Teria até mesmo o conhecidíssimo e onisciente Izzy Nobre a meu favor, mesmo que ele soubesse como evitar meu poder eu seria um meio muito útil de manter organizações longe do pescoço dele sem precisar dele inventar uma gosma fedida qualquer que o daria o poder de super carisma, mwahahahaha.

  60. Fernando says:

    Teletransporte. Game over.

  61. Matheus Amorim says:

    Teleporte, sem dúvida, é um dos poderes que eu gostaria de ter. Nunca mais chegaria atrasado, poderia sumir de uma reunião chata (desde que houvesse gente suficiente para que meinha presença nem fosse notada) e voltar só no fim, e jamias dependeria de meios de transporte físicos.

    Outro poder que seria de grande utilidade seria o de controlar ou ler mentes. Claro que seria facil me tornar um fraudador, mas estamos falando estritamente do poder aqui, não de suas consequências baseadas no caráter de quem o possui (fiu claro, ou ficou confuso?).

  62. Matheus Amorim says:

    Perdão pelos erros de digitação no comentário anterior…

  63. Letícia says:

    Comecei a ler o texto e tinha certeza absoluta que vc ia falar telecinese. “Pfff ele vai falar que é telecinese é tão óbvio…” hahahahaha. Mas nem…

    Pensa, na telecinese vc é o mais fodão de todos. Se vc controlasse bem o poder, poderia voar muito rápido, nunca ser atingido por nada ( balas de arma, carros, socos e etc), controlaria as pessoas e as coisas….

  64. Bruno Guedes says:

    Adendo: qual é o critério exatamente que diz que você só poderia voar na mesma velocidade que corre? E porque desgraças você ficaria ofegante por voar(o que essencialmente se resume a “esticar os braços e desejar ir pra frente”)? Descrever melhor esse mecanismo de vôo aí antes de aplicar as retrições, amigo.

    • Leonardo says:

      Tipo uma telecinese que só tem efeito em sí.

    • andre says:

      Kid teve que avacalhar alguns pra sustentar a sua idéia de que a onisciência é melhor.
      Esqueceu de lembrar que a onisciência traria fortes impulsos ao mundo do crime também. Não há como aproveitar disso sem ser cometer algum crime, ou no mínimo, ser anti-ético.

  65. Nil Késede says:

    “compreender todas as etapas do processo de fabricação de sorvete” seria bem útil! hahahahahah

  66. Gideão Milanez says:

    O poder que eu acho que seria mais legal é o de Onisciência, mas tem um poder que me intriga muito é o do coringa, eu não seio se ele sente dor ou não, mas o melhor poder dele é o da maldade que chega a ser frustrante quando eu assisto algum filme que tenha ele.

  67. Adney Maues says:

    Onisciencia só me lembra do Marvin… ” eu aqui com um cérebro do tamanho de um planeta e me pedem…” seria realmente deprimente…

  68. Fábio Alves Corrêa says:

    Digo que QUALQUER superpoder seria usado para o mal. Hoje o cara que é UM POUQUINHO SÓ mais “poderoso” que o outro, por exemplo com poderes como força física, inteligência, influência, dinheiro (que eu considero o único superpoder que se pode ter IRL), etc, já tem uma forte tendência a escrotização, imagine quando se tem um superpoder.

  69. Gary M. Silva says:

    O melhor superpoder de todos é o dinheiro. Não ser preso (isso já implica em cometer alguns crimes afiançáveis), ter quase que qualquer coisa q quisesse… Aposto que o Bill Gates é um cara muito feliz.

  70. Caio says:

    Não pude deixar de lembrar desse filme: http://www.imdb.com/title/tt1219289/ (Limitless).

    O cara não chega a ter onisciência porque ele não entra no mérito de “ler pensamentos” ou prever o futuro.

    Mas qualquer coisa que seja possível de aprender ele aprende. Gostei muito desse filme.

  71. leon says:

    é só pensar assim:caso nao ira valer a pena voltar no tempo e mudar isso por algum motivo,um tijolo ira aparecer entre meus pés agora(por ex)
    caso der merda,vc volta otra vez no tempo e poe o tijolo la e seu eu de la sabera que nao deve voltar

  72. Heitor says:

    Omniciência cairia no mesmo caso de voar, na minha opinião, já que saber de tudo sem ter uma super-inteligência para aplicar te tornaria muito menos versátil, até mesmo um inútil em certos casos (já que ter muita informação faz com que tu tenha MUITA informação), funcionando somente como um gurû ou a internet (detem a informação mas depende de um agente esterno para que ela seja relevante).

    Acredito que projeção psíquica (poder mandar uma cópia “espiritual” para determinado lugar, com ligação com todos os teus sentidos) seja o poder único mais interessante para um sedentário como eu xD

  73. André says:

    Pra mim o melhor super-poder seria o de parar o tempo.Ele inclui o de invisibilidade,pois você pode fazer o que quiser sem ser visto,pois você estaria se movendo e os outros estariam ”travados”,ele substitui o de voar pois você pode se locomover como quiser sem ser interrompido por sinaleiros ou trânsito,e substitui o da onisciência pois você poderia parar o tempo para aprender o que quiser,bem como colar em provas ou fazer a planilha de seu trabalho que você tinha esquecido.É um poder sem falhas.

  74. André says:

    Tem uma doença onde as pessoas não conseguem esquecer de absolutamente nada. Se a pessoa passar a vida estudando, ela pode chegar perto da onisciência.

  75. elson says:

    Cara, pq você passou a iniciar todos os seus textos como o Hell do MDM? Foi alguma promessa pra participar do podcast? ahuahuahuahuahua

    Sacanagens a parte, volta com os inícios dos textos onde você divagava, divagava e não chegava a lugar nenhum e começava a escrever normalmente, era meio que como uma marca sua.

  76. luix10 says:

    Acho que controlar o tempo seria melhor com certeza.

    Onisciência te tornaria um ser muito diferente… vc poderia fazer muitas coisas, mas não iria querer fazê-las, talvez por não serem desafiadoras. QUALQUER COISA se tornaria monótona pra você, a humanidade em si, nossos questionamentos seriam meras infantilidades, vc se afastaria de outros seres humanos e teria motivações extremamente diferentes.

    TALVEZ VC ATÉ CONCLUÍSSE DEFINITIVAMENTE QUE A HUMANIDADE É UM LIXO E RESOLVERIA LIQUIDÁ-LA hahaha

  77. luix10 says:

    já que ninguém fez a piadinha lá vai…

    pra vc ter onisciência é fácil, basta um chip no seu celular pra ter acesso ao google de qqr lugar

  78. Yago Nunes says:

    Como já foi dito nos comentarios, onisciência não “conta”, seria o mesmo que escolher Onipotencia.

    ps: se um “sujeito” fosse UNGIDO da onisciência, ele sabendo de tudo poderia saber “como” conseguir outros “super poderes” ao seu prazer.

    CERTO?

  79. Fernando correa says:

    qq um ficaria louco com a oniciencia, qq um se mataria se a obtivesse, esse é um poder q eu nao quero nem de graça!

  80. ibmin says:

    Eu gostaria do poder de controlar os átomos e elétrons.

    E como isso seria útil? poderia transformar pedra em ouro, ter energia elétrica infinita e o melhor, como controlo átomos e cia eu poderia derivar disso diversos super poderes entre eles:
    Voar, pois seria fácil criar um colchão quase invisível em baixo de mim que me fariam flutuar.

    Poderia ficar invisível, uma vez q poderia alterar o próprio estado dos átomos que me compõem.

    Teria poderes de choques elétricos.

    Poderia me desfazer e enviar minhas moléculas a lugares distantes com velocidades próximas a da luz e então me reconstruir no local em questão.

    Ter o esqueleto de adamantium do wolverine seria moleza… e nem precisa falar de regeneração né?

    Resumindo, este seria o poder mais apelão sem a menor sombra de duvidas, pois controlar os átomos os elétrons e etc te faria mais poderoso que qualquer deus!

    • Arthur Aroha says:

      Tem um personagem da Marvel que se chama “Homem Molecular”, e os poderes dele seguem mais ou menos esta linha que tu indica. De fato ele é um dos personagens mais poderosos do universo marvel (embora ele não seja um personagem muito aproveitado -- talvez exatamente por ser tão “apelão”.)

  81. Paulo says:

    Honestamente, eu acho Onisciência um dos piores poderes (assim também como ler pensamentos). Primeiramente, vc provavelmente terminaria com a sua mulher e não teria uma relação social decente com alguém por saber demais o que se passa na cabeça dela. Talvez passa na cabeça de uma pessoa ou já passou de te trair ou coisa do tipo, o que te deixará muito paranóico. Conhecimento demais é um defeito.

    • Arthur Aroha says:

      Como eu comentei por aí, a onisciência está num patamar diferente dos outros “poderes” citados.

      Um ser humano não pode ser onisciente. A partir do momento que, supostamente, se tornasse, deixaria de ser humano para se tornar outra coisa.

      Logo, preocupações rotineiras e pessoais já não existiriam.

  82. Knux says:

    Já pensei longamente sobre o assunto e só consegui chegar a uma conclusão: eu quero o olhar de penitência do motoqueiro fantasma.

  83. Felipe says:

    Melhor super poder é a telepatia do Xavier.

  84. Wendell says:

    Melhor poder de todos: Motocontinuidade.

    Imagine, poder viver sem precisar “recarregar”, isto é, sem dormir. Há até um romance sensacional sobre o tema, (“Beggars in Spain” -- Nancy Kress).

    No livro, os seres humanos insônes conseguem ter mais tempo para trabalhar, estudar, e por isso -- simplesmente por isso -- tendem a ser mais evoluídos que os demais humanos, mais inteligentes e ricos.

  85. Rafael Stella says:

    Muito legal a discussão. Um tema bem Nerd. Isso renderia uma “discussão” muito interessante na roda de amigos.
    Bem, vamos tentar contribuir com o debate.
    Como diriam no MRG, na minha opinião fecal, onisciência seria legal no começo, mas depois perderia a graça. Já pensou não ter mais o prazer de se surpreender com o desfecho de um bom filme ou livro? Afinal, vc já saberia o final de todas as histórias assim que elas fossem escritas.
    Depois de um tempo, o mundo ficaria chato. Se vc já sabe de tudo, que graça tem?
    Tem 3 poderes que eu gostaria de ter, 2 mais “fantásticos” e 1 mais simples:
    A -- Teleporte: simples economia de tempo. Poder morar em qualquer cidade do mundo e trabalhar em qualquer outra, sem perder tempo no transporte? Perfeito.
    B -- Clones do Naruto: esse poder é irado pois permite criar clones perfeitos seus que podem fazer qualquer coisa que vc poderia. Depois da tarefa feita, o clone se desfaz e vc recebe as lembranças dele, ou seja, não perde nenhuma experiência. Já pensou em mandar um clone pro trabalho enquanto fica em casa jogando video-game? Sem contar que podem haver mais de um clone “ativo” ao mesmo tempo. As possibilidades são quase infinitas, hehe.
    C -- Sono desnecessário. Esse é bem mais suave, consiste apenas em não precisar dormir. Simples assim. Sua cabeça pode ficar ligada 24 horas direto sem descanso. Logo, vc pode ter sua vida normal durante o dia e fazer tudo aquilo que gostaria mas lhe falta tempo a noite. Além do mais, caso queira dormir pelo simples prazer de uma boa soneca, nada lhe impede.
    É isso, estou curioso em saber o que os demais acham desses poderes que citei.
    Abraços a todos.

  86. Arthur Aroha says:

    Tu colocou trocentas limitações para os 3 primeiros poderes e colocou onisciência no último? hahaha! Até um chimpanzé ficaria com a última opção, oras.

    Não, onisciência não cabe nesta lista. Tu limitou a capacidade de voar à velocidade que um homem poderia correr, por exemplo. Então deveria limitar a capacidade de conhecimento à capacidade da mente humana: nós bem sabemos que existe um limite -- que não é muito grande -- de informações que conseguimos absorver/compreender de uma vez só. Se a quantidade de informações é maior do que nossa capacidade de processamento, nós só absorveremos/compreenderemos uma parcela dela. Por isso é que não conseguimos fazer 10 coisas ao mesmo tempo: precisamos focar nossa atenção em apenas algumas poucas. Em suma, ou fazemos uma ou duas coisas direito, ou fazemos 5 de maneira tosca, mal feita, e correndo o risco de sofrer acidentes. Processar infinitas informações ao mesmo tempo (ser onisciente) está muito além da capacidade do nosso cérebro. =/

  87. Arthur Aroha says:

    “Voar”, “super força”, “invisibilidade” não estão no mesmo patamar que “onisciência”.

    É como comparar o Anjo dos x-men, o capitão américa e a mulher invisível com seres como Eternidade e o Tribunal Vivo. Ou seja, não faz sentido. Já que os heróis furrebas da terra na verdade são, de certa forma, parte destas entidades, então não há como compará-los.

  88. Marcelo "J.J." Machado says:

    Fator de Cura. Ponto.

    Vacinas ? Nunca mais !!! Exames de sangue ? Para que ? Dentista ? Ah, rrrrrrrrrrrria comigo rrrrrrrrrrrrroco !!!!

    Mas a versão extrema do fator de cura, estilo Claire, de Heroes. Nada de dor, incômodo, tu empurra teus ossos de volta como se estivesse montando um quebra-cabeças.

    Cara, nunca mais pegar uma gripe e ficar 10 semanas tomando antibióticos caríssimos, cagando a sua alma, e assoando o nariz a cada 10 segundos.

    Boa caçada.

    J.J.

  89. Raizen says:

    ‘Se eu fosse burro, sofria menos’ (Raul Seixas)

  90. Eu says:

    Sei lá se conta como super poder, mas o melhor seria se meu pau tivesse gosto de chocolate e emagrecesse.

    Falando serio, prever o futuro ia ser mto massa, mas podia levar à loucura (leia o excelente Duna). Por outro lado, viver (lembrar como se tivesse vivido) o passado de todos os seus ascendentes poderia ser ainda melhor.

    Sobre onisciencia, no final do Indiana Jones 4 uma mulher morre disso…

  91. Patrick says:

    Acho que seria mais interessante ler mentes da mesma forma como se lê um livro. Já que praticamente toda informação existente está presente na mente de algum ser, seria fácil ter informações. Além de que seria bem melhor ter apenas as informações que EU QUERO, e não TODAS as existentes, o que incluiria as useless. Talvez, e muito provavelmente, a única restrição seria a necessidade de ter contato com a pessoa desejada.
    Uma variação (ou upgrade) interessante seria a habilidade de editar as memórias, já que eu estaria ‘lendo’ a mente como em um livro. Mas isso poderia acabar sendo um poder adicional, não sei.

  92. Pedro says:

    Onisciência é legal… se você tem os poderes pra acompanhar ela. Note que você fala de Onisciência sozinha, ou seja, aos limites humanos. Você estaria sujeito a todos os impactos e informações de tudo na existência com o corpo de um humano normal.
    Se você souber filtrar e desligar isso, ótimo. Senão… bem…

  93. Giovanni Romanelli says:

    o melhor poder possível é simplesmente a Telecinésia.
    Eis o porque:
    Tirando raras exceções, se você tiver um poder de telecinésia forte o bastante para mover a matéria em nível atômico é possível realizar (quase)qualquer super-pode: para voar basta levitar o próprio corpo (sem realizar qualquer esforço físico), super-velocidade: mova seu corpo a uma velocidade extrema enquanto voa, super-força não é necessária já que você pode esmagar ou desintegrar coisas, e depois restaura-las (sendo possível até restaurar o próprio corpo, ou seja, fator de cura), além de (e agora fica mais complexo) poder alterar a estrutura dos átomos(movendo elétrons e prótons) para alterar a matéria (tipo Dr.Manhattan)e assim poder, por exemplo, transformar água em vinho(considerando que você pode condensar e fixar a matéria em um ponto pode-se criar campos de força, se colocar um na água pode-se andar sobre ela [será que Jesus tinha telecinésia?]), vibrar as moléculas para criar fogo, partir ou fundir átomos para gerar reações nucleares, alterar a própria estrutura para que a luz atravesse seu corpo e assim ficando invisível, teleportar-se ou teleportar coisas desintegrando-as e restaurando-as em outro lugar, entre tantas outras coisas, dá até pra foçar a barra e pensar que dá pra viajar no tempo(usando a lógica furada do superman e ir para o passado voando contra a rotação da terra, ou pela teoria da relatividade ir para o futuro ao se movere tão rápido)mas acho que não; não consigo pensar em um jeito de usar poderes mentais ou a onisciência, mas talvez seja possível. Pare pra pensar e tente pensar em um super-poder e pense em como realiza-lo usando telecinésia, “o poder supremo” na minha opinião.
    Digam suas opiniões.
    P.s.:esse pensamento surgiu durante uma cagada desagradavelmente longa.

    • Jader says:

      Graças a energia essa lógica de alterar constantemente a estrutura atômica não daria certo. Se isso fosse possível, hoje já teríamos teletransporte molecular. Você fazendo isso, consegue criar um clone seu perfeito, mas sem sua sapiência. Seria um ser novo, como se tivesse acabado de nascer.

  94. Zando Oquefa says:

    O melhor poder seria controle do crescimento do cabelo. Já pensou? Você poderia mudar o corte de cabelo todos os dias!!! Irado!!!

  95. Rodrigo says:

    Do jeito que tu descreveu teu poder favorito ele seria exatamente igual ao filme de Hollywood “Sem Limites” (Limitless) de 2011. No qual o protagonista desenvolve essa Onisciência. Fica a sugestão para o filme.

  96. Fábio Neves do Amaral says:

    Saber TUDO implica em saber o que as pessoas pensam? Se a resposta é SIM, então concordo com você, Quide.

  97. Rodrigo says:

    Lembrei desse post quando refletia sobre tema parecido outro dia, e a minha conclusão foi parecida com a de alguns colegas aí de cima: em matéria de utlidade, simples e prática, o teletransporte vence.

  98. Jader says:

    o MELHOR PODER DE TODOS, e ninguém pode discordar (se estivessemos em um mundo algumas ou varias pessoas tivessem poderes), seria o poder de roubar, mesmo que seja por tempo limitado, qualquer tipo de poder dos outros. (e óbvio que todo poder tem suas consequencias)

  99. Paulo says:

    Como eu curto o iceman entao eu queria um poder igual o dele só isso….