Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

[ Pergunta do Dia ] Qual a sua filosofia de vida?

Postado em 22 April 2013 Escrito por Izzy Nobre 79 Comentários

hakuna

Eu sempre fui um cara que se preocupa demais com as coisas. Aliás, eu sou O cara que mais se preocupa com as coisas. Tudo, literalmente TUDO que acontece comigo — por mais trivial que seja — faz com que meu cérebro execute um processo especulativo que extrapola aquela situação às piores consequências imagináveis. Quem me segue no tuíter conhece essa minha característica.

Viver assim é cansativo, é literalmente insuportável. Cheguei a fazer uma (curta) terapia pra ver se eu aliviava esse hábito desgraçado. Curiosamente, o psicólogo falou que isso é comum entre pessoas criativas, e me perguntou se eu gosto de escrever ou algo do tipo. Eu ri na hora.

A terapia tava me custando o olho da cara e eu não tava vendo progresso real, então saí fora. Experimentei meditação, não deu. Tentei chazinhos malucos com propriedades calmantes, deu nada também. Nada resolvia minha ansiedade.

Até que, em minhas andanças pela internet, esbarrei com uma singela frase:

“Don’t sweat the small stuff”.

A frase traduz-se pra algo como “desencana de coisa pequena porque não dá nada”. E eu parei pra pensar na semântica da frase.

Não se estresse com coisa pouca. Faz sentido. Coisas GRANDES, que podem realmente acarretar em problemas substanciais, merecem ser protagonistas de preocupações (e às vezes nem isso, porque outra coisa que eu aprendi é que 90% das coisas com as quais me preocupo NUNCA ACONTECEM).

Mas mixaria? Coisa boba, que daqui uma semana já nem vai mais fazer diferença na minha vida? Esquece. Desencana. É a proverbial “coisa pouca” a qual o ditado se refere.

Quando passei a empregar essa frase no meu dia a dia, notei que muitas chateações e preocupações foram para o caralho. Discussão boba com a esposa sobre um assunto irrelevante? Don’t sweat the small stuff. Um pequeno atrito com um colega de trabalho? Don’t sweat the small stuff. Um cara me cortou de forma FLAGRANTEMENTE errada de acordo com as leis canadenses de trânsito? Don’t sweat the small stuff.

Esse tipo de coisa insignificante, que não tem consequência nenhuma e será provavelmente esquecido em menos de uma semana, ou que não acarreta consequências que chegarão à próxima semana, deve simplesmente ser ignorado. Não perca valiosa paz de espírito (com a idade eu vou percebendo que paz de espírito é um recurso mais importante e valioso que petróleo ou ouro em WoW) por causa de besteiras.

E essa filosofia melhorou minha vida em uns 900%.

Você vive de acordo com alguma filosofia? Conte aí pra gente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: pergunta do dia

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

79 Comentários \o/

  1. IBG says:

    Cara, lê esse texto aqui:
    http://www.raptitude.com/2013/02/when-things-go-terribly-right/

    Eu sou assim também. (Aliás, mais uma coisa em comum além do meu medo de baleia) Aí encontrei esse texto e porra…
    O site inteiro é muito bom. Só li algumas coisas, mas achei ótimo. Sério, clica lá.

  2. LucasLFS says:

    Você provavelmente não é o primeiro nem o último a estar em X situação.

    • Izzy Nobre says:

      Essa é excelente, pensei nisso outro dia também e dá até pra fazer um adendo deste post.

      O que me fez pensar nisso: trampo novo no hospital. Na segunda semana eu não ouvi o despertador e saí de casa MEGA atrasado. Como sempre veio aquela agonia e aí eu parei e pensei: eu definitivamente não sou o PRIMEIRO cara a chegar atrasado lá. Isso já aconteceu com outra pessoa. Não serei o imbecil ímpar só por causa disso.

      Mesma coisa quando esqueci meu cartão de acesso em casa um dia. Agonia, e em seguida “sem dúvida outra pessoa aqui já fez isso também. Não vão achar que você é o MAIOR retardado do mundo se você fez algo que outra pessoa também já fez”.

      Curiosamente, eu pensei nisso pela primeira vez ao tentar fazer alguma piada no Reddit e descobrir que o comentário mais likeado é sempre a piada que eu tinha pensado. “Nunca sou o primeiro a fazer nada!”, que foi uma conclusão meio pessimista, acabou virando uma filosofia otimista.

      • Faeru says:

        Não tenho nenhuma filosofia de vida além de: trabalhe e viva, não apenas sobreviva. Eu sempre achei errado pessoas perderem finais de semana trabalhando para ganhar mais, mas aprovetar menos a vida. Claro que há casos excepcionais, mas a maioria das vezes é por pura ganância…
        Tentarei adotar essa ideia de “Don’t swet the small stuff”.

      • Dan Righeti says:

        Falando em pessimismo, percebi um lado totalmente bom e positivo no meu. Depois de adulto passei a ser muito pessimista e a achar que tudo seria uma merda. Ninguém acreditava em mim quando eu dizia que era pessimista e foi então que eu percebi o fato curioso: como sempre imagino que tudo será uma merda, tudo sai melhor do que eu imaginava, isso me deixa feliz e eu nem pareço pessimista pras outras pessoas, no fim das contas. Aí acabei adotando uma frase que é o título de um filme (o qual não assisti, mas tá valendo) que é “Não se preocupe, nada vai dar certo”. Como todo dia tem uma merda mesmo, deixa elas acontecerem e depois a gente vê o que faz 🙂

      • LucasLFS says:

        Eu descobri me fodendo mesmo, haha. Outra boa e que sigo muito é a de em toda divergência social procurar se colocar no lugar da pessoa antes de julgar qualquer atitude. Isso me ajuda bastante a não discutir com amigos/namorada.

  3. Victor says:

    Eu vivo na seguinte filosofia de vida: A menina te deu um oi? Tenta um sexo.

    Nunca consegui um sexo assim até hoje…

    Acho que já tá na hora de mudar essa filosofia de vída…

  4. Emanuel says:

    Izzy, acho que é mais fácil falar contigo por comentário do que Twitter!

    Você não estaria interessado em dar uma ajuda pequena para uns pesquisadores de videogame aqui do brasil não? É coisa simples!

    Me chama lá no twitter se animar! 😀

    @zerei

  5. Ronaldo Cezar says:

    Sou um cara muito exigente comigo mesmo. Me cobro sempre e não gosto de pessoas que vivem querendo facilitar e reclamar da vida. Mas chega uma hora que essa cobrança de ser forte e melhor sempre acaba pesando. Então comecei a enxergar coisas boas em tudo o que acontece, tudo mesmo. Hoje me tornei mais tolerante e me mantenho exigente, mas dou uma visão e atenção maior as coisas à minha volta.

    “Veja sempre um lado bom em tudo”

  6. Marcelo Omini says:

    Eu costumo me flagelar com os problemas dos meus próximos, cogitar sempre a pior situação possível que uma coisa pequena possa gerar, quando algo fora do usual acontece eu me abalo bastante, e a minha raiva é implosiva, o único que se fode com ela sou eu.

    O que eu faço?

    SERENITY NOW, SERENITY NOW SERENITYNOWSERENITYNOWSERENITYNOW!!

    Eu logo começo a dar risada e me acalmo, haha.

  7. Leonerd says:

    Eu compartilho esse hábito desgraçado, Izzy, com o adendo de ficar pensando nos “e se” da minha vida o tempo todo e ser 9 vezes mais ansioso que a maioria das pessoas “saudáveis” (really, esse número vem de testes feitos pelo meu psicólogo).
    Vou tentar adotar essa filosofia que vc expôs no post e ver como isso influência a minha vida, har. Valeu.

  8. 441 says:

    Minha filosofia de vida? Foda-se.

  9. Rostand says:

    Caralho, vou começar à usar isso na minha vida, tbm sou do tipo que se preocupa com tudo quero logo discutir, vamos ver se os conselhos do Izzy me ajudam dnv hihi.

  10. Marcelo says:

    talvez funcionasse um bob marley pra você também.. “Don’t worry about a thing.. ’cause every little thing is gonna be alright”

  11. Aristóteles says:

    Não tem uma frase específica que seja uma filosofia e tals, mas o que eu pratico eu poderia resumir em:

    Seja sincero com você mesmo antes de qualquer coisa e sobre qualquer coisa.

  12. Patricia Motta says:

    Meu pai me ensinou uma coisa que guardarei eternamente: a educação cabe em todo lugar!
    Rola um negócio por aí de “a minha educação depende da sua”. Fico bem feliz em dizer que a minha educação só depende de mim pq cada um dá o que tem.
    As vezes me passo por otária pq não retribuo às cavalices cotidianas no mesmo nível. !
    E vou dizer que até agora não tenho arrependimentos. Educação e gentileza abrem numerosas portas!

    Excelente post, Sr. Israel!
    Continue escrevendo! 😉

    • Gustavo C. says:

      Pense tbm no lado divertido disso. Dependendo da situação, tratar bem uma pessoa que te tratou mal pode ser a vingança mais doce, e deixar a tal pessoa com cara de bunda.

  13. Lovnis says:

    “Se eu tenho algum tostão na carteira, uma coisa que eu não passo é fome” -- Daniel
    Essa me marcou para sempre

  14. Rafael says:

    “The World Only Cares About What It Can Get from You”

    “O mundo só se importa com as coisas que você tem à oferecer à ele”

    Desse artigo do Cracked -> http://www.cracked.com/blog/6-harsh-truths-that-will-make-you-better-person/

    Isso, e sempre que eu estou errado, repetir pra mim mesmo mentalmente “Eu estou errado”. O nosso cérebro é sempre ÓTIMO em arranjar desculpas para os nossos erros, e em jogar a culpa para outra pessoa. Se você não corta esses pensamentos pela raíz, no dia seguinte você vai estar completamente convencido de que estava certo, o que é mau. É um grande problema meu, e isso vem me ajudando à superar isso.

  15. Victória says:

    Eu nunca achei que pudesse concordar com alguma frase que de fato resumisse o que eu precisava para resolver o me incomodava. Daí durante um tempo as pessoas que eu aderia algum tipo de credibilidade expressavam ao mesmo tempo que: “A distração é uma obstrução à construção” -- frase de filme até, fazendo um resumo de todo o blá-blá-blá dos caras. Não dá mais: só penso nisso quando não estou conseguindo resolver problemas e… resolvem-se.

  16. Wagner says:

    Always look on the bright side of life

  17. Danilo Wruck says:

    izzy, precisava falar com vc, vou fazer intercambio para o canada ficar 6 meses ai, e precisava de umas dicas, e achei q vc poderia me ajudar. pode me passar seu email pf? ou entrar em contato comigo por email que coloquei para postar o comentario… eu nao tenho twitter >.<
    Att Danilo Wruck

  18. Vb says:

    Poucas coisas awesome e algumas muito boas são muito melhores que muitas coisas um pouco boas.

    Isso faz com que aquela viagem de 25 dias pela Europa que vai custar meio carro popular valha mais a pena do que pegar um carro mais equipado e com luxinhos bobos e caros.
    Além do que, contar por décadas as paradas legais que viu e viveu é mais legal que ter um carro bacana por 3 ou 4 anos e depois vender ele perdendo o mesmo valor da viagem.

    Assim, vivo situações muito mais legais que o cidadão médio e ando de popular enquanto ele está de SUV indo aos mesmos lugares, fazendo as mesmas coisas e falando com as mesmas pessoas boring de sempre.

  19. Paulo Kunze says:

    Acho que as minhas seriam:”Saiba administrar seu dinheiro,ele é importante,mas não o suficiente para brigar feio”,”Se você quer algo compre/faça.A satisfação ao comprar/fazer isso será ímpar” e ”Sempre esteja preparado para tudo,nunca se sabe quando vai dar merda”
    Aprendi essas 3 com a minha avó,uma pessoa que eu respeito muito e tenho uma relação muito forte por sermos muito iguais(personalidade e gostos muito parecidos).
    Então eu acho que eu deveria adicionar um ”Aprenda com os mais velhos”aí.

  20. Daniel Sugui says:

    Aproveite a vida, um dia ela acaba (mais cedo do que você imagina…)

  21. ogro says:

    chora agora, ri depois

  22. @mos_axz says:

    Acho interessante como eu costumo me ligar a certos textos que vejo por ai. Em Rocky 6 temos a frase “Não se trata de bater mais, se trata de quanta porrada você consegue levar”. Ou então a frase do livro a fundação “A violência é o último refúgio dos incompetentes”.

    Algumas filosofias da internet já me marcaram também. A famosa frase “em chuva de p***, pegue a menor e sente, porque quando chegar as grandes teu c* tá cheio” é algo que eu acho extremamente interessante. Outra é

    Além disso uma das frases mais verdadeiras que vi na internet e a melhor dessa sequidecada (palavrinha que aprendi contigo) do HBD está no meu rol de filosofias para carregar por toda a vida: Seja lá o que você deseja, daqui a um ano você desejará ter começado hoje.

    • Marcello Corrêa says:

      Pois é, essa frase também me marcou. Principalmente porque a li aqui no Hbdia quando estava na merda super atrasado com a minha monografia. Hoje já estou formado, mas o processo poderia ter sido bem menos doloroso não fosse minha negligência. E, bem, se eu passasse mais tempo escrevendo a porra do trabalho e menos por aqui! :p

      Mas é isso. Aprendi a lição: não deixe pra amanhã o que vc pode fazer hoje.

  23. BrunoHe says:

    Minha filosofia de vida é “ganhe dinheiro e foda vadias”

    Ou algo assim.

  24. “Be good”
    Basicamente, sempre tento ser legal com as pessoas e fazer as coisas certas, independente de qualquer coisa, não sou religioso, não acredito em karma, mas me sinto melhor comigo mesmo

  25. Ancelio says:

    Basicamente eu vivo de acordo com essa filosofia: se um problema tem solução, relaxa, afinal tem solução. Mas se ele não tem, relaxa também, afinal não há nada que possa fazer.

  26. Nelissa says:

    Olho por olho, dente por dente.

    • Lucky says:

      Pra mim, esse pensamento sintetiza quase tudo o que há de errado com a forma como tratamos uns aos outros hoje em dia (na internet tá mais pra “olho por braço, dente por cabeça”).

  27. João Victor says:

    Não sei se a minha chega a ser uma filosofia de vida, mas me ajudou bastante:

    “Ninguém liga, você não é o centro do mundo”

    Na boa, eu sou bastante tímido, tinha medo de passar desodorante na escola (estudo em escola de tempo integral), aí eu parei pra pensar em como as outras pessoas devem estar bem mais preocupadas com sua própria pessoa e fui perdendo esse medo ridículo 😀

    • Gustavo C. says:

      Tbm incorporei esse tipo de “foda-se” em minha pessoa, por ter sido muito tímido quanto mais jovem. O efeito é incrível, libertador. É um processo de racionalização que permite entender o quanto certas preocupaçãoes não tem fundamento. Preocupações imaginárias. E outra, mesmo que alguém te olhe e pense algo de vc, o que isso importa? O que importa a opinião de alguém com quem vc não concordaria? O problema está só dentro da nossa cabeça.

  28. Wilerson says:

    A melhor tradução para “don’t sweat the small stuff” é “não esquente o cu com pica fina”.

  29. Harrykardo says:

    o hakuna matata é o famoso ‘não esquente o cu com rola fina’

  30. davi says:

    “O que não tem remédio, remediado está”.

    Não importa o tamanho da merda que aconteça, se eu não tenho os recursos para resolver a situação no momento, eu paro de me estressar e só volto a pensar no assunto quando eu puder resolver.

  31. Tânia B. says:

    Eu sempre tive um problema muito grande para terminar as coisas. Sempre desistia no meio. Até meu terapeuta me dizer a seguinte frase: “Sofrimento é passageiro, desistir é para sempre”, frase na qual pensei por diversas vezes para terminar uma prova de ciclismo e, curiosamente, um tempo depois, descobri ser do Lance Armstrong :O
    Quando me dei conta disso, comecei a terminar as coisas (incluindo a faculdade que eu estava enrolando há uns dois anos) e minha vida melhorou absurdamente! 🙂

    O “Don’t sweat the small stuff” eu já havia adotado há alguns anos e confirmo, muda tudo.

  32. Eder says:

    Bem, não que eu concorde 100% com esse pensamento, mas sempre tenho ele em mente e nunca o esqueço, porque gostemos ou não, no mundo atual é assim mesmo que funciona e não adianta sermos hipócritas e dizer que não:

    “No mundo de hoje, você vale o que você tem”

    Ruim, mas é a maior VERDADE!

  33. Marcelo "J.J." Machado says:

    “Se força bruta não resolver o seu problema, é porque você não está usando o suficiente.”

    Acham que eu tou brincando !? Este mês já mandei 3 mouses na parede do meu trabalho (vantagens de ser funcionário público…além do mais, os mouses sou eu que compro mesmo, a prefeitura mal compra papel higiênico para gente) e o teclado está na lista.

    Pensando bem, comoeço a entender porque eu tenho pressão alta aos 30 e poucos anos….

  34. Gharcya says:

    Nossa… eu leio o seu blog a muito tempo e escuto podcasts nos quais vc as vezes participa [ainda não ouvi o 99 vidas].
    Mas este post me deu vontade de escrever pq lembrei agora de onde eu tirei um desdobramento da minha filosofia.
    Eu vivo isto:
    “Tudo o que vc ama pode te matar. E tudo o que vc mata poderia ter te amado.”
    Então, mesmo que eu queira e seja dedicado a algo ou alguém, não tenho garantia nenhuma de q isto vá mesmo me fazer bem. Pelo menos não sempre.
    Sabe pq?
    Pq cada dia tem uma merda! [Valew Izzy!]

    Então, o que/quem eu amo não vai me fazer feliz todos os dias. Todo dia tem uma merda. E alguns tem as merdas e alguma felicidade.
    Como eu lido com estas merdas e como a felicidade passageira fica na minha memória compoe minha história. E me faz crescer como pessoa. Mesmo q a história tenha um final ruim, pq, tudo o que eu amo pode ter mesmo matado algo em mim, pode ter sido uma boa história.
    Mas pra isto eu tenho que encarar o fato de, cada dia tem uma merda.

    Abs e parabéns pelo blog.

  35. Lucky says:

    “Be nice to each other” (Bill e Ted).

  36. Rodrigo says:

    You only live once.
    Eu, sinceramente, estou pouco me fodendo pro que acontece de ruim, se o que eu faço é certo ou errado, só quero viver essa vida, que a é única que eu tenho certeza que vou ter,(sim, isso mesmo)do jeito que eu quiser, fazendo o que eu quiser. Sério, vai por mim, você aprende a ser feliz. Você perde o medo das coisas e começa a respeitar não só você como também a sua vida e as pessoas que fazem parte dela.

  37. Luis Felipe says:

    Eu vivo sobre a filosofia de não se importar com o que os outros dizem. Se dizem pra mim que a minha camiseta é ridícula, eu simplesmente não me importo. Acho idiotice esse negócio das pessoas se importarem tanto com a opinião dos outros, afinal eu não vou morrer se disserem que estou feio.

  38. Lucano says:

    Depois que ouvi aquela deliciosa musica do Beatles minha filosofia de vida de baseia em ” Let it be ”

    O que é acarreta problemas no futuro e me deixou bem protelador de coisas insignificantes, vivo muito pelo prazer momentâneo e acabo me ferrando por isso.

  39. Rafael says:

    “Não faça com os outros o que você não quer que façam com você”, “Ninguém é obrigado a gostar de você” e “As crises são ótimas oportunidades de aprendizado”

  40. Gabriel Vitor says:

    Sem o amargo, o doce não é tão doce. Vi essa frase no filme Vanilla Sky. Não sei se pode ser considerada uma filosofia de vida, mas com certeza é uma verdade. Infelizmente nós precisamos tomar umas porradas da vida pra aprender a valorizar as coisas.

  41. Paulo says:

    Eu tenho a filosofia de qualquer coisa que vc “plante” irá resultar numa futura colheita e esses “frutos” serão bons ou podres e só depende de mim.

  42. Tenho como filosofia de vida o filme clube da luta que me ajudou muito a dar um estalo pra vida. Tem uma frase com a qual me identifico muito que é: “Everything is far away, everyrhing is a copy of a copy of a copy.

  43. No meu caso são duas filosofias básicas:
    1. “Honestidade, humildade, honra e gratidão”
    2. “Qualquer pessoa pode ser e fazer o que quiser, desde que não interfira em outros”

    E assim nem me incomodo com muita coisa, exceto as que podem realmente atrapalhar planos e vida.
    Claro que às vezes a pessoa esquece das coisas e se incomoda com besteira, mas logo volta ao normal.

  44. Raissa says:

    “Alguém tem que (insira algo que você queira aqui), porque não pode ser eu?”

    E isso me fez batalhar muito mais pelo o que eu quero.

  45. Gary M. Silva says:

    Uma vez um nerd gordo cearense/canadense me disse: todo dia tem uma merda. Desde então, todas as manhãs, quando me levanto, penso: Qual será a merda de hoje? kkk. E outra: Nada é tão ruim que não possa ficar pior.

  46. André says:

    Eu vi o titulo-pergunta na pagina inicial e imediatamente comecei a pensar na resposta: “antigamente eu era uma pessoa que se preocupava demais com…”

    Depois de uns segundos eu parei e resolvi ler o post e na primeira eu me deparo com “Eu sempre fui um cara que se preocupa demais com as coisas”.

    Eu parei com isso seguindo a filosofia do “foda-se” (que segue quase a mesma logica da frase que o Kid adotou).

    Agora eu só me preocupo com coisas que me interessam e isso incluiu pessoas tb. Ser bonzinho, simpatico e agradavel? Foda-se essa porra. Não chego a ser frio e chato, mas eu mantenho distancia das pessoas. Não sou mais amigo de ninguem (amigos eram os chapas da epoca da escola e só), sou colega e olhe lá.

    Resultado é que minha preocupação hoje são bem menores. Tanto preocupação com as coisas, quanto preocupação com outras pessoas (que agora tão limitas a minha família)

  47. Xikowisk says:

    Sou dessa política também, mas ainda fico puto da cara com uma ou outra manchete que vem de Brasília.

  48. Gustavo C. says:

    Não esquentar a cabeça com coisas pequenas é uma das minhas filosofias. Isso vai interferir no ano que vem? Mês que vem? Semana que vem? O ego empurra a gente pra atitudes muito idiotas, como querer sempre ter razão, se explicar pros outros, temer críticas.. timidez tem disso tbm. Parto sempre do princípio que tudo começa na nossa cabeça, no nosso pensamento. Quem manda em quem? Eu no meu pensamento, ou meu pensamento em mim? Mudar o pensamento é muito poderoso.

    Outra filosofia que me faz bem: minimalismo. Ter poucas coisas, e muito espaço arejado. Simplicidade. Ser simples, mas não simplório. Precisar de pouco, buscar o que é útil e prático. Desapego -- doar, vender, jogar fora, passar pra frente o que não uso mais, o que só serve pra ficar guardado.

    Outra: o futuro é importante, mas o presente é muito mais importante. Aproveitar o agora. Como aquela filosofia de não passar fome se tiver algum dinheiro no bolso.

    Mais outra: se algo está ruim, tentar reverter para algo bom. A gente não tem que ficar insistindo na situação ruim, se podemos levantar, ir pra outro lugar, fazer outra coisa.

    Há dois blogs que sempre leio, e que contém muitas coisas que eu valorizo e compõe minhas filosofias de vida:
    http://alexcastro.com.br
    http://www.escolhasuavida.com.br/category/blog

    Finalizo com uma frase do livro Discurso do Método, do René Descartes:
    “Aprendi a não crer com muita firmeza em nada do que só me fora persuadido pelo exemplo e pelo costume.”

  49. Jackson de Paula says:

    Izzy, gostei da sua teoria. Até porque uso, diariamente, uma sentença parecida, talvez até complementar à sua: “Poderia ser pior”. Às vezes dobramos, triplicamos o tamanho de um problema. E ficamos mal por isso. Se pensar na tal teoria, que de fato é verdadeira, as coisas se resolvem de maneira mais simples.

    “Isso não é tão ruim quanto parece. Bola pra frente. Poderia ser pior” 😉

  50. Fábio says:

    “Trate os outros da maneira como gostaria de ser tratado”. Simples e fácil, não importa o que aconteça, você vai sempre ter feito a sua parte

  51. Pedro says:

    A minha é algo do tipo:
    Você aguenta. Não importa quem você seja ou pelo que você tenha passado, você aguenta qualquer coisa que qualquer um jogar em você.

  52. Leonardo Cezar says:

    “A vida é igual um sanduíche de bosta.Coma ou morra de fome…”

  53. Daniel says:

    Tá, eu vou escrever uma das filosofias que eu sigo na minha vida, antes que eu acabe ficando vidrado lendo os comentários.

    “Ninguém irá comprar um produto que não conhece, exponha-o e siga em frente.”

    É mais ou menos isso. Ele se encaixa perfeitamente na minha “rotina” porque eu sou um cara que pensa de mais antes de fazer QUALQUER coisa e acaba não fazendo por medo das (possíveis ou não) consequências.

  54. Alvaro says:

    “voce nao pode estar errado/certo se nunca tentou”

  55. Nathanael reges Sousa says:

    Minha filosofia: ficar preocupado, irritado, triste, puto, chateado, nervoso… com qualquer coisa não ajuda em nada, só piora. Portanto…

  56. Newton says:

    Muito bom isso, de não ligar pra pequenas coisas 😀

  57. GM says:

    Minha filosofia de vida é ”Carpe Diem”.
    Ver valor em pequenas coisas e poder ver a beleza do mundo. A beleza que nós esquecemos com o cotidiano e com o irracional. Simplesmente, colha o dia ou ” Tenha um bom dia” 😉

  58. Comecei a pensar nessa parada de se preocupar menos com coisas insignificantes há pouco tempo. Curto meditação, então quando eu tô numa situação de ansiedade (exemplo prático: antes de uma apresentação de escola), eu fecho os olhos e limpo a mente. Consigo reduzir bastante a sensação de desespero.
    No geral, eu não tenho uma frase ou citação que descreva meu modo de pensar, agir, etc, mas eu aproveito minha memória ruim pra não ficar dando atenção às coisas que me chateiam. Essas situações eu levo no daydreaming mesmo.

  59. Beatriz says:

    O mais perto que cheguei de ter uma filisofia de vida foi depois que assisti Monty Paiton A vida de Brian, Always look the bright side of life.

  60. Gley Riviery says:

    Bom, a minha é “esteja sempre aprendendo algo”. Eu tento aplicar isso em qualquer situação, e na verdade sempre que eu penso que não tenho nada paa fazer eu entro na internet e aprendo algo.

  61. Bruno says:

    “Don’t Sweat the Small Stuff” (no Brasil “Não Faça Tempestade em Copo D’Água”) é um best seller de um cara chamado Richard Carlson. Deveria ser leitura obrigatória para todo ser humano.
    Por favor, confiem em mim e leiam! 🙂

  62. CamilaGeraldi says:

    Ultimamente ando pensando “não vale a pena se irritar com coisas que você não pode mudar”. Ajuda muito quando eu começo a ficar nervosa por X coisa que, geralmente, não tem nada que eu possa fazer a respeito
    Tem um vazamento no cano do banheiro e o encanador so vem daqui dois dias… Ok… O que eu posso fazer? Ir lá e quebrar a parada toda pra descobrir onde é o vazamento? Não. Então foda-se…
    Fulano te fechou no transito. Eu poderia seguir o carro dele e jogar uma pedra, mas não vai mudar o fato de que ele me fechou e tals.. Então… Foda-se
    Muito bom os textos, Izzy!

  63. Leonardo says:

    Recentemente adotei uma nova filosofia que tem mudado muito: “O que vou dizer é necessário para quem vai ouvir?”. Isso é ótimo pra mim pq sou uma daquelas pessoas tagarelas que fala qualquer coisa que vem na mente, e no final eu acabo falando um monte de besteira. O problema é que antes me chamava de chato pq eu falava demais, agora me chamam de chato pq eu não falo nada, hahaha

  64. João L. says:

    Cara
    As vezes coisas sem importância entram na minha mente e eu fico ruminando elas por um tempão. Antes era num nível tão bizarro que frequentemente me via ruminando diálogos que tive com alguém 5 anos atrás!

    Ai ganhei da namorada um livro chamado “Como Evitar Preocupações e Começar a Viver” do autor Dale Carnegie. Encontrei nele duas frases que me orientaram e procuro sempre relembrar:

    “O fardo de amanhã, acrescentado ao fardo de ontem e carregado hoje, faz com que os mais fortes
    vacilem”

    e a outra

    “Viva em compartimentos diários hermeticamente
    fechados. Não se aflija com o futuro. Viva cada
    dia apenas até a hora de ir para a cama.”

    *

    Murphy não falha e as merdas continuam acontecendo, mas debelo uma de cada vez. Antes, se eu tinha um problema pra resolver na quinta, já me estragava a segunda-feira. Ou, se uma merda acontecesse na segunda, estragava o resto da semana.

    Abraços!