Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Eu preciso de um hobby mais barato

Postado em 2 November 2012 Escrito por Izzy Nobre 35 Comentários

Como aparentemente a internet toda já sabia, a Apple anunciou o seu mini-tablet também — a despeito de antigas críticas do Steve Jobs, target=”_blank”>que dizia que usuários precisariam lixar os dedos pra usar algo menor que um iPad.

Qualquer pessoa que tenha lido a biografia do finado CEO deve ter percebido que o Jobs era meio pirado e mudava de idéia bastante rápido. Ele avacalhou laptops diminutivos, e a Apple acabou lançando o MacBook Air. Falou mal da experiência oferecida por ebooks, e agora temos a iBookStore. Eis aqui uma listinha bacana com as mais clássicas reviravoltas do Jobs.

Por mais normal que seja o ímpeto de zoar alguém que aparentemente se contradiga, de um ponto de vista mais pragmático é bom que a Apple tenha mudado de idéia tantas vezes. O que seria pior, um CEO dizer que não se interessa em uma certa categoria de produtos e acabar no futuro entrando nesse mercado (no caso mais recente, “tablets de tamanho reduzido”), ou a empresa decidir orgulhosamente jamais atender a crescente demanda de um determinado segmento só pra não queimar a língua?

Eu acabo de retornar da Apple Store. Chego lá duas horas após a abertura da loja, noto a ausência de uma fila na frente do estabelecimento, e imediatamente concluo que o iPad mini está esgotado (sou um veterano de lançamentos da Apple; se você não chega na loja antes dela abrir E não há fila na frente, pode tirar o cavalinho da chuva que já esgotou).

Entro na loja mesmo assim pra brincar com os modelos de demonstração.

Até pus meu wallpaper padrão, pra melhor reaçar a ilusão de que tenho um novo iPad mini.

 Reviro o troço na mão pra ter uma noção do volume e do peso. Bastante leve e bem mais portátil, essencialmente tudo que eu sempre quis do iPad. A falta de Retina Display foi notada imediatamente, mas não é um deal breaker — queria ver como é ler quadrinhos no iPad mini, mas estupidamente não há um aplicativo de comics instalado nos modelos de display.

Eu sei, eu sei que o público que lê quadrinhos é um nicho pequeno e que o que a Apple quer/precisa mesmo mostrar nesses display models são ebooks, o browser, o aplicativo de email, filminhos e fotos. Isso é o que 99% de usuários de tecnologia usam em seus aparelhos. Acontece que custaria literalmente nada instalar o app da Marvel e baixar algum daqueles quadrinhos grátis que eles oferecem.

Por isso, ainda não sei se posso largar a Retina Display do iPad “3” e migrar pra um mini (pelo menos em relação à leitura de quadrinhos).

Joguei alguns joguinhos. O formato reduzido torna o iPad mini um console portátil extremamente melhor que o iPad grandão (neste a experiência de jogar games que te obrigam a segurar o bicho é consideravelmente desconfortável). Isso é um ponto imenso em favor do iPad mini.

Saí da loja indeciso, e chateado com a minha própria dependência de tecnologia. Eu admiro as pessoas que compraram um iPad “1”, quando este foi lançado anos atrás, e ainda os usam felizes e satisfeitos, sem sentir a menor necessidade de um upgrade. Minha mulher herdou meu primeiro iPad quando comprei o de terceira geração e, apesar de ter o dinheiro pra um upgrade, usa-o com total satisfação.

Pra mim, um nerd fissurado nas novidades, isso é impossível. Você precisava ver o DESGOSTO com o qual eu estou usando meu iPad 3 após essa ida à Apple Store. Tou indo fazer um exame de sangue já já, e é capaz da minha tristeza aparecer nos resultados do hemograma até.

Eu odeio isso. Eu seria muito mais feliz se me contentasse em usar o mesmo celular por mais de um ano, ou não precisasse acumular tantos aparelhos eletrônicos sempre que eles são lançados. Meu irmão, que só trocou o iPhone 3GS neste ano quando ele quebrou (e usa o celular de forma meramente utilitária; sem firulas, sem passatempos, sem joguinhos, só mesmo como celular/aparelho de pesquisas na internet/leitor de Reddit) me parece um cara muito mais feliz.

Aliás eu me sinto um verdadeiro babaca me animando tanto pra simplesmente ir a uma loja usar um aparelho por alguns instantes. E de sair a loja CONVENCIDO de que eu preciso dessa merda, que ele é muito melhor do que tudo que eu já tenho, e que dessa vez estarei satisfeito com um gadget.

Eu vou acabar comprando essa merda, isso vocês já sabem. Vou esperar ao menos pela versão LTE, que sai no final deste ano, porque o exercício de “tetherear” o celular ao iPad para compartilhar a conexão com este último é muito menos conveniente do que eu achei que seria quando essa função surgiu. É bem melhor quando o iPad já tem sua própria conexão.

Aos que perguntam “ué, vende seu iPad 3 e compre o iPad mini com o dinheiro arrecadado”, há dois problemas com isso. O primeiro é que, como aficcionado por tecnologia que tem TODOS os aparelhos, eu acabo sentindo a obrigação moral de doar meus aparelhos velhos pra familiares.

Não que eu esteja reclamando disso; dei meu iPad 1 pra minha mulher, que o recebeu com imensa alegria (ela ADORA o bicho, um sentimento que eu considero inalcançável em relação a um aparelho de duas gerações atrás), e recentemente dei meu iPhone 4 pra minha mãe — que até hoje, semanas depois, me manda SMS agradecendo e ressaltando o quão melhor ele é do que o Android que ela usava (obviamente).

O problema é que essa filantropia tecnológica me impede de efetivamente “trocar” meus gadgets antigos pelos mais recentes.

Além do fato de que eu gosto de colecionar meus brinquedos; nem sei por onde andam meus PSPs e DSs (bom, pelo menos um deles está no meu pequeno santuário de louvor à Nintendo), mas sei que jamais aceitaria vende-los.

 

Então mesmo sem parentes a quem doar minha tecnologia velha eu acabaria colecionando-a e não lucraria com ela de qualquer forma.

Me apego muito a essas merdas, o que é justamente parte do problema. Acho que eu deveria começar a praticar origami ou alguma coisa assim, porque dar 500-600 dólares pra Apple de 6 em 6 meses tá foda (e se eu pegar realmente o iPad mini, terão sido então mais de 1500 dólares que eu joguei na direção da Apple neste ano).

Puta merda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Tech Toys

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

35 Comentários \o/

  1. Sorte sua que é só 600 dólares por ano… Imagina pra quem mora no Brasil e viu que o iPod Touch novo está por só 1200 reais…

  2. Jonathan says:

    Se morasse por aí,também teria esse problema,no Brasil não dá pra sonhar com essas coisas,mais da metade do preço é imposto! :/

  3. Lucas says:

    Tenho o mesmo problema que você tem sobre tecnologia, ainda uso meu iPad 1, que ganhei em 2011(atraso brasileiro), mas já acho ele um pouco atrasado no hardware, tá ficando bem lento, e tem mais um agravante, no Brasil os preços são bem mais altos e demora bem mais de se chegar. Fica foda viajar pro exterior só pra comprar um lançamento. O eletrônico que estou muito animado de chegar logo é o google glasses, acho que vai ser uma das melhores experiências que poderemos ter de um gadget, mas também não queria migrar do meu ios pro android, se ele for restrito. Um lançamento como o google glasses seria um bom motivo pra organizar uma viajem internacional. Abraços.

  4. MaximiliumM says:

    Tamo junto, amigo!

    Sou do mesmo jeito. Só que eu não enxergo como problema. Acho que é questão de importância. Você escolheu dar importância aos gadgets em um nível bem alto e por isso gosta de trocar por novos etc. Sou da mesma forma. Eu, por exemplo, acho extremamente ridículo gastar 500-1000 reais em um tênis ou sapato ou roupa ou qualquer outra coisa assim. Mas isso por que pra mim não há importância nisso. Tenho um amigo que acha ridículo eu gastar tanto com tecnologia.

    E assim o mundo gira 🙂 Como você mesmo disse, o único problema é que escolhemos um hobby bem caro, Hahaha. Imagina pra mim que estou nessa merda de país 😛 Mas acho bobeira ficar se comparando que fulano é mais feliz etc. Não é verdade e você sabe disso. Cada um é feliz com o que é importante pra pessoa. Fora que a grama do vizinho sempre vai parecer mais verde, né. Nunca estamos plenamente satisfeitos.

    Abraço, amigo. E abrace seu hobby e deixa de bobeira :)!

    • Eu não sei o tipo de tênis ou sapato que se refere, mas eu participo de algumas corridas e um tenis de 400-500 reais é bem melhor que uns de 50 reais vendidos na barraquinha

      • Paulo says:

        Mas ai é que está.
        Para você, existe USO um tênis de 500 pilas. Mas em 99% dos que compram, eles acabam sendo usados para ir na padaria da esquina (mas com estilo).

        Não que eu ache isso errado, pois cada um faz o que quiser com dinheiro.

        Eu gasto com tecnologia, alguns com roupas.

  5. Kursch says:

    que bom que você tem autocritica (sem ironia)

  6. Gustavo Pereira says:

    Eu ainda uso meu iPod touch 1G. Um dia eu crio vergonha na cara e compro um iPhone.

  7. Igor says:

    Esse site devia chamar Vida de Fanboy/ Vida de Macfag

  8. Tatazete says:

    Deixe de ser futil, Izzy! Voce ta muito dependente dessas bobeiras 😛

  9. Cesar says:

    Pelo menos você tem como comprar, Izzy.

  10. Ale says:

    Izy mas sendo 4:3 nao é ruim para assistir filmes.

  11. Angelo Jr says:

    izzy, como já falaram, é questão de prioridade. Você pelo menos tem um hobby que te mantém sempre atualizado. Eu por outro lado, faço trilhas de carro, ando no meio da lama, gasto 7 horas pra andar 6 km no meio do barro, destruo meu carro, que é mais velho que meu pai, destruo todas as peças dele, tenho de deixar ele no mecânico ou arrumar o que eu posso, gasto uma grana fudida (te garanto q gastei mais esse ano no mecânico do que tu com a Apple), e ainda assim to continuando. É amigo, todos precisamos aprender a apreciar o bonsai

  12. Toru says:

    Não sou um leitor assíduo, não leio todos os posts, mas me lembro de certa vez que li ou assisti, a um vídeo seu dizendo que queria comprar um Google Nexus tablet, pelo tamanho e utilização, e que mesmo que a apple lançasse um ipad mini você desistiria de comprar o google nexus. Então, mudou de ideia?

  13. Bruno says:

    Cara então somos 2 babacas!! Parece que foi eu que escrevi isto!! Tenha mesma sensação!!!

  14. Jefferson Nascimento says:

    Cara, também sei como é se sentir esse geito, como um viciado em drogas que tem que trocar para uma mais potente sempre que possível ou que exista algo novo, também sou um viciado em tecnologia ou apenas um hobbista que acha estranho esse desejo de estar atualizado o tempo todo.

  15. Leonardo Franco says:

    Meio fora do assunto do post, mas você poderia explicar como funciona essa medschool/premedschool no Canadá/Estados Unidos? Pretendo fazer medicina e estava considerando a possibilidade de fazer fora do Brasil, e queria ter uma ideia melhor de como funciona ai.

  16. tonnydourado says:

    Não que eu seja extremamente ligado em gadgets, mas como estudante de ciência da computação, e consequentemente mergulhado em tecnologia direto, não tem como evitar, eventualmente eu acabo fissurado em algum novo lançamento. Minha “solução” é bem simples: ser pobre. Sem sacanagem, quando a sua grana é bisonhamente curta, você se força a priorizar. pra você ter uma idéia, comprei meu primeiro smartphone esse mês, e é um android bem pé de boi. E ainda uso meu netbook de 2010 como meu principal computador pessoal. É tenso? Por vezes sim, mas é aquela coisa, a adversidade gera criatividade, então eu me viro com o que tenho.
    Mas, enfim, moral da história: se a sua pira por gadgets acaba sendo só um gasto “inconveniente”, acho que você tem mais é que gastar mesmo =D

    • Angelo Jr says:

      sahushaushahs, eu peguei meu laptop já com 4~5 anos de uso da minha irmã, agora ele tá com 7 anos, o vaio q ela comprou fora estragou, regulador de voltagem sem conserto, vou ver se faço uma gambiarra e arrumo ele

  17. cristiano says:

    O que o SJ e a Apple falam não se escreve. A Apple começou a sua história infringindo uma marca registrada ( o próprio nome, em relação à Apple Records). E infringiram novamente ao entrar no mercado musical, contrariando o acordo judicial feito com a gravadora.
    Não tenho nada contra fanboy da Apple. Sou contra fanboy da Apple que é fanboy do Linux e Open Source … ISSO é ser bipolar.

    • Gabriel says:

      Não sei se você sabe, mas o núcleo dos MacOSs da vida (a partir do X, mas não tenho certeza) é Linux.

      E ser fanboy da Apple e do Linux não é ser bipolar. Eu não tenho grana pra ficar comprando macbooks ou iphones todo ano, então me contento com uma coisa por vez. Esse ano comprei meu ipad, dois anos atrás meu ipod touch. E a única razão de não ter economizado para um MacBook é porque eu faço alguns programas no Ubuntu como passatempo. (Prefiro os Linux para programar do que o Windows que está instalado no meu PC.)

  18. Helio says:

    Pior de tudo é você ser pobre, carioca, fudido, favelado, e não ter condição de não ter nada disso.
    Minha solução é simples, sonhar.

  19. Samuel says:

    Escravo do sistema. A obsolescência programada agradece!

  20. Nicolas Melo says:

    Problemas de primeiro mundo ao extremo -- não que eu possa falar nada, já que gasto um monte todo mês em serviços de distribuição digital comprando jogos que eu provavelmente nunca vou jogar.

  21. Daniel Plácido says:

    um hobby bem mais barato, divertido e “saudável”: Prostitutas.

  22. você se queixa de seu consumismo com tanto orgulho que é fato que não tens a menos intenção de parar com essa atitude que ora critica e ora exalta, ter sede de conhecimento é uma coisa que deveria ter todo nerd, mas uma sede por consumo idiota e tendo conhecimento disto seu texto no final é como dizer que tem frieira, gosta de coçar ela, sabe que ela faz mal, mas a coça assim mesmo, pois a vida ficaria menos prazerosa sem dar uma coçadinha nela!!!

  23. […] 5 tatuagens de games -- @oversodoinverso Eu preciso de um Hobby mais barato -- @izzynobre “Eu só queria ajuda para pegar o sol” -- @luide O Homem de Aço será […]

  24. Passo a mesma coisa que você meu caro. Nem sei como estou me segurando para não pegar o iPad mini! Sofro do mesmo problema…

  25. Nany says:

    Eu. Tem tenho esses hobby.. Comprei o meu iPad mini vai fazer uma semana e ele veio com entrada para um cartão (ou como se diz aqui na Suíça “celular”) ele aceita o cartão de uma operadora telefónica para entrar na internet .. Adorei esse produto.. Muito mais portátil e eficaz do que os outros.

    Muito bom o seu site.. Joinha …

  26. puts izzy, vejo em voce um tipo de espelho UEHUEHE mas tens sorte de se mudar do brasil, aí é a coisa mais facil do mundo ser retrogamer e fã de tecnologia =/

  27. […] desses li um ótimo texto de AUTOCRÍTICA feito pelo “Kid” (o Izzy Nobre do Hoje é um bom dia) no qual o mesmo falava sobre seu […]