Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Gadgets e baterias

Postado em 14 June 2010 Escrito por Izzy Nobre 104 Comentários

Antes de escrever sobre minhas experiências com o iPad, Achei que valesse a pena falar um pouco sobre a grande agonia de todo nerd: duração da bateria de seus gadgets.

Quando mais cedo você aprender a lidar e interpretar a atividade da sua bateria, melhor. Calculo que ainda estamos a pelo menos 20 anos de distância das baterias recarregáveis por peidos (ISSO SIM será o futuro), então o jeito é se acostumar com o que temos hoje.

Falarei neste artigo sobre a bateria do iPhone, que é um aparelho com o qual tenho intimidade e cujas atividades (e correspondentes gastos de energia) conheço melhor. Entretanto, os conselhos valem pra essencialmente qualquer bateria fabricada nos últimos, sei lá, oito anos.

Acho que todo bom nerd é meio obsessivo em relação à bateria dos seus gadgets. Nas poucas vezes que saí de casa sem o celular completamente recarregado, era algum tipo de emergência, uma saída não-antecipada. Tenho uma mophie juice pack air, mas mesmo assim gosto de sair de casa com a bateria plenamente recarregada.

Em primeiro lugar, permitam-me contribuir para extinção de um mito que, enquanto você acha que protege sua bateria, está na verdade danificando-a: baterias de íon de lítio não têm efeito memória. Isso significa que você pode carrega-las quando quiser, sempre que achar necessário. Não é necessário descarregar a bateria inteira antes de recarrega-la.

Aliás, é aconselhável que você recarregue seu gadget muito antes que a bateria esteja morrendo. Baterias de íon de lítio tem uma vida de aproximadamente 400-500 ciclos (ou seja, entre 400 e 500 recargas completas, de 0% a 100%). Cada vez que você deixa a bateria morrer antes de recarrega-la, você está usando um ciclo inteiro dela. É muitíssimo preferível recarregar mais cedo. Se seu iPhone indica que tem 76% de bateria ainda restando, não tenha medo de pluga-lo no computador antes de sair daqui meia hora.

Essa crendice vem dos tempos das baterias de níquel-cádmio, muito menos eficientes, e que tendiam a “lembrar” o ponto em que foram recarregas. Quando a bateria atinge aquele ponto novamente, a voltagem cai e a bateria aparenta estar morrendo muito mais cedo. Baterias de íon de lítio, praticamente predominantes no mercado atualmente, não apresentam esse problema. Por isso, se você é do tipo que espera até o último momento pra carregar o seu gadget, PARE COM ISSO.

Em 2003 eu ganhei um Game Boy Advance SP da minha namorada da época, logo na véspera de uma viagem à Fortaleza (eu morava em São Luís). Completamente leigo em relação a gadgets em geral e baterias em particular, eu decidi descarrega-lo inteiro antes de plugar no carregador. Liguei o bicho, deixei Tony Hawk’s Pro Skater 3 rodando, e encostei-o num cantinho do quarto.

gbaspEu também não sabia usar a função Macro da câmera

E lá ficou o dia inteirinho. Outra coisa que eu não sabia é que se o processador não está lidando com comandos de jogo – por exemplo, se o console estiver ligado e nenhum botão está sendo apertado -, ele trabalha menos, consumindo pouquíssima amperagem.

Esta eu acredito que é mais conhecida, porém não custa nada ajudar aqueles dois ou três leitores desinformados: calor é inimigo de baterias. Como você deve lembrar das aulinhas de química, calor é um catalizador. Ele acelerará o processo químico que acontece dentro de uma bateria, descarregando-a muito mais rapidamente. Lembra daquele número de ciclos que sua bateria é capaz de fazer antes de morrer? Então, uma bateria operando em temperatura elevada gasta mais ciclos. Ela vai pro saco mais rapidamente.

Aqui vai uma que eu aprendi da pior maneira – se você usa um laptop como substituto de um desktop, e deixa-o constantemente plugado no carregador, ARRANQUE A BATERIA IMEDIATAMENTE. Pare de ler o texto e tire a bateria. Um laptop utilizado dessa forma terá a bateria estragada em questão de um ano, talvez até menos.

E isso acontece por dois motivos. Primeiro, baterias tendem a esquentar durante o processo de recarga, e como sabemos isso é também horrível pra bateria. E em segundo lugar, baterias precisam de um fluxo constante de elétrons que só o processo natural de uso confere.

Deixar a bateria plugada no carregador e eternamente nos 100% (o que acontece quando você deixa o notebook plugado na tomada o tempo todo) é o equivalente a guardar uma bateria completamente carregada – algo que praticamente todos os fabricantes aconselham você a não fazer. Eis as considerações da Dell, da Apple, e da HP. E tem este artigo também,  de um sujeito que é essencialmente uma das maiores autoridades mundiais em baterias recarregáveis.

Nos comentários e no twitter houve uma certa polêmica sobre isso. Sem motivo, aliás – qualquer pessoa que tenha feito isso sabe que deixar um laptop perpetuamente plugado na tomada destrói sua bateria. Não é uma questão de “concordar” ou “discordar”. Se você não acredita, você está errado.

Ah, e só mais uma coisa – esse hábito também pode fazer a bateria pegar fogo.

A propósito, você sabia que é bom calibrar suas baterias pelo menos uma vez por mês – mesmo as de íon de lítio? Isso é necessário pra que o microprocessador na bateria (que permite um mostrador de porcentagem indicando o nível de carga) seja calibrado. Em termos leigos, isso é preciso pra que a bateria “saiba” qual é o ponto máximo de carga, e qual o ponto mínimo. E sim, isto também é recomendado por todos os fabricantes.

Finalmente, eu queria debater um ponto que eu sempre ouço por aí nas vielas escuras da internet – a acusação de que a bateria do iPhone é, pra usar o termo científico que geralmente empregam, “um fumegante tolete de bosta”.

Frequentemente a acusação vem de quem upgradeou de um flip phone qualquer da Nokia (último lançamento de 2003), e está surpreso porque agora precisa pôr o celular pra carregar toda noite.

Ah, outra coisa que eu esqueci de mencionar: se o seu smartphone tem apenas uma ou duas semanas de idade, pare de chilicar a respeito da “bateria que não dura nada”. Baterias novas não passaram por nenhum ciclo de recarga ainda, e por isso não estão calibradas. Espere mais ou menos um mês e eventualmente o processador da bateria vai “aprender” quando a bateria estiver realmente completamente carregada.

O que acontece nas primeiras semanas é que enquanto o mostrador diz 100%, a bateria pode estar na verdade nos 80%. O processador “acha” que isso representa carga completa, e mostra 100% no medidor. É completamente natural e o problema se resolve sozinho em algumas semanas.

Então, onde eu estava mesmo? Ah, sim – o sujeito vende o Motorola Razor pra comprar um iPhone e se surpreende que a bateria não dura uma semana de uso.

Quase sempre a crítica de que a bateria do iPhone é ruim vem de que não tem intimidade com gadgets, particularmente com smartphone/PDA. Nego esquece que o iPhone tem uma tela imensa, processador, RAM, acelerômetro, GPU, digitizer (o dispositivo que detecta toques), uma cacetada de hardware que o torna mais próximo de um laptop do que de um celular (no mínimo, em matéria de consumo de energia).

Combine isso com uma bateria minúscula, e a conclusão é que o iPhone faz milagres com aqueles parcos 1400 mAh.

Resolvi fazer um teste por mim mesmo quando tive a idéia pra esse texto. Decidi pegar um das funções que mais consomem energia (no caso, tether por wifi, que mata sua bateria mesmo se ela estiver plugada e recarregando) .

Como devo ter explicado, optei pelo iPad wifi porque um tablet não é o tipo de coisa que eu sempre traga comigo quando eu saio de casa, tornando o gasto adicional no modelo 3G (aproximadamente $200) e o segundo plano de dados um tanto quanto redundante. E através de jailbreak – coisa que até hoje não havia me interessado -,é possível compartilhar a conexão 3G do iPhone através de wifi. O problema, como acabei de explicar, é que isso mata a bateria do seu iPhone mais rápido do que qualquer outra atividade.

Então resolvi testar.

IMG_4393

Ativei o app à 1:21 da manhã, com a bateria em 99%.

IMG_4395

Duas horas depois, 34% da carga foi utilizada. Só pra comparação, o PDAnet (um programa similar) costumava detonar a bateria de um Palm Treo em duas horas no MÁXIMO.

IMG_4396

3 horas depois, 52% da bateria foi embora. Talvez isso pareça um gasto absurdíssimo, e de fato é (relembrando: tether por wifi gasta energia mais rápido do que o carregador recarrega a bateria, então ele mata o iPhone mesmo se estiver plugado no carregador), mas você sabia que a Apple promete autonomia de aproximadamente 6 horas de uso em navegação 3G, né?

IMG_4397

Finalmente desliguei o MyWi às 6:48 am, 5 horas e 27 minutos após o começo da experiência, quando a bateria estava em 14% e eu tive medo de que não sobraria carga pra mandar as screenshots pro meu email. 5 horas e 27 minutos de uma atividade tão intensa que torra a bateria mesmo que ela esteja carregando (o MyWi não permite que o iPhone entre em sleep mode durante o uso, o que aumenta ainda mais o consumo de energia).

E tenha em mente que a Apple promete 6 horas de navegação 3G constante. Considerando que meu iPhone 3GS tem um ano de idade (ou seja, a bateria já passou por vááááários ciclos), eu diria que a promessa de autonomia da Apple é verdadeira.

Só pra relembrar: tether por wifi matava um Treo 700W em duas horas. E olha que o Treo tinha uma bateria de 1800 mAh!

E é isso aí. Espero que isso tenha dado a vocês uma boa idéia de que nossas baterias são melhores do que a gente pensa que são. Agora, ponha esse iPhone pra carregar e arranque a bateria do seu laptop!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Tech Toys

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

104 Comentários \o/

  1. […] This post was mentioned on Twitter by izzynobre, Luiz Tolledo, Dead Douglas, Pedro Lukas, Jorge Bueno and others. Jorge Bueno said: RT @izzynobre: GADGETS E BATERIAS, texto novo http://hbdia.com/wordpress/2010/06/14/gadgets-e-baterias/ (RT ou Brasil perderá pra Argentina) […]

  2. Knux says:

    sempre achei que notebooks faziam bipass da bateria quando a carga chegava em 100%… não é assim?!

  3. “Voltagem” e “amperagem” são péssimas, chulas traduções de tensão (em volts, V) e corrente (em ampères, A) eléctrica.

    Carga eléctrica é medida em coulombs (C), mas 3600 deles formam o ampère-hora (Ah), uma unidade de medida derivada do coulomb.

    Tenhas mais cuidado, pois seu texto está muito interessante e não é bom confundir a grandeza pela unidade que a medirá.

    “Voltagem” e “amperagem” só rimam com picaretagens como “bitagem”, “metragem”…

  4. No caso de MacBooks você NÃO deve tirar a bateria enquanto estiver carregando (considerando que seu MacBook tem uns dois/três anos, os novos nem tem como tirar a bateria).

    O notebook é inteligente o suficiente para desligar a bateria enquanto ela não é usada, mas o problema mesmo é que quando o MacBook esta sem bateria o Mac se borra de deixar o processador usar toda a voltagem só com o carregador então ele opera com mais ou menos metade do desempenho.

  5. LoPirata says:

    O dia em que baterias forem recarregadas por peidos, com certeza a indústria venderá produtos que não dêem gases.

  6. Agora que vi o comentário do C. Emanuel Laguna Jr, perdoe minha ignorancia, troquem mentalmente voltagem por tensão.

  7. Kid says:

    Boa Manuel, corrigirei o texto!

    • Lexico says:

      Bacana sua preocupação em respeitar os vernáculos em suas formas mais cultas (lol), Kid.
      Eu, por outro lado, mesmo sendo engenheiro elétrico (lol x 2), não ligo p/ essas “chulas traduções”. No dia em que pararem de falar “quilometragem” em relação à distância, aí quem sabe…

  8. IsraeL says:

    Uso um notebook como substituto de desktop e nunca pluguei a bateria nele… alias, nem sei mais onde está a bateria hahaha!

  9. Rodrigo says:

    Só pq vc teve muitos aparelhos eletronicos movido a bateria não o torna um expert no assunto. Coloque a fonte das suas informações, pq sem elas, pra mim não, esse seu texto não vale de nada.

    Por exemplo, a informação de que se deve tirar a bateria do notebook é totalmente equivocada, isso não estraga ou diminui o tempo de vida da bateria. Se vc teve um problema com a bateria do seu notebook, pode ter certeza que esse não foi o motivo.

    Abs!

  10. Kid says:

    @Rodrigo, vou catar uns links e depois edito o texto. Mas te garanto que o que eu falei sobre bateria de laptops está correto.

  11. Simone says:

    Me dá pena, mas uso meu note com a bateria e carregador sem dó*. Sim, ela já está uma merda. O problema é que quando eu resolvi que a bateria era mais importante que a garantia de deixar o note ligado quando acaba a luz, me dei mal bonito. Obrigada, Eletropaulo, por me fazer fazer uma cagada dessas.
    *como vocês podem ver, tenho dó.

  12. Thiago Pierson says:

    O Sr Nobre esta correto, e aos fanboys da Apple ( eu sou usuario e nao fanboy ), nao ha milagre e a regra aplica igual…
    Antes de vir aqui e escrever merda, leia a documentacao do seu MBP ….

    http://www.apple.com/batteries/notebooks.html

  13. Ora pois! Se vais me chamar Manuel, que me chame Manel da padaria. O da quitanda é meu pai. Não confundas isso.

    E caro gajo, disponha: gosto de fornecer boas informações sobre electricidade. E processadores gráficos.

  14. Xong Lee says:

    Esse “…atividade tão intensa que torra a bateria mesmo que ela esteja carregando…” é o novo “Barras de ouro que valem mais do que dinheiro!” ¦¬]

  15. Jrenovatio says:

    Meu amigo me falou da questão da ‘memória’ da bateria, depois disso eu comecei a deixar a bateria descarregar completamente, ele costuma mexer com baterias e aeromodelismo, confiei na informação.

  16. Knux says:

    C. Emanuel Laguna Jr

    Então o coulomb é a integral do Ah?

  17. Jonathan A. Miez says:

    Quanta besteira junto num texto só. Melhor tu voltar a falar de games ou de algo que realmente entenda, fica a dica aí!

  18. Kid says:

    Ah, e aí está a recomendação da Dell:

    http://www.dell.com/content/topics/global.aspx/batteries_sitelet/en/batteries_faq?c=us&l=en&cs=19#faq16

    “Do not store batteries for long periods plugged into or attached to any power source. This includes AC adapters and laptop security carts plugged into an outlet.”

  19. Kid says:

    @Jonathan A. Miez

    Postei experiências pessoais, screenshots, links de manuais de fabricantes, explicações pro comportamento das baterias.

    Que fonte você tem pra me contradizer…? Só por curiosidade mesmo.

  20. @Knux -- Eu estava a usar derivada como adjectivo, não como substantivo. Aprendas a ler o idioma pátrio e a interpretá-lo bem. Tenhas um bom dia.

  21. Kid says:

    Calma Manuel.

  22. Marcos says:

    Fudi a bateria do meu MacBook em menos de 5 meses de uso porque deixava na tomada o dia todo

  23. Jonny B Good says:

    Também sempre pensei que os notebooks tivessem um bypass e deixassem a bateria em “standby” enquanto estivessem plugados.

    Quanto a celular, no N95 é a mesma história, usando tethering ele dura umas quatro horas em conexão 3G.

    Baixando Torrent dura pouco também.

  24. Knux says:

    C. Emanuel Laguna Jr.

    Mas eu também, ó pá!

    “Derivada” e “integral” são adjetivos que caracterizam um substantivo ,”função”, normalmente suprimido para facilitar a comunicação!

  25. Sebastião says:

    É bem verdade tudo o que está escrito aqui, mas com uma ressalva para os usuários da apple:
    (Cada fabricante deve ter suas ressalvas, mas como sou usuário de macbooks …)

    Macbooks não devem ter suas baterias retiradas (até porque, os novos nem permitem isso de maneira fácil). O processo de calibragem ( http://support.apple.com/kb/HT1490 ) é o suficiente para mantê-las em boa forma, mesmo que você acabe usando o seu mac a maior parte do tempo na tomada.

    O problema é que os Macs reduzem bastante a velocidade do processador quando estão sem baterias ( http://support.apple.com/kb/HT2332 ). A justificativa da Apple é que isso previne os seus notebooks de desligarem quando alguma tarefa exigir mais energia do que a fonte pode fornecer. Além é claro, da chance de você perder tudo caso o conector magnético se solte por acidente.

    Além disso, o meu conselho é: USE SUA BATERIA

    Uma bateria que fica carregada todo o tempo, perde aproximadamente 20% da sua capacidade por ano de maneira irreversível (wikipedia). Não adianta você economizar ciclos, você vai ver a sua bateria ficar cada vez mais manca sem aproveitamento nenhum.

  26. Sebastião says:

    Oops.. Essa info já foi dada pelo Marco Antônio, sorry 😀

  27. @Gustavopereira says:

    Eu uso mac e a bateria dele naum pode ser tirada hahahahahahhahaa. FAIL?

    Enfim, o ciclo continua o mesmo quando o MAC tá em 100% e na tomada.

    Calibrar é normal, e meu iPod está precisando ser calibrado. hahhaha

    abraços

  28. BrunoMuska says:

    Você escreveu Parco ao invés de Porco. Cara, ótimo texto.

  29. Kid says:

    @Gustavopereira

    A Apple, no site dela, recomenda que você USE a bateria. Chegou nos 100%, despluga e continua usando normalmente.

  30. Sebastião says:

    @Gustavopereira

    Sei não, eu uso bastante meu macbook perto da tomada a 100%, mas também uso bastante longe dela. Meu contador de ciclos não anda enquanto ela está a 100%.

    Aliás, minha bateria está com 497 ciclos e ainda dura por umas 3 horas com wifi (meu macbook tem 2 anos de uso). Quando ele era novo, a duração era de aproximadamente 4 horas e meia.

    3 horas ainda é bastante, a bateria ainda é bem útil, mesmo no final da sua vida útil prometida.

    😀

  31. A quem me chamou de fanboy, o que eu quero dizer não é que a bateria do Mac seja Mágica e não se aplique a regras normais, o que eu quero dizer é que deixar o MacBook sem bateria NÃO é uma boa idéia. O processador perde clock e o conector de energia MagSafe embora seja absurdamente prático é totalmente inseguro. Chame de falha de design se falar mal da Apple deixa você feliz.

    Você pode usar ser MacBook ligado na tomada direto DESDE QUE você use a bateria de vez em quando. Não seja freak, não precisa ficar carregando e descarregando assim que chega em 100%, a Apple diz em usar a bateria por um bom tempo ao menos uma vez ao mês, use uma por semana e está tudo certo.

    “An ideal use would be a commuter who uses her MacBook Pro on the train, then plugs it in at the office to charge. This keeps the battery juices flowing. If on the other hand, you use a desktop computer at work, and save a notebook for infrequent travel, Apple recommends charging and discharging its battery at least once per month.”

    Sua bateria VAI estragar. Fato. Sua escolha é se você vai ficar neurótico em estender a vida útil dela ou você vai realmente usar o seu gadget.

  32. Murdock says:

    Eu uso meu notebook quase sempre ligado na tomada, nunca tiro a bateria. O que faço às vezes é usá-lo só com a bateria e quando ela alarma carga baixa, plugo de novo. A recomendação que me deram quando comprei foi de usar a bateria inteira pelo menos uma vez por semana. Não chego a fazer isso mas ela já tem 3 anos.

    E ele não by-passa a bateria quando está plugado e sim quando a bateria está carregada.

    Uma coisa que acho que faltou falar no texto quando se refere à mudança de um cel comum para um smartphone é o efeito psicológico. No cel o cara não tem nada pra fazer além do básico, quando pega um aparelho cheio de “coisinhas legais” o cara fica “uau! quanta coisa legal pra mexer!”, usa o aparelho com tudo e a bateria vai embora logo. Eu junto essa minha experiência ao comprar o Nokia N900 à do Kid sobre o processador da bateria.

  33. Airo says:

    Achei o texto bem interessante. Pelo menos tirou meu peso na consciencia de carregar meu iPhone quando tá com carga.

    Outra coisa, tem problema deixá-lo na tomada a noite toda? ou Deixa-lo plugado no mac o dia inteiro?
    Isso “vicia” a bateria do iPhone?

    Valeu!

  34. Sebastião says:

    Ahh, se alguém realmente duvida dos meus relatos, e pra dar um pouco mais suporte ao que o @MarcoAntônio disse:

    http://img690.imageshack.us/img690/512/batteryss.png

    “Max Capacity” é a capacidade máxima atual da bateria (quando ela acusa 100%). “Design Capacity” é a capacidade teórica, que a bateria deveria ter quando era novinha em folha. Minha bateria ainda mantém 85% da capacidade original (no uso real, isso se traduz a um pouco menos em tempo de uso, uns 70% do original pela minha experiência)

    “Cycle count” a contagem de ciclos -- Atualmente 497. Ou seja, fim da vida útil.

    “AvgTimeToEmpty” = 65535 significa claramente que meu mac esteve na tomada a maior parte da sua vida (65535 leia-se infinito 😀 é o máximo teórico de um número inteiro de 16bits)

    Ou seja, minha bateria se comportou bem, mesmo tendo passado um bom tempo perto da tomada. Tudo o que eu fiz foi usá-la quando precisei.

    “Apple recommends charging and discharging its battery at least once per month.” Não é tão difícil assim.

    (De fato eu não penso 2 vezes em usar o notebook na bateria. Afinal, tirar a fonte da mochila, desenrolar, plugar na tomada é um incômodo desnecessário, e que faz mal. Minha fonte fica na minha mesa, onde eu uso o note a maior parte do tempo, e raramente me acompanha por aí quando levo o notebook. A menos que a ‘viagem’ seja um pouco mais longa.)

  35. LipeML says:

    Tenso…
    Tenho um notebook há quase 2 anos, e comprei quando me mudei pra estudar em outra cidade. Uso como desktop, só tiro da tomada de energia quando vou pra facul, e coloco lá de novo.
    Fiquei com um medo do cacete dessa porra, mas aparentemente estou com sorte, e a bateria ainda dura umas duas horas. (Não durava mais que 2 e meia).
    Testarei de novo e tentarei calibrar pra ver o que acontece.
    Mas meu amigo que mora comigo, comprou o notebook depois de mim, um pouco mais de um ano, e a bateria dele praticamente já era (ele usava do mesmo jeito que eu).
    Ele diz que ela descarrega mesmo com o notebook desligado.

  36. Izzy, excelente texto. Dúvidas sobre baterias pipocam aos montes por aí na net, principalmente quanto ao “vício”/”efeito-memória”, e esse post serve muito bem como “repositório” de informações a esse respeito. Meus parabéns.

    Se me permite a sugestão, só diria para acrescentar uma nota sobre outra dúvida que costuma surgir entre os usuários: se a primeira carga tem que ser de 12h/24h/48h ou whatever. Nas baterias de Lithium-Ion isso é desnecessário, mas até hoje tem neguim que comprava Siemens A50 da tela laranjinha há 8 anos atrás, de bateria de Niquel-Cádmio, quando era necessário o procedimento, e deixa o gadget recém comprado quase dois dias na primeira carga, por mera superstição. O que me espanta é que tem atendente de loja de celular que, inclusive, sugere o procedimento!

    Outra coisa: Pelo que sei alguns sistemas realmente fazem o bypass -- ou seja, colocam a bateria em standby -- quando ela está “full” e ainda conectada a energia. Nestes, é desnecessário tirar a bateria quando fica ligado na fonte direto, não faz a mínima diferença.
    O PSP, salvo engano, funciona assim. Experimente jogar com ele carregando: quando a bateria chegar no full, a luz de carga desliga, mesmo com o game ligado. Ou seja: a partir desse momento, a bateria está “desligada”, e o bichinho está funcionando apenas com a energia que recebe da tomada.

  37. Raphael says:

    A palavra-chave deste texto é: NEURA! Algo normal, vindo do Kid.

  38. Só pra complementar, uma dúvida que já ouvi muitas vezes e não sei se procede (talvez um desses “técnicos” que estão se manifestando nos comments saibam me responder): esse procedimento de tirar a bateria do notebook com ele funcionando pode gerar risco ao equipamento? Pois já vi gente falando que a bateria funciona como “fusível”, assim, se houver uma sobrecarga repentina na rede e a bateria estiver ausente, poderia “queimar” o notebook. Procede?

  39. @rhobsonv says:

    Já que todo mundo tá dando opinião, sem medo de expor o nome ao ridículo, vou contar meu caso também… 😀

    Quando comprei meu notebook, usava ele pra jogar (tá, eu sei, eu TENTAVA jogar com um notebook, mas…), e como isso drena a bateria igual um alcoólatra seca uma latinha de cerveja, eu costumava usar o notebook ligado na tomada muito mais que só na bateria. Eis oq aconteceu (uso praticamente diário, HP Compaq Presário V6000):
    -1 mês: bateria durava aproximadamente 2 horas e meia, com wifi geralmente desligada, mas com brilho quase no máximo
    -- 6 meses: bateria com +-75% da capacidade “original”.
    -- 1 ano: bateria durando uma hora, brilho da tela +- na metade.
    -- 1 ano e meio: bateria de meia hora…
    -- 2 anos: bateria virou um no-break, ~15 minutos fora da tomada e já era.
    -- 2 anos e meio: terminava de ligar o Windows e a bateria já tava acusando carga baixa (atingia 3% em 1min30s).

    Hoje, depois de quase 3 anos de uso do notebook, a bateria tá jogada num canto, semi-aberta, com UMA das seis células morta, e o resto com aprox. 75% da vida ainda(DICA: trocar as células da bateria é MUITO mais punk doq parece). Apesar do que parece, essa única célula morta condenou a bateria pra sempre… =[

    Nunca tive problemas em + de 6 meses usando o notebook sem a bateria, só: 1) quando usei uma tomada com problema, o notebook não ligava, ou ligava e reiniciava; e 2) quando a pilha da BIOS acabou, e eu não botei a nova direito, aí o mal-contato resetava a BIOS (já arrumei)…

    • Lexico says:

      Rapaz, como fico satisfeito em conhecer reviews de produtos da HP como este.
      Digo, não pelo o que aconteceu contigo, mas de saber que valeu muito a aposta e que hoje um CCE com um pouco mais idade e mesmo cuidado (apesar de menos uso diário) ainda aguenta tranquilo duas horas.

  40. Eu curto bastante a bateria da Apple.

    Eu tenho um MacBook a (segundo o contador do sistema) 26 meses, usei MUITO a bateria, 430 ciclos no momento (a Apple garante 90% da carga até 300 ciclos) e já estou com apenas 66% da carga, mas ainda assim ele dura umas duas horas e meia de internet wifi com brilho médio, mais que muito notebook novo.

    Mas eu queria muito mesmo um MacBook novo que nem o que meu irmão comprou, 7 horas de wifi (e esse mês deram um upgrade para 10 horas) e 1000 ciclos até perder 10% da carga, isso sim é não se preocupar com bateria ou com o estado da bateria.

  41. Hodes says:

    No caso dos Macbooks, só é recomendável tirar a bateria e guardar com 50% da carga se você for passar mais de 6 MESES sem usar. Se você usa ele diariamente como um desktop é recomendado que, pelo menos uma vez por mês, você deixe a baterias descarregar por completo. 🙂

  42. Gley Riviery says:

    Depois de tanta discussão aqui e ali sobre este assunto, resolvi tirar a prova.

    Fazendo o teste no meu note, que completou um ano a pouco tempo, vi que a duração da bateria não mudou praticamente nada, mesmo usando-o ligado na tomada quase 80% das vezes. Na época da compra, em uma das primeiras cargas, a bateria durou 2h15min (sem utilização). Seis meses depois, a duração permanecia praticamente a mesma (2h10min) e hoje, quando resolvi tirar a prova, vi que ainda permanece em torno de 2h. Repito que uso o notebook na tomada (com bateria) praticamente o dia todo, mas que eventualmente (duas ou três vezes por semana) uso a bateria por um tempinho (principalmente quando estou lendo meus quadrinhos deitado na cama), e pelo que vi isso está de acordo com a recomendação de todos os fabricantes citados (Apple, HP e Dell).

    Para as pessoas que têm problemas de interpretação de texto, existe uma grande diferença entre “não poder usar o notebook ligado na tomada com a bateria conectada” e “não usar o notebook SEMPRE LIGADO na tomada com a bateria conectada”. Faça sua bateria trabalhar de vez em quando e não haverá problemas.

    O texto deve ser bastante informativo, principalmente para as pessoas que tem a velha mania de descarregar a bateria completamente todas as vezes.

  43. Edgard says:

    A questão é…tirar a bateria do notebook prolonga em quanto a vida útil da bateria???? Eu li que esse procedimento prolonga a vida da bateria em nem 10%, será que vale a pena correr o risco de piques de energia???? Eu digo que não, por tão pouco. Tenho meu notebook a 2 anos e meio, uso praticamente sempre na energia e a bateria ainda esta com quase 80% preservada. Se durar mais 1 ano ja esta bom, pq 3, 4 anos no máximo pra mim é o tempo para se trocar de equipamento. Portanto, vai continuar na energia e com bateria. Acredito nos artigos, mas acredit mais no que meus olhos veêm, então.

  44. Caíque says:

    cara, o tempo que deu no wifi acredito que nao tenha sido completamente verdadeiro…
    acho que quanto mais dados transmitidos mais bateria ele vai gastar…

  45. Darox says:

    Muito bem.

  46. CCCC (Discípulo) says:

    Kid viado, vai morrer de tanto carregar a bateria no cu.

  47. tigerii says:

    Anos, anos e anos, avanços imensos em armazenamento de dados, processamento e incrível como a indústria relacionada a baterias avança tão lentamente.

    A única que movimenta esse mercado em relação aos notebooks é a apple, ela lança bateria de 10 horas e os concorrentes se mexem pra produzir algo equivalente ou melhor, mas raramente rola o oposto, mas mesmo assim é muito lento a evolução. Eu só tenho um macbook por causa da bateria. A empresa que lançar um notebook com bateria de 24 horas sem foder com a leveza dos mesmos, vai ganhar rios de dinheiro.

  48. LipeML says:

    É, fiz um meu teste…
    Notebook Itautec com quase 2 anos, ligado na tomada 95% das vezes. A bateria passou 1 hora e 15 minutos pra se esvaziar. Iluminação da tela full, usando wireless e navegando na internet…
    Acho que se diminuir a iluminação passa mais tempo…

  49. geison89 says:

    Só uma coisa, baterias dos novos macbooks são parafusadas na máquina, e ai Bial o que a gente faz?

  50. Nash says:

    Mas Kid, o que fazer então com macbooks unibody, que não possuem baterias removíveis?

    Poderíamos afirmar que elas durariam menos do que a bateria de um notebook “normal”?

  51. Thomy says:

    Ué, comigo o MyWi permite entrar no sleep mode normalmente.

  52. Filyppe says:

    Só faltou explicar o que você quis dizer com “calibrar a bateria”.

    Fora isso, um texto que ajuda muito.
    (Eu por exemplo, arranquei a bateria do notebook na hora que li isso no teu Twitter)

  53. Gina says:

    Um programinha interessante para Windows é o BatteryCare (batterycare.net). De uma olhada nele depois.

  54. Nailson says:

    Na boa Izzy, as baterias de notebook são inteligentes, e elas param a carga qdo tão cheias.

    e tem mais, o aquecimento do notebook não interfere assim no funcionamento da bateria, pode deixar ela lá… o calor faz mal qdo vc deixa ela num Corsa preto sem sombra em Fortaleza/Palmas/Teresina esse tipo de calor SIM interfere (algumas baterias por segurança não funcionam com tal temperatura)

    Tanto é que a Apple já embutiu ela sem medo.

  55. Ali says:

    tenho um notebook e uso ele mais em casa, a bateria fica desplugada e eu raramente uso ela.
    Ela pode estragar por não se usada???

  56. algust21 says:

    Aqui vai uma que eu aprendi da pior maneira – se você usa um laptop como substituto de um desktop, e deixa-o constantemente plugado no carregador, ARRANQUE A BATERIA IMEDIATAMENTE. Pare de ler o texto e tire a bateria. Um laptop utilizado dessa forma terá a bateria estragada em questão de um ano, talvez até menos. [2]

    MUITO FATO

  57. Já li bastante sobre baterias e já sabia sobre a inexistência do “vício” das baterias de li-ion, mas meu irmão insiste em deixar o GBA SP dele descarregar todo antes de recarregar, mesmo comigo sempre avisando que é prejudicial.
    Mas eu não tinha muito conheciment sobre a administração das baterias em laptops, e acabou que fiz justamente o que não devia com meu ACER (deixar eternamente com a bateria E ligado na tomada) e a bateria foi pro saco em cerca de 6 meses.

    Ótimo texto, Kid. Bem sucinto e informativo.

  58. Kid says:

    Pior é que acredita que teve gente no tuiter dizendo que não tem problema deixar as baterias plugadas eternamente, mesmo quando o FABRICANTE recomenda não fazer isso?

  59. nosceteipsum says:

    ótimo texto.

  60. pxds says:

    tem no manual do iphone, deve ter no do macbook também, que você deve deixar a bateria descarregar completa, pelo menos, uma vez ao mês.

    se você realmente acha que deixar o carregador plugado ao notebook 24/7 não faz mal, sugiro ter um pouco mais de noção. se você começa a utilizar uma atividade mais pesada, que requer muito da CPU do aparelho, ele vai começar a aquecer. com o aquecimento, a tendencia é a bateria descarregar mais rapido, sendo que, como o carregador já está plugado, ele vai ficar oscilando no 100%, com um monte de elétrons dentro dela se movendo pra tudo quando é lado, mais rápido que o normal por causa do calor, torrando o tempo util dela.

    então, NÃO é recomendável utilizar a bateria com o carregador plugado se for fazer uma atividade que force a CPU ou o HD, aumentando a temperatura.

  61. Marcelo Divê says:

    Obrigado pela dica sobre baterias Izzy.
    Eu seria mais um que perderia uma das principais funções do Notebook por simplesmente não saber que ele não deve ficar conectado 24 horas na tomada.
    Arranquei a bateria e agora só a uso em casos de necessidade.
    Obrigado novamente!

  62. Roger says:

    Poutz, vou tirar a bateria do laptop antes que pegue fogo.

  63. i4nd says:

    Gadgets e suas baterias… Algumas boas, outras…

  64. rodebem says:

    Vou tirar a bateria aqui da tomada e…
    FOGO! FOGO! FOGO!

  65. Felipe says:

    Que usar a bateria o tempo todo mesmo plugado desgata mais é fato, mas dizer que destrói a bateria é exagero!
    Uso meu notebook como substituto de desktop com a bateria sempre plugada há quase 2 anos, e a bateria hoje perdeu cerca de 15% de sua capacidade quando comprei.
    Não acho nenhum absurdo, sabia que aconteceria mas preferi estar sempre com a bateria, pois pelo que pesquisei na época, a bateria sempre plugada age como um no-break online, protegendo seu hardware contra picos de energia.

  66. Daniel says:

    # @izzynobre ai vem a pergunta noob (preguiça de googlear): posso colocar a bateria nele enqto ele carrega?
    3 minutes ago via Echofon

    @izzynobre depois que eu li seu txt sobre baterias agora ate tiro a bateria do meu lap pra usar.

    Qual programa é bom pra ver qto a bateria ja perdeu de capacidade?

  67. andre says:

    Izzy, o Brasil tá parado pela Copa do Mundo… Que tal um post sobre a visão canadense (ou falta dela) do evento?

  68. Matheus says:

    Kid, muito bom o texto, parabéns!
    Apenas uma ressalva: Na definição de um ciclo da bateria.

    “Cada vez que você deixa a bateria morrer antes de recarrega-la, você está usando um ciclo inteiro dela”

    A frase esta correta, mas recarregar a bateria antes do final (em 76% como no exemplo)não quer dizer que você esta poupando um ciclo.

    Conforme publicado no site da Apple (http://www.apple.com/batteries/) a utilização de um ciclo de vida não necessariamente quer dizer deixar a bateria zerar, usar 50% da bateria em um dia, carregar e usar 50% no dia seguinte já representa a utilização de um ciclo completo, mesmo sem a bateria ter zerado.

    Texto bem legal!

  69. Matheus says:

    Faltou um comentário: Tem bastante babaca/mala/desocupado/invejoso aqui nos comentários hein!? Tá loco!

  70. José Roela says:

    Pergunta: se “tether por wifi gasta energia mais rápido do que o carregador recarrega a bateria, então ele mata o iPhone mesmo se estiver plugado no carregador” (/quote), então seu iPhone demora mais de 5 horas e 27 minutos para recarregar do 0 ao 100%?

  71. Giovanny says:

    Valeu pela dica Kid!! Li (parte) dos textos que linkasses. Cada um é livre pra se arriscar, negando as informações dos próprios fabricantes.

  72. Luke says:

    Kid, acho que algumas dessas coisas variam de fabricante para fabricante. Alguns produtos cortam a energia da bateria quando a mesma está carregada, porém isso não resolve o caso principal: usar o produto enquanto está carregando. Acho que isso é pior para a vida-útil. Bateria foi feita para usar depois carregar, não carregar enquanto usando.

    Valeu pelo post, não sabia da parada de guardar ela desplugada sem estar completamente cheia, pensei que só tinha problema se guardasse ela totalmente vazia.

    PS: Pq ainda tem imbecil que entra aqui só pra xingar? Não gosta, nem entra kraio.

  73. Jota Pê says:

    Nossa, valeu Kid. Vou comprar um laptop novo, e não sabia dessa de deixar na tomada foder a bateria. Vou tomar mais cuidado com o novo quando comprá-lo. 😀

  74. Porkispin says:

    a pergunta do @José Roela é pertinente…

    demorar 6h pra carregar um iphone.. sei não!

  75. Zeca says:

    “(…) consumindo pouquíssima amperagem”

    Ouch. Texto excelente, tirando esse errinho que doeu um pouco.

  76. xxxx says:

    bom msm é qndo falta energia
    ai sim, fomos surpreendidos novamente

  77. Nighto says:

    Ótimo texto.

    A HP ainda é mais específica:

    Remove the battery if the notebook will be plugged into AC power continuously (via a wall adapter or docking station) for more than 2 weeks.

    []s

  78. Eduardo says:

    Já conhecia esses esquemas das baterias. Mas ainda tem gente que deixa descarregar e carrega tudo pra não “Viciar”

    Ps: quem que tá usando meu nome pra postar também ai? Eu usava antes já 😛

  79. Bem interessante o texto, mas fiquei com uma duvida, nele você fala em calibrar a bateria, como isso deve ser feito?

    Eu uso note como desktop, o maior problema de tirar a bateria é que quanto você precisa da bateria pra ficar sem energia, tem que desligar tudo e religar. E eu tenho que fazer isso pelo menos 1 vez ao dia. E ja reparei que a bateria está durando menos, infelizmente.

  80. Pedro says:

    Amigo,

    Quando você escrever…realmente completamente, a forma correta de se escrever é REAL e COMPLETAMENTE o MENTE vem apenas após o último advérbio.
    Valeu!!

  81. Junior says:

    Kid

    E sobre retirar ou colocar a bateria enquanto o note tá carregando, sabe de algo?

  82. leitor vouyer says:

    meu irmão tem um notebook da HP, sempre deixava bateria ligada, e só usava direto na corrente, e não tem nada dessa de “notebook é esperto e desliga a bateria”. Bateria pifou com 8 meses.

  83. Gald says:

    Muito bom ler seu texto. Há uns 5 meses sofro com problemas na minha bateria.

    Comprei um notebook E520 faz 1 ano e meio. No começo, a bateria fazia com que o notebook tivesse uma autonomia de aproximadamente 2h30,3h.

    Hoje, após esse tempo de uso direto tomada+bateria, a bateria não aguenta nem 10 minutos fora da tomada -- ou seja, comprei um note e uso um desktop.

    Infelizmente, não tive a sorte de ver esse post assim que comprei meu note.
    Mas o próximo vai ser bem cuidado!!

  84. Piero says:

    Laptops e suas baterias são feitas para serem usados e ABUSADOS. Tirar a bateria com 40% da carga deixaria meu computador desbalanceado (“bamba”), acabaria com o conforto do “nobrake” e eu teria uma bateria 40% carregada caso tivesse de sair para um compromisso inesperado. Em dois anos ela vai estar um pouco mais ferrada que a sua Kid, mas até lá o resto do laptop estará uma “bagaça”, o hardware estará defasado e a minha paciência esgotada. Além do mais, duvido que você deixe de comer pizza para não ter aterosclerose aos 50 (com essa sua barriguinha aí…)

  85. Camilo says:

    bons tempos em que se tinha cádmio, #not

  86. Tiago says:

    Kid, belo texto

    Mas não pude deixar de notar uma coisa…
    Essa rede wi-fi que o seu IPHONE tá conectada usa uma senha do tipo WEP???? tá de sacanagem né??? coloca WPA nessa bagaça aí senão serei obrigado a sair de São Paulo e quebrar essa maldita senha e utilizar a sua rede aí no canadá
    hauahuahauhuahuahuahauhuah

  87. Watcher says:

    Catalisador necessariamente é uma substância.
    Você pode dizer que calor, por mudar a velocidade da reação é análogo a um catalisador, mas não o é.
    E catalisador é com S

  88. Luan says:

    Eu uso a bateria todos os dias no trabalho, mas em casa deixo o notebook conectado na tomada. Nesse caso, também é recomendado tirar a bateria?

    Anyway, ótimo texto, Izzy.

  89. thiagomoraesp says:

    Bateria pra mim nunca foi problema tendo em vista que eu quase sempre to em casa, ou to no trabalho, mas para quem viaja bastante deve causar um certo incomodo, meu N95 eu tenho que recarregar a cada dois dias 🙂

  90. _g says:

    Uma dúvida que eu tive lendo os textos sobre ciclos:
    Conta-se como ciclo da bateria ela descarregar a ponto de não iniciar o gadget em questão e sua subsequente recarga completa, certo?
    Nesses casos, se eu manter a bateria eternamente em 50 ~ 80%, vou invalidar irreversivelmente eça?

  91. Poisony says:

    Confesso que eu sempre fui o xiita chato que não se atualizou sobre o fato das baterias de lítio não terem memória. Esperava zerar e tal. Valeu pela dica.

  92. Bier says:

    Bruno says:
    “Você escreveu Parco ao invés de Porco.”

    Dessa eu ri!

  93. Michele says:

    Ola, gostei muito dos comentários, mas a minha ignorância não me permite ir mas longe e continuo com uma duvida, quando o aparelho é novo ele vem com uma pequena carga de fabrica é necessário eu esperar descarregar todo, para recarregar e também é necessário uma carga de 24H, no meu casso a abateria é de litio.

    Desde já grata

    Atenciosamente
    Michele

  94. Bruno says:

    Manter o carregador plugado no notebook não acarreta perda de duração de bateria. A maioria dos aparelhos atuais possui um sistema para interromper o uso do carregador após a bateria atingir 100%, e, a partir disso usá-lo somente como fonte. Aliás, o próprio faq da dell que você passou fala que não há problema em manter o notebook plugado/dockado.

  95. Godoy says:

    Bom dia senhor quide

    Sei que o posto é velho, e provavelmente alguém já mencionou isso, mas o senhor falou uma enorme besteira quanto à deixar notebook plugado.

    O site da dell diz que se você for deixar o notebook GUARDADO por um longo período de tempo, para tirar da tomada. Quanto a ele em uso, diz o seguinte:

    Q -- I generally do not unplug/undock my notebook. Does this hurt the battery?
    A -No, the battery has built in controls which stop the charging process when the battery is full.

    Ou seja, use o note plugado o tempo todo e seja feliz. Eu tenho um dell, uso diariamente, o dia todo, SEMPRE está plugado, e a bateria não dá sinal nenhum de estar perdcendo eficiência. Nas poucas vezes que preciso por um motivo ou outro trabalhar desplugado, ela dura cerca de 4 horas.

    É isso. Abraço.

  96. Biianca says:

    gentemm eu acho que eu tinha entendido, mas fiquei confusa denovo (rs)
    Eu estou usando a bateria no macbook e ligado na tomada, quando a bateria estiver completa ela meio que “desliga” ee o mac funciona apenas com a força da tomada ?
    Obrigada 😀 ;*

  97. Gleuber says:

    Muuuuito bom seu artigo cara, vai virar referência para todos que chegarem pra mim com essa dúvida… muito bom trabalho cara!!!

  98. João Rios says:

    Só frizando uma parte que vc kid linkou mas não comentou: também não é pra guardar a bateria descarregada. Os fabricantes recomendam entre 30% e 50% de carga. 🙂

  99. Danilo Sato says:

    Realmente um ótimo post! PARABENS!

  100. andré mari says:

    a porra do meu iPhone 4s, ja foi trocada a bateria uma vez porque certo dia eu fui na praia e eu tenho um plano 3g da vivo, e la a minha 3g esquentava o celular fazia quase pega fogo e nao funcionava, e nisso minha bateria de 100% ela chegava em 20 em 30 minutos, e dai dos 20 até os 10 era questao de 2 minutos e quando chegava no 10 desligava, ai troquei de bateria e ta viciada denovo, 100 até 5% dura nem 40 minutos, ENTAO VICIA SIM

    obs: meu iPhone é original