Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

10 jogos que marcaram a minha infância (parte 2)

Postado em 8 October 2014 Escrito por Izzy Nobre 19 Comentários

A parte 1 tá aqui, caso você já tenha esquecido. Continuando os jogos que marcaram minha vida, sem nenhuma ordem de preferência.

the dig

The Dig

The Dig é tão merecedor de estar nesta lista quanto Full Throttle, ou talvez até mais. Este point and click adventure classiquíssimo conta a história de 3 astronautas (originalmente 4, mas isso foi alterado na versão final do jogo) que, ao tentar salvar a Terra de um asteróide errante — 3 anos antes de Armageddon, vale ressaltar! — são transportados pra um planeta distante e abandonado. Resolvendo puzzles ao longo do caminho, os 3 vão descobrindo o que aconteceu com o planeta e seus habitantes, além de arrumar uma forma de voltar pra casa.

Eu adoro sci fi, adoro contos de pessoas presas em locais inóspitos e distantes (estou lendo The Martian neste momento, que trata bem disso, e irei em breve resenhar procês!). The Dig é um jogaço, e o fato de que foi produzido pelo Steven Spielberg certamente te convencerá disso caso você já provavelmente não soubesse.

Plants vs Zombies

Existe um folclore corrente no 99 Vidas que narra a história de Easy Nobre, o jogador noob que nunca zerou nenhum jogo na vida. É verdade que hoje em dia meu TDAH complica bastante de me envolver profundamente com um jogo a ponto de zera-lo (especialmente os jogos recentes), mas essa brincadeira é um patente exagero. Um exemplo disso é Plants vs Zombies.

Em Plants vs Zombies (cujo nome original seria Lawn of the Dead, até o George Romero implicar legalmente com a paródia) você usa vegetação armada pra combater os mortos-vivos. O visual cartunesco é muito charmoso, o gameplay é daqueles que praticamente te obriga a jogar “só mais uma fase” até perceber que já são 3 da manhã, e o jogo tem bastante replay value.

Eu devo ter zerado esse jogo umas 5 vezes — uma pra cada plataforma onde eu o joguei. O clássico de tower defense é um daqueles jogos que leva inúmeros prêmios e você acha merecidíssimo. Uma pena que a franquia foi sequestrada pela EA, que a transformou num caça-níqueis freemium odiável.

(Eu não era mais criança quando joguei PvZ mas entra merecidamente nesta lista)

Heroes of Might and Magic III

Existem dois tipos de pessoa pra mim. Pessoas que gostam de Heroes or Might and Magic 3, e pessoas que eu simplesmente não quero na minha vida.

Conheci a série através do segundo jogo da franquia, mas foi o terceiro que eu realmente joguei PRA CARALHO. E quando eu digo PRA CARALHO, estou querendo dizer que devo ter jogado entre 500 e 600 horas desse jogo ao longo dos anos. É possivelmente o jogo que eu MAIS joguei na vida; desde 1999 eu jogo PELO MENOS umas 2-3 horinhas toda semana. Só de descrever o jogo aqui me dá vontade de ir jogar.

HoMM 3 é um jogo de estratégia turn based, ou seja, tu faz teus movimentos, e depois o oponente faz os dele. Você começa num castelo de uma das 8 facções, cada uma tendo estratégia, unidades e habilidades diferentes. Tu vai explorando o mapa (lindamente ilustrado, diga-se de passagem), derrotando monstros e outros personagens centrais da história, conquistando recursos, e por aí vai.

Eu nem curto esse cenário de fantasia e ainda assim vou viciado no jogo, pra você ver!

Abuse

Esse aqui é bem underground, e realmente merece uma menção nessa lista. Abuse é um jogo de 1995 com uma premissa de controle que hoje é lugar comum, mas na época inovou o gameplay dos jogos de tiro — você controla o movimento do protagonista Nick Vrenna (um presidiário numa colônia penal futurista) com o teclado, enquanto aponta a mira dele com o mouse.

Era difícil de dominar no começo, mas rapidamente o gameplay se tornava muito intuitivo. O visual claustrofóbico, os monstros claramente inspirados no xenomorfo* de Alien, e principalmente os sustos que você levava tornaram a parada uma experiência gamer marcante.

Uma curiosidade é que o jogo saiu em 2009 pra iPhone com o nome Alien Abuse, feito por um cara que se aproveitou do fato de que o código do jogo é open source desde os anos 90. O problema é que Dave Taylor (um game dev famosinho que era um dos donos originais da empresa que fez o jogo) não gostou e armou treta com advogados a tiracolo e o jogo saiu da AppStore. Eu acompanhei o drama no fórum do Touch Arcade na época.

O próprio Dave Taylor lançou então Abuse Classic na AppStore — dois dólares mais caro, cheio de bugs, e o abandonou logo em seguida. Que filho de uma puta.

*Esse não é realmente o nome da criatura de acordo com o cânon do filme, mas deixa pra lá.

Sim City 2000

Só de ver esse screenshot eu já fico saudosista. Sim City 2000 foi, por muito tempo, aquele famoso jogo que você sempre ouviu falar mas nunca teve a oportunidade de jogar. Eu via as propagandas nas revistas de games (uma delas tinha uma tagline que dizia algo como “não aprova o trabalho do seu prefeito? Tome o emprego dele!” ou algo assim) mas nunca tive nem um demo da parada pra ver como era. As screenshots pixelizadas nas revistas era tudo que eu tinha.

Até que o famoso Tio Monte, que já mencionei aqui no site, apareceu um dia lá em casa com Sim City 2000 (além de outros jogos) num CD. E o resto é história.

A versão que ele me deu tinha o Urban Renewal Kit, e passei muitas tardes após a escola desenhando prédios em foram de piroca.

Você deve ter percebido que o gênero de estratégia é muito presente nessa minha lista, né? Sempre foi meu estilo favorito.

Agora me contem prontamente os seus 10 jogos que mais te marcaram!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Top X

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 32 anos, também sou conhecido como "Kid", e moro no Canadá há 13 anos. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas, e sobre notícias bizarras n'O MELHOR PODCAST DO BRASIL. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

19 Comentários \o/

  1. Catu says:

    -- Mr. Postman [Atari 2600] (por ter sido o primeiro jogo que joguei)
    -- Hero [Atari 2600]
    -- Penguin Adventure [MSX]
    -- Fantasy Zone [Master System]
    -- Stunts [PC]
    -- Civilization [PC]
    -- Monkey Island 2 [PC]
    -- Doom
    -- Incredible Machine [PC]
    -- Quest for Glory [PC]

  2. Lucas says:

    Sem querer ser chato, não seria “forma de piroca”?

  3. Alexandre says:

    “A versão que ele me deu tinha o Urban Renewal Kit, e passei muitas tardes após a escola desenhando prédios em foram de piroca.”

    Essa frase precisa ser esclarecida.

  4. Diego Matias says:

    Sem ordem de preferência:

    Biker Mice from Mars;
    Rainbow six Rogue Spear;
    Ghost Recon;
    Metal Gear Solid;
    Half-life;
    Desperado;
    Mario Kart;
    Contra;
    Super The Empire Strikes Back;
    GTA 3 -- esse definiu minha preferência por ação em 3a pessoa.

  5. Felipe Augusto says:

    Sim City 2000 Era animal!!!!! Altos ataques de OVNIS hahahaha

  6. Leonardo says:

    COmo nasci em 1985 concordo com a sua lista. UNs tweaks:
    Comand & COnquer: prefiro o Red Alert. Foi o primeiro que joguei, e os filminhos entre as fases eram muito motivadores! Aliás, como que cabia tanto filminho num CD de 600mb?
    Super Return of Jedi: prefiro o Super Star Wars. Que era mega difícil, era muito raro eu passar da fase do lado de dentro daquele veículo dos Jawas.
    Point & Click: colocaria o Indiana Jones and the Fate of Atlantis também, que por sinal deveria ter sido o 4o filme, e não essa bosta que fizeram. Deveria incluir o Day of the Tentacle também?
    Por fim, eu tiro o Settlers e PLant vs. Zombies e coloco Starcraft e Age of Empires 2.

    Abs!

  7. Bier says:

    Aproveitando pra comentar aqui sobre as duas listas: queria eu te dar o troco e listar uns 20 jogos que me marcaram. Mas não é esse o objetivo do teu post… bem, me deixa recomeçar…
    Muito boa a lista, época bem vivida a sua!

    Eu adoraria conversar algumas horas sobre as verdadeiras obras de arte que rodavam no SNES contigo, Izzy.

    Ah! Quanto aos jogos prontamente listados:
    1 -- Sonic
    2 -- Zelda
    3 -- Mario
    4 -- Chrono Trigger
    5 -- Streets of Rage
    6 -- The King of Fighters
    7 -- Desert Striker
    8 -- Commandos
    9 -- Vandal Hearts
    10 -- Road Rash

    E olhando para a lista, me ocorreu que não tem muitos jogos que exijam grande inteligência… mas deixa pra lá. Me identifiquei com alguns dos teus argumentos e bateu uma saudade do pouco espaço em disco rígido quando se jogava nos “quatru-oitu-meia”.

    Ah, anos 90… porque não me avisaram que eu era tão feliz!

  8. THE DIG!!!
    Quando eu era menor eu adorava esses point-and-click, e o meu favorito de longe era Monkey Island 2 =D

    Também gostava bastante desses jogos de ‘construção’, mas joguei pouco o Sim City. Eu era é viciado no RollerCoaster Tycoon.

  9. Caio Cesar xD says:

    Izzy, quando eu vi isso, lembrei de vc, vc tem que ver
    http://www.kotaku.com.br/colecao-de-jogos-164-mil-dolares/

  10. ramone says:

    Little Big Adventure 2 -- Twinsen’s Odyssey.
    Obrigatório, o melhor jogo da história.

  11. Igor says:

    1 -- Sunset Riders (SNES)
    2 -- Trilogia Donkey Kong(SNES)
    3 -- Chrono Trigger(SNES)
    4 -- Digimon World(PS1)
    5 -- Driver 2(PS1)
    6 -- Jazz Jackrabbit(PC)
    7 -- KKND Xtreme(PC)
    8 -- Bully (PS2)
    9 -- Simcopter(PC)
    10- F1 Grand Prix 2(PC)

  12. Márcio says:

    Cara, fui procurar o livro que tu estás lendo “The Martian” e achei o livro fo**! Cara, de vez em quando podia fazer um post de indicação de livro; uma troca de ideias com a gente sobre bons livros. O que tu achas?

  13. Savio says:

    Para perder 3 horas da sua vida, mas ser feliz:

    " rel="nofollow">

    Gravaram o walkthrough do The Dig, e tem também de Full Throttle e outros.

  14. Eu adoro Heroes of Might and Magic 3 também… Jogaço! Engraçado que eu continuei acompanhando a série: comprei o IV, V e VI no Steam e mal jogo eles, ficou muito ‘high tech’, sei lá, perderam um pouco do carisma.

    Os meus jogos seriam, falando por alto assim, que vem direto na cabeça.

    The Legend of Zelda: Ocarina of Time
    Final Fantasy VII
    Shadow of the Colossus
    World of Warcraft
    Dota 2
    Counter Strike
    Full Throttle
    Street Fighter 2
    Super Mario World
    Red Dead Redemption

    Sem ordem, foram os que vieram na cabeça.

  15. Ricardo says:

    Boa noite, venho de Portugal só queria vir aqui elogiar-te dedicas te a 100% continua assim bro

  16. Fabricio says:

    Doom
    Full Throttle
    Super Mario World
    Super Mario Kart
    Mortal Kombat 2
    Resident Evil
    Age of Empires II -- The Conqueros
    GTA Vice City
    Counter Strike
    Donkey Kong Country

  17. Timeward says:

    10: Atari 2600 (qualquer um, primeiro console que joguei na vida)
    9: GTA: San Andreas (duh)
    8: Payday 2 (criou meu gosto por FPS e satisfez a minha fantasia de assaltar um banco, ou qualquer outra coisa. Parece fácil, mas tenta fazer stealth deathwish pra tu ver como precisa de prática)
    7: Assassin’s Creed Brotherhood (sem comentários)
    6: Dying Light (Katana Elétrica de Fogo, Espada Longa Ultra-Venenosa e exércitos de zumbis. Quer mais o que?)
    5: Assassin’s Creed III (aquela machadinha do Connor é foda)
    4: Sonic Generations (música da Green Hill Zone ao fundo)
    3: Splinter Cell Blacklist (Assassin’s Creed moderno)
    2: Battlefield 4/1 (adoro essas porras, quero casar com a M416)
    1: Freedom Planet (JOGA ESSA PORRA)

    • Timeward says:

      Menções honrosas:
      11: Super Mario World (demorei dos meus 7 aos 8 anos pra zerar)
      12: Sonic 3 and Knuckles (nunca zerei mas sempre amei)
      13: Megaman X, X2 e X3 (Zerei o X com todas as peças da super armadura)