Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

4 pessoas polêmicas que se foderam no final

Postado em 18 April 2009 Escrito por Izzy Nobre 110 Comentários

Os alemães, sendo o povo amável e que jamais fez mal a ninguém nesse mundo, tem uma palavra curiosa no vocabulário deles: schadefreude. Os resultados da minha extensiva pesquisa (leia-se “os quinze segundos que passei na wikipedia lendo sobre o assunto, até lembrar que há jogos piratas e pornografia gratuita na internet”) são inconclusivos até agora, mas parece que o verbete é exclusivo aos krauts.

Sabe quando você descobre que uma ex-namorada sua foi chutada pelo atual parceiro, diagnosticada com lepra, perdeu o emprego e se viu obrigada a morar de favor com os pais? Este sorriso que habita no seu rosto após ouvir tais notícias é senão uma cortesia do tal schadefreude, que significa “aquela alegria que todos nós sentimos ao descobrir que um desafeto se fodeu bonitamente”.

A história contemporânea está repleta de pessoas cuja desgraça provocou bastante alegria a milhares de pessoas, justamente porque seu comportamento polêmico desafiou a sorte por muito tempo.

Hoje nós vamos dar uma olhadinha no desastre em que suas vidas se transformaram. Sinta-se à vontade para esboçar um largo sorriso e se sentir superior.

Michael Behe

Na idade média, a Igreja Católica via o avanço das ciências como uma real ameaça – afinal, se houvesse algum outro estabelecimento que oferecesse respostas aos homens E ainda por cima não cobrasse dinheiro pela salvação deles, o monopólio religioso de Roma estaria seriamente lascado. E aí começou aquele queima-queima que a Igreja Católica tanto tenta fazer de conta que jamais aconteceu. Afinal, eles estavam apenas tentando defender o modelo de negócios deles.

Eventualmente os pontífices decidiram que esse negócio de conhecimento científico seria uma moda passageira, e que em breve as pessoas abandonariam esse negócio de “senso crítico” e “razão” e pediriam perdão ao Papai do Céu por sua rebeldia. E assim acabou-se a Inquisição.

(Na prática a Inquisição nunca realmente morreu, a Igreja apenas renomeou-a como “Congregação da Doutrina e Fé”. Sabe quem foi o último líder da CDF? Um sujeito chamado Joseph Ratzinger. Talvez você o conheça melhor pelo nome artístico dele – o Papa Benedito XVI)

Então. As organizações religiosas perceberam, com muito desgosto, que a moda passageira do conhecimento científico não era tão efêmera quanto eles acharam inicialmente. Se adaptando aos novos tempos, a fé cristã deixou de trocar tapas com a instituição científica e resolveu se enfiar nela. Nem que fosse à força, com uma proposta tão científica quanto aquelas enciclopédias ilustradas do universo Star Wars.

E desse pensamento “se não pode vence-los, junte-se a eles” surgiu o movimento Design Inteligente. E Michael Behe foi o pivô principal da ascenção e humilhante (embora previsível) queda deste dogma religioso disfarçado de proposta científica séria.

Em 1996 Behe decidiu que não fazia mais questão de ser um pesquisador respeitado na comunidade científica e publicou o livro Darwin’s Black Box (imagino que aí se chame A Caixa Preta de Darwin. Pergunte a um amigo crente, sem dúvida eles conhecem o livro).

Nele, Behe tentava convencer (aqueles que já acreditam na idéia do Criacionismo) que existe um princípio chamado “complexidade irredutível”. Em termos leigos, o que o cara queria dizer é que organismos contemporâneos complexos são formados por diversas partes que são inúteis por si só, e que precisariam ter aparecido simultaneamente no organismo. Ele compara célula com um relógio, tentando chegar à conclusão que nenhum dos dois poderia funcionar se removermos uma parte do seu mecanismo interno.

Em outras palavras, Behe insiste que sistemas biológicos complexos (como o olho ou o sistema digestivo) não poderiam ter chegado ao que são hoje através de passos gradativos, porque se uma ou outra parte do sistema estivesse faltando, ele não funcionaria e portanto o organismo não sobreviveria. Todo os sistemas biológicos teriam que ter aparecido ao mesmo tempo, do jeitinho que vemos no corpo humano hoje.

Simplificando a idéia do livro em uma frase: “No princípio criou deus os céus e a terra”.

A despeito do fato de que o livro todo se baseia inteiramente no “eu acho que…” do Behe, sem qualquer tipo de substância científica ou experimental, e que é possível refutar completamente a teoria dele tendo apenas um conhecimento elementar de biologia, a idéia foi levada a sério pela multidão cristã americana que estava disposta a morder qualquer isca que os desse a esperança de finalmente livrar as escolas gringas da influência darwinista satânica.

E a popularidade do argumento de Michael Behe acabou o levando ao banco das testemunhas no célebre julgamento Kitzmiller v. Dover Area School District (v é de versus, seu burro), que visava decidir a validade científica da teoria do design inteligente e se ela deveria ser ensinada em escolas, ao lado da teoria evolucionista.

Behe compareceu todo feliz pra defender a idéia e avançar a causa do design inteligente, mas ele não contava com advogados astutos que essencialmente o fizeram admitir no processo interrogatório que a teoria não era suportada por NENHUMA evidência científica. Behe ainda foi obrigado a admitir, em corte e on record, que a definição de “teoria” que ele estava usando pra design inteligente poderia enquadrar até mesmo astrologia.

Já li Darwin’s Black Box e posso afirmar que a retórica e as analogias usadas pelo Behe são tão canastronas e rasteiras, e exibem ignorância tão elementar na forma em que evolução acontece, que ela só funcionaria mesmo como parte da trama de um filme de ficção científica. Oh wait, não fui eu quem falou isso – foi o juiz que deu a sentença no caso. Yep, o juíz falou em público que as idéias do Behe só funcionariam como trama de ficção científica. Ouch.

Em outras palavras, o cara teve que admitir publicamente e sob juízo que a “teoria” dele não valia o papel que estava escrito. Os criacionistas ainda estão tentando se recuperar do baque.

E os mais desinformados continuam usando Darwin’s Black Box como argumento em debates sobre evolução até hoje.

Joe Francis

Há uma parte do inferno especialmente reservada pra pessoas que lucram diretamente com o sofrimento e angústia alheia. Logo abaixo deste círculo infernal há um esgoto, e é lá que Joe Francis passará a eternidade comendo merda infestadas com as larvas de moscas varejeiras.

Joe Francis é um vagabundo que colocou seu nome no mapa nos anos 90 vendendo uma série de fitas VHS chamadas “Banned From Television”, que era nada além de uma compilação de imagems de acidentes fatais. Após lucrar algumas centenas de milhares de dólares vendendo imagens da fatalidade alheia pros doentes que queriam assisti-la, Joe atentou pra um mercado completamente não explorado – semi-pornografia.

Com câmera em punho Joe seguia pras sedes dos Mardi Gras, que é um evento americano análogo ao nosso carnaval em que as mulheres exibem os peitinhos em trocas de miçangas. O cara filmava o negócio, vendia e se tornava um milionário no processo, enquanto as meninas ficavam com a satisfação de saber (ou nem saber, às vezes) que seriam material masturbatório para milhões de anônimos burros demais pra descobrir que poderiam acessar pornografia propriamente dita gratuitamente na internet.

Esta é a origem da franquia Girls Gone Wild, que atraiu fúria de grupos feministas/conservadores que não aprovavam da exploração que Joe chamava de “ganha-pão”. Mas esse é o menor dos problemas dele.

Logo no comecinho desta década, Francis se viu alvo de escrutínio legal mediante a alegações de que ele recrutava participação de menores de idade através de coerção. A lista de confusões legais só aumentou desde então – o empresário já foi acusado de formação de quadrilha, tráfico de drogas e pornografia infantil. Yep, pornografia infantil.

Enquanto preso, Francis se meteu em confusão de novo – dessa vez, ele foi acusado de introduzir muamba na prisão onde ele se encontrava. Ele passou um ano no xilindró, com a chance de ganhar outros cinco se fosse declarado culpado dos novos crimes.

Provando que ele é um imã humano pra problemas judiciais, Francis foi processado por mais garotas alegando que haviam sido filmado sem autorização. O fato de que as meninas eram menores de idade só piorou a situação. Como se não bastasse isso, Francis se viu do de volta às cortes mais uma vez, dessa vez processado por cassinos em que ele devia dinheiro.

E falando em dinheiro, Francis aparentemente não gostava muito de da-lo ao governo. Isso provavelmente tem algo a ver com o fato de que em 2007 ele foi chamado para depor mais uma vez, dessa acusado de sonegar impostos.

Pra tornar a história mais Seinfeldmente sem solução ainda, poucos dias antes do julgamento o sujeito deixou de comparecer a uma aparição no tribunal. Tal feito o rendeu uma prisão domiciliar, usando aparelho de monitoramento no tornozelo e tudo mais.

Então, além de todas as confusões com as meninas a quem ele explorou ao longo de uma década, o sujeito é suspeito de produzir pornografia infantil E deve milhões a cassinos em Las Vegas. Não sei o que você está fazendo no momento, mas eu sei exatamente o que Joe Francis está fazendo agora – rezando furiosamente para todos os deuses de todos os panteões existentes que o livrem de ir à cadeia.

E além disso, ele deve estar preparando uns sanduíches. Ele deve saber que na cadeia, gente com essas credenciais não sobrevive até a hora do almoço.

Mike Tyson

Pra entender o sucesso e a notoriedade que Mike Tyson outrora deslumbrava, basta lembrar que por uma década inteira o nome dele era praticamente sinônimo de boxe. Aos vinte anos o sujeito ganhou o título mundial de peso pesado, o que o tornou até hoje o sujeito mais jovem a ganhar o cinto. Por mais de dois anos, o boxeador manteve o título, defendendo-o de todos os desafiantes que sairam do ringue com nada além de um buraco na cara com o formato do punho do rapaz.

Tyson ganhou mais da metade de suas lutas por nocaute, centenas de milhões de dólares em patrocínios, e até mesmo estrelou em seu próprio jogo de NES, o Mike Tyson’s Punch Out!!!. Em adição a isso, é comumente aceita a teoria de que Mike Tyson fornicou com essencialmente todas as strippers e prostitutas de Las Vegas, provavelmente ao mesmo tempo que inalava uma quantia irresponsável de cocaína. Ele estava vivendo o American Dream.

…Até perder pela primeira vez em toda sua carreira em 1990, pro desafiante James Douglas. A crença de que isso poderia acontecer era tão baixa que os cassinos em Tokio, onde a luta aconteceu, marcavam a relação de apostas de 42 pra 1. Em outras palavras, os malucos que apostaram no James Douglas naquela noite estão até hoje andando por aí em Ferraris completamente construídas de ouro puro.

Foi aí que Mike Tyson decidiu ficar louco.

Em 1991, o boxeador foi preso por estupro, e passou 3 anos na cadeia. Imediatamente após ser liberado, promotores esportivos tentaram colocar Tyson de volta nos holofotes. Seria uma boa forma de voltar às boas graças do público e retomar a posição de atleta profissional ídolo de criancinhas ao redor dos Estados Unidos.

Yep. Você já sabia que era disso que eu ia falar.

Em 1997, numa luta contra o Evander Holyfield, Mike Tyson decidiu que esse negócio de ser um atleta reconhecido e respeitado já tava enchendo o saco dele. Sem mais nem essa, Tyson deu uma mordidela na orelha do oponente. A luta foi interrompida e o juiz alertou o boxeador que tal putaria não passaria impune novamente.

A luta recomeça e Tyson, que não deve ter prestado atenção no árbitro, vai lá e dá uma dentada na outra orelha do Holyfield. Essa segunda mordiscada foi mais confiante; Tyson literalmente arrancou um naco da orelha do outro cidadão e em seguida cospiu-o no chão do ringue. A luta foi encerrada, e Tyson desclassificado.

Essa sua aventura no canibalismo esportivo o rendeu banimento de dois anos, o que, se você quer saber, é um período ridiculamente baixo. Em 1999 ele retornaria aos ringues, mas era tarde demais – sua imagem de lunático já estava cimentada. As aparições do Tyson na TV não ajudaram:

Em 2002 Tyson foi largado pela mulher e no ano seguinte, arruinado profissionalmente e financeiramente, o ex-boxeador declarou falência.

É pra esse tipo de situação que a expressão “perdeu, preiboi” existe.

Jack Thompson

Se você tem qualquer interesse sequer em ler meu blog, suponho que você gosta de videogames. E se você gosta de videogames, há uma boa chance de que você conhece este sujeito.

Jack Thompson é (mais precisamente, ERA) um advogado americano que reside na Flórida, e que simultaneamente fez e destruiu a própria carreira acusando games violentos de serem a origem de todas as mazelas deste mundo.

A cruzada de Thompson contra videogames começou em 1997, quando ele se prontificou a processar os produtores de vários joguinhos (entre eles Doom, Quake, Wolfenstein 3D) que Michael Carneal jogava em seu tempo livre. Caso você não lembre, Michael Carneal foi um desses pivetes americanos de merda que achou a arma do papai no armário, levou-a pra escola no dia seguinte e fuzilou seus coleguinhas. E ele fez tudo isso antes de Columbine, ou seja, antes das chacinas de escolas virarem mainstream.

O argumento de Thompson é que os produtores dos jogos eram culpados pelas ações do moleque, já que eles são os responsáveis por desensitivizar o guri com suas arminhas virtuais e sangue pixelizado. Os juízes disseram em uníssono “lol, tá doido?” e decidiram que não havia mérito legal no caso montado pelo advogado.

Mas Thompson não é desses de desistir facilmente. Em 2003, quando Dustin Lynch matou uma amiguinha da escola, Thompson se enfiou nos procedimentos legais, se oferecendo pra advogar a favor do moleque. O argumento, novamente, é que videogames teriam feito o moleque “esquecer” a linha que separa os joguinhos e a vida real.

(Exatamente –  Jack Thompson se propunha a pôr um assassino em liberdade, contanto que isso ajudasse sua causa contra os videogames)

Não sei exatamente COMO Thompson conseguiu o que aconteceu em seguida, mas o que rolou é que o próprio Lynch dispensou os serviços legais do advogado. O moleque retirou a sua alegação de insanidade legal, que havia sido justamente conselho do nosso amigo Jack, e mandou-o pastar.

Thompson continuou a se envolver em todos os tribunais da redondeza que estivessem julgando casos de violência envolvendo adolescentes. Caso você esteja se perguntando por que alguém contrataria um advogado com um histórico de falhas espetaculares, aí é que está – ninguém contratava o sujeito. Bastava ele ler notícias sobre tais julgamentos no jornal, e o cara fazia caravana pro local, oferecendo seus serviços.

Essencialmente, pelos próximos anos Jack Thompson viajou de cidade a cidade tentando convencer juízes que os indivíduos no banco dos réus haviam cometido homicídio puramente por influência de Grand Theft Auto III.

Em 2006, Thompson enviou seu filho de dez anos pra uma Best Buy das localidades, na missão de comprar uma cópia de GTA3 e provar que não há nenhuma infraestrutura de controle de videogames violentos, e que qualquer criança pode pôr as mãos neles. Jack Thompson então processou a Best Buy, mas ele esqueceu de um detalhe mínimo – não há nenhuma legislação que impeça a venda de videogames com classificação M (“Mature”) pra crianças. Ele estava processando a Best Buy por uma contravenção imaginária. Oops.

Em 2007, Thompson tentou processar a Midway por usar a imagem dele pra fins lucrativos sem autorização. A origem do processo? Thompson viu um vídeo no Youtube em que um moleque qualquer havia usado a função Kreate a Fighter em Mortal Kombat Armageddon pra fazer um personagem que era a cara do advogado – seria como processar o fabricante da arma porque alguém atirou em você.

Mais uma vez, as cortes riram da ineficiência jurídica do pobre causídico.

Finalmente, em 2008, o sistema jurídico americano cansou das macaquices de Jack Thompson e fez o que deveriam ter feito uns 10 anos antes – “disbarment” é o termo em inglês. Pra colocar em parâmetros brasileiros, essencialmente os juízes do estado onde ele praticava pegaram sua carteirinha de advogado, rasgaram em pedacinhos e jogaram o confete na cara dele. O agora ex-advogado, que parece não entender como o mundo real funciona, decidiu então processar a ordem de juristas do seu estado, a Suprema Corte como um todo, e todos os juízes-presidentes individualmente.

Ah, e ele ainda ficou com uma multinha de US$ 43 mil pra pagar. Eu imagino que, com o salário de advogado voluntário que ele esteve recebendo nos últimos 10 anos (zero dólares por mês), essa multa vai precisar ser parcelada em quinhentas mil vezes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Top X

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

110 Comentários \o/

  1. Matheus Santos says:

    Eu ri muito.

    parabens.

  2. mary says:

    Só que se escreve schadenfreude, não schandefreude 🙂

  3. Kid says:

    Opa, você está certa. Corrigido.

  4. mary says:

    Ninguém é obrigado a falar alemão, Google taí pra isso! Pode apagar meu comentário.

    beijos.

  5. AgaGê says:

    e viva os videogames!!!!=D

  6. Higor says:

    Hahahaha, será que o Jack Thompson não pensou em processar o Super Mario World pela violência contra as tartaruguinhas? lol.

    Ótimo post Kid!

  7. ruskiii says:

    haeuaheahueahuehusahuheaseas

  8. Leonardo says:

    Esse post é novo ou é um “vale a pena ler de novo”? Se não me engando já tinha lido algo sobre Schadefreude vindo de você, não sei…

    De qualquer modo, continua sendo bom!

  9. Darox says:

    boa! heheheheh

  10. ripplemelo says:

    Kid: AINDA tá errado. Tá escrito schadefreude, é schadeNfreude.

    Não li ainda, é que isso me incomodou o suficiente pra postergar tal ato. 🙂

  11. ripplemelo says:

    #2: Erro bastante compreensível traduzir Pope Benedict como Papa Benedito. Mas em português é Papa Bento mesmo 😀

  12. ripplemelo says:

    Fazia tempo que nao saía um texto desses 😀

  13. Alone_ says:

    Ohlol, Jack Thompson em primeiro O_o. Eu jurava que ia ver algo como hitler aqui, mas aí que me toquei que era algo mais moderno :P. Mesmo por que, Hitler seria clichê pra caramba..

  14. Laércio says:

    Eu sabia que o v. era “versus”, o que me torna um leitor inteligente. NOT

  15. Blog Mallmal says:

    Ia comentar o “erro” do Bento x Benedito, mas um cara acima já falou. De qualquer modo, “nome artístico” foi de tirar a mitra!

  16. LIKO says:

    Fiquei com dó do Mike Tyson ;x HAHA
    e ow, eu lembro de um post de uns duzentos anos atrás sobre o schadenfreude que é muito foda e deve até estar salvo no meu pc antigo! iuosadhosiasoiahd

  17. Thitok says:

    Kid vc que mora ae na america do norte, o que rola na cabeça dos adolescentes norte americanos? Normal ir pra aula e brincar de rambo?

  18. Elland says:

    @Thitok Que lógica doida é essa? Se ele morasse no México, tu ia perguntar isso também? 😛

    Geral esquece que sim, o Canadá é um país de verdade.

    Bom texto ;D

  19. Vieira says:

    Eu conhecia o Jack Thompson de uma entrevista para a RS brasileira. Se fudeu legal. Ainda tem muita gente que quer culpar os games pela violência da juventude.

    X3~~

  20. Felipe says:

    uaaauauauhaa
    alguem tem esse video ai do MK?

  21. Luiza says:

    Tem uma música que expressa muito bem o sentimento do xádenfróida… rel="nofollow">

  22. Luís says:

    Se não me engano, o Thompson tinha feito algum outro movimento agora em 2009, só que não lembro ao certo o que ele fez.

  23. leitor vouyer says:

    excelente post.

    Karma… resta a essas pessoas fazer uma listinha e compensar o mal que fizeram ;P

  24. juan says:

    HBDTV !!!!!!!

  25. ruskiii says:

    “sistema digestivo”

    eh digestório ô idiota

  26. Keidek says:

    Em poucas palavras, fazia tempo que eu não ria tanto.

  27. Trovalds says:

    Kid (e quem criticou), é benedito mesmo. Bento é “invenção” tupiniquim. Vide http://papoilasdoces.blogs.sapo.pt/arquivo/588585.html

    Nada como uma pesquisa rápida para ajudar a dirimir as dúvidas.

    PS: falando de tyson, esqueceste de mencionar que graças a ele existe uma estatística extra: lutas vencidas por nocaute no 1o. assalto, já que ele era do tipo que fazia nego esperar no ginásio assistindo por prévias enfadonhas e depois de horas esperando via 2min de luta.

  28. Mingau_di_Mixirica says:

    Eu também tenho a impressão de que já vi algo sobre schadenfreud aqui no HBD!

  29. Eduardo says:

    nos três primeiros casos não experimentei o Schadenfraude,mas na época que eu soube que a licença de advogado do Thompson havia sido cassada,o Schadenfreude foi intenso em minha pessoa…

  30. André says:

    Muito bom!
    Aliás
    o jack Thompson vai participar dum debate sobre videogames
    o screwattack (não sei se você conhece Kid) tá organizando.
    Taí algo que eu queria ver
    Adorei o artigo cara, mandou bem o

  31. alpha says:

    na verdade “v.” significa você em brasileiro, pode siginficar eu também… depende de quem é interlocutor. ^^ “vs.” significa “versus”. parece até que nunca jogou street fighter.
    trilha sonora da primeira parte: rel="nofollow">
    essa do advogado foi foda! AHuHAuhUahuHa hahahahahahahahhaha!!!!!

  32. Fabio says:

    Post bacana, Kid. O Jack Thompson eu conhecia de nome de algumas notícias do Slashdot, mas não conhecia a história do dito cujo. Muito me admira como alguém tão sem noção consegue se formar advogado.

  33. Carol says:

    “Se você tem qualquer interesse sequer em ler meu blog, suponho que você gosta de videogames”

    eu não gosto e ainda assim acompanho o blog há uns 3 anos

  34. Shunda says:

    @Carol

    Por isso ele usou o “Suponho”.

  35. y!u says:

    Foi mais ou menos esse o meu sentimento quando li o post em que você estava chorando feito uma menininha porque perdera o emprego! 😀

  36. Kid says:

    @y!u

    Tenho certeza plena que você não foi o único.

  37. Ciberdek says:

    Não sabia que isso tinha acontecdo com o cara do “Gils Gone Wild”.

    Me lembro que certa vez vi uma lista de celebridades que perderam tudo. Além de Tyson e Michael Jackson, trazia também a Kim Bassinger.

  38. Kid says:

    Pensei em pôr o Michael Jackson nesta lista, mas no meio do texto percebi que ele se tornou polêmico JUSTAMENTE por se foder.

    Esta lista é pra gente que já causava encrenca, e acabou se fodendo forte.

  39. Wilerson says:

    Só não senti o Schadenfreudevokshzpleinde com o Tyson. O Tyson só mostra como é uma merda virar uma grande celebridade: conhece todo tipo de gente e substâncias erradas, deixa de ser aclamado no instante em que falha e, daí em diante, cai ladeira abaixo.

    E o Holyfield é o derrubador de mitos do boxe, hein? Além do Tyson, um Maguila já no fim da carreira também se fodeu contra ele.

  40. Newton says:

    Ri muito mesmo do último caso.

  41. ripplemelo says:

    hauahu ninguem escreve shortfreud direito 😛

  42. Anonimo says:

    Haha, o que Francis está fazendo num evento de Wii na foto? Ou seja lá o que for.

    Quanto ao Behe, eu ri quando li Dawkins falando sobre ele no God Delusion. Mas me irritei logo em seguida por ver que ainda assim eles não desistem e continuam espalhando essa idiotice de ID.

  43. Ramon says:

    Até hoje tenho dúvidas quanto ao estupro do Mike Tyson.
    Só uma coisa: a expressão é “cinturão”, não “cinto” (ao campeão de boxe).

  44. Ciberdek says:

    Sobre o estupro do Tyson, como disse o pessoal do Casseta e Planeta na época:

    “Uma mulher que entra sozinha com o Mike Tyson em um quarto de hotel a altas horas da noite esta esperando o que? Jogar videogame?

  45. Kid, ficou muito bom. É impressionante como algumas pessoas tem uma tendencia em acelerar como um foguete em direção ao fracasso e nem perceber.

  46. to doidão? says:

    Eu ri =D

    Eu sei que o post é sobre pessoas que se fuderam pra kct no final, mas isso me lembrou uma historia de um sugeito, que mesmo no final e na cadeia… Se da bem pra cacete…
    Não sei se é verdade ou se fumei um basiado xD mas vamos la..
    Um homem se passa por dono de uma empresa importante.
    Anda de helicopitero de graça.
    No final.
    Desmascarado e na cadeia, uma reporter faz uma entrevista com o objetivo de fazer um livro, ele diz que não pode altorirar a biografia, pois outro reporter ja ofereceu muita grana pelas informaçoes,então a reporter dobra o valor e etc..etc..

    Éh eh…
    Acho que fumei umas viu.. 😛
    FUUUUUUUI

  47. Marvs says:

    Hey, você esqueceu de falar de quanto Jack Thompson submeteu fotos de pornografia gay como provas, sem avisar ao juiz do que se tratava

  48. Joao says:

    “…essencialmente os juízes do estado onde ele praticava pegaram sua carteirinha de advogado, rasgaram em pedacinhos e jogaram o confete na cara dele.”

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  49. silvio feitosa says:

    Muito legal seu texto, esta muito bom.
    Minha mina e eu curtimos pra caramba, com as palavras dela: “este texto esta escrito com uma linguagem bem legal, informativa e divertida”.
    Como nerd que curte games, gostei muito de ler sobre o advogado maluco Jack Thompson, foi muito hilário e interessante, além de me lembrar o ano de 1999, quando começou a rolar em minha região a discussão (e, alguns meses depois, uma lei municipal nunca cumprida) de proibir menores de 18 anos jogar mortal kombat, doom e alguns outros jogos em flipers e locadoras, sob a alegação de que estes jogos aumentavam a violência e a inadimplencia escolar (ou seja, falavam que os jogos eram culpados pela violencia de um bando de babacas que na verdade só precisavam de um motivo fútil para liberarem sua agressividade e que os mesmos jogos eram culpados do povo faltar na escola -- apesar que a ultima era parcialmente certa a certas pessoas, incluindo eu =p).
    Parabens pelo texto, e continue assim, criativo e divertido!!!

  50. Tenko says:

    Excelente post, me fez dar risada.

    Agora, botar grupo feminista e conservador no mesmo balaio é foda hein?

  51. Mingau di Mixirica says:

    @ripplemelo

    Na verdade, a escrita correta é Schadenfreud. Com “S” maiúsculo e “d” mudo. O artigo é feminino, no caso “a Schadenfreud”

  52. Kid says:

    @Tenko

    Não coloquei nada no mesmo balaio. GGW atraiu fúria de grupos feministas e conservadores.

  53. Juh says:

    Viva os videogames xD

    Mto bom o post sobre os fracassados x)
    Adorei !

    Beijos !

  54. Keiju says:

    Porque na foto do Joe Francis tem o simbolo do Wii no fundo?

  55. AndreR says:

    Nao sei se alguem ja falou ai em cima, mas o tal Schadefreude, pela descricao, é a nossa ‘catarse’.

  56. SLy says:

    Quibe, o papa aqui chama Bento XVI, não Benedito. Aparentemente a igreja no Brasil não quis associar Ratzinger ao negão, vulgo “São Benedito”
    :B

  57. SLy says:

    Ops. Não tinha visto que tinham comentado isso antes, desculpa.

  58. Depois dessa vc ainda acha que se f*de?

    Fiquei até de bom humor agora, será que é o tal schadenfreude? Hm…

    (Só pra constar: Eu sou a Carol que gosta de Videogames.)

  59. Raphaa says:

    Ri demais do ultimo cara, Advogado -- Jack Thomsom, possivelmente ele se baseou nisso:

    “Vídeo-games não influenciam crianças. Quer dizer, se o Pac-man tivesse influenciado a nossa geração, estaríamos todos correndo em salas escuras, mastigando pílulas mágicas e escutando músicas eletrônicas repetitivas.”
    (Kristian Wilson, Nintendo Inc; 1989)

  60. #SpiDeY# says:

    Punch Out é do SNES, não?
    Escreveu NES aí..

  61. Niptuck says:

    “Vídeo-games não influenciam crianças. Quer dizer, se o Pac-man tivesse influenciado a nossa geração, estaríamos todos correndo em salas escuras, mastigando pílulas mágicas e escutando músicas eletrônicas repetitivas.”
    (Kristian Wilson, Nintendo Inc; 1989)

    Assim surgiram as boates

  62. André says:

    @Spidey
    punch-out saiu originalmente pro NES
    depois teve um pro Snes
    algo do genero, não tenho muita certeza
    mas é do NES sim cara

  63. Papa says:

    Ei Kid, cuidado com a gripe suína… =D

  64. Kid says:

    Mike Tyson’s Punch Out!! é do NES:
    http://en.wikipedia.org/wiki/Mike_Tyson's_Punch-Out!!

    Já o Super Punch Out!! é do SNES:
    http://en.wikipedia.org/wiki/Super_Punch-Out!!_(Super_NES)

    Noobs.

  65. DU0 says:

    Tinha um site ae pela net que vendia papel higiênico com o nome do Jack Thompson escrito nele xD

  66. fatmike says:

    era uma vez uma atualização…

  67. Tiago L says:

    Eu já tinha lido sobre a Schadenfreud no Cracked, porém achei o seu post bem legal. Continue assim, estou aguardando a segunda parte da vinda ao Brasil. Abraço!

  68. Longo, mas essencial. Muito foda. E deve ter mais idiota que cometeu erros desse tipo. Seria legal uma parte 2 desse texto, se não for pedir muito.

  69. Hawk says:

    Excelente. Ri muito de todos. Se f… bonito.

  70. Koaerecê says:

    mensagens subliminares percorrendo o post, muito bom. Pra mim, o melhor caso é o do Jack Thompson mesmo, putting the L in FAIL absurdamente.

  71. Fábio Silva says:

    Boa seleção de fail stories! E falando no primeiro caso, o Darwin Black Box me garantia boas risadas no tempo de escola pois tínhamos (acredite) aula de ensino religioso. Os creontes da escola defendiam o livro, armavam aquelas fracas discussões durante as aulas e consequentemente, eram as piadas prontas do pedaço.

  72. Nick-kun342e says:

    DPS de ler isso meu deu uma vontade de jogar GTA e espancar prostitutas!xD Foda post muito interessante ateh pq Jack Thompson tem uns sucessorezinhos q são ridicularizados nos EUA e pelo mundo afora!
    Gamers WIN!PERFECT!

  73. Rafael says:

    Hahaha esse termo em alemão é citado em um episódio de Two and a Half Men…ou seria Big Bang Theory? Enfim, algum dos dois 🙂

  74. Nick-kun342e says:

    É citado em two and a half man pela rose! ^^ eu sei porque via ambos(desocupadodododow)

  75. Expedito Paz says:

    Talvez a maioria dos leitores aqui seja novo demais pra lembrar, mas lá vai: no auge do Mike Tyson, no final dos anos 80, a Band passava as lutas dele ao vivo, com o Luciano do Valle narrando. Teve vez, se não me engano, que ele foi in loco pra Las Vegas ou Atlantic City narrar uma das lutas. Beleza.

    Esse James “Buster” Douglas, que ganhou do Tyson em 1990, era tão obscuro que nem botaram o Luciano pra narrar a luta. Meteram o Alexandre Santos, que até hoje é um tipo de narra-tudo de segunda na Band. Lembro até hoje dele gritando “cai Mike Tyson” naquela madrugada de sábado.

    O Buster Douglas ficou famoso do nada, ganhou até jogo pro Mega Drive (na verdade, uma adaptação do arcade Final Blow com a inclusão do boxeador) e tudo mais. Em outubro de 1990, oito meses depois de derrotar o Tyson, ele perdeu pro Holyfield e abandonou o boxe.

  76. says:

    Ainda ta escrito errado…

  77. Pabo says:

    Alguém lembrou do Josué Yrion ao ler sobre o J Thompson? rel="nofollow">
    😀

  78. toni says:

    as palavras foram bem utilizadas no texto, pena q tudo demonstrava q seu incontentamento é pq vc é uma pessoa oca por dentro… e provavelmente deve ser muito solitária …vlw…

  79. Armazém Dom Manolo » Sobre o design inteligente e seus graves problemas says:

    […] CORRETO: Para fins de complemento, leiam esse texto do Kid, que fala, entre outras pessoas, do Michael Behe, um criacionista da […]

  80. rui carodi says:

    o interessante é descobrir os sites destes caras como: http://www.meetjoefrancis.com

  81. Dinho says:

    Caro,
    tenho dois videos porretas, sendo que um deles foi exibido no Festival Internacional de Cinema da Bahia.
    De uma olhada, sao curtos, e se quiser divulgar, faça-o, apenas deixe meu email para contato.

    http://video.google.com/videoplay?docid=-6425918380450980802

    http://video.google.com/videoplay?docid=-4826111885892209353

    abç

  82. LeandroLP says:

    schadenfreude = escafedeu-se

  83. Igor Pontes says:

    -- gostei muito do blog. excelentes matérias…
    adorei as histórias -- é você escreve muito bem Kid -- com uma irônia, seriedade e graça ao mesmo tempo.

  84. Elbert says:

    Muito bom cara, me amarrei, super inteligente as sacadas. E tipo o termo schandefreude(rolou um ctrl+C ctrl+v (y)) deve ter originado aqela palavra do vocabulário chulo brasileiro, que creio não ser usada em todo território nascional, mas eu pelo menos custumo usa-la, a escafudeu-se.. XD

  85. Elbert says:

    droga, agora que eu vi que já haviam levantado esse detalhe do escafudeu-se comentários antes do meu.. mas tá valendo.. só prova que não sou o unico doido que usa o termo..XD

  86. Pastor Caio says:

    hahahahaha puta merda… do jeito que a coisa tá, um dia eu ainda figuro essa lista.

  87. loucura1000!!!! says:

    gostei muito cara! foium dos melhores artigos que já li

  88. ELCOMEDOR says:

    WOW, post mega lgl!!! Sua capacidade de escrever me impressiona 0.0

  89. nanuni kokoritu says:

    UOOOOOOOOOW que post foi esse meu amigo !! Simplesmente FODA

  90. Ismael Jr. says:

    LOOOOSERS!!
    hehe, nao deu pra deixar de dizer isso :p

  91. cético says:

    Somente quem não conhece de ciência confunde DI com criacionismo, ou mesmo acha fácil refutar as ideias de Behe (vale lembrar: há dez anos, nenhum evolucionista conseguiu refutar as afirmações do DI). Mas nem vale discutí-las aqui, porque o espaço não é sério mesmo, né…

  92. Kid says:

    Ahn?

    Nenhum evolucionista conseguiu refutar as idéias de design inteligente?

    Acho que tu não leu o texto, né?

  93. Jordy says:

    post foda esse, continue assim!

  94. Vallente says:

    Cara, você é demais!

    Parabens! Seu blog me rendeu boas risadas!

  95. Icarios says:

    Putz mto bom hhuhauhahhahaua!!!

  96. makarrao says:

    esse Jack Thompson nada mais é do que um tremendo jaguara. Ele poderia processar a própria mãe por ter nascido.

  97. mauricio cardoso says:

    interessante sua página,parabéns pelo seu senso de humor e vocabulário.

  98. Marco says:

    Muito bom! Especialmente a parte sobre o Behe, o pseudocientista cujas ideias loucas ainda causam tanto estrago. Por causa dessa baboseira de complexidade irredutível ainda temos que lutar constantemente contra fanáticos que querem substituir as aulas de evolução nas escolas por desenho inteligente, ou então ensiná-las lado-a-lado, como se fossem teorias alternativas.

  99. Márcio says:

    Você conhece um adepto do design inteligente (será mesmo ?)chamado Enézio de Almeida no blog http://pos-darwinista.blogspot.com/? Passe para ver como alguém pode ser tão fundamentalista sem fundamento algum.

  100. Max says:

    HAHAHAHAHAHAHAHAHA os juizes disseram lol?!?!??!!? HAHAHAHAHAHA caralho kid! vc é um genio! o mundo precisa conhecer você.

  101. SonGohan says:

    Único cara desses aí que senti o tal do schadefreude foi o Michael Behe, era pra ter ido pra forca

  102. SonGohan says:

    Esse Behe escreveu Harry Potter e saiu contando pra todo mundo q se agente fizesse uma varinha e gritasse palavras em latim objetos poderiam levitar.

  103. Camillo says:

    O melhor FAIL de todos é o do Thompson. Tinha 17 anos quando vi a notícia na CNN falando sobre os Games Violentos e a palhaçada do Tio Jack.

    LOLEI de cum força do Chubiruba.

    Blog tá foda! Parabéns.

  104. Fulano says:

    Parei de ler na parte que falou da Igreja Católica e falando sobre “queima-queima”. Não é só pelo fato de ser católico, eu aguento muito bem certas brincadeiras, e nem ligo, mas essa foi de certa ignorancia mesmo.

    Você realmente sabe oque foi a Inquisição ? Quem a fez, como foi feita e etc ?

    Não vou dar nenhuma aula aqui, mas recomendo que você leia alguns livros do Dr. Felipe Aquino sobre o assunto. O fato de fazer certa piada sem fundamento mostra o quanto você é ignorante sobre o assunto, o que de certa forma é normal para aqueles que tentam atacar a Igreja.

    Já não é a primeira vez que vejo você tentando fazer humor com tamanha ignorância e essa foi a última.

    Sei que não vou fazer falta mesmo. Hehehe, e que nem vão ler esse comentário, mas de boas. Fica ae meu relata de indignação.

  105. Ariel Cardozo says:

    Lol sério que esse Fulano tá defendendo a Inquisição? Puta merda velho.