Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

5 artistas mirins que sumiram (e o que estão fazendo agora)

Postado em 17 August 2013 Escrito por Izzy Nobre 31 Comentários

Você achava que durante a infância não estava fazendo nada de muito importante, né? Era engano seu: entre jogar Super Nintendo, disputar o papel de Ranger Vermelho nas brincadeiras de lutinha na prédio e se masturbar usando catálogos da Marisa da sua mãe, você estava desenvolvendo uma psique saudável através da experimentação social com as outras crianças da sua idade.

E isso é uma fase importantíssima da vida que pra artistas mirins passa totalmente em branco. Sabe em Metal Gear Solid, uma série que se consagrou como um naruto de animação com partes levementes interativas, quando tu sai dando skip em todas as cutscenes? Cê chega em áreas avançadas do jogo sem entender o que diabos está acontecendo, né?

É isso que acontece com celebridades infantis como o Michael Jackson, Macauley Culkin ou a Lindsay Lohan. Ter obrigações de vida profissional quando você é tão novo te fazem dar skip em todas as “cutscenes” da sua infância que moldam sua personalidade. Os caras chegam à fase adulta totalmente bugados, sem saber o que diabos estão fazendo da vida. Igual eu tentando entender o plot de Metal Gear Solid 4 pulando as cutscenes do jogo.

Mas tem aqueles artistas mirins que simplesmente… somem. Em vez de se destacar nos tablóides por seu comportamento errático, algumas estrelas mirins simplesmente desaparecem dos holofotes. O que houve com eles?

Ariana Richards

ariana

Na época

O mundo conheceu a Ariana Richards como a “hacker” Lex, em Jurassic Park. Lembra dela usando aquele suposto “sistema Unix” no filme, numa representação hollywoodiana tipicamente cartunesca de sistemas operacionais?

Pois bem, aposto que tu não sabia que esse sistema existiu mesmo. Chamava-se SGI Fusion, e era basicamente um Windows Explorer com visualização 3D. target=”_blank”>Olha o bicho em ação aí.

Curiosamente, computadores da fabricante SGI também apareceram em Twister e em Congo — junto com Jurassic Park, os 3 filmes foram escritos por Michael Crichton. Ele tinha algum fetiche por essa marca, sei lá.

ariana2

Atualmente

A última vez que Ariana Richards apareceu em filme pra cinema foi no péssimo Mundo Perdido, de 1997 — e passou menos de 2 minutos em cena. De lá pra cá ela fez alguns filmes toscos pra TV, gravou um CD de música teen, e virou pintora.

Mara Wilson

Mara-Wilson

Na época

Minha memória, essa exagerada, me dizia que Mara Wilson tinha atuado em 80% das comédias dos anos 90. Na real, ela só é realmente lembrada por três: Uma Babá Quase Perfeita, Matilda, e Um Milagre na Rua 34.

A Mara saiu de Hollywood e hoje atua na internet. Já escreveu uma matéria sobre artistas mirins pro Cracked, e também target=”_blank”>resenhou Matilda com a Nostalgia Chick, do site ThatGuyWithTheGlasses. By the way, o TGWTG é um site foda com vídeo-análises que só não é mais famoso porque o seu uso bastante liberal de trechos dos filmes que eles resenham o impede de habitar a esfera do YouTube (onde esse tipo de uso de material copyrighteado não é visto com bons olhos).

Apesar de ela já ter escrito textos sobre sua saída de Hollywood, o motivo não é super claro. Talvez porque não tenha um motivo distinto; o TL;DR da explicação dela é basicamente “eu não tava mais muito afim de fazer filme, produtores pararam de ligar lá pra casa pra me oferecer papéis, e ficou por isso mesmo“. Um misto de decisão própria por sair, e ser implicitamente convidada a sair.

Atualmente

Atualmente

Hoje ela trampa pra uma ONG e quer escrever livros infantis.

Jeff Cohen

Chunk

Na época

Eu nunca assisti Os Goonies (acredite se puder), então tudo que sei sobre o Chunk é que ele é um gordinho que parece sofrer de mal de Parkinson e gosta de camisas havaianas.

A última vez que o moleque apareceu num filme foi em 1991. Depois disso ele resolveu apostar nos estudos; como era muito zoado por ser gordo, ele resolveu usar o porte avantajado nos esportes, e passou a jogar futebol americano.

Sabe que fim levou o moleque?

jeff

Atualmente

Perdeu peso, ganhou um pescoço, e virou um adêvogado fodão. Ó a empresa dele aí, ó. A propósito, é empresa DELE mesmo. Ele não apenas trabalha lá; o nome dele tá na placa da empresa porque ele fundou a parada.

Nada mau, ainda mais se você considerar o mau de Parkinson!

Amy O’Neill

amy1

Na época

A Amy O’Neill só viveu um papel que a maioria das pessoas lembra — a Amy Szalinski, em Querida, Encolhi as Crianças. Foi meu primeiro caso de paixonite infantil inspirada por filme; trai-la alguns anos mais tarde com a Anna Chlumsky (a Vada, de Meu Primeiro Amor, que escapou dessa lista porque voltou a atuar recentemente).

Ela largou Hollywood em 1994, quando os scripts que recebia começaram a exigir nudez.

amy2

Atualmente

Hoje ela trabalha com o Girls on Stilts, um grupo circense cujo website foi feito na época em que ela saiu abandonou Hollywood e nunca foi atualizado, pelo jeito. Do menu dentro de um frame ao pop-up com QuickTime mostrando um “trailer” (em 4:3, óbvio) da apresentação das meninas, o site exala web design dos anos 90.

Carrie Henn

newt

Na época

Newt, a garotinha bad ass que sem armas nem treinamento durou mais tempo em LV-426 que os Marines da Weyland-Yutani, caiu naquele filme totalmente de paraquedas. Nunca tinha atuado antes — e até que mandou bem. Nem sei como exatamente ela foi escolhida pra estrelar em Aliens; creio que nunca saberemos pois a “carreira” dela é tão fuleira que seu artigo na Wikipédia apenas redireciona pro artigo sobre Aliens. Cliquei umas 5 vezes antes de perceber.

carrie hoje

Atualmente

Aliens foi o único filme que a garota fez. Diz a lenda que o James Cameron foi tão exigente com a menina que matou o interesse que ela tinha por Hollywood.

Hoje, a Carrie Henn é professora.

E tem vários outros. Aguardem uma continuação!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Top X

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 29 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

31 Comentários \o/

  1. wallambuco says:

    Entender o plot de Metal Gear Solid 4 dando deve ser complexo.

  2. Diogo says:

    Izzy, porque você tentou entender o plot de MGS4 dando?

  3. Heber says:

    Todo dia u post novo :) mas vc andou reciclando alguns hein

  4. Franz says:

    “Igual eu tentando entender o plot de Metal Gear Solid 4 dando” ?

  5. Heber says:

    senti falta daquela clássica analise se a pessoa barangou ou ficou uma delicia

  6. Guim says:

    “Os caras chegam à fase adulta totalmente bugados, sem saber o que diabos estão fazendo da vida. Igual eu tentando entender o plot de Metal Gear Solid 4 dando”

    Dando pra quem, Sr. Nobre?

  7. Eu não devia ter visto a foto da Mara Wilson adulta. Na minha mente ela ficou congelada na infância.

    Me senti igual ao guri do filme O Vôo do Navegador.

  8. Henrique Erzinger says:

    Jamais vou superar a Newt começando Alien 3 morta. É parte do meu argumento sobre esse filme já chegar cuspindo na cara da franquia.

  9. BrunoHe says:

    Jogar MGS 4 assistindo todas as cutscenes adiciona sem duvida mais umas 5 horas de jogo. Primeiro e ultimo da franquia q jogo.

    Sobre o texto em si: unica q vi atua foi a minazinha do Jurassic Park, o resto não é da minha época.

    Se a Amy O’Neill tivesse aceitado papéis de nudez hj em dia teria um oscar e teria atuado em Los Miserables.

    Also, mto legal ver q o HDB tá sendo atualizado todo dia já q é o meu conteudo predileto vindo de vc Izzy.

    10/10

  10. nada says:

    esse gordo ai é fresco é?

  11. Tarfk says:

    Caraca, o quê ele não deve ter feito pra Carrie Henn virar professora! Haha

  12. Desenterrou! haha
    Adorei rever essas carinhas
    O GIF foi o melhor :P

  13. Jim Monteiro says:

    Ótimo post. Eu acrescentaria aqui a Taylor Momsen, que fez a menininha Cindy Lou Who no filme do Grinch (aquele com o Jim Carrey), depois fez a série Gilmore Girls e hoje em dia largou a carreira de atriz pra cantar em uma banda. A banda se chama The Pretty Reckless e é uma das minhas favoritas entre as mais novas, dos anos 2000 pra cá.

  14. Murdock says:

    Anna Chlumsky foi minha primeira paixonite de cinema.

  15. Miguel says:

    Faltou o menino do Inteligencia artificial, sexto sentido e filho do forrest gump!

  16. Outros dois que também sumiram foram Haley Joel Osment e Macaulay Culkin.

  17. @engdavirocha says:

    Anna Chlumsky também foi uma paixonite infantil imensa, mas não foi a minha primeira.

    A primeira sem dúvidas foi a Winnie Cooper(Danica Macklellar.

  18. Viviane says:

    Fui assistir Circulo de Fogo nesse sábado e de trailer passou Jurassic Park que agora vai ter em 3D. Apareceu a cena dessa menina ai, fiquei chocada e achei que era um deja vu, e no fim lembrei que tinha visto aqui hehehe “#partiujurassicpark”

  19. Caio says:

    Não sei porque ficar falando que a carreira deles afundou. Só porque apareceu nas telas a pessoa é obrigada a continuar a carreira e ganhar um Oscar pra provar que é um bom ator/boa atriz?

    As pessoas são diferentes. Anna Paquin ganhou o Oscar quando criança por O Piano e se tornou uma grande atriz. Se os outros não quiseram seguir carreira, é a escolha de cada um, oras.

  20. Alenonimo says:

    A Mara Wilson escreveu DOIS artigos para o Cracked. Muito bons.

    Eu lembro de ter visto ela no The Guy With The Glasses no Nostalgia Critic (e não na Nostalgia Chick) quando ele fez o review do filme Matilda. Foi muito engraçado ela criticando o crítico.

    Topar com ela nesses dois sites de humor que não tem nenhuma ligação com Hollywood e toda com nerdismo me deixou com uma boa impressão da pessoa dela.

  21. Anderson Luiz Silva says:

    Ariana Richards era tão bunitinha, ERA, e a Matilda hein, dá um caldo….