Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

5 internautas que se tornaram famosos por armar um escândalo

Postado em 1 February 2011 Escrito por Izzy Nobre 45 Comentários

A internet tornou possível que uma pessoa comum como eu e você – ou seja, alguém que não tenha nenhum talento lucrativo, ou talento nenhum pra ser menos específico — atingisse um patamar de considerável reconhecimento. Algumas pessoas se tornam web-famous por autorar textos engraçados; outras, por produzir notícias falsas que acabam sendo propagadas por “patos” que não se deram ao trabalho de checar a fonte com cuidado. Sim, estou olhando pra você, MrManson.

Há até gente que vira celebridade virtual trepando por dinheiro e em seguida expondo detalhes gráficos do encontro na internerd usando um português que sugere que ela não completou a quarta série. Falta de habilidade literária (ou de qualquer outra habilidade além de ser penetrada por homens que ela acabou de conhecer em troca de alguns dinheiros) não a impediu de escrever um livro sobre o mesmo assunto.

Existe ainda um outro grupo detentor de estrelato webernético – indivíduos que tiveram seus momentos de pouca serenidade imortalizados em formato de vídeo digital, e em seguida distribuídos ao redor do mundo através de compressão de vídeo em flash.

E a humilhação global destes será o seu entretenimento de hoje. Internet: transformando tragédia em comédia desde 1996.

Marguerite “I AM A GOD WARRIOR” Perrin 

A beldade aí ao lado é a Margherite Perrin. Em 2005 ela participou de um (esquisito) programa de TV americano chamado “Trading Spouses”, que pode ser traduzido como “Trocando de Cônjuges”.

A idéia é tão simples quanto o nome sugere – duas mães trocam de residência por uma semana e são seguidas por câmeras durante todo o tempo em que interagem com a nova família, com os produtores do negócio esperançosos por capturar momentos de conflito entre os participantes.

E no dia que a mulé aí apareceu no negócio, conflito foi justamente o que eles conseguiram.

O problema do parada foi o seguinte: a Marguerite (cristã daquelas bem bitoladas mesmo, que você costuma ver nas Assembléias de Deus da vida com as mãos erguidas pro alto, chorando e berrando em uma língua faz-de-conta) foi indicada pelo programa pra ir morar na casa de uma outra mulher que aparentemente é chegada nuns lances bem Nova Era/wicca style e tal.

Como você deve saber, cristãos costumam ser extremamente intolerantes de outras religiões, ESPECIALMENTE uma que eles acreditam ser nada mais nada menos que um culto de adoração ao próprio Capiroto.

Isso não tem como ter sido acidental. Os câmeras que seguiam a crente na casa da bruxa lá, devidamente adornada com símbolos da fé dela e tudo, deviam estar só aguardando o inevitável escândalo da Marguerite.

Aí está o clipe da conclusão da experiência, com a Marguerite voltando pra casa e soltando os cachorros na própria família e na produção do programa. Vamos lá:


DORK SIDED

O clipe é engraçado/deprimente por vários motivos (aliás, só mesmo na internet tal dicotomia acontece simultaneamente). O principal motivo é que a mulher é tão horrendamente adiposa que você não poderia definir o corpo dela como dividido em tórax, abdômen e tal – essa mulher tem HEMISFÉRIOS.

E eu não sei qual seria pior – o hemisfério superior, enfeitado por essa cara capaz de inspirar e estrelar nos mais terríveis pesadelos (ela é essencialmente uma mistura de um orc com outro orc), ou o hemisfério inferior, populado pela mais repugnante vagina que jamais habitou o planeta terra. As vezes imagino que tem a buça desta infeliz tem dentes e cospe ácido venenoso.

Puta que pariu, quando você é tão gordo que partes do seu corpo se movem de maneira independente do resto graças a inércia, você precisa de ajuda urgente.

“ILLEGAL PHOTOGRAPHS!”

Se gordinhas fazem os maiores escândalos, balofas com circunferências que as dariam status oficial como satélites naturais fazem o que? Gritarias estridentes semi-coerentes como a que gerou o screenshot aí do lado, ora.

Este vídeo é relativamente desconhecido, visto que é anterior a era Youtube. Caralho, lembra quando sites chechelentos estilo eBaums World eram os veiculadores de tudo quanto era vídeo engraçadinho/viral? Enfim, voltemos ao vídeo em questão.

Nele, podemos testemunhar uma batalha épica entre dois inimigos naturais — skatistas e donos de estabelecimentos comerciais.

(Suponto que essa mulher é dona de alguma coisa, isso é, o que é uma grande suposição. Mas vamo lá.)

Skatistas e lojistas foram programados geneticamente pra se antagonizarem em cada oportunidade, e graças a seja lá que divindade toma conta deste plano de existência, alguém tinha uma câmera digital nesse momento. Roda o VT:


YES, DRILL SARGENT!

Dizem que a melhor definição pra loucura é “agir de maneira completamente incongruente com o ambiente em sua volta”. Um exemplo prático – sabe aquele mendigo que mora numa caixa de papelão na esquina da Marechal Teodoro com a Getúlio Vargas?

Então. O fato de que ele abaixa as calças e caga sem a menor cerimônia no meio da calçada enquanto grita contra o ar é um bom sinal de que ele tem problemas mentais.

Tendo isso em mente, eu acho que é justo concluir que a gritaria desnecessária da mulé indica problemas mentais sérios. Isso é bem evidente quando, no meio da discussão, a mulé se queixa que um dos caras mijou nela. Sério, avança o vídeo aí pra 3:01. Totalmente do nada, a mulé acusa um dos skatistas de ter MIJADO nela.

Você imaginaria que tamanho crime contra a honra de uma pessoa teria ramificações bastante mais sérias do que uma acusação passageira e distraída como essa. É como se eu tivesse discutindo com meu amigo porque ele tá olhando pra minha tela quando jogamos Starcraft II em LAN, e adicionar “…e teve aquela vez que tu comeu minha mulher também! Poxa cara, tu só pisa na bola!”

Note que o cameraman ainda devolve, confuso, “I never peed on you…“. E a mulher esquece temporariamente o crime urinário e prossegue insistindo que eles estão tirando “fotos ilegais”.

Pelo que se pode averiguar pelo vídeo, oas caras estavam andando de skate no estacionamento do lugar, quando a mulher aparece repentinamente e começa a exigir que eles saiam do lugar, vociferando a ordem como se ela fosse um sargento militar (um dos moleques inclusive faz essa piada). Os caras tentam dialogar com a mulher, e obtém nada além de mais gritaria sem sentido.

Angry German Kid

Fale o que quiser dos alemães, mas uma coisa temos que admitir — os caras são os mestres da gritaria afetada. Nenhuma língua é mais apropriada pra um vídeo disso; Hitler que o diga. Aliás, o Fuhrer poderia estar dizendo “hmmm, que vontade de comer uma rapadura hoje” e ainda assim soaria como um protesto nacionalista contra os imigrantes judeus.

O vídeo abaixo — que você provavelmente já assistiu quarenta vezes, isso sem incluir os inúmeros remixes –, mostra um garotinho semi-obeso e maluco largando o sarrafo num computador não-cooperativo. Todos nós já tivemos a sensação de exteriorizar frustração contra tecnologia estourando um teclado na parede, então dá pra simpatizar com o gordinho. É um vídeo catártico.

Existem legendas pra parada, mas sabe duma coisa? Sou um purista. Vi o vídeo primeiro SEM legendas, então pra mim essa é a forma de apreciar o gordinho alemão: no idioma original, sem a intrusão de intérpretes. Minha imaginação preenche as lacunas, e sinceramente ela é melhor nisso do que essas legendas toscas via Windows Movie Maker sem contorno.

No vídeo, observamos o moleque evoluir de “gordinho gritante revoltado por não conseguir jogar Unreal” pra “gordinho ofegante e cansado, provavelmente sofrando um ataque asmático tamanha foi a sua exasperação, dono de um teclado sem a tecla Escape”. A parte em que ele começa a rir maniacamente quando acredita que o jogo vai finalmente rodar é de dar pena.

Vamos lá (por consideração por vocês, vai o vídeo legendado:

[youtube]

Juro pra você que já ouvi ao menos 4 dessas frases numa música do Rammstein.

YEAH YEAH WHATEVER É FAKE. E daí? O moleque é 1) um internauta, 2) que se tornou famoso, e 3) fazendo um escândalo. O Nicholas Cage praticamente target=”_blank”>patentou a arte de atuar fazendo escândalo, o fato de que é atuação não torna a parada menos ridícula. Still counts.

Chris Crocker

Existe um motivo simples pelo qual não há uma competição formal pra premiar a pessoa mais patética da internet – caso houvesse, Chris Crocker esmagaria a competição com tanta facilidade que o próprio propósito da competição deixaria de fazer sentido.

Tem um nome em francês pra isso mas eu não lembro porque 1) foda-se o francês e 2) é só isso.

Há uns dois anos mais ou menos a Britney Spears andava em maus lençóis. Lençóis sujos, como aqueles de hotéis de beira de estrada numa cidade interiorana do Maranhão.

Olha. Quando uma pessoa que se tornou um ícone da cultura pop em (grande) parte pelo seu sex appeal raspa a cabeça aparentemente do nada e passa um ano inteiro aparecendo na mídia fazendo target=”_blank”>esse tipo de merda, você sabe que os processos cacholístico foram pro caralho.

Esquerda: combustível de punheta. Direita: cover do Tio Chico, do Família Addams.

Foram anos difíceis pra menina. A cantora tava envolvida numa briga sem fim com o ex-marido pela custódia dos filhos, sua vagina era constante alvo de paparazzis posicionados em ângulos estratégicos (deitados no chão na frente da porta do carro dela, aparentemente), a mulé tava entrando e saindo de clínicas de rehabilitação com mais frequência do que escovava os dentes.

A decadência foi pontuada por essa target=”_blank”>vergonhosa “performance” no VMA de 2007. Já vi tias bêbadas em festas de natal com mais presença de palco e energia que a pobre Britney nesse lamentável vídeo.

As aspas tem todo o motivo de orbitar a palavra “performance” na frase anterior, visto que ela não estava cantando, e definitivamente não estava nem tentando dançar. O responsável por relações públicas da mulé, o provável culpado pela desastrosa aparição, deve ter se arrependido imediatamente ao ver a chefe cambaleando no palco como se tivesse caído lá por acidente.

O público em geral era obviamente impiedoso com a cantora, porque se tem algo que a sociedade ocidental contemporânea gosta mais do que estrelas do mundo pop, é ver estrelas do mundo pop arruinando as próprias vidas na frente do mundo inteiro. E entra na cena Chris Crocker, que produziu um vídeo no youtube expondo seus argumentos em defesa da coitada.

[youtube]

Opa, eu disse “expondo seus argumentos”? Isso foi um erro de digitação, eu quis dizer “berrando e chorando como um paciente mental cuja medicação foi trocada por um punhado de tic-tacs”.

O que me choca mais no caso do Chris Chrocker é que, diferente dos outros casos, ele produziu o próprio vídeo E disponibilizou na internet voluntariamente, o que me faz pensar que ele realmente achava que palavras fortes como “se quiserem mexer com a Britney, vão ter que lidar comigo!” iam ser realmente levadas a sério pela massa internética.

A garota do “Me dá o meu chip, Pedro!” 

O vídeo a seguir tem cinco milhões de exibições, então eu tenho certeza que você já o conhece.

Na calada da noite paulista (tudo que fica ao sul da Bahia, pra mim, é São Paulo), uma mulher começa a dar um chilique na frente do portão da casa de alguém. No prédio oposto, uma testemunha da esculhambação resolveu sacar do bolso a sua câmera TekPix e resolveu registrar a situação.

O que se segue são quatro minutos e meio desta ilustre desconhecida berrando em plenos pulmões, solicitando de um tal  Pedro a devolução dum suposto “chip”.

Como aí no Brasil existe esse hábito de baixa renda de chamar SIM card de “chip”, eu suponho que o escândalo se devia por causa do tal componente telefônico. Entretanto, em minhas breves pesquisas no tuíter (onde mais?), descobri que existe uma hipótese paralela — o tal “chip” se tratava de um cartão de memória flash, um fato que, se verificado, torna a escolha da nomenclatura ainda mais deprimente.

E o cameraman lá em cima, tirando onda, mandando assobios e tal.

Com vocês, a garota do “ME DÁ MEU CHIP”:

Opa, acabei de pesquisar um pouco mais e descobri que de fato a gritaria se deve por causa de um target=”_blank”>cartão de memória flash que Pedro, o ex-namorado, pegou emprestado e não havia devolvido ainda.

Não sei se é porque moro num lugar onde cartões de memória flash são bastante baratos, ou onde situações similares resultam em prisão e estalos de taser no meio das idéias, mas pra mim essa cena (e o fato de que ela durou vários minutos) é muito bizarra de presenciar.

Pergunte a si mesmo: "Minha dignidade vale mais que 12 dólares?"

E eu aqui pensando que às vezes faço tempestade em copo dágua…

E cadê a Tulla Luana, tu pergunta? Ela mereceu um texto separado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Top X

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

45 Comentários \o/

  1. Darox says:

    Muito bem, acho pior a gorda sargenta.

  2. Eduardo says:

    post repetido again?Kid eu já li esta porra toda de hbdia, vc n me engana n 😀

  3. Thomaz says:

    Porra kid isso aqui virou um amontoado de top’s five

  4. Hawk says:

    Não sei qual foi pior.

    A do Pedro é muito estranha, em todos os sentidos. Qual indivíduo possuidor de condições cerebrais normais faria um escândalo daqueles na calada da noite?

    Mas a da tiazona cristã sargento me deu medo.

  5. SPOOK says:

    E como dizem… maldita inclusão digital !

    Cada vez mais me surpreendo com os malucos que aparecem diariamente no YouTube. Acho que em breve vai faltar manicômio pra tanto perturbado assim.
    O mais “novo” hit, MORRE DIABO! é um bom exemplo de cara que fez merda e ficou famoso: o cara mata a mãe, xinga a imprensa que cobria o caso, e tem a maior cara de perturbado que já vi na minha vida !

    Ah, morre…diabo !

  6. Athan3 says:

    Pessoal isso aqui é sobre o Egito e o Movimento Zeitigeist (que tá manipulando as denúncias do filme, a série famosa), o garoto aqui do site deve dar uma colher de chá e deixar isso aqui, espero:
    O que a gente vê nisso tudo? Gente se massacrando umas às outras, jogadas por interesses de crença, mas eles não pegam os caras que os faz se massacrarem. É ´só acabar com esses caras e com a canalhada de lacaios que açula a sociedade a ficar ajoelhada às fantasias perniciosas que eles impõem. SÓ ISSO. Veja o caso do tal babi dorc. Na hora que ele pisasse no país já pegava logo esse pulha e os que estivessem babando o ovo dele. Ali já acabava com quase todo o problema. Isso acontece porque os cagalhões pedantes ficam dentro das universidades e outros lugares sendo pagos só para alastrar com jeitinho a putaria que querem ver no poder.
    Por isso , que os ateus se acautelem, prestem atenção no que vou falar aqui:
    O vídeo Zeitgeist a série, é de fato plausível, muito.
    MAS, o zeitigeist de jacques fresco tá invertido. Tem um catastrófico engano ali visando os ateus. Tá ´parecendo uma mistura de TJ, com espiritismo, e ghandismo. Tá esquisito o troço. E alguns elementos como o Eli Vieira (do bule) são infiltrados dissimulados entre os ateus.
    Observei no planeta ateu uma coisa decepcionante: Se nós perdermos o porte de nosso dinheiro adquirido com a nossa competência, quem vai ‘separar o pedacinho de pão’ para cada um? Essa lorota contra o capitalismo é nociva. O capitalismo são é a essência de troca até mesmo como se fosse o próprio empenho da Natureza de maneira econômica. Nós temos de evoluir para o capitalismo meritocrático (meritocrático de equanimidade, e não de igualdade, isso é babaquice). Nós como seres humanos não temos as mesmas pretensões, somos diferentes, uns focam em mais uma ou outra coisa porque precisam ter mais recursos para fazer o que precisam. A porrra da vaidade da crença é que faz-nos manter um monte de parasitas sem préstimo algum em cargos pra nada onerando a Sociedade de maneira insana. Os prejuízos são inevitáveis, alguma parcela da população estará em estado miserável para que os pedantes-enganados sustentem os canalhas que os enganam.
    Aquela cidade do jacques fresco tem inspiração medieval, tá na cara, tá em tudo ali. Aliás o projeto dele tá até ultrapassado, veja aqueles aviões, parece coisa do tempo do Nacional Kid do Flash Gordon (é velho até pra nós).
    Esse de negócio de ‘somos um’; isso é um falácia do caralho: Nós somos diversificados, nós não somos um, e nunca seremos, nós somos vários, e é isso que impulsiona nossa Sociedade, nossos gostos e anseios são diferentes. isso é até básico na Natureza.
    Vamos ver isso com atenção, porque os ateus estão sendo já manipulados fortemente.
    As diretrizes para se reformular a Sociedade são outras, e se baseiam nos conceitos primaciais da Natureza.

  7. Mingau di Mixirica says:

    Nem Li

  8. João says:

    Jurava que ia ter a Tulla Luana ou sei lá o que.

  9. @solinthesky says:

    HAHAHAHAHAHAHAHAHA Tem coisas ai que eu só fiquei sabendo agora.

  10. OZombeteiro says:

    Vi na Home e quis comentar aqui, mesmo não tendo nada a ver com o post: um dia ainda vou querer a opinião do Kid sobre pessoas que compram celular c/ 2 chips MPTudo. ahahaha

  11. Júnior says:

    Que incompetência falar que tudo abaixo da Bahia é São Paulo. A história do chip aconteceu em Vitória, no Esoírito Santo. É difícil assim publicar isso?

  12. Júnior says:

    Tá, Espírito Santo.

  13. Manolo 256 says:

    Pow, faltou o Felipe Neto, naquele escandalo com o Fiuk e pá…

  14. JH says:

    só pra constar, o video do chip foi em vitória, no espírito santo.

  15. grego says:

    hehehehehehe curti… e me veio a cabeça a frase “gordo só faz gordisse” …

    só um adendo.. é marechal DEOdoro.. e nao Teodoro. hauhauhauha Marechal Deodoro da Fonseca …

  16. bibi's says:

    devolve meu chip é a melhor…mais foi no Espirito Santo…ñ em sp

  17. Fredy says:

    O chip era chip do celular cara… presta atenção antes de postar!

  18. Gustavo says:

    [quote] Tem um nome em francês pra isso mas eu não lembro porque 1) foda-se o francês e 2) é só isso. [/quote]

    A mérito de curiosidade, então: hors concours

    ps: Se eu participasse do programa de troca de mãe e a god warrior viesse substituir minha mãe, acho que EU é quem faria escândalo. xD

  19. Lívia says:

    Hahaha! Faltou só a Tulla Luana.

  20. Lica says:

    TUDO MUITO LINDO, MAS PRA DEIXAR TUDO MAIS CERTINHO: A HISTÓRIA DO CHIP ACONTECEU NO ESPÍRITO SANTO!! XD

  21. Cara, parabéns o site tá ficando muito legal.

    Acho que faltou:

    “CONSEQUENCES WILL NEVER BE THE SAME!!!”

    lol

  22. Adorei, o mais engraçado é do ‘Pedro, devolve o meu chip…’

  23. leandrolopesp says:

    Ah kid. Po cara, vc tinha que estragar no final né. Vc sabe o que tinha dentro do cartão da menina? Tinha que fazer mimimi aqui no canadá é barato?

  24. Guilherme Pilotti says:

    Essa do chip NÃO ERA um SIM CARD de celular?
    O.o

    Bom, e quanto ao pessoal “baixa renda” chamar tudo de chip -- não é só o celular, é tudo o que tiver algo amarelo junto -- se dá ao fato das próprias empresas venderam isso como chip.

    Conceitos de micro eletrônica não devem ser pré-requisitos para se tornar um publicitário.

  25. Danilo Lion says:

    “(tudo que fica ao sul da Bahia, pra mim, é São Paulo)” …me lembrou de um personagem arabe/turco do Lima Duarte que falou: “de Guarulhos para cima, para mim é Bahia!” …uma unica vez na novela…, e provavelmente foi mudado por reclamações….., tenso!

  26. Samuel says:

    Ouvi falar que o tal “chip” era mesmo um cartão de memória flash com umas fotos dela.

    E sim, é barato mesmo aqui.

  27. Higor says:

    “tudo que fica ao sul da Bahia, pra mim, é São Paulo”

    KID, TU É MEU ÍDALO! COM “A” MESMO!

  28. Zé Roela says:

    kkk e todo nordestino é baiano

  29. luiz cristiano says:

    Tem que ver o preço do cartão de memória na época, a 4 anos atras um pendrive de 4gb era mais de R$ 200,00 , e hj o salario ainda vai para 545.

  30. Murdock says:

    Vai saber o que tinha nesse chip??

    Eu fiquei com pena da Britney nessa época. A garota se afundando e os carniceiros em volta, algo comparável com o Michal Jackson. Mas daí a fazer um vídeo??

  31. Paulo says:

    Cara, nunca ri tanto em toda minha vida.

    …“berrando e chorando como um paciente mental cuja medicação foi trocada por um punhado de tic-tacs”.

    hahahahahah -- muito ilário

  32. Moon says:

    Rindo LITROS imaginando a vagina com dentes e cuspindo ácido venenoso. 😯

  33. marley says:

    antes de postar qualquer coisa, lembre de humildade e qualidade para com seus leitores. Nem todos são tão influentes quanto você.

  34. Filipe Aguiar says:

    Tem a menina que reclama que tão usando a sigla errada pra Rebelde e o último patético do gênero: o babaca da TV “Grobinho”

  35. Leonardo_plus says:

    O tal Pedro do chip, vive aqui no meu estado o Espirito Santo. O cara virou celebridade aqui na cidade, apareceu em jornais, revistas e por ai vai. Para tu ver como o povo é idiota.

  36. maumau says:

    me da meu chips pedroooo kkkkkkk

  37. Tati says:

    Acho que se voce escutar só o audio do muleque alemão deve parecer o melhor exorcismo do mundo