Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Atire primeiro, faça perguntas depois — o MO de Bene Barbosa

Postado em 10 December 2015 Escrito por Izzy Nobre 20 Comentários

bene barbosa

Este é Bene Barbosa. Talvez tenha um “É” no final desse “Bene”, porque “Bené” (rimando com “Mané”) parece bastante apropriado — tanto gramaticalmente, quanto no âmbito do “faz bastante sentido que o nome dele rime com isso”.

Entretanto, eu considero o cidadão equivalente aos exames de fezes que manuseio lá no laboratório — prefiro limitar minha exposição a ele ao mínimo necessário pra realizar meu trabalho, então não vou voltar no Facebook do cara pra averigurar. Uma vez já foi o bastante. Fica “Bene” sem acento mesmo.

Olha a confusão que este distinto senhor aprontou hoje.

Meu pai, que tem um canal sobre política, entrevistou recentemente o indivíduo no seu canal. Aqui está a entrevista, pra quem quiser conferir. Nos comentários, notei a presença de um velho conhecido, porque hoje pelo jeito a entidade que controla o universo pensou “Quinta feira? Dia de enfileirar vários filhos da puta e colocar no caminho do Izzy Nobre, por que não“.

Eis o comentário.

victor burrao

Clique pra ler maior

Este Victor Gib, que foi bloqueado lá no meu canal e no meu Twitter há anos porque, bem, olha o tipo de babaquice que o cara pratica como hobby. Incapaz de me encher o saco diretamente, ele se presta a ir encher o saco DO MEU PAI sobre algo que ele viu no meu vídeo.

Chocado com esse tipo de babaquice, comentei a respeito dela no meu Twitter.

E comentei no Facebook também.

Elaborei alguns comentários sobre o histórico do cara de me encher o saco, o que em seguida rendeu uma discussão interessante sobre criar filhos bilingues, a manutenção das raízes nacionais, essas coisas mais sérias que alguém cuja fama vem de uma história sobre cagar num tapete sequer tem a envergadura intelectual pra discutir.

EIS QUE DO NADA surge o senhor Bene das Barbosas

bene

Eita porra! Ninguém estava falando de armas, ou do próprio Bernard de Bragança, e DO NADA o cara foi de 0 a 100, metendo família no meio e fazendo combo de 2 Hits juntando com zoação com questões de saúde psicológica. Considerando que ele só teve 140 caracteres pra fazer isso tudo, há de se admitir que é até brilhante.

Por alguns instantes eu nem entendi o que estava rolando. Àquela altura eu não havia visto o vídeo do meu pai ainda, e nem sabia que o Boné de Babbage estava nele. Eu o reconheci de uma discussão antiga que tivemos nos comentários do HBD, mas não entendi a grosseria.

Aí que caiu a ficha. O Bonfá Bonage pensou que meu comentário sobre o Victor Gib se referia a ele. E em vez de se comportar como o intelectual de peso que ele é (não me refiro ao fato de que na primeira foto ele parece um biscoito Maria de terno, aliás — o cara é sim inteligente, já li seus textos e concordo com inúmeros pontos), ele resolveu partir pra porrada já de cara.

Aos desavisados, eu de fato tomo remédios para controle de transtorno de hiperatividade, ansiedade e TOC. Essas condições tornam muito difícil se concentrar num objetivo bem definido, então desde o ano passado estive tomando remédios receitados pelo meu médico, e acompanhamento psicológico com uma terapeuta. Valeu a pena pra caramba.

Pois bem. Eu achei a postagem do cara hilária a priori:

bene burro demais pelo amor de deus

Meus seguidores, que foram bem alfabetizados e conseguem concatenar textos curtos a fim de acompanhar uma narrativa, compreenderam desde o começo o mal entendido e riram da histeria agressiva do Bonjour de Bonjovi.

Só que parei de rir quando vi que o cara foi ao seu Facebook, em postura de orgulho e vitória, celebrar seu feitio — voltando a expor minha família, que NADA TEM A VER COM A PARADA, pro seu séquito de minions.

bene burrao

Clica pra ver grandão

O Brigitte Borneu acredita que minha mulher “não me deixa ter armas”, confirmando que não consegue compreender uma descrição simples (uma vez mencionei que minha esposa não gosta de armas, assim como não gosta também de carros esportivos — o que não me impediu de comprar um Mustang), ou a ordem cronológica de acontecitos — a foto de airsoft a que ele se refere é de 2007, muito antes de qualquer discussão que eu tive com ele sobre armamento.

Não que haja qualquer lógica no argumento — airsoft é um JOGO. Participar de um jogo não significa que você é partidário da aplicação do mecanismo do jogo no mundo real. Imagina que absurdo seria criticar alguém por jogar GTA, mas não gostar quando alguém rouba seu carro. Sendo o Bozo Bilado um exímio debatedor (pelo menos é o que dizem seus apóstolos), eu vou deixar essa passar porque imagino que é o tipo de bobagem que a gente fala no calor do momento.

Fico de certa forma lisonjeado que o sujeito seja meu biografo amador, mas pedirei que ele tenha um apreço maior pela veracidade. Minha ilustre vida merece ser contada com precisão.

Recebi uma porrada de xingamentos dos seus discípulos, muitos acreditando que eu estava xingando o autor do vídeo (que é meu PAI, algo que eu enfatizei continuamente, mas esse pessoal segue a linha do profeta e não gosta muito de ler as coisas ou entender contexto do que está acontecendo).

Deletaram os tweets, o que não é surpreendente

O cara então percebeu que talveeeeez não pegava bem pro seu movimento xingar de forma tão agressiva a esposa ou condição de saúde de alguém, e fez uma semi-retratação no FB, agora já deletada pelo que vi, dizendo algo como “…se bem que ser chamado de babaca por alguém como Izzy Nobre não é um xingamento”. Os ânimos acalmaram, mas a vontade de dar uma última alfinetada num desafeto era ainda intensa.

Só que aí ele percebeu que como uma cebola, sua burrice tinha várias camadas. Depois de levar lenha de seus arautos por mais ou menos uma hora, e tentar constantemente explicar o que havia acontecido (“mano hahah clica no link, eu não tava nem xingando você, não!”), Bebebe Bibibi pareceu perceber que tinha feito uma cagadinha.

esse bene é burro demais pelo amor de deus

Eu consigo ouvir daqui de Calgary os ruídos das engrenagens enferrujadas do Bolinha Bolado finalmente girando e o fazendo perceber que não é que a reação à crítica foi desmedida — não havia crítica nenhuma pra começo de conversa, e ele havia reagido com a agressividade e truculência, sem qualquer proporcionalidade à ofensa sofrida, sem entender o que estava acontecendo e atingindo um inocente.

Que é, olha que curiosa coincidência, justamente aquilo que seus oponentes temem que pessoas como o Bombom Dagaroto fariam com armas.

Então o cara FINALMENTE redigiu um pedido de desculpas sincero.

bene e burro começam com a mesma letra, talvez seja apenas coincidencia

Novamente Bebenenediditoto Bgomes Bbarbosa não entende ordem cronológica de acontecimentos — eu nunca o bloqueei por consequência de discussões prévias que tivemos no meu site, eu o bloqueei quando ele se revelou da mesma laia do tipo de comentarista anônimo que xinga a família de um YouTuber do qual ele não gosta.

E a metáfora de “dez pedras na mão” é atomicamente irônica, porque o medo que alguns tem é justamente o que o esse tipo de gente faria quando ele não tivesse apenas pedras verbais à sua disposição.

Diga-se de passagem, eu nunca ofendi o Bene de coisa alguma, e sequer sou a favor do desarmamento. Já tive ressalvas, mas hoje sou muito mais partidário da posse de armas do que o contrário. É IMPOSSÍVEL ver a putaria completa que rola no Brasil e ser completamente contra a opção de um cidadão de ter em seu poder algo com o qual possa defender a família.

Na ocasião em que ele se refere, ofereci um contraponto à sua idéia de uma população armada, temendo que enquanto os EUA tiveram duzentos anos para estabelecer uma cultura de que o cidadão tem direito a posse e porte de armas, no Brasil a mudança da lei seria literalmente da noite pro dia. Pra pessoas intransigentes, como já sabemos mas o episódio de hoje confirmou, os que discordam merecem pedras.

O sujeito pediu desculpas (mais pra não ficar ainda feio perante a comunidade dele do que qualquer outra coisa; eu conheço essa raça), mas ainda estou sendo brutalmente atacado pelos amiguinhos do sujeito, tanto no Twitter quando no Facebook, e eles agora começaram até a soltar montagens da minha esposa (?!) e constantes ataques contra minha família.

É sempre curioso quando alguém acidentalmente revela o tipo de gente que apóia suas idéias; é como se um amigo meu pegasse meu celular e tuitasse HEIL HITLER pra me sacanear, e vários dos meus seguidores respondessem de forma positiva.

Eu questionaria seriamente o tipo de público que minha mensagem agrega.

Acho que o mais sensacional de tudo é que o cara sem querer deixou cair essa máscara de “cidadão de bem comedido e que quer apenas métodos para se defender” que faz parte da narrativa do seu grupo. Quando o cara parte pra esse tipo de agressão logo de cara, sem sequer tentar entender o ocorrido, e somente após a campanha de linchamento é que percebe que atirou na direção errada, é impossível não imaginar o que o sujeito faria armado ao pensar que está numa situação requer reação com força máxima.

E como eu considero “meter a família no meio da situação” algo absolutamente imperdoável, sendo agravado pela idade de pai de família que o cara traz nas costas, fica então minha resposta:

Bene, enfie suas desculpas no olho do seu cu. Meter a família dos outros, ou condições de saúde, na berlinda de uma briguinha de internet (que VOCÊ provocou) e depois sair como humilde e magnânimo por postar 2 linhas se justificando não cola.

E parabéns por dar a seus oponentes um excelente argumento CONTRA você ter o direito de andar armado. Será sensacional esse post aparecendo no topo do Google (ter um site em atividade há quase 15 anos ajuda nisso) sempre que alguém quiser saber mais sobre o que você prega.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: treta

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 32 anos, também sou conhecido como "Kid", e moro no Canadá há 13 anos. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas, e sobre notícias bizarras n'O MELHOR PODCAST DO BRASIL. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

20 Comentários \o/

  1. Anderson says:

    que “tiro” no pé o Sr. Bene deu hoje. o link para esse post ainda vai lhe dar algumas dores de cabeça.

  2. Guilherme Jara says:

    cada treta kkkk

  3. Eliabe Barbosa says:

    Hahaha! Mais um post para ser arquivado na categoria “Tretas do Izzy”

  4. Bene Hue says:

    Hahaha! Nunca comentei no seu site, mas esse post merece!
    Que cara babaca esse Biba Boba.
    To rindo até agora.
    Curti sua conclusão no fim do texto também.

  5. Rafael Davi says:

    Krlh namoral, nunca vi um cr tão burro como o Bozo Bilado esse maluco que precisa de remedio !!!

  6. Douglas says:

    2015 sem treta quase chegando ao fim, quero vê quando as tretas voltarem em 2016.

  7. Emerson says:

    O trocadinho já tá batido pra caralho, mas que senhor tiro no pé. Acho que todo mundo que se considera “cidadão de bem” e arauto dos “bons costumes” não entende esse medo que algumas pessoas tem deles, mas esse episódio que aconteceu com você é uma prova que de que pessoas, mesmo sem perceber, possuem um comportamento violento e que talvez, se tivessem vividos outras circunstâncias, poderiam ser os bandidos sem zelo pela vida alheia que tanto aparecem no Datena ou Cidade Alerta.

    Acho que algum deles poderá dizer que estou exagerando e que são dois ambientes diferentes, que na internet todos são mais estressados etc., mas um outro acontecimento relativamente recente mostra que não é bem assim:

    Não é novidade que na internet existe toda uma galera que adoraria fechar as fronteiras para islâmicos. Uns dois anos atrás, onde a coisa nem estava tão feia assim, tive o desprazer de ver um cara propor uma ideia de lei que obrigasse o estado a tirar filhos de casais islâmicos para colocá-los em orfanatos governamentais onde seriam ensinado sobre cristianismo, budismo e ateísmo para que a criança pudesse escolher o que seguiria quando crescer.

    Ok, porque tudo isso? Só estou querendo dizer que a questão islâmica é virtualmente alheia por completo do dia a dia brasileiro e, mesmo antes das monstruosidades do EI, havia uma galera que propunha as coisas mais insanas possíveis.

    Hoje a coisa é muito mais feia e coro de insanidades se intensificou, com gente, inclusive, sugerindo diferenciação social clara para árabes (como as que os judeus sofreram na Europa, tanto no nazismo como em séculos anteriores). Você pode até falar que é coisa de internet, mas no Paraná mulheres foram agredidas após os atentados em Paris.

    Elas foram atacadas por um atentado em outro continente. Por uma questão virtualmente alheia do nosso cotidiano.

    Agora imagina uns zé ruelas como esses armados e com a típica paranoia importada dos Estados Unidos + a gritante sensação de insegurança das ruas brasileiras e, obviamente, o resultado será = esses zé ruelas fazendo ainda mais merda por aí. Não é nem um discurso anti-desarmamento -- já que com uma arma, dependendo do caso, você até pode se defender de um “arauto da boa cidadania” -- , mas é uma crítica a essas pessoas que acham que são paz e amor quando, na verdade, em várias situações se mostram evidentemente violentas e desequilibradas.

  8. Oigres rafael says:

    Acho que o Sr. Bocó Bocuzão deu um tiro no pé

  9. angelo jr says:

    É por causa de babacas que nem ele que conseguem justificar a merda de um Estatuto do Desarmamento!!!!

    Se o cara não leva a calma e análise de situação como uma filosofia de vida, e não somente um procedimento, não tem como o sujeito ter uma arma. Esse aí quando ouvir um escapamento estragado dando estouro vai descarregar o pente nos motoqueiros!!

  10. Cris says:

    Assim como alguns religiosos são o maior argumento contra a presença de gente com religião no governo e alguns “pró-vidas” são o melhor argumento ever a favor do aborto, alguns defensores do armamento geral são o melhor argumento pra não revogar o estatuto do desarmamento. Engraçado como essa gente dá tiros no pé (sem trocadilho) e depois se surpreende quando são eles e não as pessoas que eles queriam acertar que estão sangrando.

  11. Thyago says:

    kkkkk que maluquice, heim. Depois de reler e voltar ao topo rendeu algumas risadas.Lembrei da falta de interpretação de “A História Do Sunomono” ushaushaus

  12. Bruno Guedes says:

    Tudo bem que você não chamou o cara de babaca, mas nem precisava: ele já pegou a carapuça e vestiu umas três vezes, uma em cima da outra.

    E estou fazendo questão de comentar porque este é um daqueles posts especiais que só o HBD traz pra você, então prestigiemos. Eu tentando não rolar de rir aqui cada vez que o nome do Bulano Bicrano Beltrano vai mudando, não tem preço. XD

  13. Bier says:

    “Considerando que ele só teve 140 caracteres pra fazer isso tudo, há de se admitir que é até brilhante.”

    -- Rindo alto no trabalho, aqui!
    Parabéns, Izzy, foi nobre da tua parte dar méritos pra ele (nisso). Hipocrisia zero, é isso aí.

    Não que cole, mas pelo menos ele se desculpou. Tudo bem que foi pra se sentir superior, mas se desculpou.

  14. Julio Bianco says:

    Esse cara não vai te esquecer tão cedo.

    Imagino ele colhendo os materiais para o post acima e rindo por dentro.

    Double damage !!!

  15. Acho que ele e principalmente os seguidores não vão entender o post, assim como não entendem até hoje como funciona a timeline do twitter. Não vão conseguir extrair do texto (nem da sua resposta pelo facebook) a mensagem de “hey, vai com mais calma ai mano”…

    Graças a essa rixa de ‘nós contra eles’ que se implantou aqui no Brasil todo mundo já parte do principio de “se ele não está falando exatamente aquilo que concordo então está me atacando.”

    O melhor é seguir o jogo mesmo…

  16. Thiago says:

    Eu particularmente que em alguns pontos é até compreensível um cidadão se armar,(principalmente no Brasil) porem tenho medo de que pessoas como ele tenham essa possibilidade.

  17. clerton says:

    me sinto a vontade para dar meus dois cents pq ja leio seu blog de muito tempo, bem como conheço o trabalho do prof bene tentando garantir um direito fundamental que foi usurpado do brasileiro por meio do PT em plena vigencia do mensalão.

    se por um lado levar pro ad hominem como ele levou eh pessimo, usar uma discussão de internet como um argumento para negar o direito fundamental de se defender eh tao ruim quanto.

    vc acabou nao percebendo que sua metafora envolvendo o GTA se aplica aqui: a net eh o GTA das ideias, perdemos as estribeiras aqui de modo muito mais facil que na vida real.

    Enfim, vou continuar acompanhando os dois, mas o fato eh que ambos saem diminuidos dessa.

  18. Allan says:

    Olha, para um representante de um movimento, do qual, uma das premissas é ser contra o desarmamento, ele é muito explosivo.

    Pensa por um minuto, se fosse uma pequena confusão de bairro, aposto que ele iria com um “Três Oitão” ai te dar um recado. Brasil tá viando a Rússia mesmo.

    Tem cada uma viu.

    Izzy, vê se aprende a dar nome aos bois pra evitar stress desnecessário.

  19. Leon says:

    Imagina você discutindo com um maluco desse numa balada/bar e ele entende errado o que você disse por causa do barulho e saca a arma?

  20. Lucho says:

    No fim das contas o babaca não era para ele, porém fez por merecer.