Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

[ Vergonha alheia da semana ] Mongolóide se mutila com um… CUBO DE GELO?!

Postado em 12 November 2013 Escrito por Izzy Nobre 13 Comentários

va do dia

Lembra quando Jackass começou a passar na TV (traduzido no Brasil como “Os Caras de Pau”, creio, quando “Os Otários” seria uma tradução mais fiel)? Apesar dos avisos de que ninguém deveria repetir aquelas “façanhas” em casa, o programa inspirou toda uma geração a fazer exatamente aquilo.

Com o advento das redes sociais de vídeo como o YouTube e câmeras onipresentes, era uma questão de tempo até que as crias do programa upassem vídeos fazendo merda. Se eu não soubesse que target=”_blank”>esse foi o primeiro vídeo upado no site, diria que teria sido um vídeo de alguém desafiando o amigo a esmurra-lo no saco.

Então. O YouTube tá cheio de vídeos de malucos se machucando sem nenhum outro propósito senão capturar seu próprio suplício em vídeo. Ontem eu tava pesquisando os “desafios” malucos que a galera inventa no YouTube (quando deveria estar estudando anatomia; se bem que de um jeito ou de outro eu acabo aprendendo um pouquinho sobre anatomia vendo esses vídeos malucos) e achei este “Salt and Ice Challenge”.

É o seguinte. Pra você que não manja, sal reduz o ponto de fusão da água, que é normalmente zero grau centígrado. Quando você joga sal num cubo de gelo, a temperatura mínima requeria pro gelo derreter (que deveria ser 0 grau) desce, e assim o gelo começa a derreter mais “cedo” (ou, mais especificamente, mais frio) do que o normal.

É por isso que aqui no exterior jogam sal na neve/gelo nas estradas — embora o ambiente ainda esteja bastante frio, a adição de sal permite que o gelo derreta em condições que ele normalmente continuaria sólido.

Só que como a dona Termodinâmica manda, energia não vem do nada — ela sempre passa de um lado pro outro. Pro gelo na estrada derreter, ele está na real roubando energia térmica do ar ao redor.

E no Salt and Ice Challenge, ele está roubando energia térmica do seu corpo pra derreter. E como ele está derretendo a tipo, -10 graus centígrafos, a energia que ele rouba do seu corpo é consideravelmente maior do que se o gelo estivesse derretendo a 0 graus centígrados.

O processo é tão súbito que causa trauma na pele (deixa cicatriz e tudo) e pode acarretar em queimaduras de terceiro grau. Se não ficou claro até agora, permita que a foto do artigo sirva como um lembrete pra você NÃO inventar de fazer essa merda.

Poisé bem, o rapaz do vídeo não viu esse artigo. E o moleque foi e se queimou duas vezes com essa porra.

Mas isso não é vergonhoso o bastante né? É só um maluco fazendo uma merda. A real ironia do vídeo, a cereja no topo, está nas entrelinhas.

Se você manja inglês você deve ter percebido que o rapaz não fala palavrões — ele usa versões neutralizada dos impropérios, como “oh my gosh!” ou “what the eff!“. Pra um rapaz meio mongolóide fazendo merda no YouTube isso é um pouco incomum e aponta pra uma influência religiosa (“oh my gosh” é o substituto crente de “oh my God“, que seria tomar o nome de Deus em vão, por exemplo).

A criação religiosa do moleque fica evidente quando você percebe o que está tatuado no pulso direito dele.

1cor

 

A tatuagem diz “1 Cor 6:19”. Ou seja, a primeira epístola aos Coríntios, escrita por Paulo — quem mais? Paulo inventou quase todo o dogma evangélico e boa parte do Novo Testamento — capítulo 6, versículo 19.

(Sóstenes ajudou em Coríntios e outras coisinhas, preciso dar o crédito apropriado)

Sou um filho de ex-pastor que cresceu lendo a bíblia, sei exatamente o que esse versículo diz — porque em minha juventude ele era usado pra justificar mil dogmas não-específicos, de não trepar antes do casamento até não fumar, não beber refrigerante ou não fazer tatuagens. Muitos debates nos cultos de Doutrina orbitavam essa passagem bíblia.

O que esse versículo multi-uso diz, afinal de contas? VEJAMOS:

1 Coríntios 6:19

“Ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual possuís da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?”

O versículo admoesta o fiel a atentar que seu corpo não apenas não lhe pertence, como também é a habitação sagrada de do próprio Espírito Santo. Pra você ter uma noção entre a distinção entre Jesus, Deus e o Espírito Santo (que são três entitades diferentes mas ao mesmo tempo são a mesma pessoa), o único pecado declaradamente imperdoável é blasfemar contra o Espírito Santo.

Ou seja — se a morada de Jesus ou Jeová já seria algo de extrema importância, imagina a morada da entidade que se você tratar com desrespeito configura o único pecado sem perdão.

Aí o cara vai lá e detona a “casa” dessa entidade com sal e gelo pá mó de obter risadas no YouTube.

PRICELESS.

EDIT: como o próprio Paulo instruiu no livro de Tessalonicenses, tive que ir disciplinar este rapaz.

biblia

Aliás, Paulo repete essa instrução em Gálatas, também. E em vários outros trechos da bíblia. Não posso criticar crentes por encher tanto nosso saco alertando de pecados, eles estão apenas seguindo os mandamentos do livro sagrado deles…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

13 Comentários \o/

  1. Vitor says:

    sinceramente…acho que desodorante dói mais 🙂

  2. @engdavirocha says:

    Indo no YT apenas pra ver os comentários que replicaram o seu 🙂

  3. gustavosantos99 says:

    FIRST

  4. Os crentes só esqueceram de seguir os ensinamentos do cara certo e tals. 😛

    No mais, sal e gelo me lembra o Mundo de Beakman. Não lembro se deu certo o esquema de prender o barbante no gelo, mas pode ter certeza que eu vou tentar agora mesmo. :V

  5. Vinícius Martarello says:

    Não beber refrigerantes? Por que?

  6. Vinícius Martarello says:

    Izzy tenta dar um jeito nessa barra de Feed, ta atrapalhando demais pra ler

  7. CCC(o legado) says:

    Kid viado, vai morrer de tanto gelo com sal enfiado no cu.

  8. Diones Reis says:

    Tatuar este versículo (1 Coríntios 6:19), ale´m de ser ironico, não seria muito contraditório?

  9. João Pedro says:

    Kid, já leio você a algum tempo e você deve saber tanto quanto eu que esse versículo aí só é usado pelos crentes descontextualizado. Na realidade, ele diz respeito a santidade nas questões sexuais (seguindo o tema do capítulo)

    O maluco que fez isso não deixa de ser imbecil

  10. João Pedro says:

    Kid, já leio você a algum tempo e você deve saber tanto quanto eu que esse versículo aí só é usado pelos crentes descontextualizado. Na realidade, ele diz respeito a santidade nas questões sexuais (seguindo o tema do capítulo)

    O maluco que fez isso não deixa de ser imbecil. Aliás, chega até ser irônico ele tatuar um versículo que é constantemente usado para proibir tatuagens (ainda que erroneamente). Ou manja muito de bíblia ou é ignorante mesmo

  11. jamile says:

    Kid, já leio você a algum tempo e você deve saber tanto quanto eu que esse versículo aí só é usado pelos crentes descontextualizado. Na realidade, ele diz respeito a santidade nas questões sexuais (seguindo o tema do capítulo)

    O maluco que fez isso não deixa de ser imbecil. Aliás, chega até ser irônico ele tatuar um versículo que é constantemente usado para proibir tatuagens (ainda que erroneamente). Ou manja muito de bíblia ou é ignorante mesmo

    • Izzy Nobre says:

      >>Na realidade, ele diz respeito a santidade nas questões sexuais (seguindo o tema do capítulo)

      Esse versículo é usado pra justificar inúmeros conceitos dogmáticos. Tirar versículo do contexto e aplicar pra outro é basicamente a base de qualquer pregação religiosa, aliás. Assista QUALQUER culto e me diga se estou errado.

      Aliás, crentes tem o hábito de pegarum versículo solto e descontextualizado acreditar que aquilo é uma promessa de Deus especificamente pra eles.