Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Essa vida estudantil tá foda mas vamos que vamos

Postado em 23 September 2012 Escrito por Izzy Nobre 66 Comentários

Me responde um negócio aí.

Você tem o poder de passar entre 6 e 8 horas por dia em casa, de pernas pro ar, se ocupando com coisas com as quais você gosta (jogando videogame, enchendo o saco dos amigos postando sobre política no Facebook e baixando filmes ilegalmente — muitos dos quais podem ou não ser pornográficos)? Se sim, eu te invejo.

Como vocês sabem, nas últimas semanas eu embarquei nessa rotina psicótica e semi-suicida de trabalhar em tempo integral enquanto estuda em tempo integral.

Aí inevitavelmente tem que um TIO DO PAVÊ nos comentários vir e falar que “grandes merdas, faço isso há muito tempo e não dá NADA”.

Sim, eu sei que você faz isso há anos como hobby, que não é nada demais, e que além disso você corre maratonas só pela galhofa da coisa e costumeiramente come pedras só porque está entediado. Eu sei que você é foda, só que eu não sou e esse estilo de vida está me MATANDO.

Tá sendo assim: acordo às 6 todo dia. Checo emails, tomo banho, como algo rapidamente enquanto cozinho um almoço E jantar. Jogo tudo numa bela marmita e saio correndo às 7 pra faculdade. Aula até às 14:50 horas, trampo das 15 às 23 horas. Termino, corro pra casa, e à meia noite estou pronto pra dormir. Seis horas depois, começa tudo de novo.

O resultado dessa rotina infernal é que eu finalmente compreendo o que significa “não ter tempo”. Eu literalmente não tenho tempo suficiente nem pra dormir; o fim de semana agora é agora um período mítico pelo qual eu compreendo o amor que a população mundial em geral sente.

E um fenômeno curioso dessa rotina espartana é que ela gerou em mim uma motivação maior do que qualquer coisa que eu já fiz na VIDA. Todo dia quando acordo eu penso “se eu não fizer essa porra bem feito, todo esse suplício está sendo em vão“. Vou pra faculdade com isso ecoando na cabeça.

Reparo que a falta de tempo faz você usa-lo de forma muito mais eficiente. Estudo quando tou na condução, estudo no intervalo de aulas, estudo no trabalho praticamente o expediente inteiro. O resultado parcial disso é que tive minhas quatro primeiras provas e minha nota mais baixa até agora foi A- (que é equivalente a 95% da prova), pra você ter uma noção.

Tou levando essa merda a sério como nunca levei nada na vida inteira. E vou te falar, a sensação de abrir uma prova e estar totalmente confiante em relação ao conteúdo dela por ter estudado o material até decorar passagens inteiras dos livros é algo libertador.

E é curioso ver a galera que leva os estudos na molecagem (que era o time em que eu tradicionalmente jogava) pelo outro lado da lente.

Todo dia eu vejo um maluco que não fez um trabalho, ou completa o dever de casa às pressas antes da aula, ou não sabia que era dia de prova.  Invariavelmente ouço um comentário tipo “ahhh nem tive tempo“, sendo que eu SEI que o fulaninho em questão tem 20 anos, mora com os pais e não trabalha.

Eu me perguntaria com o que o cara gasta o tempo dele mas, tendo estado naquela posição, eu sei exatamente com o que: com TUDO, menos com o que ele deveria estar realmente gastando.

Tipo você, que também deveria estar estudando mas tá lendo essa porra de blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: vida academica

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

66 Comentários \o/

  1. Marcelo Divê says:

    Seu emprego lhe permite estudar durante o expediente. Isso parece ser uma mão na roda. Eu não entendo como pessoas que têm empregos que permitem que ela se envolva em outra atividade não aproveitam esse tempo para se informar, aprender, etc.
    Mas… parabéns Izzy! Continue com o bom trabalho!

  2. Felipe Gandolfi says:

    Realmente, eu sou desse tipo, mas levo na brincadeira o meu curso técnico.
    Tenho 3 provas pra fazer, sendo que 1 delas é de recuperação nesta semana e eu passei o final de semana inteiro assistindo vídeos e coçando na internet

  3. Fernando says:

    Relamente, tenho prova amanha e tou aqui… maldito leitor de pensamentos !!! hahahah, mas domingo também… também entro as 7 no trabalho e chego 23:00 em casa… sei como é…

  4. DoAssogue says:

    Só fica esperto com o Burnout!
    Esse ritmo intenso por muito tempo acaba com qualquer um.
    Dica: Tente encaixar (sei que é difícil) em algum momento, uma corrida. Ajuda no relaxamento e no descanso!

  5. Angelo Jr says:

    to com um relatório de campo pra entregar, não anotei nada na visita e to aki no teu blog, além de ter várias páginas de exercício pra fazer e uma prova na terça para a qual ainda não estudei. U mad??

  6. lindomar says:

    isso me irrita muito, quando aparece alguem e fala :
    “mas eu enchia laje, construia parte da muralha da china sozinho durante a facul e nunca me matou ”
    cada um tem um estilo de vida , uma correria diferente não pode ficar comparando,
    e eu estudo aqui no mackenzie em são paulo e playboy desocupado que não estuda eh o que mais tem

  7. Marcelo do Prado says:

    FIRTS

  8. Pedro Mota says:

    Impressionante mesmo é tu ainda conseguir postar texto.Só queria saber o que você faz no fds e se de alguma forma você sente aquela aflição que todo mundo com uma grande carga de responsabilidade sente,é como se fosse um sentimento de nostalgia acerca de uma coisa que você parou de fazer faz 1 semana(tipo jogar videogame) e aquela sensação de despedida de certos hábitos considerados “infantis”.Faz um texto ai estilo uma continuação de criança no more,mostrando a vida adulta praticamente tomando conta.

  9. tonnydourado says:

    É foda. Pior que a carapuça da última frase serviu foda, huahuauhaua.

  10. Leandro Rodrigues says:

    Só tenho tempo pra estudar nos finais de semana, meu trabalho não permite essa luxuria. O HBDIA é o meu blog de banheiro, rs.

  11. Felipe says:

    Porque me acorda pra vida, estou feliz assim, pelo menos até ano que vem eu estarei, antes do trabalhp ;-;

  12. Junior says:

    Obrigado, Izzy, por lembrar que tenho um seminário foda pra apresentar terça-feira. Não que eu não esteja pronto, tava tentando esquecer pra relaxar. @topic, tenho que me preocupar mais com a faculdade. Alguém tem um bom estímulo ou dica?

  13. Kid, isso é a pura verdade.

    Quando eu fazia só 16 horas/aula por semana eu era um completo vagabundo, não ia na aula não fazia nenhum exercício e tomei pau em todas as matérias (4).

    Dai consegui fazer em um semestre 26 horas/aula por semestre e passei em 5 matérias e tomei 2 paus, mas foi meu melhor periodo na faculdade.

    Parece que quanto menos tempo você tem, melhor você consegue administrar-lo

  14. Pedro Netto says:

    Tô no 2º semestre da faculdade de Design Gráfico e realmente equilibrar a equação Trabalho + Estudo é difícil, sem contar a dificuldade de conciliar o estudo com namoro.

  15. Nicolas says:

    To no 1º ano do ensino médio(vai lá moleque) e minha vida está começando a ficar assim, acordo 5:30 da matina, pois a escola é longe e faço curso 3 vezes por semana, ano que vem pretendo fazer um tecnico pra arranjar um trabalho melhor durante a facul, ou seja, nos próximos 2 anos sairei de casa as 5:30 e chegarei as 20:00 e só consigo pensar que isso é uma merda ao mesmo tempo que é foda. Não trabalho ainda, pois não tem como, meu pai vai me bancar totalmente até eu completar o ensino médio e isso não é algo de que me orgulho.

    • Rogério says:

      Se serve de apoio, foi exatamente o que eu fiz. Junto com meu terceiro ano do ensino medio, comecei um tecnico (de 2 anos), que terminei no final do primeiro ano da faculdade.
      Durante o terceiro ano + tecnico, saia de casa as 7:00 e chegava as 20:00. Depois fazendo técnico e faculdade saia as 7:00 e chegava as 23:00.
      Hoje trabalho como técnico em uma empresa que me dá bastante liberdade para montar meu horário de aula e posso dizer que valeu muito ter feito o técnico.

  16. realmente, amanha tenho uma prova de matematica e nao estudei nada o fim de semana inteiro, seu texto me motivou, vou agora estudar

  17. 4lexXx says:

    Acordo 4:30, saio de casa 5:30 pra pegar o ônibus pro trabalho, que é das 8 às 17:30 (eu tomo café lá). Saio do trabalho, vou pro cursinho (19:10) mas chego cedo, 18:10 tenho uma janela de 1h pra comer ou estudar, saio do cursinho (22:50) chego em casa 00:00. (Moro longe :/)

    Loop segunda~sexta.

  18. Guilherme says:

    Admiro muito quem passa por isso. Mas por favor, faça que nem o Kid e não fique se gabando: “ai, pq eu naum tenho tmpo, hihihi”. Izzy, é legal ver tu passando por essa fase com cabeça levantada e com motivação, e sem se achar melhor que os outros, coisa que muitos fazem.

    Tenho amigos que trabalham 3 dias por semana, meio turno, e falam que não tem tempo e ficam reclamando.

    No começo do ano comecei a trabalhar em tempo integral, e estudar pela manhã, não era tão puxado quanto a tua agenda, mas prum jovem que nem eu era foda. Depois de um tempo, não aguentei a pressão e larguei.

    Mas penso que é melhor que eu seja ‘vagabundo’ agora, numa época em que ‘posso’ fazer isso, do que ser um marmanjo vagabundo e não crescer na vida.

    De novo, te admiro pra cacete, boa sorte com tudo. 🙂

    • n7 says:

      Foi mal cara, too late. Espero que sirva pelo menos como motivacional, p/ galera entender que é possível. Po cara, tem muita gente que reclama que não dá, não consegue, mas gasta o tempo com tanta bobagem. Escolher é abrir mão, o negócio é (*) saber o que você quer e o que não serve (ou não vai servir). (*) -- O Frota discorda.

  19. Tatazete says:

    Parabens Izzy!
    Realmente quanto menos tempo a gente tem, mais a gente aproveita. Pra ter um exemplo, eu tive notas otimas enquanto estudava e estagiava. Depois que eu sai do estagio, minhas notas despencaram. :/

  20. Gary M. Silva says:

    pura verdade, tenho 2 provas amanhã. e não fiz porra nenhuma.

  21. Felipe Sanches says:

    “Tá sendo assim: acordo às 6 todo dia. Checo emails, tomo banho, como algo rapidamente enquanto cozinho um almoço E jantar. Jogo tudo numa bela marmita e saio correndo às 7 pra faculdade.”

    Por que você não cozinha tudo no domingo, congela em porções, e, antes de ir tomar banho de manhã, coloca no microondas uma ou duas porções?

  22. Marcelo says:

    Pois eh, ate ano passado eu trabalhava das 8h as 18h e tinha aula das 19h30 as 22h45 e sei como eh foda. O interessante eh que agora que estou somente estundando (e, consequentemente, mais tempo livre), sinto que nao consigo aproveitar o tempo sobrando direito. Rendia muito mais na rotina foda de trabalho + estudo. Vai entender.

  23. Ian says:

    É mano, ler esse texto me afetou mais do que qualquer sermão de mãe e diretores que eu já tomei. Se eu for mais dedicado daqui pra frente, te agradeço muito. Vc sempre se chama de filho da puta, mas na verdade é bem o contrário. (:

  24. Douglas Feer says:

    Boa Izzy! Mas não esquece dos GAMES!

    • n7 says:

      Dependendo dos games, duas analogias podem ser feitas: 1- a pessoa se torna um bom macaco treinado. 2 -- Festa com animador p/ crianças: botar as crianças p/ correr e deixá-las ocupadas com tarefas tolas p/ elas não pertubarem ninguem.

  25. matheusteixeira says:

    porra izzy, a melhor coisa do mundo eh abrir a prova e entender toda ela, e as vezes da risada de quao obvio eh as questoes! (malz pelos erros, meu teclado tah loko)

  26. Maycon says:

    Caralho cara, saia da minha mente. Esse seu post me deu uma certa vergonha de mim mesmo agora.
    Obrigado pelo puxão de orelha.

  27. MH says:

    Eu me esforcei tanto pra passar na faculdade que passei antes do fim do 3º ano, e ganhei 6 mêses de semi-férias até o vestibular do fim do ano y.y
    É isso aí Izzy, vamo que vamo 😀

  28. Como já disseram, sua sorte é que seu emprego te permite estudar e é relativamente parado. Se você trabalhasse em algo movimentado não aguentava um mês, ninguém aguentaria.

    Espero que consiga, área de saúde é tenso, quando chegar na epoca dos estágios e coisas do tipo que você não terá tempo pra trabalhos…

  29. Isa says:

    Fazer mil coisas em um dia cansa, mas quando acaba essa rotina, eu pelo menos fico com a sensação de “putz… PRECISO fazer alguma coisa!” mesmo que não tenha nada pra fazer. rs Se acostuma… é bom se ocupar. 🙂

  30. Letícia says:

    Não sei, mas pelo que parece pelo menos vc não precisa fazer estágio obrigatório, o que também já ajuda bastante.
    Parabéns pela coragem! 🙂

  31. Trovalds says:

    Li esse texto agora e lembrei… do meu pai!

  32. Tsuharesu says:

    Pois é Izzy… quando você não tem tempo, você começa a dar valor ao tempo. E isso que você nem tem filho… espera ter para ver a vontade de largar tudo e só ficar brincando com o bacuri. Fim de semana tem estudo nenhum, só brincadeiras com criança hahaha

    Mas eu pensei que problemas de pessoas que não fazem nada na faculdade era exclusividade das faculdades brasileiras. Eu realmente não entendo como podem pagar R$1500 em uma faculdade (faço Engenharia) e ficar falando a aula inteira, ou não ir pra aula, ou ficar fazendo qualquer merda em sala. Eu não sou um aluno exemplar em todas as matérias, principalmente porque meio que já defini para onde quero ir, e essas são as aulas que eu mais me empenho.

    Parabéns pelo texto, eu escrevi algo parecido algum dia já, mas nunca publiquei =P

  33. Tânia B. says:

    Correção: eu devia estar trabalhando, mas to lendo essa porra de blog 😛

    To no último semestre da faculdade e to ficando doida já. A impressão é que não sobra tempo nem pra respirar, de tanta coisa que tem pra fazer (né, TCC?).
    Mas esse “sacrifício” vale a pena depois. Já dizia Lance Armstrong: “Sofrimento e passageiro, desistir é para sempre.”

  34. Diego Matias says:

    Essa é a principal diferença de começar um curso com uma idade que não seja 17, 18 ou 19 anos. Depois que a gente tem responsabilidade, leva os estudos muito mais a sério.

    Se eu pudesse, cursaria minha faculdade de novo.

  35. Pedro says:

    Isso me fez pensar que eu devia estar estudando invés de estar lendo seu blog 🙁

  36. Iark says:

    Também já percebi que quanto menos tempo livre tenho, mais aproveito esse tempo. Ano passado fiz cursos de 2 idiomas durante as férias, eram umas 6 horas de aula por dia mais a quantidade imensa de tarefas de casa. Nunca estudei e aprendi tanto na vida. Agora to aqui na preguiça lendo blog….
    Força Kid, estamos esperando um post sobre sua formatura!

  37. Cara, única coisa que posso dizer é: Não desiste!

    Se começa algo, meta a cara e termime!

    Tempo o cara tem nos fins de semana e quando morre né?

    Sucesso!

  38. Rodrigo says:

    Admiro a maneira como você está fazendo sua vida correr. Parabéns.
    Quando minha vida chegar nesse ponto, foder-me-ei.
    E era pra eu estar estudando mesmo. Falous.

  39. Junior Pellin says:

    Pelo menos você tem força de vontade e a consciência limpa de quem está fazendo bem feito.

    Pelo texto me parece que você cansa mais o corpo do que a mente e isso é bom. O pior é quando a cabeça cansa, aí não tem jeito de ir pra frente.

    Abraço!

  40. razorb says:

    uééé marmitinha? achei que o ótimo nivel de vida canadense e seu salario permitiriam que você tivesse condições de comer fora! que coisa!

    e quanto ao cansaço, fica frio que acostuma. tá se sentindo assim por que foi um vadio a vida toda, mas o teu corpo vai se adaptar a vida mais “corrida”.

  41. Marcelo Omini says:

    Estou na completa vadiagem há seis meses, e em breve trabalharei das 8h~18 e farei pré vestibular das 19:00 as 23:30.

    Acho que vou saber uma parcela do que você sente, ainda mais trabalhando aos sábados.

  42. Tiago SephBlade says:

    Cara, lendo isso eu sinto até vergonha XD… Não faço faculdade justamente por medo de perder toda minha vida dividindo meu tempo entre o trabalho e os estudos… Quem sabe depois dessa eu não tomo vergonha na cara né =P !

  43. IzzyFan says:

    eu tenho prova de Farmacologia e de Genética amanha e estou sentado a 3 horas e só não fiz estudar…

  44. Letícia Sartori says:

    Você esta absolutamente certo nessa questão de “quem não tem tempo o aproveita melhor” eu vejo a situação aqui em casa. Minha mãe que sendo divorciada tem que cuidar de 5 filhos, trabalhar e ainda esta no 3ºano da faculdade de Direito tem as melhores médias da classe dela e se mata pra conseguir dar conta de tudo ao mesmo tempo, claro que as vezes alguma parte sai prejudicada mas no geral ela esta se saindo vitoriosa. Por outro lado eu, que estou no 3º ano do colegial e fico de 8 a 9h por dia na escola chego em casa -- em que não tenho praticamente nenhuma responsabilidade- e a última coisa que quero fazer é relar em um livro, mesmo sabendo que o vest. é mês que vem --‘ e epor fim o meu irmão mais velho que com as faculdades federais em greve esta em casa a uns 3 meses sem fazer nada praticamente --‘ quer dizer… cada um sabe onde a coisa pega, mas…. Saber dar valor ao seu tempo é algo difícil e que só aprendemos na marra mesmo.

  45. Gabrielle says:

    Em 2009 eu passei na Etec, e minha rotina virou um inferno de tanta coisa pra fazer.
    Era Médio das 7h ao 12h20, depois Etec das 13h até às 18h e inglês das 18h20 às 20h10. E ainda jogava vôlei das 19h às 22h em dias intercalados com o inglês. No final desse ano eu tava quase tendo um piripaque. Mas valeu a pena. Me sentia melhor do que agora, que eu só vou pra faculdade três vezes na semana e não trabalho. ):

  46. Ohana says:

    Pra mim era o contrário. Acordava 7 da manhã pra ir trabalhar, voltava pra casa só 00h da faculdade e era a pessoa mais desmotivada do mundo 🙁 Fazia tudo super nas coxas e tals. Quando arrumei um estágio, e consequentemente comecei a trabalhar menos, minha vida ficou bem mais produtiva!

  47. Gabriel says:

    coincidentemente , acabei de entrar nessa vida também Kid.Só que estou tendo imenso problemas para me adaptar, pois meu sucesso na faculdade não tem sido asism tão grande.Mas estou vendo se esses ernergéticos tem efeito para que quando eu chegar as 21h em casa eu tenho energia para estudar por 2h e acordar as 5h40 da manha e ter forças para aguentar o metro lotado até o trabalho.

    Bom, acho que esse post não teve coerencia , mas boa sorte aí!
    Abraços!

  48. lully says:

    O único problema é ter sono demais e dormir no ônibus, dormir nas aulas e no trabalho (e é óbvio que é aquele cochilo nocivo, que não ajuda em nada).
    Não ter tempo de descansar ou se distrair pode ser péssimo também :/

  49. Marcio says:

    Sua motivação me fez sentir envergonhado de levar os estudos na brincadeira.

  50. Saraiva Jr. says:

    Aqui a gente tem um nome pra um cara que estuda da forma que você está relatando: Pêlêgo (isso mesmo, quando o cara é MUITO caxias existe uma exceção á regra do português permite o uso de dois acentos circunflexos na mesma palavra).

    Rsss

  51. Felipe says:

    Eu deveria estar estudando, mas estou no banheiro cagando e lendo esse texto

  52. Magno says:

    Caralho Izzy, valeu. To indo estudar agora!

  53. n7 says:

    Então deixa eu começar perguntando, se é pavê ou pacomê? Quando eu comecei a trabalhar “de verdade” (carteira assinada), tinha acabado de entrar na engenharia. Mesmo assim, resolvi incluir mais um curso superior, sem desistir da graduação ou de fazer alemão aos sábados. Terminei tudo isso. Mais recentemente, tava de bobeira, só trabalhando, aí resolvi fazer outra faculdade. Aí, no meio do caminho, comecei a fazer também uma pós, já que a empresa ia pagar. A coisa “a mais” nesse período são os meus dois filhos -- avalio que não eu não fico/fiquei devendo atenção/carinho a eles.
    (não, hoje em dia não falo alemão nem atuo como engenheiro, mas enfim, isso serve p/ mostrar que estou longe do “você é foda”)

    • n7 says:

      E sim, “falta de tempo faz você usa-lo de forma muito mais eficiente”: lembro de estudar sempre que um professor demorava a chegar em sala, nos deslocamentos, quando o trabalho ficava mais ocioso… E virava “referência” na hora das provas. Esqueci de dizer que antes de terminar a engenharia passei em um concurso, como técnico, que hoje em dia me deixa tão confortável que eu não me coço em fazer um p/ nível superior.
      (agora, é só esperar aparecer outro tio p/ dizer que isso é lorota, ou então que eu sou bipolar!)

  54. Tad says:

    Sei bem como é, quase 28 anos como estudante, dos quais os três últimos tem sido a tentativa de conciliar doutorado e trabalho, na verdade li o texto enquanto espero o resultado de uma análise da pesquisa…

  55. Pedro Papadópolis says:

    Isso já faz uns 5 anos, o que é ainda mais impressionante… então..eu fiquei boquiaberto quando eu vi um guri que parecia o The Flash…ele era muuuitooo rápido…e fazia umas 4 ou 5 coisas em conjunto no pc dele..imagino ele hoje detonando geral tudo! sim, é super possível tudo que o Izzy faz. Deixa ele ofegante, deixa, um pouco. Mas ele se vira muitissimo bem!

  56. Cléio Sousa says:

    Cara, eu estudo e trabalho, porém onde trabalho consigo ter tempo e liberdade para fazer a maioria dos meus trabalhos da faculdade, o horário do meu curso também é bem suave, das 18:00 às 20:30, mas mesmo assim é muito cansativo.

  57. David Augusto says:

    Bem, tive os mesmos pensamentos quando precisei trabalhar+universidade , todo dia das 6h às 23h, mas acabei me acostumando. Agora que estou quase terminando a universidade, e passo a noite livre, estou estudando para uma nova graduação, do jeito que eu realmente quero.

  58. Paulo Salum says:

    Pior que amanha tenho prova de Calculo 1 e to aqui mesmo. mas ontem fiquei até 4 da matina estudando, então ta sussa.

  59. Erick Ibernon says:

    Po izzy muito maneiro ver que você está se esforçando em algo digno.Estou com vinte anos hoje e essa correria meio que virou rotina pra mim. Desde os 15 anos que tenho que trabalhar e estudar, não por obrigação e sim por opção. Se eu não trabalhasse eu não teria dinheiro pra pagar um pré vestibular e sem o pré talvez eu não tivesse na faculdade hoje. A gente só vê a recompensa desse suor todo muito a frente. Eu vejo hoje e não me arrependo das noites mal dormidas ou dos finais de semana em coma. rs. Boa sorte