Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Altas expectativas e decepção

Postado em 6 July 2008 Escrito por Izzy Nobre 107 Comentários

O fenômeno é antigo, mas eu só fui entender recentemente.

Se você participa de alguma comunidade virtual (fóruns, listas de discussão, canal de IRC, bate papo da UOL, seja lá o que diabo for), você já deve ter presenciado o ódio nerd resultante de más adaptações cinemáticas de quadrinhos.

Aliás, nem precisa ser necessariamente uma adaptação ruim – basta uma decisão duvidosa na escolha do elenco, ou omissões/adições injustificadas no canon do universo das histórias, e pode ter certeza que milhares de nerds ao redor do mundo estarão choramingando e prometendo que jamais passarão perto de um cinema que esteja exibindo o filme (o que é sempre uma mentira, já que os pobres geeks não conseguem resistir àquele anseio enrustido de ver seus personagens favoritos em carne, osso e spandex).

Tamanha choradeira por causa de um filme é um fenômeno à primeira vista patético, e que leva você a indagar quando teria sido a última vez que um participantes desse tipo de gritaria internética teve a esperança de um dia perder sua virgindade. Sob análise mais cuidadosa, esse tipo de comportamento se torna mais que compreensível. É a única reação que alguém poderia exibir quando vê uma história/personagens que ele tanto gostava sendo destroçada pelo bem maior – o enriquecimento dos responsáveis pela produção.

Nos últimos meses me tornei um nerd de quadrinhos. Como já comentei antes, era um “sonho” que eu acalentava há anos, e em outubro passado resolvi deixar de ler sobre os heróis apenas na Wikipédia e passei a investir em quadrinhos.

Como todo colecionador bicha, não perco a oportunidade de orgulhosamente exibir minha coletânea, e aí está:

Foto grandona aqui, caso você queira saber que revistinhas eu tenho especificamente.

Então. Quando alguém se torna fã de uma determinada história ou personagem, é muito difícil não experimentar um sentimento de “propriedade” sobre a obra. Esse é o SEU personagem favorito, aquele cujas aventuras você acompanha todo mês, e ai daquele que pegar o material e cagar em cima dele em troca de uma bilheteria de algumas dezenas de milhões de dólares no primeiro fim de semana.

Assistir Iron Man foi diferente de assistir qualquer outro filme. Por ser meu super herói favorito, eu sou inevitavelmente mais crítico em relação à adaptação, e me “relaciono” com a história num nível mais pessoal. É difícil explicar, você teria que ser fã de alguma coisa pra entender o laço emocional.

Esse é o problema – quando nos tornamos fãs de um certo material, a expectativa pra qualquer produção derivante dele se torna muito alta. Mesmo que a continuação seja boa, você não estará satisfeito, porque estava esperando mais. E como quase sempre as continuações carecem da qualidade do original…

Como mencionei há pouco tempo, eu li recentemente Rendezvous With Rama, e me apaixonei completamente pelo livro. Desde que eu era pivetinho lendo Monteiro Lobato não me enfiava com tanta força em um universo literário fictício. Temos outros fãs do livro por aqui, além do Cardoso?

Olha Rama aí. Pra quem não entendeu a imagem, é o seguinte – isso aí é essencialmente uma superfície planetária envolta (ou seria “envolvida”?) nas paredes internas de um cilindro. A faixa azul no centro é um mar, que eles chamam de Mar Cilíndrico. Os aglomerados cinzas são “cidades” (ao menos, é isso que os astronautas acreditam que eles são). O negócio tem um diâmetro de 20km, ou seja, o “teto” – que na verdade é um chão também – fica beeeeem alto no céu. Se é que você pode usar a palavra “céu” dentro do cilindro.

O cenário é muitíssimo intrigante, e há bastante explicações científicas dando embasamento à história, tornando o livro essencialmente obrigatório pra gente que curte uma boa ficção científica, como eu e o Speed Racer. O desenvolvimento dos personagens é consideravelmente superficial, mas você não consegue dar importância a isso porque Rendezvous With Rama não é sobre os astronautas – é sobre o cilindro.

E o livro termina com uma frase misteriosa que é essencialmente um soco de direita bem no seu estômago, te deixando completamente tarado pela inevitável continuação da obra.

E aí entra Gentry Lee, o “co-autor” das três continuações de Rendezvous. O termo “co-autor” está entre aspas porque qualquer pessoa que tenha lido alguma coisa do Clarke nota logo de cara que o estilo das continuações é completamente diferente. Enquanto Clarke é bastante conciso e aborda nada além dos dados científicos que tornam suas obras tão interessantes pra nós nerds, Gentry é verborrágico ao ponto do tédio, e seus livros parecem mais focado nos dilemas pessoais dos personagens do que na ficção científica que dá nome ao gênero do livro.

Eu não tenho a quem culpar. Praticamente todas as resenhas dos outros livros deixaram bastante claro que elas não fazem jus ao livro original, mas isso me impediu de comprar todos os outros livros no mesmo dia que terminei Rendezvous?

Comprei de qualquer forma, na esperança de que algum resquício da magia do original teria sido retida, e que por mais sofrível que a história fosse, uma revisitagem a Rama deveria fazer valer a leitura.

Amiguinhos… nem sem como expressar minha decepção. Pra você ter uma noção da enrolação do negócio, no primeiro livro os cientistas aterrissam em Rama na página 14.

Em Rama II, isso não acontece até a página 108.

E o que é pior, TODO o conteúdo anterior foi preenchido com dilemas pessoais absolutamente retardados enfrentados pelos astronautas ainda na Terra, me fazendo perguntar o que diabo Lee estava pensando quando decidiu que um leitor de ficção científica dá a mínima pro caso extra-conjugal de um dos exploradores espaciais.

Se aquelas cento e cacetada páginas extras trouxessem alguma coisa relevante à idéia da expansão espacial humana (que o primeiro livro detalha com maestria e concisão), ou revelasse o que aconteceu com os cientistas do primeiro livro, eu não estaria reclamando. Acontece que o foco do segundo livro é exclusivamente os insossos personagens, e foi com isso que o autor ocupou todas os capítulos (pelo menos até onde li).

Enquanto o primeiro livro abordava diretamente o cenário do planeta Terra e a sociedade humana no século XXII, e a exploração do cillindro logo após disso, Rama II se ocupa com os dramalhões românticos entre os astronautas. Por mais de CEM páginas. E olha que tou no comecinho do livro ainda.

Eu tava hoje no trabalho lendo o troço sem acreditar nos meus olhos. Naquelas cento e tantas páginas, não parecia que eu estava lendo um livro de ficção científica. Parecia que eu tava lendo um daqueles romances baratos que se encontram em livrarias de aeroporto. Foi, sem nenhum exagero, revoltante.

Pergunto novamente – por que esse infeliz achou que o público do primeiro livro gostaria de ser entretido com longas ladainhas a respeito dos problemas pessoais dos astronautas? Teria Gentry Lee levado as críticas sobre personagens superficiais muito a sério, e acabou errando pro lado do extremismo? Como já foi falado, apesar das continuações trazerem o nome do Arthur C. Clarke, ele teve pouquíssima influência no livro. Um título mais honesto teria sido “Escrito por Gentry Lee, baseado no universo criado por ACC”.

E agora PRECISO continuar lendo, porque já comprei os três livros e preciso ao menos chegar ao final e ver o que acontece. Mas algo me diz que eu vou apenas me decepcionar ainda mais.

Bom, ao menos o filme baseado no primeiro vai chegar em 2009, e com alguma sorte ajudará a tirar o gosto ruim dos outros livros. Só espero que não façam o que a Sierra fez em 1996 com Rama The Game – ou seja, mesclem a história do primeiro livro com o segundo.

Eu devia ter feito o que tantas resenhas no Amazon recomendaram – leia Rendezvous With Rama, finja que não houve continuações, e depois leia-o de novo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: Vida maldita

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

107 Comentários \o/

  1. krain says:

    PRIMEIRASSO AEAEAE

  2. krain says:

    PRIMEIRÂÂÂO AEAEAE

  3. Colin Clark says:

    entre os 10 xD

    tah bom hehe

  4. Kid says:

    PRIMEIROSÍSSIMO

  5. Valmir says:

    Top 10, meu melhor resultado até agora.

  6. Anonymous says:

    Top 10

  7. Anonymous says:

    Ah, sim.
    Lí o post.

  8. Cassiano says:

    Kid.. você já deu chance de ler algum mangá??

  9. Auê, a decepção da adaptação… todos nós sofremos isso, parece que faz parte da vida de fã. Ô vidazinha miserável…

    Esse é mais um que vai pra lista dos “a comprar(e ler)”. A propóstio, ainda tenho que achar o “Visões de Robôs”…

  10. Kayaphas says:

    pow…agora eu to curioso pra ler esse livro ae (o primeiro!! o primeiro!!)
    foda é q tendo andado com uma falta de vontade enorme de fazer qlq coisa…inclusive to com um livro parado aqui, que planejava ler durante as férias da faculdade, chegando do trampo….

  11. Argus says:

    Bom, é em menor escala, mas quem já leu todos os livros da série Mochileiro das Galáxias sabe que o final é… tipo… “hã?”.

    Poisé.

    Então, a última edição brasileira de Rama saiu em 1998 e tá esgotada. Só em sebo. Estamos fodidos 😀

  12. fah says:

    ta ta… 16º

    e tambem lí..

    e fiquei com vontade de ler essa porra

  13. guifig says:

    Eu voto em concurso que dê como prêmio o 1º livro.

  14. danger says:

    primeiro a comer o anus do Dan!

  15. Marco says:

    Concordo com o @guifig xD

    A Amazon entrega no Brasil…

  16. guifig says:

    @Marco

    Acabei de comprar um lá. 🙂

  17. Daniel says:

    Anunciaram a adaptação de Rama (o primeiro) pro cinema pro ano que vem.
    David Fincher na direção.
    Expectativas lá em cima!

  18. guifig says:

    @Daniel:
    “Bom, ao menos o filme baseado no primeiro vai chegar em 2009, e com alguma sorte ajudará a tirar o gosto ruim dos outros livros.”

    Leu o texto mesmo?

  19. Israel Nobrega says:

    Top 100

  20. Thito says:

    vo esperar o filme então 🙂

  21. p says:

    e o hbdcast?

  22. Motta says:

    porra, se o kid n falou nada sobre o HBDCAST, eu achoq eh pq n vai rolar agora de novo neh?

    Se sair sexta q vem vai ser bom e tal, mas essas porras dão um trabalho miserento ;/

    E eu já to agoniado com esse livro… Eu não acho de jeito nenhum por aqui. Já fui em uma pá de livrarias e nada…

  23. Guile says:

    A foto do maldito cilindro nem carrega mais aqui no meu PC, ja ta no cache.
    3º post que você escreve sobre essa merda, e nada do hbdcast…

  24. henriquephil says:

    AEEEEEEEEEEE QUAASE
    amanha eu leio
    boa noite =]

  25. Weslly says:

    6 ¬¬

  26. Geek In The Pink says:

    Cara … se fudeu.

  27. Hyrius says:

    Eu queria um boneco do WALL-E também… 🙁

  28. Lorrene says:

    Já sei que não devo comprar os outros. Acho que Clarke queria dá dinheiro para esse doido fazendo assim: “Ninguém vai comprar se você assinar essa bosta, eu assino, vc entra como co-autor e dividimos a grana”, brincadeira. Acho que foi algum esquema escroto da editora que obrigou a Clarke assinar essa merda.

    Será que esse diretor se anima a faz a continuação da Odisséia? Queria ver também As Cidades e As Estrelas numa adaptação.

  29. HunterDog says:

    Só você e o Cardoso são fãs do livro?! ¬¬
    da pra ver que você não lê todos os comentários…

  30. rcrd says:

    deu vontade de ler o livro. O primeiro… hahah

  31. Kid says:

    @Hunterdog

    Ler todos os comentários != lembrar de todos os comentários. Você sinceramente espera que eu lembre o que cada um de 100+ leitores comentam todo dia? :/

  32. Caio says:

    Comprei o primeiro livro num sebo virtual sexta passada. Deve chegar em casa nessa semana!

    Pelo visto eu vou gostar muito do livro, e depois dessa “resenha”, nem vou me preocupar de comprar os outros 3!

    Se alguem quiser comprar o livro em sebo, eu comprei no estante virtual, e foi só 15 reais o/

  33. Ouvi dizer que as duas continuações de Blade Runner são a mesma coisa: uma porcaria. O co-autor pegou um erro de continuidade do primeiro livro e desenvolveu a trama em cima disso. Não que faça diferença pra mim, já que não curti tanto assim o primeiro…

    E fiquei bem curiosa pra ler esse livro aí.

  34. Dan says:

    Typo senhor ..corrija ai:

    Amiguinhos… nem sem como expressar minha decepção.

    que o autor ocupou todas os capítulos (pelo menos até onde li).

    @Argus

    Cara ..tem uma pequena diferença ai ..o Guia do mochileiro das galáxias FOI TOTALMENTE escrito pelo Adams ..não teve uma ‘co-participação’ desastrosa ..

  35. Fernando says:

    “E o livro termina com uma frase misteriosa que é essencialmente um soco de direita bem no seu estômago, te deixando completamente tarado pela inevitável continuação da obra.”

    Desculpa, qual é a frase??

  36. HunterDog says:

    @Kid

    é deixa pra lá… no último post só chamei atenção pelo fato que você não ter mencionado até agora que o primeiro livro foi lançado aqui no Brasil pelo nome de “Encontro com Rama” isso facilita bastante para aqueles que não tem muita intimidade com o inglês ^^

    Embora eu não tenha me interessado pelos outros livros, sei que outros dois foram lançados pelos nomes de “A revelação de Rama” e o “O Jardim de Rama”.

  37. NeO says:

    Puta vida hem kibe, você não consegue ser o primeiro a comentar no seu próprio blog… fim de carreira hem!

  38. Alexandre Melo says:

    Tem top10 de chatos nos comments?

  39. Alexandre Melo says:

    Agora falando sério, tô lendo o primeiro Rama e é fodástico. Tô curioso de ler o segundo mas tô com medo depois da resenha do quide.

  40. Argus says:

    @Dan verdade. Mas, admita, o final foi broxante. Ou pelo menos deixou tudo muito “no ar” e tal.

  41. Gustavo B. says:

    Como o assunto é um dos meus preferidos, vou deixar meu voyeurismo habitual para fazer a seguinte pergunta: o livro é tão fodástico que valha a pena lê-lo? Ou seja, se você pudesse voltar no tempo (ou esquecer a história), leria de novo, mesmo sabendo que a continuação é um lixo? A pergunta na verdade é: o livro eh assim tao incrivel que, mesmo tendo um final que pede uma continuação, vale a pena a frustração de “nao haver” continuação?

  42. M says:

    é uma pena como conseguem estragar algo tão bem feito com uma continuação digna de novela mexicana.

    e o pior que mesmo que você releia o primeiro livro trocentas vezes e só ele, a lembrança de como continua a história fica como uma assombração na sua cabeça.

  43. Speed Racer says:

    Fui citado pelo quibe!!! Até molhei a calcinha.

    Com isso fiquei MUITO tentado a ler o famigerado. Vou ver se encontro um e-book. Estou muito longe dos meus Sebos para procurar o livro em papel mesmo. Fora que por aqui deve ser impossível encontrar. No original em inglês, então, nem se fala.

    Ah, NÃO farei como você. Irei ignorar as continuações.

  44. Fivioq says:

    Ainda nao consegui entender a porra da foto

  45. Dan says:

    @Argus

    Isso sim ..mas a intenção do Adamns foi essa mesmo ..na minha opinião ..e confessa vai ..a obra inteira vale por qualquer final que ele pudesse colocar 😀

  46. Dan says:

    Adams* !!!

  47. anonimous says:

    @Anonymous

    esse blog eh pequeno d+ pra nois dois

  48. Renato" Filho says:

    E o HBDCast? Acabou pra sempre?

  49. Argus says:

    @Dan lógico, né. Por isso que no primeiro comentário eu botei “em escala menor”.

  50. SyncroPC says:

    Fã de RAMA com certeza, meu pai sempre foi viciado em ficção cientifica e passou isso pra mim, se dependesse dele eu teria aprendido a ler com Rama, Fundação e 2001.
    E concordo absolutamente Kid, Rama II é um desastre, eu li Encontro com Rama várias vezes, mas o II é insuportavel, li uma vez, mas foi um custo e nunca mais peguei no livro de novo…

  51. SyncroPC says:

    Pra constar, a edição q eu leio é de 1976 =S, tenho quase certeza q é a primeira.

  52. Dan says:

    Ai Kid ..vi isto aqui e lembrei de você na hora! (não me refirindo que você é assim ..mas em relação ao povo que é como dito por exemplo no post passado sobre os ‘blogs-de-alugel)

    http://images.encyclopediadramatica.com/images/2/23/Seriously.png

    Isso ai ilustra a galera que fica p da vida por bobagens na internet lol

    🙂

  53. Robson says:

    @Caio
    AE CARA! VLW! finalmente axei!!! 15 reáu tbm.

    @SyncroPC
    o meu q ta vindo ai eh de 73 cara… axo q o teu eh segunda edicao 😛

  54. JRomão says:

    Eu costumo comparar essa paixão toda com a paixão de brasileiro com futebol. O que um fanático sentiu na final da copa de 98? É a mesma coisa que um nerd sente ao ver demolidor com Ben Affleck, ou Hitman com aquele latino bizarro.

  55. SyncroPC says:

    @Robson

    Sério? Foda!
    Mas é o original em inglês ou tradução? pq a data de lançamento original é 1973 mesmo. (Algumas fontes dizem 72, embora o meu livro diga q o copyright é de 73)
    O meu é tradução, como primeira edição eu quis dizer da edição brasileira mesmo.

  56. fah says:

    15 reaus???

    acho em sebo??

  57. Robson says:

    @SyncroPC serio de cum força. e em portuga… vai entrar na minha colecao de “livros q num vou dexar serem eskecidos”, e num posso esperar q toda minha prole venha a sacar de ingles muito cedo…

    @fah sim, em sebo… rede de sebo virtual, acabei de conhecer gracas ao @Caio, http://www.estantevirtual.com.br

  58. lipsman says:

    tem como vc falar sobre esse tal de civil wars ??

  59. jrobsonsf says:

    Robson testando o ‘avatar bonitinho’..

  60. Lars says:

    Eu não terminei de ler ainda mas já preciso comentar algo, eu simplesmente fico cada vez mais fã desse blog quando leio observações do tipo:

    “Tamanha choradeira por causa de um filme é um fenômeno à primeira vista patético, e que leva você a indagar quando teria sido a última vez que um participantes desse tipo de gritaria internética teve a esperança de um dia perder sua virgindade.”

    Estou rindo muito disso.

  61. Daniel says:

    @guifig

    Ops, passou em branco essa parte pelo jeito.
    🙂

  62. Nacho says:

    Vc falou tanto desse livro que eu encomendei ele ontem, em inglês mesmo porque está esgotado na editora aqui no Brasil.

  63. Patie says:

    Merda. Agora TEREI que ler esse livro, porque fiquei com muita vontade.
    Kid, sabe se tem tradução pro português?
    Meu inglês não é tão ruim, mas, pra termo de ficção científica acho que ele não serve, não.

    …mas nem vou ler as continuações, não.

  64. Patie says:

    P.S.: Impressão minha ou eu sou uma das únicas pessoas do sexo feminino que lê este blog? (até pouco tempo nem comentava, comecei recentemente ahahhaa)

  65. Rosbon says:

    @Kayaphas vlw a iniciativa cara 🙂
    mai eu numn troco por isso um bom livro de papel, aindas mais se tiver cheirando a velho

  66. Kayaphas says:

    @Rosbon
    eu tb prefiro kra…mas isso aih eh pra quebrar um galho…

  67. Lorrene says:

    @Patie

    Eu tb leio há anos e somente no último mês resolvi comentar. Mulher sempre foi minoria no mundo nerd. Eu estudo computação, minha turma começou eu e mais 2, só tem eu e outra menina agora.

  68. Matheus Perini says:

    Boa kid, mais um bom texto como sempre…

    A sua descrição do livro deu muita vontade de ler, pena que o tempo ta curto, se não ia comprar.

    Esperando pelo próximo HBCast 😀

  69. Fernando says:

    Qual é Kid, mostrar que os personagens são humanos e tem problemas é legal.
    Pra mostrar que astronautas são gente, e quem se interessa por sci-fi também se interessa por psicologia. hahaha

  70. Fernando says:

    Enfim, nunca li nenhum dos “Rama”, mas terei o nome em mente e verei se saiu aqui por essas bandas.

  71. Robson says:

    @Kayaphas eu si cara, so keria dar minha opniao 😛 -- to roendo o sabugo dos dedos esperando o livro XD~

  72. Thito says:

    porra kid, culpa sua! Eu odeio ler livros mas senti uma vontade de ler esse livro, agora to lendo aqui!! carai mesmo! te odeio ahahau

  73. anonimous says:

    baixei a versão em português mais eu ainda num acredito q um consolo gigante espacial com um planeta dentro pode ser TAAAUMM interessante… caralho quide… falo tanto nessa merda q eu vo te q ler…

  74. danger says:

    dan gay

  75. Dan says:

    @danger

    heauheaueahueah!!!

    hãhã ..meu nome é danger e eu tenho 10 anos ..dãã ..meu pai é melhor que o seu ..hããã-hããã

    fulano é gue-eeii ..hãhã

  76. Dan says:

    Chega a ser engraçado de tão ridículo hahahah 😀

    Você me diverte cara 😀

  77. Kayaphas says:

    @Danger/Dan

    menas…

  78. Fernando says:

    Kid Marvete!

  79. biohazard says:

    Começei a ler o livro as 11 e pouco agora são 1:51 e li 28 capitulos, muito bom, terminarei amanhã…

  80. bianca says:

    Po finalmente tomei vergonha n acara e deixei de ser leitora assídua, mas vouyer XD.,..,

    pois é kid, sei bem como é isso de se decepcionar com adaptações…Ver “O código da Vinci” nas telas foi decepcionante… e o pior é saber que nao é o unico livro que foi destruido nas telonas…
    Não consigo lembrar de livro que a continuação foi desastrosa…
    Se vc gosta de histórias medievais, le a coleção “em busca do Graal” do Bernard Cornwell. São três livros que gostei muito, se ler, depois me diz o que axou.
    té mais o

  81. Tiago Mesquita says:

    EU saí do CEFET realmente há um bom tempo. Mas eu fiz só o ensino médio lá. Hoje eu faço medicina. Nada a ver com a carreira técnica. Enfim, não sei nada sobre a tua turma. Mas o post tá muito bom. Valeu!

  82. Dan says:

    @Kayaphas

    Cara ..se for pra falar nada com nada e ajudar menos ainda, é melhor não se meter ..

  83. danger says:

    viu como esse dan eh louco alem de fornecer o loló dele para os machos da rua?

  84. patty says:

    vc tem o wall.eee, ele é mmto fofo!
    =]

  85. Argus says:

    @Kayaphas: “menas” foi foda, hein?
    @Dan: cara, rebatendo desse jeito, tu só piora a situação :B

  86. biohazard says:

    Mais 2 horinhas de leitura e acabei o livro. Sem palavras, espero que o filme seja tão bom quanto e ao contrário do kid não vou perder tempo com as continuações, como vc mesmo disse, leia o livro e finja que não houve continuações..

  87. Anon says:

    DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU DESU

  88. Kayaphas says:

    @Dan
    fica bravo não ow…

    @Argus
    foi proposital..num briga comigo x(

  89. PurpleLine says:

    Lembrarei disso quando for comprar o livro.

  90. Milhouse says:

    Wow, quando voce começou o texto, citou super horóis marvel e colocou a foto de uma revista da série civil war, tudo isso em um mesmo paragrafo em que continha a palavra ‘decepção’ eu realmente pensei que seria um spoiler sobre a série que me faria te amaldiçoar pelo resto de minha vida.

    Mas ainda bem que não foi e posso continuar lendo essa série maravilhosa sem peso na consiencia 😀

  91. Equilibrium says:

    É muito engraçado o Kid chegar nos comentários com esse “PRIMEIROSÍSSIMO” dele estando em quinto.
    A respeito do livro Encontro com Rama, procurei ele neste fim de semana e não encontrei, tô com ele aqui como eBook, mas resistirei até o fim(ou não). Lí recentemente Neuromancer de William Gibson, já leu?

  92. Dan says:

    @Argus

    Tu tem razão ..mas eu fiquei puto porque o cara fica la que nem tonto zuando, achando que é lindo quando parece meu sobrinho de 9 anos ..fui zuar ele e o outro chega falando ‘menas’ ..se não for pra ajudar ele não precisa se meter também ..LOL

  93. Caio says:

    O livro chegou ontem em casa! O estante virtual funciona que é uma beleza.

    Livro bem velho, com cheiro de guardado. Segunda edição do livro, não achei data no livro, mas ele deve ser de 75, no máximo 80.

    O único problema, que vai me fazer ir atráz de uma versão em inglês:
    A tradução. Já encontrei 3 palavras que não entendi o significado. Em 75 eles deviam ter algum.
    Que raios é uma “bicheira no céu”. catso.
    O google me diz que bicheira é a doença de cachorro, A mosca bota ovo no cachorro, e aquilo lá depois que nasce chama bicheira. Lindo.

    Além de certas partes estarem um pouco confusas.

  94. danger says:

    Dan lambeu meu penis

  95. Koji says:

    fiquei com vontade de ler o livro ¬¬’

  96. Maria Victória says:

    nem li o post, só fiquei olhando o action figure do wall-e
    EU QUERO AQUILO FDJSNFGSD

  97. samura says:

    Tbm sou colecionador compulsivo..no começo eram só mangás, mas agora descambei com os comics da Marvel. Alguem tá lendo WWH?

  98. avatarx says:

    so pra chegar no 100!!!!!

  99. PF says:

    Comprei.

    Agora é arrumar tempo pra ler.

  100. solange says:

    Kid, li Encontro com Rama devido a este post, me encantei com o livro, tive a mesma sensação com a continuação, não passei da página 68

  101. e continuamos esperando o filme de Rama….

  102. Lucas says:

    Caramba, o post é antigo e concordei 100% com o Izzy Nobre agora, após ler os 4 livros. Realmente, o segundo livro é um pé no saco monstruoso, eu pulei várias páginas que explicavam picuinhas e sentimentalismos dos personagens. São histórias paralelas que nada adicionam ao enredo principal. Mas, vencida essas páginas de tédio o negócio pega fogo. O segundo livro é o pior de todos, mas o terceiro é o ápice. O quarto também é bom e a história é fechada com chave de ouro. Acho que nesses o Arthur C. Clarke assumiu o negócio e a coisa andou como deveria. Recomendo a todos vencer esse tédio do segundo livro e ir em frente que vale a pena.

  103. […] (Autor famoso emprestar o nome pra ir na capa de livro escrito por outro zé ruela é algo que me traumatiza, aliás. A série Rama que o diga!) […]

  104. Wagner says:

    Acabei de terminar a quadrilogia RAMA. Confesso que adorei o 1º, 3º e 4º. O segundo livro, confesso que o final é muito emocionante, mas ele viaja muito no início falando dos personagens. O final da quadrilogia é deixar a gente pensando o nosso papel no universo. Da pra fazer dois filmes com os quatro livros: um para o primeiro livro e outro com o resumo dos outros três.