Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Daily Vlog: A polêmica do Gerald Thomas!

Postado em 13 April 2013 Escrito por Izzy Nobre 56 Comentários

Olhaí um vlog novo, turma! Vamos assistir juntinhos aí:

Como sempre, imploro: deixe joinhas, favorite, espalhe o vídeo entre seus amiguinhos pra ajudar essa porra a crescer. Quanto mais feedback um vídeo recebe, mais empolgado eu fico pra criar mais. Não te custa nada, porra! 😀

Caso você prefira assistir no youtube (até porque é só lá mesmo que você pode deixar joinhas e tal), basta clicar aqui!

Grato e tenha um belo dia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: vídeo

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

56 Comentários \o/

  1. Luis Felipe says:

    Obrigado pelo esclarecimento, Kid. Keep it up!

  2. rapagao says:

    então eu desafio a mulherada andar seminua a noite em lugares estranhos sem ngm ajudar se nao acontece nada realmente

    • Izzy Nobre says:

      Se você viaja e deixa a casa desprotegida, sem um cachorro, sem um alarme, está justificado aquele que assalta-la?

      • rapagao says:

        eu digo que justifica, se eu quiser ser roubado eu alugo um carrão com um sonzao pra todo mundo ver e saio andando com um relogio de ouro maciço com o braço pra fora. mulher andando com essas roupas, meliante cresce o zoi.

        • Izzy Nobre says:

          Aí que tá: quem define os parâmetros da justificativa NUNCA É A VÍTIMA. É o agressor. É ele que arbitrariamente decide o que justifica a parada.

          E o menino de rua que te rouba julga justo porque ele não tem condições, porque apanha da polícia, porque mora na rua, etc etc etc. Isso justifica? Não. Mas na cabeça do agressor, justifica.

          • rapagao says:

            quero ver quem rouba meu tio e seu incrivel fuscao. se eu andar dessarumado em um carro velho, é mais facil me darem alguma coisa que roubarem? o desafio está de pé ai pras feministas, menas as feias. no brasil vc nao pode nada a + que vao lhe roubar, ate o pito dos pneus

  3. Marcos says:

    Kid,
    A mulher em questão é uma puta de luxo que só libera se o “cara” for rico ou pagar R$ 5.000,00 pela bimbada. Esse tipo de mulher está à caça de um trouxa (tipo… jogador de futebol bem-sucedido) pra fazer um filho com esse cara antes dos 35 (depois disso ela não terá mais nenhum valor nem para o Pânico, nem para ninguém), ganhar uma pensãozinha de R$ 20.000,00/mês e viver disso sem trabalhar na vida. Tipo: Luciana Gimenez e demais.
    É uma desprezível. Merece isso mesmo. Se ela estivesse trabalhando decentemente (feito uma faculdade, por exemplo) não receberia esse tratamento.
    O que ele fez pode ser ilegal, mas o papel dela na sociedade brasileira é imoral. Ilegal x Imoral??? Voto no ilegal.

    • Victor says:

      Quer dizer que só porque ela é puta, ela merece ser estuprada? Já ouviu falar a famosa frase: “Eu danço sem calcinha porque a buceta é minha? Não é só porque ela dá pra todo mundo que você pode forçar ela a fazer sexo, ou vir um cara e passar a mão contra a vontade dela.

    • Victor says:

      Aliás, o seu argumento de ilegal x imoral ganhar o ilegal demonstra o quão infantil você é, a vida em sociedade só pode existir através das leis, você vem e fala que estupro prevalece sobre imoralidade? (aliás, imoralidade na sua cabeça retrógrada, esse conceito de imoralidade nada mais é que uma construção social, afinal de contas em diversos países é considerado absolutamente normal mulheres tomarem banho de sol sem a parte de cima do biquini)

      • Marcos says:

        Ah, eu não vi no vídeo estupro nenhum… talvez vcs viram o vídeo até o final e assistiram à “cópula”, né???????
        O que eu vi foi uma piranha que em TODOS os programas sai zuando todo mundo por causa das mínimas roupas, constrangendo até pessoas de bem com um esfrega de bunda e buceta na cara de homens e mulheres, etc…
        Quando ela foi fazer isso com um cara pra lá de escolado, o cara devolveu na mesma medida que ela costuma fazer. Tentou ela contranger o cara e ele é que constrangeu a puta, no mesmo nível de “pseudoliberdade” que ela dava. O problema é que ela ACHA que pode zuar com todo mundo, mas ninguém pode zuar com ela.
        PUTA METIDA e APELONA!!!
        E vcs se babam todo pra defender uma vadia dessas. Se fosse a mãe de vcs fazendo esse tipo de programa, se ofertando pra qualquer um que pagar R$ 5.000,00 por noite, vcs ficariam orgulhosos, né??????? Pq “ela tem que ter respeito”… Mandem suas parentes dançar sem as calcinhas nas festas de família, então, ô bando de liberais pau-no-cú!!!!! Vcs vão adorar o que a sociedade vai pensar de vcs…
        Ah, e, finalizando, as leis TEORICAMENTE advém do comportamento moral de uma sociedade, antes de tudo. Países como a Inglaterra, por exemplo, têm poucas leis escritas e a maioria das “leis” é o comportamento social e moral da própria sociedade. Então, medíocres, A MORAL está ANTES das leis. A MORAL é o PILAR das leis, é a ORIGEM das leis. As leis são OS FRUTOS da moral da sociedade.
        Então… o que é mesmo mais importante?
        Estudem, cambada de IGNORANTES da T.V, modernets sem conteúdo…

        • Anderson says:

          se tu fosse tão estudado, saberia que ela estava realizando a sua atividade profissional, e se ela cobra por fora pra dar, problema é dela não é teu… isso não dá o direito a ninguém de tocar nela se ela não permitir… acho que tu é que tem que estudar um pouco antes de vir falar bobagem e dar esse xilique de biba aqui, retardado…

          • Marcos says:

            Anderson,
            “Xilique de biba” e “retardado” não são coisas que uma boa mãe ensina o filho a dizer…
            Ah, esqueci!!!! Vc foi criado na rua, pq sua mãe estava “dando no duro” pra sustentar vc e suas irmãs que dançam sem calcinha nas festas de família…. Por isso vc defende tão fervorosamente as tais “atividades profissionais” dessas vadias, pois isso é o que te sustentou na infância/adolescência e, provavelmente, sustenta até hoje. OK, tudo bem!!! Não está mais aqui quem falou…
            P.S; Se puder, me mande umas fotos das suas irmãs… quem sabe te ajudo a ganhar mais uns $$$ pra vc e sua “família”, ô grande defensor das p*…

          • Anderson says:

            @marcos blz animal, só “supôs” vários fatos sobre a minha pessoa, todos errados, ao invés de argumentar… o teu “argumento” é indefensável, por isso as ofensas… por conta disso tu fracassou, e traçando um perfil grosseiro da tua pessoa, somado a tua retórica de ódio as mulheres (frustração?), deve ter sido mais um de inúmeros fracassos… sentiria pena de um asno que nem tu, se eu não sentisse mais pena do padeiro que acorda as 3 da manhã pra sovar pão pra um energúmeno que nem tu comer…

        • Amy says:

          o corpo e dela e ela decide o que faz com ele. Ninguem, não importa se ela é uma prostituta ou qualquer adjetivo simplório que vc resolva dar a ela por ter uma vida sexual mais ativa que a sua, tem o direito de tocá-la sem sua permissão. Assedio nunca é justificável

        • Amy says:

          Eu sei que esse caso não chegou a ser um estupro, mas é possível estender a discussão já que assédio é tão humilhante e degradante quanto um estupro.
          O estupro é o único crime em que a culpa recai quase 100% sobre a vítima.

          Toda a mulher que você conhece, inclusive as que estão na marcha das vadias, sempre tomou, toma e sempre irá tomar as precauções básicas para se proteger de ser atacada. Ninguém está dizendo que vamos mandar isso às favas. Não somos ingênuas. Não queremos sofrer violência sexual. Estamos simplesmente afirmando que a maneira com que se lida com o crime “estupro” está errada. Medidas de prevenção básicas, já tomamos. E os crimes de estupro continuam só aumentando. Nós tentamos nos proteger. Não adianta. Não é suficiente. E não é suficiente em TODOS OS SENTIDOS.

          Porque você pode até ser chamado de besta por ter andado pela rodoviária 2 da manhã com seu iPhone em plena vista, mas nunca ninguém vai duvidar que você foi assaltado. Nunca ninguém vai questionar se não foi uma ‘doação seguida de arrependimento’. Nunca ninguém vai dizer que você não foi assaltado coisa nenhuma, só quer acabar com a vida daquele cara honesto, ele não é um assaltante. Nunca ninguém vai ABSOLVER o ladrão do crime simplesmente por que você estava “dando bobeira”. E todas essas coisas acontecem quando o crime em questão é o estupro.

          Detesto comparar estupro com assalto, mas é necessário para passar a mensagem. Há um mundo de diferença entre um crime de violência sexual e um crime de assalto. E comparar meu corpo com um “objeto desejável por criminosos”, como um iPhone, é a mais pura definição de objetificação. Meu corpo não é um iPhone. Eu não posso deixar meu corpo em casa pra sair na rua mais segura. Eu não posso comprar outro corpo depois de alguém violentar o que eu tenho. E como bem sabem os usuários de iPhone, a capinha que você coloca, ou mesmo se o telefone está visível ou não, não fazem a menor diferença para o criminoso. Ele vai pedir pra você sacar o telefone. Você, homem, na maioria das vezes, só tem a temer, numa situação de perigo, ser: roubado, espancado e assassinado. Eu, mulher, tenho a temer: ser roubada, espancada, estuprada violentamente, e assassinada.

          Porque protestamos tanto sobre estupro? Muita gente acha desnecessário, afinal, é crime e ponto final, que mais querem que a gente faça? Protestamos porque estupradores estão sendo soltos porque a “vítima não lutou o suficiente”. Porque estupradores não estão sendo nem denunciados, pois a vítima sofre tanta violência ao denunciar, que não tem motivação para passar por isso, especialmente após ter sofrido o estupro. Protestamos porque 1 em cada 5 mulheres já foi ou será vítima de estupro. Isso não é somente um crime. As proporções do estupro são epidêmicas.

          Aí vem mané e fala que é porque a minha roupa estava muito curta.

          Se estupro fosse causado por roupas curtas, o local com maior incidência de estupro seria a praia. O verão iria ter picos de estupros como se fosse febre amarela, e países em que as mulheres usam burcas teriam taxa de estupro 0. E, claro, homens seriam considerados animais descontrolados e irracionais.

          Isso mesmo. Muita gente não percebe que culpar a vítima pelo estupro por usar roupas curtas é EXTREMAMENTE OFENSIVO PARA OS HOMENS.

          Dizer que para reduzir o estupro, basta se vestir modestamente, é dizer que nenhum homem tem a capacidade de se controlar diante da visão de uma mulher nua. Que homens são seres irracionais movidos por instinto, de natureza violenta, que não perdem a “oportunidade” de estuprar alguém.

          E eu acho que homens são melhores do que isso. Acredito que são seres humanos evoluídos e inteligentes com perfeito controle sobre si mesmos. E eu sei que diante de um homem que não é um estuprador, eu posso vestir-me como quiser, dançar como quiser, beber o quanto quiser, e ele não vai me forçar a fazer sexo com ele. São estes os homens que respeitam as mulheres.

          Culpar a vítima pelo que estava vestindo é algo que simplesmente não faz sentido. É traumático para as vítimas, é inútil para o público geral, ignora todos os outros estupros que não são cis homem estupra cis mulher, não resolve o problema e é ofensivo aos homens.

          bora passar pra outra estratégia?

          • rapagao says:

            e mostrar a ariranha quase sem roupa seu pai vai achar bonito ne dona maria? quem quer andar feito um caralho que se foda. se vc tem tanto medo como diz se esconda. e eu ando por ai com ipad pra ladrao chegar do lado e falar so “perdeu” com um facao no meu ovo? mulher é a vitima. se for na delegacia e mentir e foi espancada, o homem ta fodido, para vc com a porra desses papinho que nao da em merda nenhuma estupro. nao dá se tu nao quiser! mentirosa

            e esses homens que vc pode se vestir, dancar, beber, mostrar a ariranha, fazer o que quiser com sua ariranha (e depois ser estuprada sem poder reclamar) e nao fazem nada, nao dao nem em cima sao verdadeiros viadinhos, ou os caras q vc despreza q sao os certinhos.

            é do caralho esse negocio de puta querer respeito, que nao podem catucar ela “ó sem sua permissao” q ela vende oq é dela. primeiro que nem legalizado essa porra é. vsf com esse feminismo de q é dela, ela ta certa e faz oq qr. é seu e faz o que quer? pois respeito q tu nao pode exigir por ser isso. vai vender picola porra!

            amigo meu me falou a mto tempo, agora eu traduzi. feminismo sao putas querendo respeito que nao merecem.

            andem com uma arma de choque para nao perderem a ariranha a mostra ou escondida, bando de mulherzinha macho do seculo 21

        • Victor says:

          Você parece cair na linguagem do datena de que estupro envolve necessariamente penetração, mas o artigo 213 do código penal define estupro como “Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso”
          Traduzindo para que você possa entender, será o estupro p ato de conjução pênis + vagina (conjunção carnal) e todos os outros que se caracterizem como libidinosos, ou seja os que busquem satisfazer a libido como por exemplo tocar intimamente outra pessoa. Mas fica claro que você não possui capacidade de argumentar quando envolve nas discussões pontos completamente subjetivos como moral, e ainda apela ao ponto de envolver familiares dos seus opositores na sua fundamentação. Por fim, como se não bastasse a demonstração da sua retórica bem limitada, você coroa o bolo partindo para um xingamento, grafado de forma incorreta, pois qualquer criança sabe que óxitonas terminadas em U não recebem acentuação gráfica, como a palavra cu. Sinto apenas pena de você que pensa que com agressividade vai convencer o mundo que se a mulher é puta ela pode ser estuprada. Sem mais

    • Tibo says:

      Asim, pesquisa rápida no google, se descobre que ela é formada em Jornalismo, logo ela estava no exercício da profissão que ela escolheu e que bem ou mal se preparou em uma faculdade, logo seus argumentos são inválidos, deal with it.

  4. ramone says:

    Detalhe que, no mesmo evento, esse Gerald Thomas mostrou o peru pra todo mundo. Uau, que transgressor.

    O cara é o babaca do século, antes desse ocorrido já era claro isso pra mim.

    • Marcos says:

      As feministas do ‘Femem” podem ficar peladas sem problema né????????
      Qual a diferença entre um porra-louca ficar pelado e umas vadias ficarem peladas?
      No episódio da USP ficou bem claro a mídia feminista atacando os caras que mostraram o pinto, mas de nada falam das vadias que estavam também peladas…
      Para a nossa mídia, as mulheres podem tudo, podem ficar peladas e bater na cara dos homens (como vemos em diversos vídeos de internet) e os homens nada podem. Vai um homem ficar pelado e dar um tapa numa mulher, em vídeo. Vai ser preso o “louco tarado espancador de mulheres”. Já elas… o delegado olha e… tudo OK, né? Nem doeu…

      • Anderson says:

        tem muita diferença entre um PROTESTO e simplesmente mostrar o pau, só de zuera… mas pelo teor do teu discursinho, já vi que tu é chegado naquele pessoal da “Real” e tal… bando de babacas misóginos e punheteiros…

        • Marcos says:

          Ô garoteen: Não sei do que exatamente vc está falando mas… Sou pós graduado, funcionário público há mais de 15 anos, ganho relativamente bem, e tenho 03 filhos muito bem criados e uma ótima família.
          CRESCE!
          Abraço!
          (A inveja é mesmo uma merda,não???)

          • ramone says:

            Esse seu último argumento, se posso assim dizer, foi o mais imbecil da história. Parabéns.

            E posso até não concordar com a postura feminista em alguns pontos, mas fazer um paralelo com esse escroto é de uma canalhice -- e burrice -- sem tamanho.

            E,sim, quem mostra o pau em público e abusa de mulher é misógino e merece uma coça. Tenho dó da sua mulher e dos seus três filhinhos muito bem criados. Eu que não quero filha minha perto de um desses merdinhas quando crescerem…

          • Tibo says:

            ganho relativamente bem = meu salário é uma merda, mas eu me acho mesmo assim

            Se bem que eu duvido muito que você seja o que falou , vc deve ser um piá de merda que enche o saco na internet posando de “eu sou tudão e vcs são um bando de mané que não sabem de nada” e quando é desmascarado nos seus parcos argumentos( note-se que eu estou sendo bondoso em não dizer argumento de bosta) saca essa de “sou casado e bem sucedido blá,blá,blá”

            P.S.: é condição sine qua non para se ter inveja, conhecer a vida de seu interlocutor, se ele não te conhece, logo é impossível ter inveja, mais um argumento inválido seu

  5. David says:

    Izzy, antes de mais nada, o Gerald Thomas é uma figura que não dá pra se levar a sério diante de seu histórico de atitudes escrotas que teve que acabaram virando polêmica.

    Em 2003, por exemplo, no final da sua adaptação da peça “Tristão e Isolda”, ele foi bastante vaiado por suas “liberdades poéticas” ao longo da peça e em resposta, ele subiu ao palco, abaixou as calças e mostrou a bunda para o público.

    O que acho bastante engraçado nesse episódio envolvendo a Nicole Bahls é que as pessoas que “levantaram as bandeiras e as pedras” ignoraram alguns fatos:

    1 -- Nicole Bahls estava acompanhada de um membro do elenco do programa, o ator Daniel Zuckerman, caracterizado como Luciano Huck. O Gerald Thomas também tentou enfiar a mão por dentro do zíper de Zuckerman.

    2 -- Como bem lembrado pelo Ramone no comentário anterior, o Gerald Thomas, no mesmo evento, abriu as calças e botou o pau pra fora, se não me engano, logo depois de ter enfiado a mão por debaixo do vestido da Nicole. (Lembrando que ele não botou o pau pra fora pra mostrar pra Nicole e sim para mostrar para toda a imprensa que estava ali registrando o evento).

    3 -- A própria Nicole, principal envolvida e vítima, declarou que está super de boa com a situação e que, quando assinou o contrato com o Pânico, ela havia sido avisada e estava ciente de que estaria sujeita a lidar com situações deste tipo.

    Agora, o Gerald é um escroto que se acha o intelectual foda. E tais atitudes, assim como o post em seu blog, se justificando, só comprovam isso. Foi uma “brincadeira” pra lá de infeliz e merecia sim levar uma “coça” do Judiciário só para deixar de ser babaca.

    Em relação à Nicole, se ela declarou que está de boa e que encarou a situação como uma brincadeira (mesmo que tenha sido pra lá de infeliz), acho que não precisamos nos estender com isso, até porque, esse tipo de situação só mantém o Thomas sob os holofotes.

    • Anderson says:

      quem viu o pânico, viu que apesar dela falar que tá de boa, mostrava um nítido constrangimento… pra mim é mais medo de perder o emprego de novo do que realmente estar “de boa”…

      • David says:

        Pois é, Anderson. De repente, no contrato que ela assinou com o Pânico, deve haver alguma cláusula onde obriga ela a tentar colocar panos quentes em situações como esta.

        Veja bem, não estou defendendo a atitude do Gerald Thomas, como já disse no meu comentário, mas, vi uma imagem que ilustra bem o meu ponto de vista diante da situação toda: é aquela imagem do pombo enxadrista, que mostra que, às vezes, se debater um tema com alguém é como jogar xadrez com um pombo. Não importa o quanto estejamos bem preparados para disputar a partida que vai chegar o pombo, derrubar todas as peças, cagar no tabuleiro e vai sair voando e deixar toda a bagunça pra gente limpar. No caso, nós seríamos o jogador de xadrez e o Gerald, a Nicole e toda a produção do Pânico seriam o pombo.

        E, Izzy, acho que o termo em português para a expressão “draw the line” seria algo como “impor um limite” ou “traçar um limite”.

      • Amy says:

        eu vi uma declaração dela dizendo que se sentia muito constrangida com a situação mas que não faria nada pois integrantes do panico a convenceram que era uma brincadeira… isso pra mim é medo de perder o emprego

  6. Halek says:

    Só fazer uma situação hipotética pra quem acha isso certo: Se vc tem uma irmã, ela veste uma saia mais curta para ir a alguma festa e na volta da festa é estuprada. Você chegaria nela e diria “Vc é uma puta mesmo, realmente saiu com esse vestido curto pra procurar alguem q te estuprasse! tem q se ferrar mesmo” ou você procuraria uma delegacia junto com ela para prestar queixa contra o cara ou ia atras do cara q fez isso? Simples assim, é só pensar se isso acontecesse na sua familia, com uma prima q seja (todo mundo tem uma prima) ou pensar um pouco e se colocar no lugar daquela pessoa.

    • rapagao says:

      eu diria a mim msmo… e pq porra vc usou essa roupa?

    • Anderson says:

      99% das pessoas quem tem mãe, irmã, filha, sobrinha, tia, namorada, esposa etc. ajudaria sem nem pensar em porra de roupa nenhuma… imagina uma pessoa que tu ama passar por uma situação traumatizante dessas, ser machucada, forçada a fazer sexo com um estranho e o animal pensar: “tá, mas porque tu foi com essa roupa?” sério, tem que ser um psicopata pra pensar dessa forma. eu só iria querer confortar a menina e após isso, achar o filho da puta… mas como eu disse: de repente alguns que nunca tenham contato com mulheres não tem essa sensibilidade e vem vomitar retardamentos na internet…

      • Marcos says:

        Anderson,
        Na boa, cara. Quem não tem contato com mulher aqui é vc, que precisa ficar puxando o “saco” (KKK) delas pela internet ( e pessoalmente, então…) pra ver se sobra um “oi” pra vc, seu frustrado arrombado do caralho. Pode ter certeza que eu mando muito mais bem que vc com qualquer mulher, seja honesta ou puta como as que vc defende, pq sou HOMEM COM H, honrado e defendo a minha classe mesmo contra esse bando de PIRANHAS que querem infectar o mundo com esse pensamento errado. Elas adoram meso um bom pinto grande no meio das pernas, e é isso que eu dou pra elas diariamente. Não preciso puxar o saco pra ganhar um mínimo de atençao, como um retardado “friend zone” como vc. Abre o olho, panaca!!!! Vc nunca vai ganhar nada sendo assim, mó capacho de puta!!!! HOMEM que é HOMEM coloca as mulheres (putas ou não) debaixo da bota. Não fica lambendo o chão onde elas pisam como vc, verme desprezível!!!! Tenho pena de vc, friendzone do caralho!!! Punheteiro!!! Vc enquanto lambe o chão que elas pisam e se acaba na punheta, eu coloco as mesmas embaixo da minha bota e meto a vara nelas todo dia. Resumindo: Sou 100 x melhor que vc no jogo dos sexos. Vc é só espectador.

        • Anderson says:

          “Resumindo: Sou 100 x melhor que vc no jogo dos sexos. Vc é só espectador.”

          isso resume tudo, nem perderei tempo argumentando com o destruidor de vaginas… kkkkk

        • Anderson says:

          engraçado que eu não li o termo “mangina” nenhuma vez nos comentários deste post… pessoal da Real tá diversificando nas respostas… well done guys!

  7. rapagao says:

    na parte de feminismo

    a realidade é que mulher pode tudo e sempre vai ter uma legiao de verdadeiros OTARIOS. O-T-A-R-I-O-S defendendo elas, “ai so pq elaé mulherzinha” vao se foder não. essas leis so fodem os homens. vai reclamar q mulher deu em voce, que mulher saiu nua. vao tudo queirar cheirar os peitos delas e defender. elas mandam nesses imbecis sutilmente e eles nao percebem.vao tudo tomar na regado do cu kk

    agora o caso dessa menina, eu mal conheço, tao dizendo que ela é vagabunda, eu nao sei dizer. assisti o panico. eu acho que ela é mto inocente das coisas. e que ela foi muito otaria em deixar por isso, eu abria um processo contra este retardado para aprender. a midia aloprou q é estupro o caralho, q ela comeu ele. mas um cara fez uma merda

    estranho é ela ter namorado logo quem.. kkkk thor batista. e babi (essa é puta com akele cuzao) ta com alisson batista. 2 fdp, e ela diz “aiii ele me conquistou..” eu q to ficando desgraçado da kbça kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  8. rapagao says:

    sim, esses 2 tem todos os dentes podres de rico. e akela juju salimeni q era do panico deu o brioco por 30 mil a um famoso

  9. Sarah says:

    Na boa, foi estuprada aos 13 anos e ouvi q a culpa era minha. Eu nem tinha seio ainda, como ia ser culpa minha, provocar um cara a fazer tal coisa? Anos depois, um cara mexeu comigo na rua, não gostou da resposta e tentou me agredir. Fui salva pelo motorista de uma van (eu estava na porta da faculdade, de jeans e camisa. Ou seja, nada de roupa provocante)
    Todos vcs q dizem q a mulher provoca, se veste desse jeito ou daquele, deviam se colocar no lugar de qquer mulher q é agredida, independente da roupa q está vestindo. Imaginem que, da próxima vez que vcs tirarem a camisa num dia de calor infernal, uma mulher qquer pode resolver partir pra agressão sexual e depois usar essa desculpa ridícula ‘ele estava vestido de tal jeito, estava pedindo’.
    E mesmo q ela tenha relação sexual em troca de dinheiro, ela vendeu algo q é DELA. Azar de quem pagou.

  10. rapagao says:

    esse anderson é maior baitolinha defensor de mulher puta, nao pega ninguem e o mundo é cor de rosa

    quem vc pega com essa mentalidade seu bosta?

    e esse é o papo

    • Anderson says:

      não creio que o kid, lá no Canadá, tenha escrito esse post pensando: “hum, vejamos, quem será que o Anderson lá de Porto Alegre já comeu pensando da forma que ele pensa? escreverei um post pra tentar solucionar esse mistério”…

      típico de quem tem muito pouco a oferecer intelectualmente mudar de assunto e cometer ad hominem ridículo igual a esse…

  11. rapagao says:

    tenho pena dessa nicole, nunca vi ela tirar onda.
    ela que “coma” a bunda desse cara na justiça, e saia do panico, ela tem uma casona, personal, fome nao passará

    ja vcs seus viadinhos defensores de vagaba q nao comem ngm,
    podem enfiar um anzol no cu a sair puxando, seus puto

  12. Nimb says:

    Kid eu concordo com você, não se deve justificar uma ação animalesca e violenta como é o estupro culpando a mulher que se veste de forma provocante.

    POREMMM uma vez você disse em seu blog que as pessoas tem de ter noção da situação (não foi exatamente isso que você disse, mas me refiro ao texto sobre o maconheiro escroto da USP).O que quero dizer é o seguinte se eu tiver um galaxy SII pedurado no pescoço não vou sair de madrugada em uma zona perigosa com ele pois podem existir pessoas ma intencionadas que vão me roubar! neste caso não existe justificativa para o ladrão em me roubar, mas se isso acontecer que BOA parte da culpa foi minha isso foi, pois alem de sair tarde da noite em uma zona perigosa ainda estava com um objeto que chama a atenção.

    Acredito que o mesmo conceito pode ser aplicado a mulheres que propositalmente saem na rua usando pouca roupa para chamar a atenção dos homens, que fazem isso propositalmente so para ver neguinho virando o rosto para ela na rua, o fdp que estuprar ela não tem uma desculpa, foi um animal, mas mesmo assim ela tem uma parcela de culpa pois ELA assumiu o risco sabendo que podia se foder.

    Não é uma questão de direitos pois ela tem o direito de fazer isso, assim como eu tenho o direito de sair com um galaxy SIII pendurado no pescoço no meio da cracolândia, porem eu estou assumindo o risco de me foder pois EU sei que o mundo não é perfeito e que ele esta cheio de filhos da puta babacas e DOENTES!

    Quanto ao que ocorreu com a moça do panico… acho que ele não foi tão incorreto uma vez que os integrantes deste programa são escrotos desrespeitosos e apelativos, ele apenas se rebaixou ao mesmo nível do programa.

    E sim eu escuto seus videos como Podcasts perdão =(

    • Henrique says:

      Concordo. Antes de mais nada, o Homem é também um animal; um animal que muitas vezes perde o raciocínio e usa o instinto. Somos ( indivíduos masculinos) pré-dispostos a entender como sinal de beleza as curvaturas no corpo, os grandes quadris e os enormes colos, que são entendidos como sinal de fertilidade.
      Não é justificável o estupro, assim como também a violência, no entanto ambas existem. O estuprador não estupra pela roupa, mas é influenciado por ela.
      O que é mais cobiçado, um iPhone 5 ou um Nokia “tijolo”? Um ladrão roubaría ambos, mas preferencialmente aquele. O mesmo acontece com estupros. Não são as roupas o motivo, elas são apenas fatores preliminares. Portanto, não utilize aquela sua roupa provocante para ir a locais mal freqüentado e pouco movimentado; não será isso que as salvarão de um estupro, porém irão reduzir suas chances.

      Com a história da Nicole , deixemos que ela resolva por ela.Não estávamos presentes para entender todo o contexto. O que temos são pedaços da história que foi mostrada pela imprensa(brasileira):/…

    • Anderson says:

      eu respeito o teu ponto de vista, mas na minha opinião a culpa NUNCA pode ser imputada a vítima, nem 1% de culpa…

      a culpa de que alguém não possa “sair com um SIII pendurado no pescoço é do ladrão, não da vítima”…

      muitos ladrões inclusive usam isso como uma forma de validação pro crime: “o maluco tava aqui falando no telefone nessa quebrada mano, claro que tava pedindo pra eu roubar”…

  13. Oscar Calstrom says:

    Cara, eu não concordo com o Gerald Thomas, nem com nenhum dos argumentos dele. O único detalhe que ninguém tá falando,e talvez a única justificativa QUASE plausível é a de que o Pânico (e por conseqüência todos os envolvidos que estão lá por livre escolha, e por conseqüência a Nicole Bahs) é BASEADO nesse tipo de atitude escrota. Eles fazem esse tipo de abuso absolutamente questionável com todo mundo que cruza o caminho deles, e tá sempre tudo certo. Isso justifica um abuso sexual? Claro que não. Mas o que eu quero dizer é que a atitude do Gerald Thomas, por mais ruim que seja em sua essência, não difere tanto assim da atitude de toda a equipe do programa.

  14. Marcos says:

    Foi mal, Kid. Pode excluir o último, pq agora vi que vc liberou o comentário.

  15. André says:

    Pensa numa coisa: se fosse uma escritora tentando pegar no pau de um apresentador do Panico?

    Iria causar todo esse problema?

    O apresentador poderia até se sentir ofendido e tal, porém, se ele demonstrasse isso, seria MASSACRADO por TODO MUNDO.

    Todo mundo ia começar a chamar ele de viado, outros iam dizer que ele tava com frescura, que aquilo não foi nada demais. As feministas iam todas rir da cara dele.

    Enfim, o cara ia ter de ficar na dele e engolir, enquanto todo mundo estaria achando graça.

    É tipo aquele caso da mulher que cortou o pau do marido. Todas as feministas riram e acharam lindo, os homens também, basicamente 100% da população mundial achou maravilhoso o cara ter ficado sem pau, perdido rios de sangue e sentido uma dor absurda por horas.

    Se fosse o contrário? Provavelmente aconteceria uma revolução e guerra. Todos os homens seriam mortos em questão de dias.

  16. Eduardo says:

    1- No caso em questão e de acordo com a edição do vídeo, o Gerald Thomas tem um comportamento sexual durante toda a entrevista, não sendo restrito a Nicole Bahls.
    2- Notei uma mudança de expressão facial na Nicole que, ao meu ver, pode ser constrangimento ou surpresa. Os especialistas em “Lie to Me” que me esclareçam.
    3- Os argumentos do Gerald Thomas para justificar a “brincadeira” são típicos de um cara que pensa de modo machista.
    4- Conclusão: o Gerald Thomas aparentemente é um transviado que estava agindo de modo performático. Não sei dizer até que ponto foi constrangedor para a Nicole Bahls. Só ela pode dizer.

  17. Eduardo says:

    1- De acordo com a edição do vídeo, o Gerald Thomas tem um comportamento sexualizado durante toda a entrevista, não se atendo somente a Nicole Bahls.
    2- Ao meu ver, há uma mudança de expressão facial na Nicole que pode ser constrangimento ou surpresa. Os especialistas em “Lie to Me” que me esclareçam.
    3- Os argumentos do Gerald Thomas para justificar a “brincadeira” são típicos de um cara com uma ideia conservadora de gêneros.
    4- Conclusão: o Gerald Thomas aparentemente é um transviado que estava agindo de modo performático. Não sei dizer até que ponto foi constrangedor para a Nicole Bahls. Só ela pode dizer.