Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Daily Vlog LONGO: Sobre as manifestações no RJ/SP

Postado em 13 June 2013 Escrito por Izzy Nobre 19 Comentários

Olhaí um vlog novo, turma! Vamos assistir juntinhos aí:

Como sempre, imploro: deixe joinhas, favorite, espalhe o vídeo entre seus amiguinhos pra ajudar essa porra a crescer. Quanto mais feedback um vídeo recebe, mais empolgado eu fico pra criar mais. Não te custa nada, porra! 😀

Caso você prefira assistir no youtube, basta clicar aqui!

Grato e tenha um belo dia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: vídeo

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

19 Comentários \o/

  1. CamilaGeraldi says:

    É isso aí, Izzy! Concordo com você… Foi exatamente o que disse no facebook: Protesto no exterior é revolução. No Brasil é visto como vandalismo.
    Eu sou de SP, moro aqui há 1 ano e posso dizer, com uma certa vergonha, que eu não fui no protesto, mesmo querendo muito ir…
    Não fui, pois sabia que algo assim aconteceria, só não tinha noção do tamanho da merda (por falta de palavra melhor) que a polícia ia fazer… Fiquei com medo de ir e levar tiro de borracha, bomba de gás, spray de pimenta…
    Vi um relato no facebook de um senhor que trabalha (ou é dono, não foi muito claro) em um escritório na Av. paulista, dizendo que viu policiais montando uma barricada e ateando fogo nela pra parecer que foram os manifestantes…
    Teve gente presa por carregar vinagre! VINAGRE! Simplesmente pra atenuar o efeito do spray de pimenta…
    O jeito é se adaptar (não tem jeito de encaixar adaptador no texto) a essa guerra urbana… Espero que SP (e o Rio também) mudem depois de todos os protestos… Espero que mudem pra melhor.

  2. Aleluia says:

    Aqui izzy:
    https://www.facebook.com/photo.php?v=587756934589384
    Pm quebrando a própria viatura durante o confronto…
    Polícia brasileira é o capanga armado do político corrupto

  3. Guilherme says:

    Izzy, como sempre, grande vídeo. Concordo com você inteiramente. O grande problema da Internet é que ela reflete o pensamento da população, e infelizmente, na média, as pessoas não tem muito claras suas ideias (se é que tem alguma ideia própria sobre algo), vão conforme a maioria. Por isso, dependendo do contexto, os comentários vão ser ora a favor ora contra alguma coisa, a coerência advinda de um pensamento crítico e reflexivo não existe. A grande massa vai se adaptar (verbo que tem relação com o substantivo adaptador) ao pensamento hegemônico. O melhor exemplo disso são os comentários de um grande portal de notícias (?) que começa com Y!, dependendo do tom de quem escreve a notícia (?) você vai ver flores ou pedras. Se bem que, como sabiamente já assinalou o primeiro pro-blogger brasileiro, comentarista de site de notícias é a forma mais baixa de vida, então não há muito mais o que dizer.

  4. Spuma says:

    Na minha opinião esses protestos podem ser resumidos em uma coisa: mob mentality.
    Meia duzia de pessoas resolveram começar o protesto contra o aumento da tarifa dos ônibus.Em algum momento, um ou dois decidiram que seria uma boa idéia começar a vandalizar propriedade pública e logo o troço virou um riot descontrolado.É capaz que muitos que estavam ali nem ligassem muito para o que tavam protestando, só queriam instaurar o caos.
    O que você falou é a mesma coisa que praticamente todas as pessoas sensatas têm pra dizer sobre o assunto: o protesto é válido, a forma como o protesto foi realizado não.É como se o seu cachorro cagasse no meio do tapete da sala e você, revoltado, resolvesse mijar em cima.
    O problema disso tudo é que existe uma lei por aqui chamada Lei do Reajuste Anual da Tarifa de Transportes Públicos (ou algo assim), então todo ano (geralmente mais de uma vez) o governo aumenta o preço das passagens de ônibus, trens e metrôs, mas “esquece” de oferecer um serviço de qualidade para os mesmos.
    No final das contas, a minha opinião é que tanto o governo quanto os protestantes baderneiros estão errados.Pode até ser que não exista um meio de fazer uma revolução (apesar desses protestos não serem isso) sem sangue, mas ultimamente parece que as pessoas não estão nem tentando.Seja lá qual for o resultado disso, nós teremos que nos adaptar (vale assim?).

  5. Leonardo says:

    Sei lá, eu não podia me fuder menos prá esse tipo de manifestação, na real. É maneiro de ver quando é legit; é uma merda quando é manobra de massa (o que e o caso de toda manifestação do sem-terra).
    IMO, acho que vale aplaudir mas também vale ser cínico (simplesmente pq 90% dos que estavam alí, estavam por interesse próprio -- interesse este que em alguns casos está em total descompasso com o objetivo da mobilização).
    ________

    Sinceramente Izzy (eu ia te chamar de “Mr. Nobre”, mas achei que ia ficar pedante prá caralho então vai “Izzy” mesmo) quanto mais você parar prá pensar em questões ideologicas, o espectro Left-Right vai fazer cada vez MENOS sentido.
    Eu tenho um desprezo enorme pela hipocrisia da chamada “direita cristã”; eu tenho pena de ver “esquerdista militante” tentando empurrar “soluções” que, economicamente falando, não fazem o MENOR sentido e eu odeio, realmente odeio, o fato de nego achar que pode determinar minha posição sobre um determinado assunto a partir de outro tópico completamente unrelated. Não há nada de contraditório no que eu disse acima; eu não tenho que encaixar minha visão de mundo em pacote nenhum.
    Francamente eu acho muito menos degradante chegar e dizer “Não sei, tô pouco me fudendo prá esse tipo de coisa” do que pagar de militante e sair por aí mostrando o dedo do meio pro pessoal do “outro time” porque sim.

  6. Rodrigo "Monio" Gnidarchiche says:

    Leonardo, concordo contigo na parte de precisar ser “encaixado” numa ideologia por defender UM ponto de vista. Sofro do mesmo mal…

    Izzy, infelizmente discordo no ponto sobre a validade dessa manifestação, visto que temos assuntos muito mais importantes que o povo simplesmente ignora, como mensalão, os aumentos de salários exorbitantes que senadores e deputados se dão e tudo o mais. Sinceramente, faz uns 3 anos que a passagem em São Paulo não é reajustada e, querendo ou não, salários de motoristas e cobradores precisam ser pagos, ônibus gastam combustível, existe um serviço de manutenção… Considerando que o aumento foi, proporcionalmente, abaixo da inflação, já é quase um ganho. Eu esperava um aumento na base de uns R$0,50… Enquanto não houver uma revolução de verdade aqui, na base de não reelegerem nenhum político com passado sujo, o negócio aqui nos adaptarmos à situação.

    • Dianna says:

      http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/06/nao-e-sobre-20-centavos-estupido.html

      Diminuir um protesto que tomou as proporções que tomou insistindo em bater na mesma tecla de que “porra ces tão gerando esse caos todo por causa de 20 centavos? e o mensalão? e a PEC 37?” é perder a oportunidade de analisar a situação de uma forma mais abrangente. Isso já deixou de ser sobre o ônibus faz tempo, os 20 centavos foram só o estopim…

    • Dianna says:

      E, em tempo: até a Veja resolveu adaptar o discurso, assim, da noite pro dia.

      • Rodrigo "Monio" Gnidarchiche says:

        Ok. Então está me dizendo que, caso a prefeitura recue e retire o aumento da passagem, os manifestos não irão parar?? Ou, ao retirar esse “estopim”, tudo voltará a como era antes?
        Ao caminhar pela Sé, hoje, vi inúmeras pichações, e TODAS referiam-se unicamente ao aumento das passagens… apesar de todos os discursos de “não é apenas pelos R$0,20, seu idiota”, não vi absolutamente nada que mostre o contrário nos protestos.

        • Bruno says:

          Depende de onde você estiver olhando, você não verá mesmo Rodrigo.
          Há farto material, tanto de reportagens de grande veículos de mídia, quanto de blogs e relatos pessoais que mostram que a grande maioria das pessoas que têm aderido consideram a questão dos 20 centavos um ponto marginal.

          Citando a mim e todos os conhecidos que foram, nós não concordamos com esse aumento não pelo questão do aumento em si. Sou economista e entendo o mecanismo de reajuste de preços pela inflação. O ponto aqui são 2: (i) apesar do reajuste ter ficado abaixo da inflação do período, esta mesma inflação só existe na magnitude que está por conta de descontrole do governo; (ii) o valor da tarifa não é compatível com a qualidade do serviço prestado.

          Mas o principal é mesmo uma questão de estravazar todo o descontentamento, a decepção e a insatisfação com o Governo deste país. Tanto do Governo do Estado, em décadas de sucateamento do ensino e da saúde que o PSDB promoveram, quanto dos 10 anos de Governo do PT, que se mostrou uma grande rasteira naquelas que acreditavam em uma mudança de fato, e o que houve foi apenas uma forma modificada dos velhos métodos de governar que sempre regeram este país.
          E a partir de quinta, o principal motivo se tornou EM ÂMBITO NACIONAL, um protesto contra a ação da PM. Quase todas (salvo a de BH) as manifestações que ocorreram foram reprimidas com um uso extremamente excessivo de força. Isso causou tal revolta que estão fazendo mais pessoas participarem.

          E finalmente, com a proximidade da Copa, mais um pouco de combustível para as manifestações: a indignação do Governo ter financiado um evento privado com BILHÕES em recursos públicos, sendo que hospitais, escolas, delegacias, etc. estão totalmente precários.

          Enfim, a questão dos 20 centavos é secundária há tempo. As pichações, as que foram feitas pelos bandidinhos presentes no protesto (afinal a própria PM forjou algumas, acredite se quiser) foram obra de uma minoria de fato, que não está em sintonia com o restante do grupo. Na real uma cambada de muleque que só quer zonear. Te garanto que o grosso da galera não quer violência, depredação ao nada disso. Só queremos dar um basta na situação deste país. Os 20 centavo foram um estopim bem-vindo. 😉

          E não considere essa resposta como um “bitch please”. Não estou te atacando nem nada. Só estava esclarecendo algo aqui, querendo também falar para todo mundo (inclusive o Izzy) que possa ler esse relato.

          Abraços.

  7. lindomar silva says:

    http://www.abcdmaior.com.br/noticia_exibir.php?noticia=51148

    texto e entrevista que cita o transporte gratuito

  8. Camila Nobre says:

    Ficou sabendo sobre a manifestação por mais segurança pública em Fortaleza, Izzy?

  9. Alice says:

    Concordo Izzy!
    Povo no Brasil é foda… fica reclamando de tudo, mas em quantas vezes já foram protestar???
    A classe média e alta reclama da política, mas quando um protesto atrapalha o trânsito dele, ele se revolta e fala que tem de dar porrada nos manifestantes.

  10. Guilherme Toscan da Silva says:

    Izzy, é esse tipo de manifestação que sempre quis ver acontecendo aqui no Brasil. A gente sempre vê essas manifestações ocorrendo na Europa, onde o país inteiro para por uma única causa. Vejo que houve uma mudança (ou seria uma adaptação) na postura do povo brasileiro e estamos indo para a rua reclamar aquilo que nos pertence. Torcer para que não seja fogo de palha e que esta postura se mantenha e que a gente consiga melhorias reais através destes protestos

  11. aroldinho cara brabo vulgo Izzy says:

    cara me desculpe, mas se um dia o governo parar pra negociar com os manifestante, elesnao saberam o que querem…. tipo querem baixar a passagem, mas agora dizem que querem acabar com a corrupçao. parece um bando de gente perdida ou se promovendo a custo de protestos desorganizados… pq nao tenta um panelasso na frente da casa do governador/prefeito, ou no palacio…

  12. Fernanda Soares says:

    Olá!

    Já te disse isso, você parece ser muito mais gente boa nos vídeos…não sei pq, no twitter passa uma certa arrogância (mas é bem mais provável que o problema esteja na forma com EU leio seus twitts, né? Tentarei me ADAPTAR.). Enfim.

    Eu estou muito feliz com essa onda de protestos. Sinto que as pessoas realmente acordaram. Conhece a história do sapo na panela (http://www.pedroozorio.com.br/mensagens/o_sapo_e_a_panela.htm)? Gosto dessa analogia porque percebo que as pessoas estão começando a perceber que a água ferveu.

    Me incomoda um pouco a falta de foco. Parece que resolveram protestar contra TUDO. Seria melhor que houvesse uma bandeira específica, um norte. Mas como eu disse, incomoda só um pouco. A minha felicidade, o meu ALÏVIO em ver que as pessoas estão finalmente se mobilizando supera meu incomodo. Call me naive, mas eu tô muito feliz!

    Abraços!

    Fernanda

  13. Larissa says:

    Izzy, como posso te mandar um e-mail?
    Sou bem leiga e não encontrei aqui nem no facebook (não tenho twitter, não sei nem pra onde corre lá).

  14. Larissa says:

    ah Izzy não precisa aprovar este comentario (o anterior tb). Então não sou Stalker, se possível gostaria de te mandar um e-mail com mais links sobre a questão dos movimentos no Brasil. Não o faço por comentario pois quero me preservar. Se preferir me mande um e-mail neste do comentario, obgd