Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

HBDtv: Qual é o seu Mensalão Pessoal?

Postado em 14 October 2012 Escrito por Izzy Nobre 48 Comentários

Olhaí um vlog novo, turma! Vamos assistir juntinhos aí

Como sempre, imploro: deixe joinhas e/ou favorite o vídeo pra me ajudar essa porra a crescer. Quanto mais feedback um vídeo recebe, mais empolgado eu fico pra criar mais.

Grato e tenha um belo dia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: vídeo

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

48 Comentários \o/

  1. André says:

    Kid, agora vc não precisa mais pedir joinha, nem favorito, nem caralho nenhum. O Youtube mudou a forma como os videos aparecem nas pesquisas e nas sugestões.

    Antes era baseado em joinha e favorito; agora é baseado na “engagement” do pessoal com o video. Ou seja, videos no qual o pessoal vai até o final tem prioridade sobre videos no qual nego assiste 10 segundos e vai embora.

  2. Só queria dizer que também não baixei nenhum jogo.. sou o que resta da sociedade.

  3. Rafael Nicodemos says:

    Pensei que não ia gostar do vídeo e tal, mas concordo contigo, Kid. O cara pega o jogo e diz que não vai nem jogar… Pega só por ser “de graça” e ainda fica rindo dessa merda. No mais, continue com o HBDtv. Curioso pra saber qual será o próximo tema.

  4. Angelo Jr says:

    Essa do burger king eu faço sempre que vou pra lá com a raça, e também é bem comum, quando for na auto-escola (eu fiz essa) pra fazer CNH, pagar a vista para dar uma driblada na tabela do DETRAN (aqui em SC a tabela é uns 1600~1700, e fica em 1100 a vista)

  5. Rodrigo says:

    /slowclap

    Enquanto assistia seu vídeo lembrava da tradicional cena do caminhão de cerveja tombado e a galera aproveitando pra pegar a “cerva de grátis”…

    Sou chamado às vezes de “europeuzinho” pelos meus amigos por vezes pois fico indignado por pessoas que roubam placas das ruas e cometem essas bobagens contra o patrimônio público e me sinto igual a você: aparentemente EU é que sou o idiota por não estar me aproveitando pra sugar nas tetas do Brasil.

    Grande abraço.

  6. “ai, os impostos aí são bem menores” vc devia ter citado o vídeo do seu pai que compara os 2 países

  7. Kkkkk says:

    Mas soltou a franga nesse hein meu filho? AI NOSSA QUE NERVOSO DESSES FILHOS DA PUUUUUUUTAAAAAA ui ui ui

    Bichona.

  8. Eric Draven says:

    Eu queria ter pego um jogo que era a intenção da promoção.

    Tou meio sem o que fazer e um jogo novo seria legal :/

  9. Daniel Portilho Loureiro says:

    Roubar livros e não assumir no vídeo (nem todos te seguem no twitter para saber de sua tara por livros roubados) acaba por invalidar seus argumentos, da mesma forma que você invalida os protestos pela ética na política por não ser feito por santos, messias e puros de coração. A mesma regra se aplica a você. Se tivesse se colocado no balaio, seu vídeo seria perfeito e coerente.

    • Izzy Nobre says:

      1) vá ao Google
      2) pesquise “falácia ad hominem”
      3) leia a definição e exemplos
      4) veja como ela se aplica ao seu comentário.

      Deixei claro no video que TODOS são corruptos na real. Eu estou subentendidamente incluso nesse “TODOS”. É parte da condição humana.

      A diferença é que alguns de nós reconhecem o erro e tentam evita-lo (eu por exemplo não baixo livros ilegalmente há meses; os últimos dois que li foram comprados na loja do meu ereader).

      Sim, meu Windows é original. Meu Sony Vegas também. Meus filmes foram comprados no iTunes. Minhas musicas também. Já usei pirataria? Claro, isso é tão obvio que nem é necessário mencionar. Porém, por peso na consciência e pela facilidade que o uso legitimo proporciona, parei de piratear.

      Há no entanto gente que sequer reconhecem seus erros como desvios morais ou pior: se valem de desculpas escusas para se justificar o erro enquanto cobram honestidade de políticos. E o pior de tudo é que essa turma tá se corrompendo por MIXARIA (vê aí o número de malucos que baixaram jogos que nem queriam, só porque podiam).

      Imagino que esses sujeitos roubariam até banco de esperma se a porta estivesse destrancada.

      Lembre-se que até pouco tempo eu era chamado de babaca porque prefiro comprar os joguinhos do iPhone que baixar no Cydia/Installous. E estamos falando de joguinhos de NO MÁXIMO dez reais.

      • Daniel Portilho Loureiro says:

        Veja bem Izzy, desculpe-me se meu sarcasmo não ficou bem claro. Comecei usando um tom forte( “roubar”) apenas porque foi essa a palavra que você estipulou aqui, que eu até concordo ser correta, pois acho mesmo ser infração o download ilegal de conteúdo digital. Segundo que “santo, messias e puros de coração” era um puta sarcasmo, apenas zoando o fato de ninguém estar livre dessa merda toda. Transcrevo agora o que comentei lá no youtube:
        -- “Perfeito! Questionei a falta desta informação no vídeo justamente porque achei estranho a quantidade de “vocês” e a ausência de “nós”. Será então, que você automaticamente também perde o direito de reivindicar idoneidade de políticos por essa sua pequena transgressão? Realmente acho que não! Ainda acho válido protestar, até porque, como disse no começo do seu vídeo, talvez acabasse passando despercebido o mensalão, não fossem justamente a galera “enchendo o saco” no twitter.”
        Mais uma vez me desculpe se pareceu ter usado tal nefasta falácia (sim, conheço o termo, antes mesmo até de ser grande fã dos vídeos de toda galera da Tropa Lanterna Verde, que regularmente informam sobre falácias e do absurdo de utilizá-las como argumento). Não era, de forma alguma minha intenção, apenas me expressei mal.

  10. Pedrão says:

    São uns filhos da puta sim…
    faltou falar dos imbecis que jogam lixo na rua e reclamam que a cidade ta feia e suja!

  11. Lucas says:

    É foda quando você rala, ganha mais que 80% da população, tem que pagar 1/3 do que ganha para o IR (sei que ai fora o IR é mais alto, não é esta a questão) e ainda tem de pagar plano de saúde e educação a preços absurdos, sobrando menos de 1/3 do que vai para o governo para transporte (ônibus é caro para b*sta e não funciona, se fosse como é Calgary, tava ótimo) , moradia e alimentação…

    É um circulo vicioso, eu não dou dinheiro para o governo pq ele não me da um básico. Ele justifica que não me da o básico pq não tem R$. De qualquer forma, prefiro acreditar que a iniciativa de mudar isso deveria ser dele.

    Ninguém esta certo nesta merda!

  12. Marcos says:

    Kid, acho que os cortes que você fez no vídeo foram muito prejudiciais. Imagino que você tenha falado de quem pirateia até apps de um dólar nessas partes cortadas, e isso detonaria os que dizem “mas os impostos são pesados/preços abusivos/você mora no Canadá”. De resto o vídeo ficou muito bom (apesar de que eu também achei meio borrado).

    E você precisa fazer mais vídeos/posts desse tipo, ou se meter em algumas discussões. Os caras do fórum nem te reconheceram, acharam que você era um blogueiro iniciante querendo chamar atenção. Logo você, que era figurinha carimbada nas tretas internéticas hehehe =D

  13. @mos_axz says:

    Esses mesmos caras que se aproveitam do bug da Origin, quando veem um e-mail com essa imagem (http://4.bp.blogspot.com/-ayPDk3pI08Y/TmpW5zNCyNI/AAAAAAAAADA/MxBPxqTy1tU/s1600/image002.jpg) falam que “pobre é uma desgraça”.
    Como você disse no twitter, a justificativa pessoal é sempre válida, a dos outros é cara de pau e falta de caráter.
    Como eu já disse várias vezes: A maioria das pessoas que xingam o pessoal do mensalão, xingam por inveja de não poder estar lá pra roubar também.

  14. ibmin says:

    Kid, concordo com você. Sou aluno da USP e vejo um bando de pessoas metidas e revoltadinhas e revolucionarias metendo o pau na PM, metendo o pau no governo no capitalismo, falando de corrupção policial mas que é o primeiro a passar uma “gorjeta” para o guarda rodoviário quando tem problemas no carro.

    Não sei como é em outros países, mas no Brasil a corrupção esta na tradição se não forem todos pelo menos boa parte já praticaram.

    Porem, eu discordo do que você falou sobre tentar burlar os impostos com relação a itens trazidos de fora. E eu explico, não é para não dar dinheiro a políticos fdps e etc não porque isso eu já dou toda vez que como, que vou no cinema e etc, e se fosse por isso não iria fazer absolutamente nada. Mas sim por alguns motivos. Em primeiro o protecionismo brasileiro é absurdo, qualquer item que seja produzido aqui e se vc compra de fora é taxado, industria brasileira faz bonecos horríveis, mas vc quer comprar aquela estatueta da kotobukiya, então o governo para proteger a industria de bonecos horríveis fabricados aqui ira taxar de forma absurda a merda da sua estatueta. o que acaba acontecendo com isso? simples a nossa industria não tem concorrentes de fato e pode deitar e rolar, podem fabricar produtos de qualidades horríveis colocar autos preços e ainda assim vai ter gente que não vai ter opção e vai comprar!

    Os altos impostos estão atrasando o desenvolvimento industrial brasileiro.

    Em segundo lugar, taxações indevidas. No brasil se você DECLARA o valor como digamos “U$100,00” o imposto a ser taxado pelo produto deve ser por exemplo de 60% ou seja U$60,00 porem chega em sua casa um valor de tipo U$200,00 apenas de impostos!
    As pessoas tem o DIREITO de contestar esta irregularidade, porem para contestar você precisa anexar screen do site que comprou, e uma copia do boleto de seu cartão ate ai tudo OK, ai você leva la no correio, e eles iram fazer de TUDO para você não contestar apos você ter mandado o cara ir se ferrar e entregado a contestação você espera mais uns 3 meses para receber o novo valor dos impostos. E isso ainda pode ser negado e você ter de pagar ate um valor MAIOR.

    E ainda pior, tenho um amigo dono de uma livraria de rpg, no brasil não é cobrado impostos em sima de livros. porem a nossa querida policia federal cobra impostos sim, pois segundo eles livros de RPG não são livros, mas sim jogos de azar em formato de livros por isso cobram um imposto absurdo em sima dos mesmos. muitas vezes maior que os 60% do valor declarado.

    Ja no meu caso, comprei um kindle no valor de 120 dólares DECLARADOS e de impostos paguei 250 REAIS na época que 1 dólar estava a 1.5 reais.

    Então para entrar na policia federal você não precisa saber matemática? ou a policia federal é composta de integrantes babacas que querem ferrar as pessoas?OU AINDA o que acho mais provável, eles recebem ORDENS para sobretaxar os produtos? Uma vez que a forma de contestas o valor cobrado não é informada, e se você sabe como fazer sabe que vai levar MESES.

    Então kid em um pais onde todos são filhos da puta, em que o governo não só quer aquilo que pertence de fato a ele mas também tudo aquilo que você tiver,Se eu não prejudicar de fato ninguém e não tiver para pagar os impostos (ou os impostos inexistentes) eu irei sim comprar as coisas de fora e mandar como gift, declarar preços falsos e etc, pois em nosso pais INFELIZMENTE quando você tenta fazer as coisas da forma correta te fodem mais do que deveriam.

    e por ultimo…
    Não é exatamente sobre o que foi discutido aqui mas também tem a ver da uma lida.
    http://www. gamevicio.com/i/noticias/142/142802-ubisoft-mercado-de-games-sofre-mais-com-impostos-que-com-pirataria/index.html

    bom kid é isso gosto muito de seu blog e de seu vlog também, continue com sua forma polemica e inteligente de escrever, abraços.

    • nononono says:

      Porra mano vai aprender a escrever primeiro, “altos” preços e “cima”.

      Quanto aos seus argumentos…..concordo que os tributos são escrotos no país, de fato o Brasil não entrega o que cobra.

      Tá insatisfeito? Mude seu político. Ou de país que nem o Izzy…

      ;p

      PS: Quanto ao protecionismo: Não se iluda. Isso acontece em qualquer país do mundo. No Japão, eles comem aquele arroz babado horrível pq? Pra proteger seu produto. Nos EUA o aço brasileiro é tributado porque?? (por favor, evite usar “taxar”, use a palavra “tributar”, tecnicamente mais correta, porque taxa decorre do uso de serviço público divisível e disponível ou decorrente do exercício do poder de polícia).

      PS2: Sobre a tributação de RPGs: A Receita tá certa, é dever dela cobrar. Não é a PF que exerce o lançamento tributário, é a SRFB. É burla à imunidade constitucional, apesar de reconhecer que o tema é polêmico.

      Não se esqueça que o Estado depende das receitas dos tributos para custear seus parcos serviços.

      Quanto à não ser informada a forma de contestação, “a ninguém é dado escusar-se a cumprir a lei, sob a alegação de desconhecê-la”.

      • nononono says:

        Outra coisa quanto à pirataria: P-A-Í-S-E-S chancelam esse tipo de comportamento. Carros coreanos e outros produtos “cutting edge” chineses desrespeitam GRITANTEMENTE o TRIPs (Convenção Internacional que trata de Direitos Autorais e Propriedade Intelectual), através do eufemismo de “engenharia reversa”.

        Governos acham interessante que suas industrias nacionais (Hyundai, LG, Daewoo, Samsung, Huawei, ZTE) “desenvolvam” produtos que gerarão divisas em seus países, NO MATTER WHAT!!

        O mundo não é tão preto e branco…

      • ibmin says:

        Em primeiro lugar gostaria de pedir desculpas pelos erros de português, e esclarecer que sou disléxico e nem tudo o corretor automático pega.

        em segundo lugar. nasci nesse pais seja para o bem ou para o mau, e atualmente estou fazendo faculdade publica, creio que quando terminar exercerei minha profissão nesse pais por pelo menos algum tempo de forma a pagar para a sociedade o meu estudo que foi gratuito.

        protecionismo existe sim em todos os lugares, porem no brasil o protecionismo é indecentes nossos produtos são uns lixos! e a maioria dos produtos ainda são feitos na china, como é o caso da maioria dos produtos da POSITIVO então não estou ILUDIDO e sim apontando um problema real do nosso pais.

        e em terceiro lugar NÃO EXISTE UM PRODUTO CHAMADO RPG. existe um produto chamado LIVRO existe um produto chamado DADOS e outras coisas necessárias em CONJUNTO para jogar RPG, um livro por possuir regras de um jogo não é um jogo! assim como um livro de regras de poker não é um jogo de poker.
        Se eles cobrasse estes impostos em cima de caixas fechadas com tabuleiros ou outros itens como é o caso da red box de D&D não existe uma forma de contestar, porem não importa o tipo de informação que você coloca em um livro pois o livro sera ainda um livro.

        Em terceiro lugar, sobre não ser informado sobre o direito a contestar as taxas cobradas nos produtos de fora, o que estou reclamando é que se você for em uma agencia dos correios se informar, ou mesmo pedir o formulário, eles vão tentar te enrolar ate já chegaram a me dizer que o mesmo não existe e não da falta de propaganda do mesmo.

        A mais o menos uns 2 anos teve uma reunião em São Paulo na casa da cidade sobre os direitos autorais, na época para discutir a reforma dos direitos autorais que iria acontecer no brasil.

        No local estava presente o Marcos Alves de Souza que admitiu que com os atuais acordos de direitos autorais seria IMPOSSÍVEL uma pessoa viver normalmente sem quebrar estas leis.

        O TRIP é amplamente discutido e criticado no mundo todo, o mercado de patentes anda tão ridículo que a apple chega a ter patentes de formas geométricas.

        então por favor não pense que eu enxergo de forma monocromática, apenas não tenho intenção em discutir algo tão complexo quanto os direitos autorais aqui.

        e por ultimo
        informe-se: http://www.dislexia.org.br/

  15. Fernando says:

    Por mais correto que o Izzy esteja, existem alguns pontos que valem a menção.

    É sim anti-ético ignorar uma lei, como por exemplo tentar evitar o imposto de importação. Porém, não podemos confundir ÉTICA com MORAL. Uma ação ser anti-ética não significa que ela seja imoral (ou amoral). Isso porque uma série de leis são sim imorais e, no caso, qualquer imposto alfandegário é imoral. Por 2 motivos.

    Como o Izzy disse, todo mundo é filho da puta. Portanto, não existe essa história de “ah, se meus impostos fossem usados pra algo bom”, porque quanto mais poder um pessoa tem (no caso os políticos que mexem com esse dinheiro) maior o efeito da corrupção.

    Mas esse não é nem o motivo principal. Qual a justificativa moral que o governo tem de, após tirar 50% do dinheiro que você ganhou fair and square (proj. Affonso Solano), dizer “não, você não vai escolher onde comprar um produto com o SEU dinheiro porque eu vou dobrar o valor do produto” sob ameaça de te prender (uso de força coercitiva)? E isso porque é provado que fronteiras abertas apenas aumentam a riqueza de uma nação… Imagine se não.

    Enfim, li outro dia uma analogia muito interessante: é como se construíssem uma ponte sobre um rio, o que facilitaria muito a travessia, e passassem a cobrar pedágio nessa ponte e, a partir daí, começassem a prender qualquer que cruzasse o rio sem ser pela ponte.

    O vídeo não fala nada errado, porém se não omitisse essa questão importante, seria mais completo. Quanto ao lance a Origin, é pura filhadaputice mesmo (ou bundasujice).

  16. Diego Ghiggi says:

    Izzy, concordo com o conceito em geral. Mas os exemplos foram terríveis. Existem 2 pontos de vista em relação a quem “se corrompe” por um refri do Burger King:

    1) o seu, onde o cara só confirma ser 1 fdp com tendências corruptivas, n importando o grau.

    2) o meu, onde o cara só “se corrompe” pois sabe q utilizar o refil de refri é uma atitude, apesar de babaca, inofensiva. Esse mesmo cara não vai necessariamente sair roubando milhões na primeira oportunidade de corrupção de “maior porte”.

    • cristiano says:

      ROUBAR o refri não é inofensivo. Acaba aumentando o custo da loja com o produto, acarretando um aumento do prećo do mesmo para compensar as perdas causadas por esses roubos.
      Infelizmente, a ocasião faz o ladrão.

  17. Carlos Magno says:

    Olhando pelo lado da Eletronic Arts, quem “compra” de graça 30 jogos no Origin e não instala, está incorrendo em um custo pra EA de ZERO.

    A pessoa não vai baixar 100 a 300 Gigabytes de jogos para não jogar, logo a única diferença da compra fantasma (“ahahahaha, vou F*der a EA!”) é que a lista de jogos dele é maior.

    Nem sacanear esse povo consegue.

    • Carlos Magno says:

      Depois os caras vão reclamar no Youtube:

      “fui banido da EA, não vou poder mais jogar Battlefield 3. Vou ter que criar uma nova conta, começar do level 1 e pagar mais 99 reais.”

  18. Gary M. Silva says:

    Mas hoje no Brasil é isso mesmo:
    honestidade = babaquice
    trapaça = esperteza.

  19. nosceteipsum says:

    Kid, vamos pensar de outra maneira.
    Você tem uma loja virtual meia boca que nego entra, joga o que tem que jogar -- três ou quatro jogos muito jogados -- e fecha correndo porque não suporta.
    Você pega esses jogos de 20 dólares que você não encontra por mais de 5 dólares na steam (tenho quase todos) e empurra pro pessoal viciado em digratis (que é reconhecidamente o melhor modelo de negócio até pros americanos, todo mundo adora coisa “free”).
    Coloca o limite do código promocional num cookie (coisa imbecil imperdoável) e uma coisa leva a outra.
    Essa “promoção” foi um viral.
    É importante ter esse pessoal online, é importante ter jogos que todo mundo tem.
    Você acha que foi abençoado mas na verdade você vai gastar mais dinheiro na origin do que imagina.
    Eu “terei” que jogar na origin porque o pessoal do “digrátis” vai estar jogando na origin.
    Se isso fosse um xadrez, eu daria esses jogos de graça na steam só pra não perder a base de jogadores desses joguinhos que rodam em qualquer pc e formam comunidade.

  20. Cardoso says:

    Vou matar sua família, tá tudo bem né, crime é tudo igual mesmo, afinal um adolescente piratear na internet é o mesmo que um adulto que ganha perto de R$ 20.000 fora os benefícios

  21. Leo says:

    Genial…
    Agora senti de vergonha de algumas coisas que faço.
    Acredito que no fundo a pessoa sempre sabe que está fazendo errado, mesmo que ela crie esses arranjos mentais absurdos pra justificar o erro.

  22. Bruno says:

    Dessas, a única coisa que faço, SEM PENA, é sonegação fiscal na compra de importados.
    Não há justificativa para as taxas de importação cobradas… simplesmente NÃO HÁ! É a mais alta do PLANETA e a discriminação da cobrança é totalmente abusiva!!! pode se informar!

    Então não é por que um bando de fdp diz que eu devo pagar 50% de taxa em cima de qualquer produto importado (sem nenhum embasamento), que estou agindo errado quanto tento ludibriar.

  23. Juninho says:

    Concordo com o Kid. Eu sou o que há de errado com essa porra.

  24. Thiago says:

    Meu, concordo com algumas coisas que fala no vídeo, porém, e aqueles que não têm condições do fazer tudo certinho por culpa do governo que coloca um monte de taxa em tudo?, fica sem ter ?
    Não acho justo piratear tudo pois esta deixando de ajudar e incentivar um monte de coisa.
    Mas também não acho justo o governo colocar um monte de taxa como faz, importei um jogo de 50 dólar foi para 110 de tanta taxa que o pessoal do correio colocou é justo ?
    Em nenhum momento acredito eu que quem importa jogo se isenta de pagar a taxa de importação, o problema é que é cobrado um absurdo em cima do produto importado.
    Quanto as demais coisas do vídeo não acho que está correto, é muito filha da putagem …

  25. André says:

    Kid mora do Canadá, tem acesso a tudo extremamente barato. Sem querer ser chato, mas vc não está em posição de julgar quem mora no Brasil.

    Pq vc não vem morar? É, more aqui com um emprego similar ao que vc tem ai e seja obrigado a pagar 2x a 5x vezes pelo mesmos produtos que vc encontra ai. Quero ver vc continuar com esse papo de honestidade.

    • Marcelo Rodrigues says:

      Uma coisa não tem nada a ver com a outra. É por conta desse pensamento e sentimento de “coitadinho” que continuamos como cabritos, pastando igual otários enquanto milhões são roubados debaixo de nosso nariz e nada fazemos a não ser se lamentar.

      Uma coisa é roubar por necessidade extrema, outra coisa é roubar por pura safadeza e é dessa atitude que o Kid está falando no vídeo.

  26. Felipe says:

    Meu na boa, tudo que vem fácil vai fácil o fato dos impostos e do absurdo que passamos no brasil não deve ser debatido aqui, quero ver alguém aqui mandar um email para um político recem eleito e ter metade dos seu questionamentos respondidos. Todo mundo aqui já fez um esqueminha ou outro para se favorecer, que nunca fez vai tar mentindo…. Só que julgar um vídeo ou a opinião de que fez o mesmo por se sentir ofendido e sinal que a consciência esta dizendo algo.
    Quero só saber de uma coisa…. Será que se é fácil e melhor? Ou será que a conquista do melhor é mais gratificante. Todos falando do izzy e de onde ele mora, faz o seguinte antes de julgar faz seu pé de meia e vai pro canada, não importa sua cidade, seu político, ou onde você mora… Se você é safado aqui vai ser em qualquer lugar

  27. Caio Sabino says:

    +1 Izzy

    Concordo plenamente, tem muito doido filho da puta mesmo, vc nao tah sozinho mano 🙂

  28. Carlos Massa says:

    Os pais desses moleques nem devem saber que ele são ladrõezinhos virtuais e que se misturam com outros marginais. E que é o salário destes pais que sustentam a internet e eletricidade do computador do vício dos filhos.

    Interessante é pensar que a justificativa deles para o “roubo virtual” não danificar propriedade porque só foi “copiado” um arquivo, vale também pra dinheiro em contas bancárias.

  29. Conrado says:

    Acho que é o primeiro vlog em que não concordo 100% com a sua opinião. Vou tentar explicar: eu concordo que ambos os atos (tanto o do político quanto o de quem compra o jogo) são corruptos, logo estão errados. Mas o desvio de dinheiro público é tão grande ao ponto de fazer pessoas morrerem (literalmente) no corredor dos hospitais ou corpos não serem recolhidos pelo ITEP, por falta de pagamento (casos que ocorrem em minha cidade, Natal-RN). Não estou nem tentando me justificar, já que eu também tenho meus mensalões, mas acho que o roubo dos políticos tem impacto muito mais direto e grave do que quem comprou esses filmes por filha da putice.

    • Marcelo Rodrigues says:

      Típica desculpa de quem acha que agir igual em benefício próprio vai ajudar o coletivo, como se político ladrão estivesse preocupado com seu “pequeno” crime.

      Não se discute o qual maléfico é o impacto do roubo pelos políticos, mas como nossa atitude igualitária gera esse circulo vicioso. A diferença é que os atos do político, quando lá no poder, tem efeito imediato, a sua, tem efeito mais lento, mas o mesmo do político, porque você estará formando cidadãos com esse mesmo pensamento e, logo logo, estará almejando um cargo político para fazer exatamente o que já fazem hoje.

  30. Aline says:

    Concordo com a ideia geral, todo mundo é filho da puta. A diferença é que tem gente que, como vc mesmo se deu de exemplo, encara as próprias falhas e tentar corrigi-las, enquanto outros se orgulham do desvio de caráter. Só não concordo que pegar jogos por uma falha e mensalão possam ser equiparados, e nem é pelo nível das consequências. Filhadaputisse é filhadaputisse de qualquer jeito. Porém penso que a corrupção seja ativa, não é simplesmente tirar proveito de um erro, não é oportunismo. Seria como se os que se aproveitaram do bug tivessem criado o bug, criando uma estratégia anterior para roubar, pra enganar. É isso que a política brasileira faz, cretinisse no nível megazord, mais compatível com o famoso gato na eletricidade. Todo mundo quer ser espertão nessa merda, se vc não faz parte do grupo que levanta a plaquinha “orgulho de ser cretino” automaticamente cai na mais nova tentativa de ofensa: aaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiin, vc é tão politicamente correto, credo!
    Política… politicamente correto… gente esquisita essa.

  31. André says:

    Só discordo da afirmação de que sonegar impostos seja errado.
    Imposto é roubo, já que as pessoas são obrigadas à pagar.

    Nessa página tem uma série de argumentos sobre o assunto:

    http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=335
    O título da matéria é:
    Nove razões para evadir impostos (Concurso IMB)

    • Marcelo Rodrigues says:

      Imposto é roubo quando o dinheiro pago não é retornado na forma de serviços a população. Porém, não cabe a ninguém a nós distinguir simplesmente que é crime e ponto acabou, já executando um julgamento para justificar nossa atitude “criminosa”. Se é roubo, porque não fazer com que ele seja considerado crime? Reclamando? Cobrando? O problema de sempre é sempre esse discurso de pessoas que elegem os curruptos, agem igual e depois na hora de cobrar só fica nesse blá blá blá. Sim, e me incluo nesse meio, na maioria das vezes. Mas como grande maioria já pensa dessa forma, ser o certinho é ser o imoral, como o Kid citou.