Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

Técnicas mirabolantes de colar!

Postado em 26 September 2013 Escrito por Izzy Nobre 11 Comentários

Olhaí um vlog novo, turma! Vamos assistir juntinhos aí:

Como sempre, imploro: deixe joinhas, favorite, espalhe o vídeo entre seus amiguinhos pra ajudar essa porra a crescer. Quanto mais feedback um vídeo recebe, mais empolgado eu fico pra criar mais. Não te custa nada, porra! 😀

Caso você prefira assistir no youtube, basta clicar aqui!

Grato e tenha um belo dia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: vídeo

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

11 Comentários \o/

  1. Rinco says:

    Já colei uma vez usando o chat wireless do Nintendo DS ahuahuahuha

    No mais, deixo um video:
    rel="nofollow">

  2. Sweet P says:

    Ah cara, hoje em dia o pessoal faz grupos do Wazzup e mandam a resposta,quando o professor é aquele que está pouco se fodendo e nem levanta da cadeira dele, mas isso não serve muito pra mecânica dos sólidos/fluidos e cálculo. =x

  3. Victoria says:

    Eu aprendi hiragana e katakana (os “””alfabetos””” japoneses) para colar. Ninguém acredita que eu ia me dar um trabalho desses, então eu tinha a matéria toda escrita na mesa em hiragana/katakana. Passava direto. Era lindo.

    • Luigi Carlo says:

      Meu Deus, não sei se você é genial ou maluca mesmo. Botei no google para ver esse alfabeto japonês e não parece ser muito fácil. Qual foi a época em que você fazia isso ?

      • Victoria says:

        Olha, é uma decoreba enorme, mas como eu sempre gostei de línguas foi tranquilo c: Eu terminei o Ensino Médio/2º grau ano passado, acho que eu comecei a fazer isso na 8ª/1º ano.

        • Robson says:

          Haha Eu também fiz algo parecido, só que bem menos trabalhoso: decorei o alfabeto fenício e escrevia as colas nas certeiras com estas letras. Por isso, mesmo em português, ninguém sabia do que se tratava. Apenas achavam que eu era maluco! kkkkkk

  4. Tiago says:

    Eu tinha uma câmera dessas! Era minha alegria nas viagens escolares!

  5. Lucky says:

    Só colei uma vez na vida numa prova da alfabetização, que tinha uma questão que era um caça-palavras e eu não conseguia achar uma das palavras. Me senti tão absurdamente mal por ter espiado a prova do coleguinha (ainda lembro até o nome do sujeito), que nunca mais consegui fazer isso. Mesmo na faculdade eu levava o lema de “posso tirar 0 ou 10, mas vai ser MEU 0 ou MEU 10”.

  6. CCC(o legado) says:

    Kid viado, vai morrer de tanta cola enfiada no cu

  7. Eduardo says:

    Eu sempre utilizava o método dos papeizinhos com muita informação escrita na menor letra possível. Quando a prova abrangia uma conteúdo muito extenso, eu precisava espalhar os papeizinhos nos bolsos da calça e jaqueta… por exemplo, bolso da calça lado direito cola do capítulo 1 ao 3. Quando você faz engenharia, meu caso, a cola não te ajuda em nada caso você não tenha estudado, ela serve para você acabar com uma dúvida que pode fazer você perder toda uma questão… Um bom exemplo é a clássica questão (em eng mecânica) “Deduza a equação de Navier-Stokes e resolva a questão” e sempre o professor pedia isso em uma questão onde era necessário deduzir a porcaria da equação em sua forma polar….. Caso você tivesse a equação deduzida em um papelzinho, zero na prova você não tirava mais… Depois só precisava saber aplicar aquele amontoado de incógnitas na questão.. como eu disse, precisa ter estudado…

  8. Vitória says:

    Eu troquei a prova com o meu amigo. Estávamos fazendo duas provas no dia, a de ciências e inglês, eu era do tipo “regular” em ciências, mas de acordo com meu amigo eu era/sou boa em inglês, então combinamos de ele fazer minha prova de ciências e eu fazer a prova de inglês dele. Morri de medo. kkk