Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

VAGABUNDO ASSALTA MULHER NO MEIO DE ENTREVISTA DE TV!

Postado em 10 April 2014 Escrito por Izzy Nobre 14 Comentários

Olhaí um vlog novo, turma! Vamos assistir juntinhos aí:

Como sempre, imploro: deixe joinhas, favorite, espalhe o vídeo entre seus amiguinhos pra ajudar essa porra a crescer. Quanto mais feedback um vídeo recebe, mais empolgado eu fico pra criar mais. Não te custa nada, porra! 😀

Caso você prefira assistir no youtube, basta clicar aqui!

Grato e tenha um belo dia 🙂

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: vídeo

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 30 anos, também sou conhecido como "Kid", moro no Canadá há 10 anos, e sou casado com uma gringa. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

14 Comentários \o/

  1. Márcio says:

    Sabe o que aconteceu? Esse piá deve ser um desses assaltantes habituais do local, e pensou em fazer “uma graça” pras câmeras quando viu a reportagem gravando.

    Deve ter virado herói entre os amiguinhos 🙁

    Nada de conspiração, na minha opinião.

    E só corrigindo, tecnicamente foi um furto (subtração sem violência ou grave ameaça), para ser roubo é exigido que haja um destes dois elementos.

    • Aldo says:

      Márcio, depende do caso, eu ia digitar a diferença, mas achei na internet e vou recorrer ao Crtl C Crtl V:

      Quando o agente puxa a alça de uma bolsa para arrebentá-la ou faz o mesmo com uma corrente, pulseira ou relógio, o crime será o de roubo se a força usada neste ato tiver tido repercussão grave sobre a vítima. Ex: provocando dor ou lesão, ou provocando desequilíbrio ou queda. Já quando se tratar de uma corrente muito fina de modo que a vítima diga que quase nem sentiu quando ela foi puxada o crime será o de furto.

  2. Joao says:

    Isso é culpa da ostentação, do capitalismo, do imperialismo americano, do conservadorismo cristão, da Igreja Católica e do PSDB.

  3. Dan Medeiros says:

    Que rola manipulação da mídia, isso não é novidade pra ninguém. É só você reparar que no telejornais do RJ rola muitas desgraças que acontecem em SP, e em SP rola as desgraças daqui do RJ. Manipulação!

    Mas chegar ao ponto da Rede Bobo forjar o assalto. Isso é maluquice! Até porque não tem embasamento nenhum eles fazerem isso e na mesma reportagem mostram muitos assaltos “reais”. Então não há porque mostrar mais um “in loco”…

  4. AngeloJr says:

    Izzy, essa matéria é local, não rolou pro país inteiro, só rio de janeiro

    • Ismael Junior says:

      …mas foi parar na capa do site globo.com, logo teve visibilidade nacional. Inclusive, eu acompanho a versão online de um jornal de SC e colocaram o vídeo na capa dessa edição virtual também…

  5. Joao says:

    Antes que você escreva sobre o filme Noé, aqui vai a interpretação da Igreja (e não pessoal) da história bíblica de Noé (que não passa nem perto da sua interpretação e da interpretação do filme): http://blog.cancaonova.com/felipeaquino/2014/04/11/o-filme-noe-e-o-diluvio/

  6. Marcel says:

    Engraçado que antes de dar play no vídeo eu pensei “Talvez agora o Kid repense a opinião dele sobre a reação do cidadão comum ante a criminalidade”

    Eu não tem culpo sobre a sua opinião anterior, eu particularmente sou um legalista como você, prefiro que tudo siga a letra fria da lei, mas talvez como você mora no Canadá a mais de 10 anos, lugar onde as leis são cumpridas a risca pela maioria, é que as pessoas que não cumprem é que são o ponto fora da curva, tenha se esquecido como é morar aqui, que é praticamente o “Canadá Reverso”, as leis raramente são cumpridas, e quando são, na maioria das vezes é de uma maneira tão torta que fica a impressão de que não foram, onde a pequena contravenção, que nada mais é do que um jeito bonito de falar crime socialmente aceitável (o Brasil deve ser o único lugar do mundo que possui uma palavra para descrever um “crime que não é considerado crime”) é até incentivada, afinal você é um otário se segui a lei à risca, em um país assim se compreende o porque da popularização da “justiça fast food” preparada e servida ali na hora, o que não a torna mais aceitável obviamente, mas é o resultado previsível de um monte de decisões políticas erradas que vem tendo sido tomadas desde sempre aqui.

  7. cristiano says:

    Já que estamos no tema “programa policial”, seria interessante você fazer um vídeo sobre o maluco aí em Calgary que resolveu esfaquear os colegas numa festa. Pois é, no Canadá o povo também morre de morte matada …