Ensinando português pra gringa, volume 1

O legal de namorar alguém de outro país é que INEVITAVELMENTE a pessoa assimilará a sua cultura. É batata, não tem pra onder correr. Quando se menos esperar, esses canadenses estarão fazendo arrastões e colocando anúncios de golpe no jornal.

A Becca está me saindo uma perfeita gringazinha treinada, pronta pra ir passar férias (leia-se “ser assaltada“) no Rio: Adorou guaraná, viciou em pastel, já sabe falar “por favor“, “obrigado“, “me dá um beijinho” e “vá se foder” (sim, até nossas brigas são multiculturais), entre outras frases de uso constante.

Ontem mesmo eu tava num chat de áudio com o Lab, meu amiguinho de Manaus, e a patroa. Ela, pra fazer aquela média, desfiou seu conhecimento da língua portuguesa. Cada frase era acompanhada de risadas minhas e do Lab, o que deixava a pobrezinha muito sem graça. Mas ela é alemã e não desiste, que nem a gente. E então continuou a tentar falar português (com aquele sotaque gringo que todos conhecemos e amamos), para a minha diversão.

Ri pra caralho, amigos. É curioso ver alguém se enrolando todo pra falar algo que para nós é tão simples. Todos deviam ter uma namorada alemã para poder rir na cara dela quando ela fala “beijinho“. O mundo seria um lugar mais feliz.

Certa vez, escrevi num papel várias palavras simples. Partes do corpo, verbos mais utilizados, nomes de comidas, xingamentos, essas coisas que nós brasileiros precisamos no dia a dia. Aí ela queria que eu ensinasse a ela como se fala “say this“, para que ela pudesse falar enquanto apontava pra uma palavra na lista, e assim me perguntar a pronúncia dela.

– It’s “diz isto“, baby.

– Dis… disjgistu?

– Ahn… Almost that.

– No, c’mon! I know I didn’t say it right. I wanna learn. Digjsjgstu?

– Hmm… not really, sweetie.

– Ah, dammit! I give up. How do you say “give up”?

– Desisto.

Disjgistu?

– Yeap.



– What?

– It’s the same fucking word.

– No, it’s not. One of them is “diz isto“, the other one is “desisto“.



– It’s not the same word!

– Fuck this shit. I disjgistu.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

2 comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *