Já já atualizo isso aqui contando as aventuras do casamento do Kauê. Mas antes, usemos nossa massa cinzenta combinada pra descobrir um mistério que se estabeleceu aqui em casa.

De duas em duas semanas (mais ou menos), uma pequena ferida aparece no meu dedo anelar direito. O machucado tem uns dois milímetros quadrados, e é bem superficial, mas arde como o demônio esfregando limão num corte na sua glande. A feridinha parece ter sido feita com uma tesourinha de unhas, porque sempre fica uma pelezinha solta cobrindo a pereba. A ferida é clean-cut, ou seja, retinha e parece ter sido feita por algum tipo de superfície afiada. A Gótica supôs que eu poderia estar me mordendo durante a noite, mas não tem como obter um corte daqueles com dentes. Uma mordida arrancaria um pedaço de pele, e não a cortaria tão perfeitamente.

Agora, o realmente estranho: isso acontece literalmente da noite pro dia. Vou dormir normalzinho, e acordo com esse buraco no meu dedo anelar direito. Pelas minhas contas é a QUINTA vez que isso aconteceu. Um corte minúsculo e dolorido como o diabo, e com uma aparência que sugere a utilização de algum objeto afiado.

Eliminando a possibilidade de eu estar sendo abduzido e participado de experimentos aliens ou ter me auto-furado sonambulamente com um canivetinho que tenho por aqui, o que diabos pode estar acontecendo?!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

1 comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *