Mais um passo na caminhada para se tornar um bloguento rico, famoso e invejado: agora eu tou no Orkut.

Pra quem não sabe, o Orkut é uma espécie de “clubinho exclusivo”. Pra tu ver como a parada é exclusiva mermo, você não se cadastra. Tu só entra se alguém de dentro te convidar, mané.

E o que a gente faz lá, você pergunta? Bem, existem várias comunidades. Você conhece pessoas que gostam das mesmas coisas que você, você adiciona a galera na sua lista de amiguinhos, debate assuntos em comum nos fóruns, acha a sua alma gêmea, combina de se encontrar com ela, paga uma cerveja pra ela no barzinho, ela fica bêbada, aí você passa a mão na bunda dela. Depois vocês começam a namorar, noivam, casam, ela te chifra pelo próprio Orkut e vocês se divorciam. Aí você vai procurar outra mulé nas suas comunidades de interesse.

Achei uma de fãs de A Perfect Circle, uma de leitores de Crichton, e uma de habitantes da bela cidade de Oshawa. Me “afiliei” a todas, claro, pra ver no que isso vai dar. Pra você ver, Oshawa é um interiorzinho de merda, mas já tem gente daqui cadastrada nessa putaria. Primeiro mundo é outra coisa, mermão.

Quer brincar lá dentro também? Vendo convites baratinhos, tratar nos comentários. Pros amigos faço preço especial. Mulher bonita não paga, mas não leva – a menos que passe no teste no sofá.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

3 comments

  1. Nossa, vc não tem vergonha desse texto, não? Apaga essa coisa, pelamor! Bons tempos em que o Orkut era um “clubinho exclusivo”, hein?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *