“Arriba, muchachos brasileños!” ou o/


Antônio Bandeiras.

Graças a esse distinto senhor (e sua invejável média de 3,48 mulheres traçadas por filme), eu não preciso ter vergonha de errar a pronúncia de certas palavras, não entender certas expressões ou ter essa cara de brasileiro. Qualquer um que venha para o exterior, não seja branquelo de olhos claros ou loiro – ou ambos – e tenha um leve sotaque hispânico faz sucesso com o mulheril. Agradeçamos ao clichê “latin lover” imortalizado por Hollywood.

E se for brasileiro, melhor ainda. Além de sermos safados, corruptos, traficantes, carnavalescos e índios dançadores de samba (isso mesmo, “dançadores“. “Dançarino” é o teu pai), aqui fora somos também conhecidos como bons de cama. Alguma revista aí há algum tempo publicou uma matéria enchendo a bola dos brasileiros, e aparentemente as candenses leram a tal revista. Elas acham o sotaque brasileiro sexy, olha que beleza. Ai ai ai, formidável.

Até a alemã me contou hoje no MSN que adora meu sotaque

E a propósito, mencionei que hoje às sete horas tem FESTA aqui pertinho?

Não?

Deixa quieto então.

E que Deus abençoe esse país

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *