A “gafe” do Sílvio Santos e os advogados do diabo

Acredito que foi o comediante Russell Brand que falou que não devemos ser advogados do diabo, porque “o diabo já tem bastante advogados“. Sempre comprendi a frase como uma forma de dizer “o indefensável já está bem defendido até demais, não se una ao coro”. E ao ver a reação de alguns núcleos da internet, sou obrigado a concordar: o time legal do capeta já está bem escalado, você não precisa o defender.

Como você deve saber, no último domingo rolou o Teleton no SBT. O Sílvio Santos, já se sabe há algum tempo, está no modo “me processe à vontade, porque minha idade avançada já garantiu que a justiça não chegará em mim”. É igual quando eu carrego uma centrífuga no laboratório e o período de rotação é de 10 minutos, mas eu termino meu expediente em 5. Eu SEI que não vou precisar aliquotar aquele sangue, assim como o Sílvio sabe que pode fazer basicamente o que quiser a essa altura porque as consequencias não irão importar.

Então. Num desses momentos de “falarei o que quiser,  foda-se”, o Sílvio fez o comentário infelicíssimo que você encontra nos 30 segundos do vídeo abaixo:

Caso você não possa assistir o vídeo no momento, é o seguinte: numa série de zoações, o Sílvio chega numa garota negra que fala de sua aspiração em ser cantora ou atriz, e retorque com “com esse cabelo aí?” em tom de inegável desprezo.

Quando vi a descrição do vídeo, fiquei chocado. Ok, eu tou ligado que o Sílvio tá falando tudo que vem na telha há um tempo. Mas fazer pouco caso de uma criança ao vivo em TV nacional por causa do seu cabelo crespo me parece… bizarro demais até pra ele. Aí eu vi que não é tão bizarro assim, a julgar pelo volume do time legal do capeta defendendo o comentário do apresentador.

É curioso também que tantos sites de notícias descrevam a parada como uma inofensiva “gafe”, como esquecer o nome da namorada do amigo ou peidar na fila do refeitório da faculdade.

Um dos argumentos mais usados pra defender o comentário dele é “mas ele zoou o cabelo da menina branca e ninguém se comoveu!“.

Supondo que alguém está fazendo esse argumento com franqueza (embora soe tão voluntariamente míope que sinceramente pareça mais com má fé), eis as minhas duas principais refutações:

1) Negros sofrem um preconceito racial do qual brancos simplesmente não são alvos. Por causa disso, uma ofensa racial contra um branco e um negro não têm o mesmo peso, por mais que você deseje o contrário. Eu sei que reacionários gostam de fazer de conta que racismo não existe mais, logo se referir a uma garota como “ô sua branquela!” e a outra de “ô sua crioula” seria então a mesmíssima coisa, completamente indistinguível, mas não é.

2) O comentário do Sílvio sobre a garota branca é apenas que seu cabelo está engraçado — como resposta faux-indignada a uma aparente provocação da garota, que o chamou da mesma coisa. Foi um “toma lá, dá cá”; chumbo trocado. O “eu sou engraçado? Engraçada é você, ora mais!” entre os dois foi infinitamente mais inócuo, especialmente por estar despido de qualquer subtexto racial.

Já a farpa do Sílvio sobre a garota negra, por outro lado — e que veio sem qualquer provocação; este detalhe é importante porque levanta a questão da motivação por trás da ofensa gratuita — é que ela não pode ser uma cantora nem atriz por causa do seu cabelo. A única coisa digna de nota do cabelo da garota (que eu achei bem bonito, na moral: me lembra uma garota dos tempos de igreja por quem eu tinha uma quedinha) é que ele é crespo, então a entrelinha inevitável do comentário do Sílvio é “você tem cabelo crespo, logo, não pode trabalhar na mídia”.

A defesa literalista joão-sem-braço é dizer que o o comentário foi totalmente idôneo sobre um estilo de penteado, e não sobre a etnia da menina. O insinuado é que a pessoa só é racista se falar explicitamente “negros são moralmente inferiores”, e aí passar num cartório pra assinar o documento e reconhecer a firma. Qualquer coisa abaixo disso é só um “comentário sobre penteado”, inocente, sem contexto, num vácuo.

É estranho que alguém que se apegue a uma regrinhaa arbitrária pé-da-letra como essa ignore a distinção clara e inegável entre CABELO (uma característica física que é parte da sua identidade pessoal/racial) e PENTEADO (um estado temporário do cabelo que você pode mudar com relativa facilidade).

Você pode negar o quanto quiser — embora fique feio numa rede social onde você é observado por tantos –, mas falar pra uma garotinha negra (com tom de desdém, isso que é foda) que ela não pode atuar ou cantar por causa “desse cabelo aí” é uma afirmação bastante racista.

Muitos vociferam que é exagero chamar o Sílvio de racista (o que eu concordo parcialmente), e usam “argumentos” como este que eu vi no Twitter ontem:

nonsequitur

Perceba o nonsequitur acima — o Sílvio Santos não é racista, absolutamente, a despeito do que falou, porque… a garota é empregada dele. Afinal, seria absurdo achar que numa dinâmica de poder de empregado-empregador poderia haver preconceito racial, seu burro!

Extrapolando a lógica do colega cima: não importa o que eu fale sobre minha hipotética empregada negra: se eu pago seu salário, obviamente não sou racista, porque racistas não dariam dinheiro pra negros! Lembra o exemplo que dei acima, em que o sujeito só seria considerado racista por essa galera se declarasse de forma inequívoca num documento assinado e com firma reconhecida que acredita na inferioridade moral da etnia afro?

Aí que tá: se o tabelião do cartório fosse negro, o pagamento do reconhecimento da firma seria uma forma de dar dinheiro a ele. Veredito de acordo com a lógica acima: não é racista então!

Como falei antes: eu pessoalmente não acredito que o Sílvio Santos é um indivíduo racista; eu prefiro acreditar que este ícone brasileiro teve um momento isolado e impensado de falar merda sem avaliar com cuidado a implicação do que estava falando.

(Alguns argumentariam que isso É ser racista; além de achar essa análise meio de má vontade, entra na semântica do termo e não temo saco pra discussão semântica.)

Então, em vez de chamar o empresário de racista (uma acusação mais grave e mais difícil de verificar conclusivamente), falarei apenas que o comentário que ele fez foi racista — já que isso, ao meu ponto de vista, é inegável.

Mas estou curioso sobre a opinião de vocês. Quem me segue sabe muito bem que não sou o tipinho facilmente ofendível que prega pelo estabelecimento do politicamente correto antiséptico; humor às vezes precisa tomar tons mais subversivos (até mesmo pelo bem da liberdade de expressão).  Mas pra tudo há um limite: falar pra uma garotinha negra (ao vivo pra milhões de pessoas, em tom de deboche) que por causa do seu cabelo ela não poderá ser uma artista pra mim passa dele.

MAS, quero saber a opinião dos leitores do HBD. Então fiz a enquete abaixo:

Deixe sua opinião aí, ou nos comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

48 comments

  1. O problema todo pra mim é que as pessoas parecem abutres e começam a aumentar a coisa num nivel absurdo da coisa pelo simples fato de trazer audiência.

    Na maneira q falam e pelo tamanho absurdo do seu texto pareceu q o Silvio chamou ela de Mãe Preta, amarrou num poste e a chicoteou, e logo após tudo isso ela saiu chorando e cometeu suicidio.

    Ae eu vejo a caralha do video e a mina simplesmente deu uma risada de surpresa e continuou com a vida… O PRÓPRIO ALVO DA TERRIVEL E CRUEL INJURIA RACIAL ficou de boa com o caso, mas os white knights e abutres de plantão pegaram pra sim toda as dores inesistentes dela e começaram com seu próprio circo.

    Entenda Izzy, vc virou o advogado do Diabo, pq advogado daquela mina q levou tudo na brincadeira vc e nenhum dos chorões é.

  2. Cliquei no texto sem saber do ocorrido e só tenho que aplaudir o que escreveu Izzy. Análise e opiniões lúcidas e conscientes. Sou negro e, realmente, alguns pensam que só é racista se escrever explicitamente a frase, registrar firma e entregar lá em casa.

    Boa, kid!

  3. S.Santos perguntando pra um ator com cabelo moicano: -Vai ser o q quando crescer?
    Menino: -- Ator
    Silvio: -- Com esse cabelo?
    REPERCUSSÃO ZERO

    Na minha opinião as pessoas estão vivendo um histerismo completo de baixa estima e de tomar a dor dos outros q nem se importam com o acontecido. Gente sensível que gosta de polemizar tudo e graças a proximidade que as redes sociais dão aproveitam pra dar showzinho e querer bancar de paladino da moral. Enfim.

    1. Sério?

      É o mesmo que comparar uma pessoa tatuada com uma pessoa de pele negra.

      Em um dos casos, a modificação foi proposital;
      No outro, a pessoa já nasceu com aquele tom de pele

      Em um dos casos, ele teria chamado atenção pro moleque por possivelmente associar tatuagens a um perfil negativo (vagabundo, maconheiro, o que passar pela cabeça dele…)

      No outro, por associar determinado tom de pele a um perfil negativo.

      1. Como eu disse, as pessoas andam tão carentes q sentem a necessidade de tomar dores e se fazer de vítima por outra pessoa que n tá dando a mínima. Ele brincou com a aparência de todos ali, estranho seria se n fizesse com a menina só por ser negra. Exatamente tratou todos ali com igualdade.

        Sobre o cabelo, n sei se vc tem problema cognitivo ao comparar tatuagem com tom de pele com oq eu citei. Leu tudo errado e interpretou do seu jeito. Ele comentou sobre o cabelo dela, pelo corte, poderia ser moicano, black power, franjinha, vermelho, azul roxo. Ele n citou tom de pele como vc erroneamente força em acreditar apenas pra deturpar as coisas ao seu modo.

        1. A comparação é completamente plausível. No primeiro caso são modificações propositais, no segundo, características raciais. É babaquice criticar em ambos, mas racismo apenas no segundo.

          O cabelo dela ali estava ao natural, afinal de contas.
          Eu acho que você está se fazendo de idiota propositalmente ao simplificar aquela atitude a um ato de brincadeira e nada mais, mas no fundo entende muito bem o que aconteceu, intencional ou não.

          1. Ah, e acho engraçado alguém criticar a interpretação de algo que pode ser tão claramente subentendido.

            “E esse cabelo (ruim/pixaim/de negro)?”

            Depois reclama que foi mal no enem.

  4. Não. Estamos é de saco cheio desses politicamente corretos FDP vagabundo do caralho.
    VSF vcs!!!
    Assistam aos trapalhões, Jô Soares, Chico Anísio, etc… e vejam só que eles faziam PIADA com tudo, e nem por isso eram racistas. Para esse povo “moderninho” de hoje, todos seriam racistas e deveriam ser queimados na fogueira.
    Povo idiota e imbecil que procura chifre na cabeça de cavalo.
    É o mesmo povo que votou na Dilma. É o mesmo povo que ganha bolsa família, não quer trabalhar e ainda ganha cotas pra não ter que estudar.
    Por isso odeio esse País de m3rd@ e 51% do povo de b0s7@ que vive nele!

    (Agora os politicamente corretos vão dizer que sou xenófobo contra os nordestinos em 3,2,1…)

    1. 200 anos atrás, escravizar uma pessoa não era crime. Pela sua lógica, os senhores de escravos eram gente do bem, mesmo quando chicoteavam seus escravos até a morte…

      Trapalhões e os outros citados eram sim “racistas” ou colocando mais precisamente, utilizavam termos racistas para fazer piada. Não é por que na época não havia uma denúncia sistemática dessa prática que ela não existia.

    2. Você tá ligado que pode sair do país, né?

      Concordo que antigamente não tinha tanta “atenção” para as piadas. Porém muita coisa era diferente, de fato.
      Quantos homossexuais tinham liberdade para se assumir antigamente? Justamente porque era tudo uma zueira e ninguém respeitava.

      Comentários e atitudes como essa que fazem muitas meninas que possuem lindos cabelos cacheados/crespos (tanto negras, quanto brancas) alisarem os mesmos devido o padrão de beleza imposto. Acabam tendo vergonha do que são e deixando sua beleza natural de lado.

      O COMENTÁRIO em si, foi racista.
      Mas se olharmos o fato do Silvio estar falando merda em QUALQUER situação, podemos ver que talvez não tenha havido maldade por parte dele.
      Mas isso não o isenta de estar errado.

  5. nao acho que foi racista, porém, não foi nada de bom tom. é meio absurdo falar que o penteado da moça IMPOSSIBILITE que ela um dia faça sucesso como cantora. seria uma terceira resposta na sua pesquisa e tal. hahah

    1. Aí entra a diferença entre falar, de forma pragmática, que os padrões de beleza tradicional impedem negros de participar na mídia com pé de igualdade… E dizer a uma criança negra em tom de deboche que “com esse cabelo aí” ela não será atriz.

  6. “Negros sofrem um preconceito racial do qual brancos simplesmente não são alvos. Por causa disso, uma ofensa racial contra um branco e um negro não têm o mesmo peso, por mais que você deseje o contrário”

    Ai está o erro que as pessoas não entendem. Num mundo que prega a igualdade de direitos entre todos dizer que uma ofensa contra um negro tem MAIS peso que contra um branco(ou asiático ou o que for) é ADMITIR que uma raça é inferior/superior a outra e ISSO é racismo puro.

    Todos devem ter os mesmos direitos, tanto para “bem” quanto para o “mal”.

    1. Não é não, seu babaca. Isso é levar em consideração todo o contexto histórico de abusos e humilhações que a “raça” negra sofreu por séculos.

      No mais, tem que ser muito burro pra não enxergar um tom racista no comentário.

      Um beijo,
      Ercy

  7. Me lembra dos meus conterrâneos que alertam para a “Ditadura Gay”, só porque os gays têm a audácia de querer sair na rua de mãos dadas sem serem linchados por isso.

  8. Não vejo um negro na bandeira de South Park, vejo apenas um homem sendo enforcado! T4 E8 (os sabedores saberão)

    A galera que encontra racismo em tudo é quase tão preconceituosa quanto qualquer racista! O véio gagá só falou mais uma asneiras das inumeras outras que ele anda falando, muitas bem piores do que essa aí, essa asneira só ganhou repercussão por ter tocado em um assunto “delicado”.

  9. “uma ofensa racial contra um branco e um negro não têm o mesmo peso, por mais que você deseje o contrário”

    Uma ofensa racial é uma ofensa racial, não se trata de desejar que tenha mesmo peso ou não. Ponto final ai. Não existe peso em ofensa racial com base na lei e na própria constituição.

    “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade (…)” (Const. F. 1988 Art. 5º)

  10. A levada do Silvio era a de ir zuando com todos, sempre fazendo brincadeiras provocativas, nesse mesmo embalo o que ele poderia dizer para provocar a menina? Pensem e verão que a coisa mais simples e menos danosa para uma criança seria brincar com o cabelo. Já pensou se ele fala sobre outra característica da qual ela não tem poder de escolha? Cabelo é cabelo! Deveriam então proibir que as negras fizessem uso de chapinha e escova definitiva, afinal estão mudando seus cabelos afros e isso é racismo!
    O problema minha gente, é que ele foi fazer uma brincadeira com uma representante dos intocáveis no Brasil. Tá cheio de ativistas vagabundos que ganham muita grana para ficarem posando de defensores de minorias coitadinhas que nem sequer pediram tal representação destes.
    O Silvio ficou o programa zuando com a Eliana, dizendo que estava a perigo. Cadê as feministas para defenderem a dignidade da Eliane? Ah não podem defender a Eliane pois ela é rica e branca.
    O próprio Silvio bricou o tempo todo com a situação da próstata dele. Aquele papo de que ele está com incontinência urinária é verdadeiro, ele realmente usa cuecas especiais e não está nem aí que zuem ele.

  11. Acho que o Silvio Santos foi racista SIM. Em nenhum momento ele falou do penteado da garota (com a outra menina ficou explícito que ele se referia ao penteado). Além de ter sido extremamente gratuito e insensível da parte dele.

  12. Cara, não votei na sua enquete porque ela me parece muito preto no branco e, nessa questão, nem sempre há nuances assim tão distinguíveis.

    Eu sou negra e tenho o cabelo quase tão crespo quanto o dela. Mesmo assim, posso me imaginar falando isso a uma garota em tom de zueira. Não zueira com ela, necessariamente, mas com os padrões de beleza totalmente arbitrários existentes na mídia. Assim como poderia falar isso a uma pessoa gorda, por exemplo.

    “Ah, mas gordos não foram escravizados, mortos e nunca sofreram preconceito como os negros”. Sim, contudo, guardadas as devidas proporções podemos traçar o paralelo. Aliás, acho que na mídia atual, mulheres negras tem tido até bem mais destaque positivo do que mulheres gordas, e a gordofobia (sobretudo contra mulheres) é uma realidade bem triste. Basta ver como os sites, blogs, páginas do Facebook, perfis do Instagram e todo o mercado da maromba trata o gordo (ou o que eles assim resolverem chamar), gerando cada vez mais pessoas com distúrbios alimentares. Há pessoas literalmente morrendo em virtude disso.

    O que ele falou é uma realidade péssima. De fato, mulheres com o cabelo dela dificilmente serão atrizes. Obviamente, isso não é algo que deva ser louvado, e sim combatido. Contudo, não entendi a galhofa dele como um louvor a isso. Sinceramente, não acho que ele realmente pense que pessoas com o cabelo dela não podem ser atrizes, que ele a aconselharia de verdade a alisar o cabelo se quisesse ser atriz.

    Pra mim, o problema foi soltar uma frase dessa assim, do nada, em rede nacional. Obviamente iria dar merda. Fazendo com que tal frase fosse incompreendida mesmo por pessoas inteligentes. Silvio Santo realmente tá gagá.

  13. Obviamente foi um comentário racista. Não há como negar.
    Ele usou uma característica física da menina como desculpa para desestimulá-la a seguir seus objetivos.
    As pessoas que se negam a ver isso estão sofrendo do fenômeno psicológico da “falácia do mundo justo”. Por acharem muito assustador imaginar um mundo em que coisas ruins acontecem com pessoas que não merecem, tentam relativizar as coisas o quanto puderem e, em caso de terem que encarar a questão, culpam a vítima.
    Acontece com mães que tem filhas abusadas pelo cônjuge, com heterossexuais que presenciam a homofobia, com pessoas que veêm casos de estupro e por aí vai…
    http://super.abril.com.br/blogs/como-pessoas-funcionam/o-cara-que-divulgou-as-fotos-ta-errado-mas-ninguem-manda-tirar-foto-pelada-a-falacia-do-mundo-justo-e-a-culpabilizacao-das-vitimas/

  14. A vida não é apenas preto e branco, no meio existem uma infinidade de tons de cinza. Foi correto o que ele falou? Na minha opinião não mas isso só se torna um grande problema quando se a sociedade permitir que isso aconteça. Nós brasileiros somos um povo abençoado justamente pela mistura étnica, e se pararmos para analisar não existe uma raça específica que determine o nosso povo. Somos todos minoria, alguns um pouco mais do que os outros mas mesmo assim minoria e conforme o Artigo 5 da constituição, todos iguais perante a lei. Na teoria é assim, já na prática… Fica aí a opinião de um homem ligeiramente embriagado 🙂
    Cheers…

  15. Eu acho isso uma grande besteira, não acho que teve algo racista no comentário, mas infantil. Estamos no século 21, racismo é uma coisa besta, uma coisa que nossos amigos macacos usariam, hoje em dia qualquer um pode sofrer assedio, não importa a cor, não importa o gênero. Existe um nome pra o que ele fez: PAU NO CUZISSE. Imaginem os dois como crianças, pronto, acabou.

  16. Galerinha olhem esse vídeo:

    https://www.youtube.com/watch?v=62Ln6w3xSmQ&list=UU-5npwFvOH9Mp_a15T0VT9g

    Nele o Silvio Santos faz comentários racistas com outra menina negra, um menino que dança funk, e um garotinho japonês!1!! Ele acaba com o sonho dessas crianças falando que eles não tem futuro na carreira que eles estão se apresentando (com tom de desdém, isso que é foda).

    Temos que acabar com esse monstro, fiquei sabendo que ele vem acabando com os sonhos das criancinhas em rede nacional há mais de 50 anos!!11!

    PS: Ignorem o que ele fala pra garotinha branca do final, ela não é minoria étnica.

    1. Não entendo esse argumento.

      É como defender um estuprador mostrando uma foto dele do lado de uma outra garota qualquer, dizendo “olhaí ele não tá estuprando essa, logo, é inocente”

      1. Não Izzy, acho que vc não conseguiu assistir o video então vou descrever só o primeiro caso.

        Lá pelos 1:50 ele começa a falar com o menino que vai cantar. Conforme a conversa anda o Silvio começa a questionar a endumentária do garoto, chamando o chapéu dele de estranho (mas blz, afinal o chapéu é só um chapéu). Logo em seguida ele dúvida se o menino realmente é patrocinado por alguém (nada mto grave tbm, só chamou ele de mentiroso) e por o Silvio fala “Ele não sabe falar, quanto mais cantar”. Pronto, primeiro sonho destruido.

        No video o Silvio também questiona a capacidade das dançarinas e do mágico como futuros profissionais, mas demoraria muito para enumerar todos as ofensas D:

        O argumento é que o Sílvio Santos é um monstro que ama julgar quais crianças podem ou não podem seguir carreira artística, e que o caso do Teleton não foi o primeiro

      2. Não Izzy, acho que vc não conseguiu assistir o video então vou descrever só o primeiro caso.

        Lá pelos 1:50 ele começa a falar com o menino que vai cantar. Conforme a conversa anda o Silvio começa a questionar a endumentária do garoto, chamando o chapéu dele de estranho (mas blz, afinal o chapéu é só um chapéu). Logo em seguida ele dúvida se o menino realmente é patrocinado por alguém (nada mto grave tbm, só chamou ele de mentiroso) e por fim o Silvio fala “Ele não sabe falar, quanto mais cantar”. Pronto, primeiro sonho destruido.

        No video o Silvio também questiona a capacidade das dançarinas e do mágico como futuros profissionais, mas demoraria muito para enumerar todas as ofensas D:

        O argumento é que o Sílvio Santos é um monstro que ama julgar quais crianças podem ou não podem seguir carreira artística, e que o caso do Teleton não foi o primeiro

  17. Fazer uma polemica por um sujeito que claramente está brincando com as outras pessoas, faz parte de um novo estilo do apresentador que vem fazendo piadinha para isso, para ganhar audiencia e blogueiro criar topico sobre o assunto :D, uma coisa é você ter um tom maligno e sério e falar do cabelo da moça outro é uma forma descontraída de falar em um tom de brincadeira, a menina ficou com uma cara mas as outras crianças levaram como uma brincadeirinha, como falei, acho que o apresentador está apenas criando uma nova jogada para manter a audiência ou ganhar uma nova audiência e não ficar ainda marcado como aquele apresentador chato de sempre, está mostrando novas armas para que quem vê não fique no tédio e ele perca gradualmente telespectadores, tá tanto dando resultado que ele vive sendo alvo de blogueiros e sites de zoeira da net, o cará é um gênio. E vocês inocentes, não sabem de nada.

  18. Para mim o problema aqui é se apegar ao racismo quando o mais impactante IMHO foi o fato de ser um comentário extremamente maldoso para uma criança! Mas é claro que o racismo sempre será colocado em pauta, pois é o único tipo de maldade que tem pena prevista na Carta Magna. Se o Sílvio falasse “com essa cara?” seria tão maldoso quanto, mas legalmente só uma “brincadeira inocente”.

  19. Achei um comentário infeliz sim, mas não por ser racista -- é só pela questão de constranger a menina na frente de tanta gente. Não vejo motivo pra polêmica ou chamar isso de algo mais que um “gafe” mesmo.

    E tenho que discordar do ponto em que você diz que ofensas a brancos não tem o mesmo peso que a negros. Ninguém nega que, historicamente, negros sofreram MUUUUUUUITO mais preconceito que brancos. Mas daí hoje é proibido chamar de PRETO (lol), mas branquelo tá de boa? Só porque não é minoria étnica o peso da ofensa muda? Discordo FODIDAMENTE hein, acho que é usado um double standard safado demais nesses casos (racismo, sexismo também e tal). Se um negro claramente ofende um branco, tem menos peso que um branco claramente ofendendo um negro? Nem.

  20. Eu não entendi assim, não acho que ele foi racista na sua colocação. quando fala “com esse cabelo?” tenho certeza que ele quis dizer que o cabelo dela não está apropriado para ser uma cantora, vamos combinar que o cabelo dela é do personagem, que se ela quer ser cantora, vai ter que mudar seu visual. Sei também que o silva tá mesmo no me processa, então todo qualquer cometário que ele fizer, vai ser tratado como tal. Conheço muitas pessoas que levam tudo ao pé da letra. Nem tudo é o que parece ser. Tanto que antes ele fala do cabelo da outra menina e ninguém fez caso com isso. O racismo está na cabeça do racista.

  21. Izzy, eu acho que você não entendeu o comentário do cara do twitter. Pelo que eu entendi, a sequencia de frases que ele fez se refere a este argumento: Silvio Santos, com tal comentário, é acusado de ser racista pelas pessoas que o assistem, porem, o comentária dizia respeito a menina não conseguir ser atriz ou cantora simplesmente por causa do cabelo e por causa da raça, mas, quando você vai ver, a menina já está contratada pelo mesmo Silvio Santos pra atuar e cantar em sua própria emissora de televisão, um meio de comunicação da mídia. Logo, sobre esta ótica, seria sim uma grande ironia e brincadeira do Silvio Santos fazer este comentário, se ele de fato foi racista, o que eu não acho, como ele diria que a menina conseguiria se ela já conseguiu e sobre o olhar e aprovação dele? O argumento do cara é dizer que simplesmente a menina já realizou o tal sonho e com a ajuda do próprio Silvio Santos, então como o mesmo Silvio Santos seria racista? E no fim de toda essa discussão, foda-se, a mundo já mostrou que pode produzir atores e cantores fuderosos, não vão ser comentários isolados que vão afetar isso.

  22. Se Israel Nobre se desse ao mínimo trabalho de averiguar tudo, veria que Silvio Santos tb tirou sarro do cabelo de uma menina loirinha.

    Mas isso levaria muito tempo. Vamos logo dar nossa opinião sem ver o contexto inteiro

    1. Se você se desse ao mínimo trabalho de LER O TEXTO veria que eu abordei esse “argumento”.

      Mas isso levaria muito tempo. Vamos logo dar nossa opinião sem ler o texto inteiro.

  23. Caralho Izzy, nada a ver, fui muito zoado e bulinado no ensino médio por ser nerdão, meu cabelo sempre foi alvo de piadas tbm, mas ninguém agiu em minha defesa.
    Como eu fico? Eu tenho tanta culpa de ser assim quanto a guria aí tem, porém eu não vou ser idiota a ponto de ficar fazendo mimimi, a natureza é assim, se você não tem um padrão de beleza, chora.

  24. Israel, eu descobri o seu blog há alguns meses. Li uns 20 textos e vi alguns videos. Eu gostei do conteúdo.
    Mas nessa eu quero que você vá tomar no cu.
    Abraço.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *