[ A HORA DA JUSTIÇA ] Foi assaltar no busão, tomou sopapo na cara!

Faz um tempinho que não escrevo textos d’A HORA DA JUSTIÇA, né? Vamos corrigir isso!

assaltar

Acompanhe aí a rápida saga de Trevonnte Brown, o rapaz de 19 anos que traja o suéter preto. Enquanto os outros cidadãos de bem adentraram o coletivo para ir aos seus nobres porém odiados empregos, contribuir para o PIB nacional e de repente flertar um pouco com a Suélen da Contabilidade, o Sr. Brown subiu no ônibus (em Marrocos) de cano em punho na intenção declarada de promover o mal e subtrair posses alheias.

Trevonnte, que além do berro porta também o típico nome com grafia “criativa” que é uma marca registrada da comunidade negra americana, decide que o “nerdão” ali de óculos à direita, ocupado checando as fotos da peguete no Fêice, será a vítima du jour.

E o meliante mete a arma na cara do cidadão, dando voz de assalto. O homem assimila a situação, agarra a arma do vagabundo sem pensar duas vezes (ilustrando na prática porque policiais são treinados a nunca deixar suas armas ao alcance dos bandidos quando as apontam pra eles) e levanta pra partir pra cima do marginal.

Perceba aos 7 segundos da sequência que o cara tem a calma e presença de espírito de colocar o iPhone no bolso ainda, antes de então desferir poderosos socos na orelha, têmpora e narina esquerda do ex-futuro assaltate.

O pandemônio se instala no coletivo. Alguns justiceiros urbanos se unem à luta do Carinha do iPhone; já a grande maioria dos transeuntes foge correndo porque afinal de contas existe ali uma arma pronta pra “efetuar um disparo”, pra usar o linguajar do estereotípico Cabo Gonçalves que aparece no programa televisivo dando o play-by-play de alguma uma ação criminosa qualquer.

Meu avô costumava dizer (ou talvez li isso num livro do Monteiro Lobato, não sei mais) que durante o desespero, “aleijado sobre em pau de sebo”. Aos 17 segundos do vídeo vemos a confirmação empírica desta sapiência popular quando a gordinha de rosa, com muletas a tiracolo por presumivelmente precisar das mesmas para sua locomoção, passa por cima do conflito com habilidade e corre pra longe da muvuca sem nenhuma vez desmonstrar dificuldades motoras.

Nisso o Carinha do iPhone enfia diversos socos bem na cara do meliante, com os fones de ouvido do celular ainda na mão e possivelmente dando nós ao redor dos dedos dele, que é o instinto natural de fones de ouvido.

E no final das contas, o vagabundo foi preso.

Agora, o plot twist: assista o vídeo novamente e repare que o meliante havia subtraído os celulares de outros dois passageiros antes de partir pra cima da vítima que acabou reagindo. A forma como ele levou os celulares da galera é tão casual e sutil que eu nem tinha percebido a princípio!

Perdeu os frutos do roubo, levou uma surra e ainda foi em cana: 8 de 10 na Escala Capitão América de Justiça.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

10 comments

  1. Gostei da referência da célebre frase que junta ônibus e Marrocos, mas creio que poucos vão entender …
    E a história do pau de sebo você leu nas Caçadas de Pedrinho, quando a bicharada resolver atacar o sítio pra se vingar da morte da onça …

  2. Eu já vi vídeo de um cara dando porrada (tabefe na nuca) e expulsando um daqueles crentes que pregam em ônibus. Ele teve muita sorte, porque algumas vezes o pessoal se organiza e vai a galera da igrejinha inteira no mesmo ônibus pra fazer um culto dentro do mesmo, e irônicamente infernizar a vida dos passageiros. Também, o “pregador” encheu a paciência do cara só pelo motivo de o mesmo não estar dando atenção, o que causou discunção, um rebatendo o que o outro falava e então a expulsão do tal “pregador”. (eles usam esses termos, e as vezes fico pensando que missionário é alguém que fica lançando míssel)Haha…

  3. “Agora, o plot twist: assista o vídeo novamente e repare que o meliante havia subtraído os celulares de outros dois passageiros antes de partir pra cima da vítima que acabou reagindo. A forma como ele levou os celulares da galera é tão casual e sutil que eu nem tinha percebido a princípio!”

    Só eu não consegui ver isso no vídeo?

  4. Izzy, acho que teus óculos te deram algum tipo de mutação, pois creio que vc foi o único que conseguiu ver o maluco roubando dois celulares!

    1. Os cidadões deveriam ter chamado a polícia e dado queixa de roubo, assim a prefeitura vê que há crimes e que a polícia não os soluciona, então não proclama “cidade mais segura do país”, desviando verbas da segurança pública para o turismo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *