[ A Hora da Justiça ] Provocou a galera no ônibus, levou uma surra

Estou de volta, amigos! Meu apê novo ainda está uma bagunça satânica, e demorou um bocado pra instalarem a internet nesta porra (quem mandou se mudar durante um feriado prolongado…), mas aqui estou!

Vamos assistir mais um sensacional exemplo de por que não se deve puxar brigas com desconhecidos. Solta o VT:

Estamos dentro de um transporte coletivo, onde um Gordinho de Camisa Cinza solta impropérios e provocações pra ninguém em específico. A putaria devia estar rolando já algum tempo, como é sempre o caso desse tipo de vídeo. Quando alguém finalmente pensa “melhor puxar o celular e filmar isso” é porque a energia no local indicava uma confusão iminente.

Eis que de repente levanta-se um marmanjo de aparente 2 metros de altura, construído exclusivamente por músculos. Os olhos dele são feitos de músculos, as veias dele são feitas de músculos, os músculos dele são feitos de músculos. Neste exato instante sabemos que o gordinho se fodeu muito bem fodido.

O gordinho tenta sorrateiramente evadir-se da área, mas é tarde demais: o sósia do Terry Crews está em modo teleguiado. Como num desenho animado, o grandão pega o gordo pela gola da camisa e vai levando-o pra longe do ônibus. Reparei pela primeira vez que o fortão tá com um livro nas mãos, o que simultaneamente desafia estereotipos E serve como um barômetro das suas habilidades marciais.

O fortão leva o gordinho para um ponto suficientemente longe do coletivo, e então o larga e se vira pra ir embora. O gordo, como é costumeiro de alguém prestes a ter a bunda chutada, não entende que está comprando uma briga que ele vai inevitavelmente perder.

Com o gordinho berrando xingamentos em sua face, o fortão dá-lhe um tapinha de leve, sem sequer soltar o livro — uma pequena amostra grátis do tipo de total e completa aniquilação prestes a cair sobre o gordim.

O gordinho continua berrando na cara do fortão, testando sua paciência. O fortão lhe dá mais um safanão, novamente exercendo considerável auto-controle (e nunca largando do livro). O gordo vai parar no chão, indignamente, como uma tartaruga que caiu de costas e tem dificuldade de se levantar.

O fortão se vira pra sair, novamente. O gordo, agora trajando uma camisa rasgada que fatalmente virará pano de chão, continua insistindo nessa briga onde ele só tem a perder (a dignidade, o equilíbrio, dentes, suas roupas, entre outros).

O gordo insiste, leva uma cuspida na cara, e estoura a briga. Em sua recuada, o gordo acaba tendo seu traseiro literal e norte-americanamente chutado.

E o grandão vai embora com o livro na mão.

8.9 pontos na Escala Capitão América de Justiça. Ele poderia ter DESTRUÍDO do gordinho se quisesse, mas aplicou apenas a quantidade de justiça necessária.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

6 comments

  1. Nossa, essa surra foi incrível mesmo. É por isso que eu digo, melhor não mexer com quem está quieto.

    Deixo meu convite aqui para você conhecer meu site também, é um portal de perguntas e respostas sobre como pensam homens e mulheres: http://elaele.com.br

    Até mais.

  2. Aconteceu um negócio parecido aqui no Rio (não sei se alguém gravou). Um cara entrou no ônibus com uma barra de ferro, e se recusou a descer, resultado: Motorista de ônibus com vassoura do gari botando o maluco pra correr

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *