Hbdia
  • Feed do Hbdia
  • Twitter
  • Youtube

[ A HORA DA JUSTIÇA ] Puxou briga, dormiu no chão

Postado em 22 August 2014 Escrito por Izzy Nobre 6 Comentários

Acredito que aqui n’A HORA DA JUSTIÇA faço o importante serviço público de alertar aos amigos que altercações físicas no meio da rua não valem a pena. Sim, eu passei a vida toda crendo isso porque sou um nerd fracote sem habilidades marciais, mas esta máxima vale para pessoas de todos os tamanhos e constituições físicas. O vídeo de hoje se destaca porque ele é basicamente COMENTÁRIOS DO DIRETOR da porrada.

Vamos lá.

Como o narrador explica, ele estava sendo seguido por outro indivíduo — certamente pra tirar satisfação de alguma barbeiragem mínima de trânsito. Eu queria muito ter o tipo de tempo livre que me permitisse abandonar meu plano para o dia pra perseguir alguém deus sabe até onde só porque ele entrou na minha frente sem ligar o pisca-alerta, mas infelizmente sou um membro produtivo da sociedade sem impulsos psicóticos.

Repare que ele inclusive para numa vaga pra deficientes físicos, sendo que até então ele ainda não o era. Depois desse vídeo, não tenho muita certeza.

O valentão vai pra cima do narrador com tudo, e o dá um empurrão. O narrador, que é definitivamente o tipo de pessoa que você não deveria empurrar, desfere dois poderosíssimos socos em sua mandíbula. Na do valentão, não na sua própria. Eu estou pensando que foram 2 socos, a habilidade com a qual o rapaz lidou com seu agressor, é possível que ele tivesse despachado uns dezoito socos ali, e o framerate da câmera simplesmente não foi bom o bastante pra capturar todos os movimentos.

O valentão imediatamente é lembrado do efeito da gravidade no momento em que seu cérebro se desliga e suas pernas não mais o mantém longe do chão. Ele caiu quase embaixo da própria caminhonete, inclusive. O cara ainda planeja desferir um chute, mas parece perceber que não era mais preciso e então se freia um pouco (a ponta de seu sapato ainda triscou um pouco no bucho do agressor, no entanto).

Este justiceiro urbano anônimo aponta na sua direção, dizendo provavelmente algo como “eu bem que avisei pra você não me empurrar, ein! E fique aí mesmo!”

Nesse momento os amigos do agressor, que não pareciam estar muito engajados em impedir a briga antes (afinal de contas, eles deixaram o amigo perseguir o desconhecido, e o deixaram descer da caminhonete pra confronta-lo) correm em seu socorro. A garota vista no vídeo questiona porque o rapaz fez isso com o amigo dela, ao que ele responde “ué, ele que veio querendo briga tia”. Fica a pergunta de por que os amigos não tentaram impedir o acontecido ANTES do amigo tomar uma violenta sova. Sem dúvidas, assim como o dorminhoco, eles esperavam um resultado diferente.

E é por isso que não vale a pena comprar brigas na rua.

Escala Capitão América de Justiça: 8.9 de 10. Socos bem entregues, bem contextualizados, KO imediato, tudo com direito a narração do diretor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

Categorias: a hora da justiça

About Izzy Nobre

Oi! Eu sou o autor desta pocilga. Tenho 32 anos, também sou conhecido como "Kid", e moro no Canadá há 13 anos. Geralmente perco meu tempo na internet atualizando este blog, batendo papo no twitter, produzindo vídeos para o youtube, e conversando sobre videogames antigos no podcast 99 Vidas, e sobre notícias bizarras n'O MELHOR PODCAST DO BRASIL. Se você gostou deste texto, venha me dizer um alô! Adoro conversar com os leitores :)

6 Comentários \o/

  1. Ricardo Melo says:

    Porra izo, faltou a nota na escala Joaguim Barbosa de justiça;

  2. Neto says:

    Faltou a escala Capitão América de justiça…

  3. Raphael says:

    O cara so queria a promocao:
    Peca 1 leve 3.

  4. André Henrique says:

    PLAU

  5. Anderson says:

    Qual o índice na escala Capitão América/Justiceiro/Joaquim Barbosa/Capitão Nascimento de justiça?

  6. Wellington says:

    Rola até umas legendas quando ele aponta o dedo no estilo Shao Kahn:

    “Don’t make me laugh.”

    “You will never win!”

    “You will die, mortal!”

    “You weak, pathetic fool!”

    “Ha ha ha ha ha!”

    Abs.