A Morte de um Videogame, PART DEUX

Em março escrevi um texto explicando o motivo pelo qual eu passei quase 10 anos sem ter um console. Pra quem não leu e tem preguiça de clicar em links que não sejam thumbnails de ensaios featuring garotas com quantidade decrescente de roupas, o texto narra a morte prematura do meu idolatrado SNES, assassinado por ninguém menos que este vosso escriba, numa tentativa de sacanear meu irmão menor numa partida de Donkey Kong 2. Leia lá o texto, porra. Eu espero.

Então. O trauma de matar um videogame sem querer se repetiu semana passada.

Havia umas sujeirinhas embaixo da faceplate do meu PSP que me já incomodavam há anos. Comprei o bichim de terceira mão, e os donos anteriores obviamente não eram tão zelosos com o aparelho (como era evidenciado pelos pequenos arranhões na “carroceria” do console) quanto eu. Como você já deve ter notado ao ver gente que insiste em enfiar o dedo com toda força na LCD do seu laptop pra apontar algum detalhe que ele pensa que você não viu, há pessoas que simplesmente não respeitam tecnologia.

Poisé. Como o PSP não é hermeticamente fechado (afinal, nada além de um submarino ou uma estação espacial realmente é – embora você saiba que eu agora receberei cem comentários me informando que nem estes são totalmente fechados), uma poeirinha chata acaba se acumulando entre o LCD propriamente dito e o plástico que o cobre. É imperceptível pra um leigo, mas pra um gamer perfeccionista como eu, que trata seus gadgets com o carinho geralmente dedicado a crianças de colo e filhotes de husky siberiano, é quase uma tortura.

Passei o dia inteiro lendo tutoriais de como desmontar o PSP e limpa-lo. A tarefa parecia estupidamente simples – remova sete parafusos, arranque a faceplate que dá a cara ao PSP, limpe tudo.

WHAT COULD GO WRONG?

Fui à Canadian Tire, que é uma mega loja de hardware no sentido pré-informático (ou seja, loja de ferramentas, artigos de caça, pesca e camping, essas coisas). Apanhei um set de chavinhas minúsculas e voltei pra casa.

Precisava de uma àrea bem iluminada e que não dividisse espaço com mais nada, então releguei a tarefa à mesinha de canto da sala, que trás uma lâmpada embutida. Apontei o navegador do ipod pra um tutorial do procedimento, pra fácil referência, e mandei ver.

Tirei fotos do processo na intenção de escrever meu próprio tutorial. Mal sabia eu que estava registrando os últimos momentos de vida do meu PSP.

Até aí tudo bem. Limpei a tela como pude; é extremamente difícil manter a poeira longe da tela, mesmo durante a limpeza alguma sujeirinha errante acaba caindo lá e torna a tarefa extremamente repetitiva.

A merda total aconteceu quando tentei afixar a faceplate de volta no console. A parada simplesmente não queria encaixar direito, deixando uma abertura preocupante na parte inferior do console. Nessa situação, o parafuso não conseguia nem entrar até o fim do buraquinho.

Como se eu estivesse desmontando uma bomba nuclear, removi a faceplate novamente em camêra lenta, como se um descuido naquele momento tivesse o potencial de causar uma explosão termonuclear que acabaria com a vida no planeta Terra como a conhecemos. Analisei os pontos de contato da faceplate com o PSP, procurando alguma coisa fora de lugar que pudesse estar bloqueando o negócio. Nada.

Recoloquei a faceplate, e fiz uma forcinha pra encaixar o negócio no lugar. Dessa vez foi, e eu pensei “só precisava apertar um pouquinho mais”.

Durante todo o procedimento eu estava usando mãos tão macias pra manusear o negócio, com um medo quase paralisante de danifica-lo, que foi fácil concluir que talvez uma força levemente maior fosse necessária pra fazer os componentes se encaixarem devidamente.

Liguei o PSP.

PUTAQUEPARIUCARALHOMINHANOSSASENHORA. O que diabos eu fiz?! Respirando mais avidamente, desliguei o console e liguei de novo. Imaginei, na total inocência, que se tratasse de algum tipo de mal contato. A tela se acendeu de novo e lá estava a rachadura, me encarando como se dissesse cruelmente “perdeu, playboy”.

Me levantei tão rápido que me deu até tontura. Por uns 10 segundos eu não sabia nem o que pensar; meu cérebro entrou no protocol mode requerido pra raciocionar uma solução rápida pra um problema terrível. É como se todos os recursos de hardware disponíveis pelo meu córtex cerebral fossem redirecionados pra essa tarefa, deixando apenas RAM suficiente pra controlar processos vitais involuntários como minha respiração e meu batimento cardíaco. Ai de mim se eu estivesse com uma leve vontade de ir ao banheiro nesse momento, não haveria processamento disponível pra me segurar.

A tela quebrou, não há dúvidas. Compro outra no ebay? Procuro alguém que conserte a parada? Ligo pra namorada chorando?

Foda-se. Vou comprar um PSP novo. Hoje.

Sem nem pegar a chave da casa ou fechar a porta (supus que minha irmã faria isso), saí correndo em direção à Rogers, que é uma locadora que vende videogames aqui perto. Ao chegar lá, uma constatação triste foi feita – eles só tinham UM PSP na loja: o modelo vermelho que vem com God of War.

Se aquele artigo sobre o Gol Atlanta que li na Revista Quatro Rodas em 1996 me ensinou alguma coisa, é que modelos comemorativos sempre acabam sendo vistos com desprezo alguns anos após o evento que eles comemoravam se torna irrelevante. Saí correndo da loja em direção à Best Buy, que fica a quase 2km de distância da minha casa. Uma rápida consulta ao meu relógio me revelou que eram 10 pras 9pm, hora que a loja fecharia.

Acredite se puder – percorri o caminho inteiro em menos de 10 minutos. Eu acho que jamais na minha vida corri com tanta vontade. Meu instinto de auto-preservação foi temporariamente suspenso enquanto eu jogava minha própria versão de real life Frogger nas avenidas no meio do caminho.

Quando piso na calçada da loja, vejo os funcionários reunidos do lado de fora, conversando e se preparando pra fechar a loja. Passo direto, apanho a caixa do novo PSP, e vou ao caixa. Explico ao cara que o suor e a respiração profunda se deve ao fato de que eu corri até a loja pra substituir o brinquedo quebrado.

Com o PSP em mãos, pude respirar aliviado e caminhar tranquilo de volta pra casa. Eu havia informado meus amigos próximos que havia quebrado o troço, e agora mandava SMSs informando-os que já havia substituido o gadget. Meu irmão foi o primeiro a responder:

Era uma dúvida que eu mesmo tinha. Hackeei meu PSP há ANOS atrás; a cena mudou completamente desde então. Os métodos de desbloqueio mudaram completamente, e pela falta de necessidade de acompanhar as novidades, eu estava totalmente por fora dos novos processos.

Entretanto, eu estava me sentindo triunfante após a corrida e a compra do PSP. Ri na cara de Murphy, enquanto respondia o moleque com a frase mais arrogante que eu jamais digitei num celular com o auxílio de T9 configurado na língua inglesa:

(Como você pode ver, tudo aconteceu no dia 2. Só vim terminar de escrever este texto hoje)

Três horas depois, após ajuda indispensável do Tio Solid, o PSP novo estava desbloqueadinho e pronto pra rodar uma miríade de jogos baixados ilegalmente* através de protocolo P2P.

Óia o bichim novo aí:

É isso mesmo que você está vendo – estou jogando Command and Conquer Red Alert no trem, no caminho do trabalho. Entede agora porque eu não podia passar nem um dia sem essa merda?

No fim das contas, foi um daqueles males que vieram para o bem. Eu já queria um PSP Slim (um redesign do console que é MUITO mais leve e mais fino) desde que ele foi anunciado; mas eu não tinha coragem de gastar os 160 dólares em algo que eu já tinha. Quando o DS Lite saiu, eu comprei sem remorso porque era uma mudança COMPLETA no design do console, parecia valer mais o investimento.

Após usar o PSP Slim por uma semana, noto que a diferença entre ele e o PSP original é equivalente entre o DS Lite e o modelo antigo. Se soubesse disso, teria quebrado meu PSP antigo há muito tempo.

Pior que muitos dos meus amigos próximos suspeitam que eu quebrei o PSP de propósito pra justificar a compra do Slim. Minha namorada foi a primeira a levantar essa dúvida, aliás. Talvez fiz isso inconscientemente? Hmmm.

E o melhor é que o Fívio, grande amigo meu da época que eu morava no Maranhão, acabou ganhando meu PSP. O gasto total dele pra reparar o console ficará abaixo de 200 reais, incluindo o envio (custou 35 dólares), e nova LCD (50 dólares) e a mão de obra (40 reais, se não me engano).

Ou seja – everybody wins.

*Essa parte foi só pra provocar o GUS. No Canadá, download sem fins lucrativos não é crime, então tecnicamente falando não é pirataria.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

90 comments

  1. WHAT COULD GO WRONG?

    76,3% de todas as cagadas da humanidade começam com essa frase. As outras 23,7% com ‘relax, I’ve done this a million times man… KABUM!’

    já tinha acompanhado a saga via twitter, mas o post ficou bom 😉 o ‘I’m fucking Izzy Nobre’ teria ficado melhor se você tivesse dito que enquanto digitava a mensagem estava passando a mão no cabelo e olhando de lado para alguma câmera imaginária, CSI: Miami-like.

  2. Já ia perguntar por que DIABOS tu e o teu irmão trocam mensagens em inglês, aí lembrei do teu problema do T9 ser em inglês.

  3. Já disse Murphy: Se emperrou, force, se quebrar, já precisava comprar outro mesmo.

    AHAHAHAHAHAHA.

    Exatamente isso que aconteceu ;D

  4. Eu daria o rim esquerdo pra ver sua cara na hora que pensou “How hard can it be?” e meu pâncreas pra ver a sua cara na hora que ligou o bicho. 😀

  5. Mas e a bateria do slim,é melhor? pior? porque eu já vi em vários lugares falando ambas as coias e até agora não sei…

  6. @Kamikaze

    É o seguinte -- o Slim, por ser mais fino, requeria uma bateria um pouco menor. Por isso ela retém menos carga -- 1200mah, ao invés dos 1800mah da bateria do PSP antigo.

    Acontece que o hardware do Slim é mais eficiente, e na verdade a bateria acaba durando MAIS.

    Mês que vem comprarei a bateria de 2200mah da Sony. Dá um aumento de 20% na duração.

    Ela é um pouco mais “gordinha” e vem com um battery cover diferente, pra encaixar no Slim. Isso que não me agrada muito, o PSP ficar todo assimétrico.

  7. Em pouco tempo estarei me masturbando no banheiro do trabalho com pornografia em videos baxados do Redtube.

    Só quem usa PSP com o propósito de jogar é o Kid.

    Ahh, obrigado 😉

  8. Isso ae Lucky !!!

    “Soca Pórva !!”

    3 vezes já denota alguma interação/sentimento da parte na qual o ato é cometido…diria eu ser quase uma relação pré-estável…rs

    Mais um post show Kid

  9. Esse tipo de envio de eletrônicos, você só faz pra quem conhece? ._.

    Porque ai eu fazia o pedido do PSP com você mesmo 😀

  10. SIAUDHSAD
    Eu ri.
    Sorte sua, porque
    depois do projeto “run fatboy”
    você conseguiu correr todo o percurso em tão pouco tempo. 😀

  11. quote do duuardo:

    ‘depois do projeto “run fatboy”
    você conseguiu correr todo o percurso em tão pouco tempo. :D’

    por falar nisso, a quantas anda a operação ‘run fat boy’?

  12. @Thito

    Caramba..pqp, chega a dar vontade de rir. UAEheua, é foda.

    Kid, você pagou quanto nesse celular atual seu? A função MP3 dele é boa? Ou seja, fica bom o som? To afim de comprar um.

  13. No Canadá, download sem fins lucrativos não é crime

    E no Brasil também.

    AHEAHEHAE Futa Que Fariu viu…

    E quem quiser comprar o log da conversa e a vídeo da Webcam do Kid chorando segurando o PSP Slim dizendo que não ia ter como desbloquear só pedir o endereço da paypal.

    E só assim para você responder rápido naquela merda de MSN heim 🙂

  14. Kid, telas de LCD não foram feitas para serem limpas por mãos humanas…

    Qualquer pressão a mais e elas quebram…
    Da próxima vez use um espanador MUITO macio…

  15. Cara, eu lutei muito para comprar minha PSP, juntei todas as sobras do meu salario que é uma micharia e faz uns meses comprei um PSP SLIM estou feliz da vida soh que a minha PSP não tinha nem uma semana e minha namorada consegui quebrar a LCD dela ¬¬ na hora mesmo fui procurar uma LCD paguei 45€ nela (moro na espanha) e a instalação eu mesmo fiz =D

    coisas horrivis acontecem com as melhores preciozidades :/

    abraço!!

  16. Que carcaça??? oxe…

    De qualquer jeito,Kid,quais são os jogos que você mais joga no psp atualmente? quais você acha que jogou mais tempo?

    nossa,essa frase ficou mt boa…cause u are fucking Izzy Nobre…

  17. Que conhecidência do capeta. Tenho um amigo aqui do Rio que ganhou um PSP novo …

    Só eu que continuo tendo como gadget um mp4 arranhado …

  18. Falta de sorte, hein, Kid!

    Mas Kid, me diz uma coisa, você que também tem DS, sabe dizer se existe algum flash card melhor do que o R4? É que pretendo comprar um DS e queria saber escolher pra num comprar merda. Procuro no “pai dos nerds” (A.K.A. Google) e só dá R4 (Vai ver que ele é o melhor mesmo…), então queria tua opinião…

  19. Bah, tu matou ele. Que coragem de desmontar hein. Eu nunca faria isso com o meu, nunca.

    Não vi nem joguei no slim ainda, mas parece ser mais rápido, leve e muito mais bonito.

    Mais uma vez: que coragem.

  20. Esse negocio de desmontar faceplate eu já fiz um milhão de vezes no NGage que eu tenho. Acredito que o PSP realmente não seja feito par ser desmontado.
    Mas de qualquer forma deve ser muito bom morar em um lugar onde os gadjets tem preço acessivel e não extorsivo.

  21. @Kid não conheço lemmings não. Aliás, uma porrada de jogos ultra fomosos eu nunca joguei. Worms, por exemplo, primeira vez que joguei foi no celular huaua

    Aproveitando qual o homebrew pra ler quadrinhos?

  22. Se acontecesse comigo acho que teria me matado. Morro de medo de desmontar minhas “tecnologias”, mas ao mesmo tempo não resisto quando boto na cabeça que por algum motivo eu tenho que desmontar. Até hoje nunca tive esse azar.

  23. Kid burro! HAHAHAHAHAHAHA

    Tenho certeza de que você meteu o dedão lá de propósito pra quebrar aquela porra e comprar outra!!

  24. aloocmey voce não correu, simplismente rolou…
    psp… to longe… e você quebrando soh pa arranjar desculpa pa compra um novo :/
    joga na cara vai

  25. Não existe película pra proteger a tela pro PSP?Uma tela tão grande e perigosa, deve existir.
    Eu tenho pro DS e é perfeito.Só incomoda no começo, ela fica mais ou menos uma semana com aquelas bolhas imbecis no meio.Depois que sai é só deitar e rolar 8D

  26. Sabe o que me assusta?
    Não,não é sobre o kid ter quebrado e blabla.
    É que eu lembro do post do Snes sendo quebrado no dia que foi postado,e ele é de março
    Ja faz 5 meses que eu entro todo dia nisso!
    Gosh ,desocupação?Nah

  27. Vixe… pelo q eu to vendo aki o kid ja parou de responder nos comentarios daki desse post… mas vou arriscar esmo assim, so pq tive a mesma ideia de pelo menos 2 outros leitores (q tbm nao foram respondidos ainda)

    eae kid?? q q tu axa de nois mandar a verba pra tu e tu mandar o gadget pra nois?? -- pq… se tu viu o link pras americanas q o carinha pos la em cima… TA 5 VEZES O PRECO DO PSP AI CARA!!! E OIA Q ELES BOTARAM COMO SENDO PRECO PORMOCIONAL!!!

  28. /
    ||
    ||
    ||
    Demorou…jah tinha postado uma vez falando pro Kid mandar coisas para as terras tupiniquins com uma margem de lucro razoavel e ainda assim ficaria muito mais barato q aqui.
    Gadgets’R’Kid
    Gadgets’R’Us
    Afinal como destrava a bagaça? Ele roda o q? De q plataformas? Review do bichinho!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *