Alguém pegou o filme “A História de uma Abelha” e acelerou toda vez que um personagem diz “abelha”

beeeee

Eu tenho muita coisa pra fazer. Neste EXATO momento, estou editando um vlog da viagem pra Ottawa — na verdade, editando dois: uma versão em inglês e uma em português –, começando a pré-produção do novo episódio d’O MELHOR PODCAST DO BRASIL, estudando pra um exame sobre “airway management” (basicamente, como manter ar fluindo pra dentro de um paciente e assim evitar que ele morra, que é preferível), passando umas correções num capítulo do meu próximo livro, “Crônicas da Sex Shop”, e preparando uma trouxa de roupa imensa pra lavar. Eu estou literalmente sem roupa alguma pra usar, e digitando este texto inteiramente pelado.

Apesar desse MONTE de coisa pra fazer, eu sempre arrumo um tempinho pra jogar conversa fora no Twitter/jogar os eletrojoguinhos no PSP. Como eu já me tornei um workaholic do caralho, esses breves momentos sem trabalhar me fazem me sentir um vagabundo inútil. É estranho como a mente consegue minimizar as 12 horas que eu passei trabalhando pra concluir que eu não estou sendo produtivo o bastante porque passei os últimos 15 minutos jogando Day of the Tentacle. Fico com uma estranha sensação de que estou com muito tempo livre pra justificar sentar no sofá pra jogar um joguinho.

Só que o meu tempo livre não é nada perto do cara que produziu o vídeo abaixo. Nele, o cara pegou o filme Bee Movie – A História de uma Abelha (só vi uma vez, no cinema, e lembro pouco. Mas pelo que lembro é um filme 6/10 no máximo) e cada vez que alguém diz “bee”, o cara acelera a reprodução do filme.

Soa como algo completamente imbecil, porque realmente, mas é uma curiosa experiência cinematográfica que por algum motivo eu assisti inteiro e você provavelmente assistirá também:

https://www.youtube.com/watch?v=E6iN6VTL7v8&ab_channel=AvoidatAllCosts

 

E eu aqui me achando vagabundo desocupado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

19 comments

    1. Mas é o vídeo inteiro, o negócio é que a velocidade aumenta em taxa potencial e quanto mais perto do fim vai ficando muito mais rápido.

  1. Izzy,

    Assim como você desmascarou a Bel Pesce, seria interessante fazer um dossiê sobre o tal de Mário Schwartzmann que ta ganhando momento agora se dizendo milionário e ta tretando ai com o Muca Muriçoca e com o Nando Moura! Ficamos no aguardo!

  2. Ô Izzy! Já saiu a versão física do teu livro “Todo Dia Tem Uma Merda”? Se sim, me diz como comprá-la. Tô doidinho pra ler aquele livro pela 4° vez. 😀

  3. E a propósito, num dos episódios do “OMPB” você falou pra quem ouve o podcast dar um salve no teu site, bom… Tô aqui, adoro ouvir seu podcast. É uma mistura de aquisição de cultura e economia de tempo, simultaneamente. Quando eu arrumar outro emprego, vou ser seu padrinho. É nóis balofo!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *