[ Bobagem Internética do Dia ] One Bag, um site que te ensina a viajar só com UMA mala

one bag

Sou um cara cheio de constrastes estranhos. Sou meio bagunçado e desorganizado, acumulo muita coisa que não preciso/tenho preguiça de jogar fora, mas em alguns aspectos eu sou brutalmente eficiente e minimalista. Por exemplo, quando viajo.

Já viajei pra passar mais de três semanas no Brasil, e com apenas UMA mochila. Sempre fui muito partidário da idéia de viajar com o mínimo de bagagem possível, algo que amigos, familiares e desconhecidos internautas acharam muito estranho. O meu amigo que veio ao Canadá para o meu casamento, por exemplo, passou apenas uma semana aqui e no entanto trouxe umas 4 ou 5 malas. A maioria das pessoas que eu conheço viaja assim também,  como se estivesse levando tudo que possui pra passear no exterior com eles.

Lots of Luggage

“Quero que minha coleção de discos do Amado Batista conheça Londres também”

Esse hábito vem, como muitas facetas da minha vida, da minha paranóia debilitante. Não gosto da idéia de deixar meus pertences à mercê do profissionalismo do cara que é pago 10 dólares por hora pra jogar minhas malas do ponto A(vião) do ponto B(usão que leva as bagagens pro terminal); parece-me uma melhor idéia manter todas as minhas posses dentro do alcance permitido por meus franzinos bracinhos de jogador de Magic.

Hoje descobri o site One Bag, que não apenas ensina formas eficientes de viajar com apenas uma mala, mas também oferece justificativas que eu mesmo, apesar de ser adepto do hábito há anos, não sabia formular. Por exemplo, a questão de segurança: com só uma mala, você detém posse de suas tralhas durante todo o trajeto, evitando furtos e coisas do tipo. Bom, esse aí eu sei formular, porque foi isso que fiz no parágrafo anterior.

Mas enfim, há vários outros motivos pra parar com essa merda de ir passar fim de semana no litoral levando seu guarda-roupas inteiro. O site ensina formas eficientes de fazer uma lista de todos os itens que você levará, como priorizar o que você vai levar, como organizar as coisas na mochila/mala, como transformar um simples banheiro daquela pousada em Campos do Jordão numa espetacular lavanderia pra evitar levar mais roupas do que é necessário (e não, lavar roupas em viagem não ocupa esse tempo todo que você PENSA que ocupa. Lavo TODO o conteúdo da minha mochila em 20 minutos no MÁXIMO; dá pra lavar a maioria dos itens durante o próprio banho. “Não tenho tempo pra lavar as roupas” é quase no mesmo nível de “não tenho tempo pra escovar os dentes ou limpar a bunda”).

Pra alguém que cresceu assistindo MacGyver e foi imbuído desde cedo com o espírito gambiarrístico de resolver as coisas com o mínimo de materiais possíveis, essas dicas valem ouro.

Inclusive pras minas eles oferecem dicas de como usar um número bem limitado de peças de vestuário pra combinar DÚZIAS de visuais diferentes; é uma questão de saber QUAIS roupas levar.

O site tem um visual bem “contratamos o sobrinho do cara da contabilidade pra fazer o site da firma em 1998”, mas a informação que tá lá é mais importante que o envelope. E além de tudo o site é muito bem escrito. Vai lá e melhore suas viagens daqui pra frente.

Essa porra de site cheio de dicas MacGyverzísticas me deixou com vontade de viajar mais, bah.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

8 comments

  1. Amg Izzy sempre nós dando conselhos úteis, como a Teoria Bruce Banner e agora isso. Próxima vez q viajar lerei o site cuidadosamente.

  2. Uma dica importante para quem é fotógrafo amador é tentar colocar todos os acessórios da câmera na bolsa da mesma: cartões de memória e bateria reservas, carregador, adaptador de tomadas, leitor de cartões, etc.

    O tripé, que é um trabolho gigante para carregar (especialmente se você tiver que subir andaime e escada quebra-peito com ele) pode ser subistituído dependendo do seu uso pra ele.

    Para fotos panorâmicas, você pode usar um “philopod”: um prumo composto por um peso de chumbo comprado em lojas de pesca, um fio de nylon e um pedaço de giz para marcar o chão.

    Para fotos que requerem apoio firme, você pode usar um monopé telescópico. É parecido com aquelas varetas de cego. Nunca usei um, mas acho que deve ser bem compacto para levar junto à câmera.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *