Daily Vlog: Artefatos no nosso tempo que não existem mais!

Olhaí um vlog novo, turma! Vamos assistir juntinhos aí:

Como sempre, imploro: deixe joinhas, favorite, espalhe o vídeo entre seus amiguinhos pra ajudar essa porra a crescer. Quanto mais feedback um vídeo recebe, mais empolgado eu fico pra criar mais. Não te custa nada, porra! 😀

Caso você prefira assistir no youtube, basta clicar aqui!

Grato e tenha um belo dia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

21 comments

  1. “Eu vou lá assistir Iron Man 3 que eu ganho mais.” É… Você só viu os trailers mesmo. Tá com uma expectativa alta… Certeza que você vai ficar puto. Hahahah.

  2. Isso me lembrou eu dando aula.

    Resolvi usar Matrix como exemplo… Ninguem entendeu pq ninguem sabia que o era Matrix. LOL.

    Eu fiquei: “WTF?”.

    Depois que eu me liguei que Matrix era um negocio de 1999-2003. O pessoal ainda tava se cagando nas calças nessa epoca. LOL.

  3. Telefones públcos aqui, os famosos orelhões já estão quase em extinção também.
    Fato interessante acho que a proxima geração não vai pegar é o fato dos VHS terem que ser rebobinados, ou seja, você viu o filme e para ver denovo ter que voltar a fita do começo.

  4. Izzy, lembra desse? Duvido!!

    Credit Card Manual Imprinter : rel="nofollow">

    Lembro muito de ir fazer compras com a minha mãe no Mappin e a atendente passar o cartão nessa máquina, TCHEC TCHEC. hahaha
    Não sei como é o nome dessa máquina em português. Procurei como máquina de cartão de crédito manual mas não achei nada relacionado.

    1. Maquinihna de rec rec, mano! hahahahaha Qualquer tipo de cartão usava isso. Eu tô mais acostumado com as do plano de saúde, já que meus pais pobres não tinha cartão de crédito lol

  5. Caraca, tem muitas coisas que são nostálgicas…
    Tenho 35 anos e vou mandar algumas:
    Rebobinar fita Cassete com caneta (p/ economizar pilha do Walkman). Tinha fitas “virgem” Chromo 60 ou Chromo 90 (uma durava 30 minutos cada lado e a outra 45 minutos cada lado)… gravada com Eurodance de rádio FM (Plaza, Technotronic e etc…)
    Toca-fita de carro com auto-reverse (era super-moderno…)
    Nessa época também tinha um tal de “meu livro de respostas” nas escolas que as garotas levavam e distribuíam por toda a escola para as amigas e os muleques responderem perguntas pessoais, sendo que sempre as últimas perguntas era o que elas queriam saber DE VERDADE (tipo de quem o carinha que ela gostava gostava)… Muito legal!!!

    1. Eu lembro desse negocio de chromo. Na epoca não tinha como baixar anime pela Internet. Ai vc comprava fitas que os caras mesmos faziam. Colocavam legenda e tal. Recebia pelo Correio.

      Eu lembro que tinha esse negocio de chromo.

      Tinha um negocio escroto que as minhas irmãs gostavam: papel de carta. Elas tinham um monte dessas porras, era foda.

  6. telegrama existe, e inclusive é usado para convocar aprovados em concurso públicos. O da petrobras e chamado de petrograma 🙂

  7. Mandou mal nesse video. O telegrama ainda existe ate hoje. Os telefones com disco nao sao reliquias. Conheco muita gente, meus tios inclusive ainda usam esse tipo de telefone, com cadeado.

    Seu falso velho! Esta convivendo demais com os moleques de 12 anos do tuiter! Daqui a pouco voce faz um video sobre carburadores de automoveis. Ou sobre bicicletas que nao tem marcha. Nao faz sentido, essas coisas ainda existem.

  8. Mimiografo!!! achava muito legal quando chegava as provas, da elas vinhas ainda molhadas de alcool, aquele alcool azulm eu ficava cheirando as provas, era muito massa isso, dai eu achava que a cachaça era igual, fui cheirar a garrafa e quase cai!!!!

    1. Powtz, esse mesmo que eu ia falar. E não só do Word, vários programas ainda tem o símbolo de disquete pra salvar (@lex23k)

  9. Eu nem tenho dezoito anos ainda (bom, eu tenho dezessete, que é quase mas não é…) e lembro de telefone de disco (que aliás era da época que número de telefone só tinha sete dígitos) e bem vagamente de ficha pra orelhão. Eu também lembro de internet discada, de soprar cartucho (eu tive um megadrive!) e peguei o fim da época de disquete, mas só não usei porque meu pai não deixava haha

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *