Em vídeo promocional de Perdido em Marte, Neil deGrasse Tyson emula “Cosmos”

Antes de mais nada eu peço desculpas por negligenciar os amigos leitores. Não sei por que tenho dado mais atenção ao vlog do que ao blog, mas isso acaba agora. Assim como a cor natural do cabelo da sua namorada, vamos voltar às raízes!

neil

Você já leu Perdido em Marte (“The Martian”, no título original)?

Não? Porra mermão, tu tá perdendo tempo. O livro é um instant classic de ficção científica (com pitadas bem vindas de humor) em que um astronauta fica Perdido em Marte — duh — e precisa MacGyverzar tudo ao seu redor pra sobreviver por vários meses até ser resgatado por seus companheiros. Fiz até um vlog pra recomendar o livro:

É uma mistura de Robinson Crusoe com MacGyver com… hmm… não consigo pensar em uma referência espacial pra misturar nisso aí. Não sei se tem. Mais um bom motivo pelo qual o livro é tão único.

Pois bem, se você não assistiu meu vlog sobre Perdido em Marte (com apenas 17 mil views, menos da metade da média pra mim, é um dos meus vídeos recentes mais ignorados. Seus merdas.), certamente você assistirá a adaptação cinematográfica que tá chegando aí com o senhor Matt Damon e uns outros caras, a saber — o Troy de Community, o Soldado Invernal, e o Sean Bean, que vai certamente dar um jeito de morrer também neste filme.

Pois bem. Saíram vários vídeos promocionais do filme, e no mais recente está o Black Science Man em pessoa, Neil deGrasse Tyson (que não é o querido Carl Sagan mas dá pro gasto), fazendo um Cosmos de mentirinha sobre a missão Ares:

Deu até vontade de ler o livro de novo. Ou melhor, ouvir — Perdido em Marte foi o primeiro livro que “consumi” inteiramente em audiobook. A narração do R. C. Bray é excelentíssima e fez todos os audiobooks que ouvi depois parecerem inferiores.

Desnecessário apontar que Perdido em Marte é o segundo filme que mais espero em 2015. O primeiro eu não preciso falar qual é, obviamente: trata-se do aguardadíssimo “Gui lai”, um drama chinês dirigido pelo excelente Yimou Zhang sobre a Revolução Cultural de 1966. O crítico chinês Jia-yi Zhang disse que Gui lai é 有史以来最好的电影, embora 是不是星球大战.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

13 comments

  1. ele não fica “perdido” em marte. ele SABE que tá em marte. ele fica ESQUECIDO em marte.

    E S Q U E C I D O.

    #vtncbr

    1. Ele não só sabe que está em marte, como também sabe em que ponto de marte está. Realmente, não tem absolutamente nada de “perdido” na situação dele. Nem mesmo a esperança ele chega a perder, em momento algum.
      Será que era muito difícil traduzir pra “O Marciano”? =/

      1. Pelo que eu já vi ssobre esse assunto, em geral são dois os motivos pelos quais os tradutores brasileiros colocam esses títulos e subtítulos idiotas. Um é que tentam associar um filme novo com algum outro de relativo sucesso ou que já seja conhecido. Podem estar querendo fazer uma associação com o filme Perdidos no Espaço ou algum outro que já é conhecido do público, pra ver se isso faz o lançamento vender mais. E nem imagino porque mas fazem isso mesmo que o novo filme não tenha nada a ver com o que estão tentando lançar. É bizarro.

        O segundo é que, quando traduzem os subtítulos originais do filme, paga-se mais direitos autorais do que se inventarem por aqui um subtítulo babaca qualquer pro filme. Deu uma briga feia sobre o assunto quando saiu o segundo filme do Capitão América e as empresas foram obrigadas a traduzir o subtítulo original do filme Soldado Invernal. Mas eu sabia que poderíamos esperar outras traduções ridículas e subtítulos bobos quando chegassem aqui outros filmes menos populares, e aí está a prova.

      2. “Esqueceram de mim 6”: largado sozinho por acidente em sua nova casa, em outro planeta, esse adorável garotinho vai usar toda sua imaginação para se defender, e se meter em altas confusões!

        (estreia no mesmo período que os outros HA -- dia 26 de novembro: filme de natal)
        (putz, nem sabia que tinha o 4 e o 5…)

  2. Valeu muito a dica Izzy, devorei o livro em duas sentadas e já estou aguardando ansiosamente o próximo. Obrigada, fazia tempo que eu não lia um livro tão envolvente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *