Enquanto Whatsapp poderá ser bloqueado no Brasil, Viber e Telegram se estapeiam

whatss

Sim, eu sei que o HBD não tem sido atualizado com frequência. Estou em semana de provas fodidas (a nota de corte é 75% e as examinações práticas contém INÚMERAS questões cujo erro causa reprovação imediata, então imagine minha tensão aqui) e não era nem pra estar na frente do computador no momento, mas tá rolando algo tão peculiar que eu precisava reportar aqui. Acredite em mim, minha distância do HBD e do meu canal no YouTube dói mais em mim do que em você. No sábado estou de volta!

Pois bem. Como os senhores indubitavelmente já sabem a essa altura do campeonato, um juiz do Piauí decretou o bloqueamento nacional deste sucessor espiritual do Orkut. E sim, eu acho realmente interessante do ponto de vista sociocultural como o Whatsapp virou uma rede social no Brasil. Aqui fora, por outro lado, SMSs ainda são padrão.

O motivo é que rola uma investigação sobre a divulgação de um vídeo de cunho sexual que levou ao infeliz suicídio de uma garota do Piauí, e o Whatsapp foi convocado (em 2013) a liberar informações sobre usuários envolvidos na parada. Pela omissão em cooperar com a investigação, o juiz determinou que o serviço deveria ser tirado do ar em todo o país.

As empresas de telefonia estão lutando contra a decisão, o que me surpreendeu um pouco porque eu imaginei que forçar o país inteiro a abandonar sua predileção por apps de mensagem instantânea em prol das paleolíticas e onerosas SMSs faria os olhinhos dos executivos das operadoras cintilarem.

E aí chega a parte mais engraçada da notícia sem a qual eu não teria me dado ao trabalho de interromper minha memorização da farmacologia de nitroglicerina e sua aplicação para tratar dor cardíaca. A nitroglicerina, aliás, é contraindicada se o paciente consumiu Viagra nas últimas 24 horas, e sua ação se dá primariamente por relaxamento dos músculos vasculares, causando dilatação venoarterial, aliviando a dor coronária mas ao mesmo tempo baixando pressão como efeito colateral.

disponivel

Disponível como spray (0.4mg), comprimido (0.3mg) ou adesivo cutâneo (0.6mg/hora). No cenário emergencial, só usamos os dois primeiros.

O brasileiro, já dependente de seu Zapzap, se desesperou ao saber que o brinquedo poderia ter sido tomado das suas mãos assim “do nada”. Com isso rolou um grande êxodo pra apps de serviços similares, como o Telegram ou Viber. Aliás, decida logo qual você vai preferir ouvir na rua daqui alguns meses, “Vi” ou “Telê”.

gata

ME PASSA TEU TELÊ AÍ, GATA

O Telegram, que até hoje era uma espécie de Whatsapp hipster (trazendo de volta pra analogia de redes sociais, o Telê estava para o Whatsapp assim como o Facebook estava para o Orkut em meados de 2008 ou 2009), explodiu de popularidade da noite pro dia em solo tupiniquim. E assim como o seu crescimento súbito durante o período da puberdade, o Telegram está sofrendo perrengues nesse período de adaptação.

Mantendo a tradição áurea, a súbita entrada de brasileiros num serviço online esculhambou a parada pros usuários americanos.

E não ficou só nisso. Apesar das reclamações de falta de serviço dos users gringos, o competidor Viber viu o influxo de brasileiros como um sucesso comercial e pensou, porra, podia ser nóis nesse bem bom aí, parceiro!

Então, o Viber resolveu atrair atenção de usuários em potencial atacando a reputação dos competidores:

O Telê (já estou tentando te acostumar de antemão) não deixou barato:

Sendo estapeado na cara com tão flagrante “fica na tua aí broder porque senão vai dar ruim pra você”, o Viber respondeu com um meme pífio que na minha época de quarta série teria sido interpretado como uma arregada nervosa com tons de “era só brincadeira mano, calmaí!” na tentativa de evitar uma surra na saída.

Estaríamos presenciando o começo de uma GUERRA DE INSTANT MESSANGERS?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

13 comments

  1. Viber tem essas frescuras de adesivos e tal, mas não deixa de ser ruim, ah, e o Viber abriu um escritório no Brasil .-. Telegram é legal soq não tem muitas opções pra faze as coisa

  2. Uma parada que muita gente está ignorando é a capacidade de VoIP desses caras.
    Enquanto tem muita gente retardada que fica trocando usando o whatsapp como walkie-talkie, tem mensageiro que consegue manter uma qualidade de voz aceitável com o EDGE pré-pago da TIM. E não precisa nem ter o app aberto pra ‘tocar’ o telefone de quem você chama.

  3. Poxa é triste você tentar ler e só abrir as 2 primeiras imagens que não tem grande importância no texto e as outras que é sobre o que vc esta falando (eu imagino porque não vi) não abrirem nenhuma aqui no trabalho… :'(

  4. Aqui na asia o povo adora estes adesivos/emoticon que o pessoal ai tanto odeia, quanto mais melhor. Com a rotina daqui as vezes em um trem lotado o cara n consegue digitar uma palavra. Nesta situacao e so mandar um adesivo, e para isso que eles servem. Reparo que o ocidental prefere algo mais simples, com aquela cara de aplicativo para trabalho, como skype e whats. Estou acostumada com as novidades daqui e os app com cada vez mais funcoes, acho o whats app sem graca pcaralho. Agradeceria se meus amigos br migrassem p qualquer coisa melhor , penso o mesmo do face, so os americanos(norte e sul) ainda sustentam.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *