[ HBDrops ] E essa continuidade cagada do trailer de Iron Man 3, ein? (com fotos!)

Aê seus desocupados, estou inaugurando uma nova seção no Hoje é um Bundinha: O HBDrops!

Carai, o nome encaixa perfeitamente. HBDrops serão posts rápidos para comentar uma notícia qualquer que eu declare merecedora de um post neste que é provavelmente o terceiro ou quarto melhor site de um brasileiro que mora em Calgary.

Então, cês viram o trailer de IRON MAN 3 – THE HOMEM DOS FERROS – O MOVIE, correto? Não? Pera que eu resolvo teu grilo:

Então. Geralmente dou um desconto para trailers que são montados quando o filme está ainda bem longe de ser lançado — eles são muitas vezes feitos com um cut bem inacabado do filme, então perdôo certos vacilos. Entretanto, esta porra de filme sai mês que vem então considerarei este trailer uma amostra bem aproximada da versão final — o que me dá 110% de direito de criticar a continuidade cagada. Acompanhe:

 

Clica nesta porra pra ver imenso. É o seguinte: como você pode notar, há alguns erros bizarros de continuidade nessa breve cena — a principal é, que flipphone é este que o reporter está usando que MORFOU para um smartphone?

Supostamente, isso aconteceu por causa da cagada com a LG no primeiro Iron Man. Lembra que nele, o Stark usava target=”_blank”>ESTE celular? Acontece que ele foi descontinuado pouco tempo antes do filme sair, o que é uma merda porque afinal de contas que merda é essa que o playboy bilionário tecnólogo tá usando um celular defasado porra? Quero meu dinheiro do ingresso de volta.

O que provavelmente aconteceu nesta cena é que o sujeitinho está segurando um bloco verde, e mais próximo do lançamento do filme eles podem VENDER aquele espaço para divulgar um celular “da hora”, como diria o Dinho dos Mamonas Assassinas se estivesse vivo neste momento*. Aliás, no lançamento do DVD meses depois eles podem então vender aquele espaço mais uma vez para fabricantes de celulares. Não é uma safadeza inacreditável?

Talvez isso explique por que demônios o celular do cara muda no meio da cena: a turma dos efeitos especiais tava brincando com o sistema, sei lá. Ou então a bateria do cara morreu naquele primeiro take e ele sacou um smartphone do bolso.

MAS ESPERE. Como os óculos do repórter negro sumiram então? E quem passou gel no cabelo do Tony Stark entre as duas cenas?

*Se estivesse vivo neste momento ele diria na verdade SOCORRO ME TIREM DESSE CAIXÃO PELO AMOR DE DEUS.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

21 comments

  1. Ah Mah, os caras resolvem essa fita aí, tão mostrando as possibilidades de merchandise.. haha

    Aproveitando, tu podia botar um app no site para comentários usando o facebook.

  2. Provavelmente são dois takes diferentes para a mesma cena. No final só vão usar um. Se no filme mesmo ainda existir esse erro, eu te dou razão, mas pro trailer não vejo tanto problema (apesar de ser legal pegar essas coisas)

    1. Podem ser varios “takes” e não sabemos tambem quanto tempo a cena vai ter ao todo… o reporter pode tirar os oculos no meio da “entrevista” e o outro pode muito bem “sacar” uma camera melhor pra filmar… normal…

  3. Ah, Quide… Todo o tempo passado com Jurandir não te ensinou nada?

    Há uma nova onda de trailer que visam contar uma pequena “história” e não apenas fazer o apanhado de cenas do filme. Não raro, os textos (e até o contexto dos textos) usado nesses trailers sequer faz parte do filme.

    É de se imaginar que para fazer um melhor corte do trailer dentro dessa narrativa, a produção se vale das centenas de horas de gravação disponíveis.

    A teoria do bloquinho verde até faz sentido, mas não é funcional no mundo dos negócios. Se a empresa investiu em merchandising, espera que seja associada indefinidamente com os ícones do filme. Se há a possibilidade do contrato ser dissolvido depois de um tempo, a marca em questão não seria tão amigável em projetos futuros (e muitos precisam de grandes nomes dando suporte em forma de lobby para serem efetivados).

    1. >> Há uma nova onda de trailer que visam contar uma pequena “história” e não apenas fazer o apanhado de cenas do filme. Não raro, os textos (e até o contexto dos textos) usado nesses trailers sequer faz parte do filme.

      Exemplo/Fonte?

      >> A teoria do bloquinho verde até faz sentido, mas não é funcional no mundo dos negócios. Se a empresa investiu em merchandising, espera que seja associada indefinidamente com os ícones do filme.

      Ignorando o fato de que ninguém falou que o contrato nesse formato exigiria validade vitalícia (o contrato pode muito bem valer apenas para o theatrical release do filme; ninguém está sugerindo que a Marvel venda o espaço pra empresa e DO NADA tire o produto do filme)…

      Se há a possibilidade do contrato ser dissolvido depois de um tempo, a marca em questão não seria tão amigável em projetos futuros (e muitos precisam de grandes nomes dando suporte em forma de lobby para serem efetivados).

      …quem falou que o novo celular anunciado tem que ser de outra marca? VocÊ sabe que celulares são lançados com velocidade incrível né? 6-8 meses depois que o filme estreia no cinema, a Marvel pode ir e inserir no filme o celular do momento da marca que anunciou da primeira vez SE ela quiser renovar o contrato de product placement para o home video. Se não, vão pra outro anunciante.

      Siga estes passos daqui em diante: Leia -> Interprete -> Aí sim, comente. Melhor que tentar corrigir — errado — com tom pedante 🙂

      1. Caramba, como assim, “exemplo/fonte”? Você nunca notou que há filmes que nos trailers passam algumas cenas e quando você vê no cinema, aquela cena específica foi cortada? Cenas minúsculas, diálogos, frases curtas. Acho que com Vingadores teve, com Thor e uma penca de outras que a cena não faz diferença, mas que tem, tem.

        Entendo seus argumentos, só não acho que ele falou em tom pedante. Aqui nem entonação tem, então depende mais do seu humor pra interpretar.

        No mais, gosto pra caramba do teu canal! o/

      2. Um bom exemplo: Em alguns trailers de Harry Potter 7.2 têm uma cena de Harry conversando com Voldemort, onde o lorde pergunta “porque você vive?” e o Harry responde “Porque tenho algo pelo qual vale a pena viver”.
        Essa cena não apareceu no cinema e nem no DVD (talvez esteja nos extras ou algo assim).

  4. Quide, eu não peguei esse erro porque acabei focado em um ainda mais gritante, ao menos para mim: de um corte pro outro, os jornalistas do fundo mudaram totalmente! Um cara segurando uma câmera com uma lâmpada enorme e o negro anotando alguma coisa viraram um cara de meia idade e uma velha loira. Da até pra ver os mesmo repórteres em ambas os screenshots, mas em posições totalmente diferentes ou simplesmente em posição nenhuma!

  5. Usando terminologia TVTropiana (porque aqui estamos entre bróders), Trailers Always Lie. Erro de continuidade em trailer é como analizar a Física de filme de super herói, irrelevante. Se nem os diálogos batem com as cenas, ou mesmo as cenas nem estão nos filmes no final das contas, continuidade é o de menos.

    Also, se isso é o seu post “rápido”, eu não sei onde você arranja duas horas extras no dia pra escrever seus posts normais, mah.

  6. só eu percebi que são cenas DIFERENTES?
    na primeira, eles simplesmente chamam o stark pra uma entrevista e ele ignora. na segunda, o stark VAI até os repórters chamar o mandarim pra briga.

    não é possivel que ninguem notou isso.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *