HBDtv: Um CHEAT CODE pros seus estudos!

Estive comentando recentemente sobre uma técnica que venho usado, com muito sucesso, nos meus estudos. Postei orgulhosamente minhas notas (tudo acima de 8.5) e muita gente me perguntou como exatamente a manha é realizada. Não, não é cola, seus safados, e tampouco é feiticaria, é tecnologia (de papel).

Sem mais encheção de linguiça, aí está. Aliás, lingüiça, com trema, porque resisto à atitude imperialista e até orwelliana de modificar uma língua. PHÓSPHOROS.

Toma logo:

Se quiserem deixar joinhas, dar RT, postar no facebook, fiquem à vontade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

30 comments

    1. Coloca definições, teoremas (nome do teorema de um lado e enunciado do outro; ou enunciado de um lado e demonstração do outro, depende do que é importante pra você na disciplina em questão), postulados, leis…

      E depois de pegar bem a base, tem que fazer exercícios, que para estudar matemática e física não tem como escapar. Isso acho que não tem jeito de botar nos tais dos flash cards exatamente, mas você pode colocar uns exemplos de processos básicos pra ir se guiando. Exemplo para álgebra linear: “como descobrir a dimensão do espaço gerado por uma matriz?”, aí no verso coloca “aplique o algoritmo de eliminação de Gauss na matriz; a dimensão é o número de linhas não zeradas no final”. Aí quando for fazer exercícios você pelo menos não fica tropeçando nesses passos básicos.

      Essa é uma adaptação que eu não testei porque nunca tentei aplicar essa técnica de estudo, mas imagino que algo nessa linha deva funcionar. Kid, você que fez curso de exatas por algum tempo no Brasil, o que acha?

    1. Não, são coisas diferentes. Fichamento é outra coisa, é como um resumo que você faz na ficha. Flash cards são como se fosse um jogo de perguntas e respostas: você anota a palavra de um lado, a definição do outro e depois tenta acertar sem olhar o outro lado. É bom para estudar vocabulário de línguas estrangeiras.

  1. No Brasil, a obra do Alberto Dell’Isola é a mais recomendada para aqueles que desejam melhorar os estudos e aprimorar a memória através de métodos mnemônicos (vide Flash Cards). A título de curiosidade, o cara é recordista sul-americano no Campeonato Mundial de Memória (World Memory Championships) e, claro, expert em técnicas mnemônicas. Ainda por cima, é um mineiro super gente boa que está constantemente engajado em aprimorar e divulgar novas maneiras de estudo.
    Assim, de cabeça, acho até que vi num dos livros dele, posso dizer que um bom programa freeware de Flash Cards virtuais é o “Mnemosyne”.
    Àqueles que disseram não existir “Flash Cards” por aqui, recomendo procurarem por “Fichas Pautadas”. Eu, por exemplo, utilizo as “Fichas Pautadas nº.1” da Tilibra, são 100 fichas por pacote.

    Estas informações foram pagas por Alberto Dell’Isola e Tilibra que deram, respectivamente, em quantidades iguais, e de modo ordenado, 1/2 Big-Big Sabor Hortelã para este que vos escreve. Obrigado.

    1. Sai dai alberto, para de fazer auto-propagada, esses teus livros de auto-ajuda não ajudam é nada, alem dom mais vc ficou em 300 no campeonato mundial de memoria

  2. Esqueci de dizer que apesar dos vários anÛS de frequência neste blog, este foi um dos vídeos de maior utilidade pública que já vi por aqui, superando as minhas expectativas que nunca, em lugar nenhum, são maiores do que meu WC. Kid, parabéns mesmo pelo vídeo. 10!

  3. Prova de que o povo que te segue não estuda. mesmo…

    PS: A propósito, vai por mim cara. get over essa porra desses teus fichários. Compra o bom e velho caderno de 10 matérias com 200 folhas e faz isso nele. Tu vai me agradecer pelo espaço que tu vai economizar e pelo tempo que tu vais deixar de gastar procurando a matéria. Palavra de concurseiro.

    1. Flash Cards não dispensam o estudo da matéria.
      São mais utilizados pra exercitar o conhecimento já adquirido, como uma alternativa a exercícios sem fim.

      Um caderno de 200 folhas todo preenchido é, exatamente, o que os Flash Cards se dispõe a corrigir: O montante de coisa pra ler.

      Ter um caderno é, simplesmente, ter um resumo de um livro didático com suas palavras. É mais fácil de compreender? Sim, concordo com você ao dizer que é uma maneira válida de ajudar no processo de aprendizado, principalmente de matérias extensas e complexas. MAS os Flash Cards servem pra tu pegar o resumo esse e limitar nos tópicos principais, ou dividir um tópico em pequenos segmentos de mais fácil absorção.

      exemplificando:

      Na faculdade de Direito, quase todos os ramos possuem princípios orientadores. Assim, tu pode transcrever todos os princípios de um livro para um caderno, filtrando as muitas páginas de asneira desnecessária.
      Um Flash Card seria útil ai para, de uma forma expressa, explicitar em poucas linhas a definição básica de cada princípio.

  4. É a mesma manha de escrever uma cola e não usar na hora da prova.
    E se não tiver cartõezinhos enfrescalhados que de um lado são brancos e do outro lado tem linhas, usa um bloquinho de papel, porra.

  5. Valeu Izzy!
    Excelente esse cheat code! Acabei de descobrir que tem uma versão para iOS chamada iFlash Touch. Ou seja, dá para trocar a papelada toda por um app no telefone, ipad ou mac.

  6. Na boa Izzy sem desmerecer a sua carreira, eu acho que todo trabalho é importante, mas não dava pra escolher uma carreira que pelo menos não envolvesse exames de urina?

  7. Metodologia do Trabalho Científico deve ser a matéria unânime em todos os cursos universitários brasileiros. E a galera por aqui não sabe o que é um fichamento?! Escutem o Izzy: o método funciona!

  8. Essa e um técnica chamada Spaced Repetition System(SRS). Quem quiser tem uma software para PC/Mac/Linux/Android/iOS chamado Anki. Agora não tem desculpa para não estudar. Boa Sorte!

  9. Costumo usar Mapas mentais… tipo, bato o olho no mapa e já sei onde cada informação está e quando esqueço uma informação durante a prova, lembro de qual mapa estava e até a posição que a possível informação estava… aí acabo lembrando da parada. =)

  10. Eu uso flashcards na forma digital (mais environmental friendly do que o papel reciclado, hehehe). Para MAC OS, tem um programa chamado Mental Case. Você faz o flashcard e ele exibe depois como se fosse uma apresentação do powerpoint, você pode inclusive indicar quais flashcards errou e o programa vai fazer com que eles apareçam novamente para reforço, mais na frente no estudo. Ele inclusive registra quais foram os seus últimos acessos àquela informação e agenda quando você tem que rever para não esquecer (ele mesmo organiza os ciclos de estudo da matéria).

    Você pode adicionar imagem e som aos flashcards (o que é bom quando você está estudando algo como partes do corpo humano ou pronúncia em língua estrangeira, respectivamente).

    O Mental Case também tem uma versão paga para iOS, só que eu acho meio chato ficar escrevendo na tela do iphone ou ipad, melhor no computador mesmo. Eles tem uma versão gratuita para os alunos receberem os flashcards feitos pelos professores. Assim, você pode ter o mental case no MAC OS e uploadear para o iOS seus flashcards. Daí você faz o mesmo processo dos flashcards de papel, só que na telinha do iphone/ipad 🙂 é só ir passando e checando se acertou ou não. É bom que depois você não fica preocupado onde guardar tanto papel e digitar é sempre mais rápido que escrever.

    ps: não estou fazendo jabá do programa ;P é porque ele é bem bacana mesmo! E existem muitos flashcards para eles disponíveis na internet, que os próprios estudantes vão liberando for free.

  11. Index card ou fichas pautadas. Custou R$3,90 (pacote com 100) na primeira papelaria que eu parei. Tem em vários tamanhos, mas o de 4x6cm é o mais parecido com o do vídeo.

    Mas SEMPRE vai ter um nhonho ou uma nhonha dizendo que não achou pra comprar.

  12. Izzy,

    A idéia é ótima…e velha! Uso desde sempra estudar!
    Estou no quinto ano de medicina e isso me ajudou muito…isso e fichamentos, que são uns resumos maiores

    Mas fico triste de te dizer que esse método não vai ser útil por muito tempo, porque conforme a dificuldade do curso for aumentando (e vai aumentar umas 6472827252 vezes! Hehehe) esses flash cards mais “simples” e objetivos não darão conta do recado!

    But, way to go! Tá mandando muito bem, Dr. ! (:

    Ps: leio o HBD há uns 3 anos, mas é a primeira vez que comentei! Boa sorte no curso!

  13. Esses flash cards devem até vender aqui no Brasil, mas vou usar a folha de caderno mesmo, penso como nunca imaginei esse método antes, valeu pela dica. 😉
    E Bozo só é legal quando é o Bozo. Imita-lo não tem o mesmo efeito.

Leave a Reply to marcel Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *