Hoje aprendi sobre a tumba do soldado desconhecido, e vou te explicar

É o seguinte.

Muitos soltados que morrem em guerras são achados aos pedaços, irreconhecíveis, e isso quando são achados. Por causa disso, existe a necessidade de um monumento pra celebrar o sacrifício deles.

Existem várias “tumbas do soldado desconhecido” ao redor do mundo (tem uma no Brasil, e uma na Itália celebrando os soldados brasileiros), mas provavelmente a mais conhecida — e também mais bad ass, eu diria — é a tumba americana.

tomb

Embora curiosamente não tenha um nome oficial, o monumento é conhecido como a Tumba do Soldado Desconhecido e é uma espécie de atração turística de bastante peso nos EUA, especialmente durante feriados que comemoram o sacrifício dos militares, como o Memorial Day.

O significativo histórico e cultural da tumba é TÃO grande que a tumba é protegida literalmente 24 horas por dia, mesmo sob chuva como na foto acima, ou neve na foto abaixo:

Aliás, chuva e neve não é nada. Mesmo durante um furacão, a guarda é mantida:

Parte do ritual é que, quando não virados para a tumba, os soldados devem manter seus rifles virados pra fora, ou seja, na direção do público. Isso é pra simbolizar que o rifle fica sempre entre a tumba e uma possível ameaça (embora se ficasse “pra dentro”, continuaria entre a tumba e um hipotético ataque, especialmente porque não há como saber de que lado um malfeitor viria, mas eu não vou discutir com um cara armado).

Além disso, os soldados que patrulham o túmulo não usam nenhuma insígnia, que é pra que jamais tenham patente maior que o soldado desconhecido.

 

Essa é a insígnia de identificação que os guardas usam. Os requerimentos pra se tornar guarda da tumba são TÃO espartanos, e o cargo tão inalcançavel pra maioria da população militar, que essa insígnia aí é a SEGUNDA mais rara nos EUA.

Sabe qual a PRIMEIRA? A de astronauta.

Mas isso não é tudo. O cargo dos guardas não é apenas pra enfeite, não; eles também estão lá pra dar broncas sensacionais em turistas desrespeitosos. Por exemplo…

E não se leva bronca só por risadinhas não. Passou da barreira que separa o monumento e o público? Toma berro também:

https://www.youtube.com/watch?v=s-dBwdeJSGo

Entrou no monumento pelo lado errado? Vai levar esporro também:

A única coisa permitida é observar o ritual com silêncio e respeito pela morte dos soldados desconhecidos. Se ultrapassar a barreira, ficar conversando, rir ou qualquer coisa do tipo, leva um cagaço com a intensidade característica de uma professora de matemática alegando que a sua é a pior classe que ela já teve que ensinar.

Como o americano médio que visita esse tipo de monumento tem bastante reverência pelo significado do monumento, é possível aliás que os turistas sem modos nem sejam americanos. Em geral, o monumento goza de uma das atmosferas mais solenes possível. A maioria das pessoas respeita bastante a Tumba do Soldado Desconhecido.

Bom, eu falei A MAIORIA.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

9 comments

  1. Bem, Kid, o nosso Túmulo do Soldado Desconhecido fica no Monumento aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, no Rio de Janeiro, não tem toda a pompa do americano, mas também tem guarda 24 horas e é aberto à visitação, depois de uma olhada no link 🙂 http://www.mnmsgm.ensino.eb.br/

  2. Foda.

    Todos os que lutaram a Segunda Guerra merecem todo o nosso respeito. Não fosse pelo sacrifício deles, muitos de nós ostentariam belas coleiras em nossos pescoços hoje, e talvez nossos corpos servissem de combustivel para as siderurgicas alemãs…
    Sobre o assunto eu indico o livro do Philip K. Dick “O Homem do Castelo Alto”, que é um romance com uma história alternativa onde o nazistas é que venceram a guerra.

    Grande post Izzy!

  3. Será que esses putos respeitaram as crianças, mulheres e idosos mortos nos ataques nucleares no Japão? Os mexicanos mortos na criminosa guerra mexico-americana? Ou os vietnamitas mortos em sua própria terra por armas químicas como o agente laranja?
    Se cria toda essa atmosfera de respeito e heroísmo justamente para conseguirem recrutarem mais soldados (leia-se peões) para lutarem pelos interesses de quem jamais vai pro campo de batalha, só vai colher os lucros de lá.
    Isso não é exclusividade dos EUA, embora eles tenham transofrmado a guerra na maior industria deles (só ver o tamanho do PIB que vai pra “defesa”).
    Ouvi dizer que no começo do século XX houve um projeto de lei por lá que quando houvesse uma proposta de guerra deveria antes haver um refendo com a população. Quem votasse sim estaria automaticamente se alistando. Nada mais justo.

    1. Concordo contigo, cara. Sempre tive uma visão romântica do soldado em geral (damn you Captain America!), a ideia de alguém se sacrificando pelo seus conterrâneos me parece muito solene e bonita, mas quando paro pra pensar que uma guerra não é nada mais que manipulação de massas a fim de conseguir tornar os manipuladores mais poderosos do que são eu penso que todo esse respeito que eles fazem com que o soldado receba é questionável.

  4. Caramba, quanto respeito, e claro, merecido. Incrível os soldado guarda sempre na mesma posição, com passos milimetricamente planejado e etc.

    Admirável.

  5. Relacionado a isso, tem a história da tumba dos jogadores de Marshall.
    Em 1970 o avião que fazia a viagem de volta de um jogo levando os jogadores e comissão técnica da equipe de futebol americano da Universidade de Marshall sofreu um acidente fatal que resultou na morte de todos os 75 passageiros. Dos 37 jogadores que faleceram na queda, 6 não puderam ser identificados.
    Fizeram um excelente filme sobre a reconstrução do time, que eu recomendo pra quem tiver curiosidade. Mostra como o programa de FA (que era um dos melhores do país até então) teve que superar as dificuldades de começar praticamente da estaca 0. Deixo aqui uma cena, do discurso que o Matthew McCounaghey (que faz o papel principal, de técnico do novo time) faz em frente à tumba pra motivar o time antes do jogo final do filme.

    https://www.youtube.com/watch?v=IEL8PYu4RR4

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *