Nunca é cedo demais pra rir de si mesmo

…e é por isso que menos de 24h após escrever aquele post de ontem, eu já percebo que me desesperei sem motivos. E já consigo até, pasmem, ver a potencial benção que a perda do meu emprego representa.

Sim, eu perdi meu emprego. Cometi um vacilo que, apesar de não ter consequências tão sérias, deixaria a empresa em maus lençóis se me mantessem no payroll. Foi aquele tipo de pisada de bola que EXIGE um bode expiatório pra que os chefões não sejam pegos com as calças nas mãos, pra que não sejam vistos como molengas, e nada mais justo que eu levasse o cartão vermelho.

Como vocês devem saber lendo o HBD, o meu ex-emprego era algo que eu realmente não tinha do que reclamar. O trabalho era fácil e não exigia muito de mim (eu trabalhava sentado o dia inteiro, jogando videogame e postando no twitter), o salário era o mais alto que eu já recebi na vida, e havia um certo orgulho pessoal no fato de que eu ia pro trabalho de terno e gravata. Dava uma sensação de realização.

Dois dias após estudar a minha situação atual, após conversar com amigos e familiares, após estudar as outras oportunidades que meu empreguinho confortável não me permitia avaliar, eu noto que talvez aquele emprego não fosse tudo aquilo que eu pensava que era. E que, por melhor que ele parecia no momento, ele estava stealthmente causando mais danos do que benefícios na minha vida.

Este era eu uma semana antes de conseguir o emprego que eu acabei de perder.


Tire o olho, ela tem dono.

Este sou eu semana passada.

Além da diferença óbvia da cor do cabelo da minha mulé, é difícil não notar que eu estou consideravelmente RECHONCHUDO na segunda foto. É isso que o estilo de vida de passar 8 horas sentado jogando videogame no trabalho e depois 8 horas sentado jogando videogame em casa faz com você – ganhei nada menos que VINTE QUILOS nos 18 meses que passei lá no tribunal.

Outra coisa que eu percebi é o quanto aquele emprego havia me deixado acomodado. Hoje passeando pelos sites de empregos da minha região, eu notei que existem uma cacetada de empregos que não apenas pagam uma quantia similar, mas também permitem muito mais avanço que operar sistemas de segurança de um tribunal. Como eu estava me sentindo muito acomodado naquela posição, eu havia fechado os olhos pra todas as outras melhores oportunidades que pipocam aqui e ali e que alguém que estava originalmente numa posição menos lucrativa que eu deve ter pego há meses atrás.

Outro problema de ser tão novo e ganhando tanto é que, apesar de alimentar fantasias de voltar à faculdade, eu não estava realmente considerando a opção se ela significaria que eu teria que largar o emprego ou diminuir minhas horas. Na maior parte do tempo (e isso é algo que eu não queria admitir nem pra mim mesmo), eu estava perfeitamente satisfeito em ficar lá no tribunal por outros 5 ou até 10 anos. “Se meus colegas de trabalho conseguem sustentar famílias com esse salário”, eu pensava…

Tudo isso estava bem na frente dos meus olhos por muitos meses, mas precisou eu realmente ser sacodido da segurança e comodidade do trabalhinho fácil pra notar que ele estava sendo na verdade tóxico pra minha vida, pra minha saúde e pra minha ambição para o futuro. E foi aí que eu notei que o que aconteceu não foi nenhuma desgraça, mas sim uma oportunidade pra repensar meus objetivos e o que eu espero da minha vida.

E ainda há o âmbito pessoal. Todos os trabalhos que tive antes lá do tribunal envolviam gente da minha idade ou mais nova, gente com quem eu me identificava mais, gente com quem eu saía pra festas e pro bar após o expediente. A turma que está mais antenada na minha vida pessoal deve ter notado que nos últimos meses, eu só mencionava UM amigo – o Trevor. Isso acontece porque ele é o ÚNICO funcionário no tribunal com a minha idade; todo o resto tem entre 30 e 40 anos, com filhos pra criar e hipotecas pra pagar. Eu tinha UM amigo no trabalho; enquanto até HOJE quando visito o Wendy’s (me demiti lá em agosto de 2007) sou saudado de forma energética por todos os meus velhos colegas.

E principalmente, não havia o menor motivo pra desespero. Eu estive juntando nos últimos meses uma “reserva de emergência”, justamente pra um caso como esses. Tenho na minha poupança o suficiente pra cubrir todo o meu custo de vida por três meses sem que seja necessária nenhuma mudança na maneira em que eu vivo. “Em agradecimento aos meus serviços exemplares”, como disse o gerente regional quando visitei-o em seu escritório hoje de manhã, a compania me pagará o mês de março integralmente, como se eu tivesse trabalhado o mês inteiro. Minha viagem ao Brasil foi paga à vista, e estou levando uma quantia que me permitiria viver no brasil pelo dobro do tempo que passarei aí. Além disso, a minha família (ou seja, a namorada e meu irmão que moram comigo) estão me apoiando completamente e disseram que estão dispostos a arcar com minhas despesas pelo tempo que for necessário.

Só depois de passar um dia inteiro na agonia, analisando cuidadosamente o cenário, que noto que meu desespero inicial foi completamente infundado. Como falei antes, uma rápida passada por alguns sites de empregos da minha região mostraram mais de VINTE, isso mesmo, VINTE vagas pra empregos igualmente bem remunerados, porém com mais benefícios E oportunidade pra crescimento. E isso porque eu filtrei os resultados pra exibir ofertas apenas na região da cidade em que eu moro. Desespero pra quê?

Não pense que isso é um caso típico de “ahhh, mas eu nem queria mesmo…“. Eu estaria mentindo se dissesse que o trabalho era RUIM, ponto final. Trabalhar no tribunal me permitiu viver 18 meses de luxos que meus pais não podiam nem sonhar em ter quando tinham minha idade. A segurança financeira que o trabalho me deu por aquele tempo me permitiu ajudar ambos meus pais, quando eles se encontravam em complicações monetárias. Cresci bastante e adquiri conhecimentos que serão extremamente úteis no futuro.

Mas talvez já estava realmente na hora de mover pra frente. A única coisa que aconteceu é que meus chefes tiveram a idéia antes que eu.

Talvez eu arrume um emprego novo amanhã. Talvez eu fique desempregado por três meses. Não sei o que o futuro aguarda, mas sei que isso é apenas mais um passo naquela tal da jornada da adultice que eu mencionava com tanta frequência aqui no HBD, e meio que via como concluída simplesmente porque aos míseros 24 anos de idade, arrumei um empreguinho confortável que, sob análise cuidadosa, nem era realmente o melhor que alguém como eu pode conseguir.

Sabe aquele papo de que não dá pra ver um quadro inteiro, você precisa dar alguns passos pra trás pra poder apreciar a figura geral? Então.

A vida continua, e a única coisa que posso falar a ela é “bring it on, bitch”. Estou preparado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

144 comments

  1. é isso ae kid…
    qnd eu li o seu ultimo post fiquei estupefata…achei ki vc ia abandonar td por causa de um desemprego…
    bom saber ki vc souber ver o lado positivo q essa nova fase da sua vida tem…
    e te dou o maior apoio…sempre torcendo pelo melhor…

    e um regiminhu ia bem hein…hauhuauhauhauha

  2. Isso que dá ser uma putinha afodaba 😀
    E não esqueça de pegar um emprego que te permita twittar o dia todo, a graça do twitter é ver discussões (que normalmente você está metido no meio :D)

  3. Faglord,

    That’s my boy!
    Nessa progressão, você estaria com uns 290 quilos depois de 10 anos de tribunal. E talvez seja essa uam boa hora para se tornar empresário de entretenimento adulto”. 😉
    Keep it rolling, man!

  4. Que bom 🙂
    Tava bem melhor na primeira foto mesmo, arruma um emprego que te faça pelo menos atravessar uma sala de vez em quando…
    E acho que é ‘mantivessem’ ao invés de ‘mantessem’.

  5. Isso ae Kid, bola pra frente mano, você está em uma cidade próspera pra caralho, só procurar que, com certeza você encontrará um emprego igual ou melhor do que você tinha no Tribunal.

  6. Ahahahahaha, acreditam se eu falar que acabei de receber uma ligação aqui e estou empregado novamente? E que já começo semana que vem com horário full time, 40 horas por semana?

    😀 😀 😀 😀 😀

  7. Como eu disse, você mora num lugar onde existem muitas chances e oportunidades, se fosse aqui no Brasil ai sim poderia ser motivo pra desespero. E quanto a não fazer nada no trabalho, não é o mais importante, eu trabalhava até dezembro onde eu praticamente num fazia nada e ainda fazia com que as pessoas sobre o meu comando também não fizessem. E troquei por um onde eu tenho pessoas superiores que acompanham minha produção diária e estou muito mais feliz, trabalhando mais, porém em algo que eu gosto muito. O que eu posso dizer é segue em frente, todos nós sabemos que você é muito capacitado.

  8. piroca no toba full time…

    parabéns.. acho que eh normal bater esse desespero quando a gente se torna “responsável”. jah passei por isso algumas vezes, na ultima, eu simplesmente aproveitei férias remuneradas de dois meses… e viva o seguro desemprego do brasil.

  9. Que bom ter lido o seu post, pq me identifico bastante com o seu caso. Não que esteja desempregado, mas olhando para a situação atual, fico vendo que ganho bem (para padrões brasileiros), mas é um trabalho que fode com toda a minha vida pessoal (ritmo calmo de trabalho é 50 horas por semana -- 10 horas por dia!!!! Pico é mais de 12 horas por dia incluindo fins de semana), além de sair da rota que tracei para meus objetivos pessoais (onde encher o rabo de dinheiro não é prioridade). Desde modo vi que pular fora é a melhor opção, coisa que pretendo fazer em julho.

    Não tenho qualquer dúvida de que tenho currículo para achar coisa melhor…

  10. O cara da primeira foto passa fácil por um irmão magro.

    Só vinte quilos a mais? Ok…

    Mais um tempo naquele trabalho e teria virado o Homer Simpson. Fez bem em sair de lá (na verdade à força, mas no fim das contas o resultado é o mesmo).

    Sorte aí nesse novo emprego, que seja bem melhor que o primeiro.

  11. O mistério agora é saber o que o Kid fez pra ser despedido. Porra Kid tu podia contar agora que já saiu mesmo. Sexo no trabalho? Esqueceu de seguir o protocolo HK452-DX enquanto se distraía jogando? Esbarrou nos controles e deu pane total? Dormiu no trabalho? Teve relações homossexuais com os colegas? Façam suas apostas!

  12. =]

    Parabéns pelo novo emprego, Kid.

    O que você acabou de mostrar em seu texto, é que possui um raciocínio de uma pessoa profissional.

    Continue assim na vida que nunca faltará emprego pra ti.

    E com o Blog também… ! XD

  13. Fato 1: Ninguém quer saber da sua vida, fagote. Conte porque você foi demitido. Isso sim dá ibope e semeia a descórdia, que é o que você faz de melhor 🙂

    Fato 2: Olha o tamanho do peito da sua namorada na primeira foto.

  14. Deveria buscar uma carreira ao invés de um emprego. Mas infelizmente Paraíbas como você não pensam assim. Vai passar a vida toda de sub-emprego à sub-emprego. Dishwasher, atendente do Mac…

  15. Rafa, teu pensamento era válido, mas agora parece que o Kid abriu o olho e está indo atrás de uma carreira, ao menos é o que suas palavras revelam.

  16. Já está com emprego novamente? Ótimo, viu como não demorou? Dizem que no Canadá o mercado de trabalho é bem amplo; e pelo visto isso é verdade.

    Agora manda os imbecis de plantão (os caras que adoram curtir com a desgraça alheia) para aquele lugar…

    E é exatamente dessa forma que vc tem que pensar: dar um passo para trás para, em pouco tempo, poder dar três para frente. Só tente ser um pouco mais “focado” nessa sua próxima empreitada… 🙂

  17. boa, fagmaster!
    e se eu nao me engano, o nome que usam pra isso de “dar uns passos pra tras pra ver o quadro inteiro/melhor” é distanciamento crítico. nao só para a vida profissional, funciona mto bem na amorosa tb.
    awuieaiweu
    GOOD LUCK ON THE NEW JOB BITCH ASS MOFUCKA!

  18. 20Kg ?????

    Tá pior que eu que casei e engordei 13kg, criei vergonha e fui pra academia malhar. Deve ter sido a droga do Netbook, o coisinha viciosa dos infernos.
    Netbook é coisa do Demo.

  19. Parabens, você acaba de se tornar um adulto cara.

    É complicado passar por isso, principalmente a primeira vez. Ser demitido de deixa arrasado.

    No meu caso foi ainda pior, já que tenho uma filha pra sustentar.

    Mas isso ai, ergue a cabeça e pegue um emprego decente onde você possa crescer.

    E trabalhar sem fazer nada como era seu caso antes é a coisa mais sem graça do mundo.

  20. Kid sádico.
    Vem aqui pros brasileiros “FODEL MOSADA PERDI MEU EMPRE… ah nem foi tão ruim assim eu poss… AELÇ TO EMPREGADO”

    Mas é porque teu karma deve tar bom, ou algo do tipo. Você merece, pelo jeito.

    Em comemoração, post das patricinhas! :valeu:

  21. Ah! Foi divertido rir da sua desgraça nas últimas 24hr, mas já voltou o meu estado de “inveja-desse-maldito-nerd-do-primeiro-mundo” 😀

  22. Estava lendo os comentários acima e já estava me preparando pra te dizer algo do tipo “Enquanto uma porta se fecha, outras se abrem”, quando vejo que outra porta rapidamente se abriu pra você.

    De repente te dar os parabéns ficou até meio inútil mas… quer saber? Parabéns assim mesmo, Kid. Agora vê se toma cuidado pra num fazer merda no trampo de novo, hein? 😉

    P.S.: Quem dera chovesse emprego assim no país da putaria…

  23. Já ia lamuriar aqui com você, mas como a vida ta voltando ao normalm só me resta lhe dar os parabéns e lhe desejar sorte com o novo emprego.

  24. No 10º parágrafo vc escreveu “cubrir”… >.<
    o correto é cobrir…
    e pode escrever outro texto falando da ‘re(-)admissão’ e o q vc acha sobre isso…
    se vc vai embarcar nessa mesmo, ou não… 😛

    Queremos saber, Mr. Celebrity!

  25. quote:

    “Kid sádico.
    Vem aqui pros brasileiros “FODEL MOSADA PERDI MEU EMPRE… ah nem foi tão ruim assim eu poss… AELÇ TO EMPREGADO” ”

    e me diz COMO alguém conseguiu alguma coisa pra criticar a becca *-*?

  26. Kid, e a faculdade? é fato que vc tem mais potencial que um emprego de 40hs de nivel medio… mas parabens pelo novo emprego. torço por vc.

  27. É post de “nem queria mais, tá? mimimi” sim pois se você tivesse largado o emprego atrás de melhores oportunidades ía estar atrás de faculdade e não de outro emprego horário integral igual o de antes

    s´o minha opiniao

  28. @Maluko

    Aparentemente esqueci de mencionar no post, mas no twitter hoje comentei sobre como ter perdido o emprego me fez priorizar a volta à faculdade, de tal forma que em 5 de maio estarei de volta à sala de aula. Liguei pra faculdade hoje mesmo pra esclarecer umas dúvidas sobre pre-requisitos pros cursos que quero fazer e estou esperando apenas meu pagamento entrar na sexta feira pra fazer minha matrícula.

    Como expliquei pros meus pais por telefone hoje, e pra namorada também, eu já tinha o dinheiro pra fazer isso, mas ficava de mimimi porque não queria largar o empreguinho fácil ou diminuir minhas horas. Ao invés de investir na minha educação e no meu futuro, gastava dinheiro com besteira e luxos completamente supérfluos (como gastar $200 dólares por mês, quando não mais, em quadrinhos. Ou ir pro cinema todo fim de semana). Se eu não estivesse tão acomodado naquele emprego ou deslumbrado com a grana que eu tava fazendo, bastaria ter cortado UM dia da minha agenda de trabalho pra HOJE ter um diploma, ou pelo menos estar bem perto de obte-lo.

    Obviamente como moro por conta própria, substituir o emprego perdido é a primeira e mais importante prioridade. É difícil voltar à faculdade quando você não tem um teto acima da sua cabeça ou comida na mesa.

  29. Cara,

    Tu moras num país de primeiro mundo, você sabe que vai voltar pra casa quando sai.
    Tu achas emprego numa facilidade razoável comparado com o Brasil.
    Tu tem acesso a tecnologia de ponta.
    Olha tua namorada.

    Quem tá ruim somos nozes… eheh, vlw kid, boa sorte no novo emprego.

  30. Típico caso do tombo que ao invés de derrubar, empurra pra frente. Bola pra frente, quero ver um belo post explicativo do próximo emprego ao melhor estilo HBD. Precisando de algo que pudermos fazer daqui de longe, já sabe que pode gritar

  31. que que eu faço aqui?

    sempre me falaram que tem 3 coisas que precisam ter num emprego pra ele ser bom:
    -- a grana que vc recebe, óbivo
    -- o ambiente de trabalho (pessoas com quem vc trabalha, se tem muita puxação de tapete e tal)
    -- e a sua possibilidade de ascensão

    se eu tivesse no emprego que vc tava, juro, não aguentava 2 meses, posso ganhar 5 mil dolares por mês pra não fazer nada, ficar parado não é comigo

    boa sorte ae na sua jornada

  32. Realmente, era um desperdício um cara inteligente como você trabalhando de guardinha..
    Por que você não procura um emprego no mundo gamístico? Essa possibilidade é uma das grandes vantagens de morar no hemisfério norte!

  33. E quanto a promessa de que se ganhasse o prêmio lá vc iria postar algo que os acompanhantes do blog pedissem? A nossa parte fizemos. Agora, cadê a sua parte? Estou pouco me lixando se você foi demitido, se perdeu a virgindade anal com um cavalo ou qualquer merda desse tipo. Promessa é dívida, espero que você seja homem e cumpra-a.

    PS: sim, estou revoltado. Cansei de ajudar os outros e em troca levar nada, às vezes um muito obrigado e olhe lá.

  34. Porra Trovals, tentei muito achar um comentário seu feito aqui no HBD nos últimos 6-7 meses que não fosse repleto de mimimi ou agressividade não-provocada. TODO comentário que tu posta aqui é crítica, ou reclamação, ou provocação.

    Não gosta não lê, caralho. Não estou te obrigando a visitar o HBD todo dia, sabia?

  35. Kidd.. aproveita essa semana p/ falar das patricinhas escrotérrimas intercambistas!!!!! (td bem que é mto antigo, mas faria bem relaxar a si mesmo e a nós contando um factóide engraçado!) haeuaheuhae.. Parabéns pela perseverança e boa sorte no novo emprego!!

  36. quem nunca foi demitido né,acontece.mas realmente,tu engordaste pra porra,20 quilos is a whole fucking lot,agora que vc saiu do tribunal,com certeza vc vai conseguir perder esses quilos extras e vai arranjar um emprego melhor.de fato há males que vem para o bem.

  37. Acho que o post das patricinhas intercambistas acabou por ser tão overrated que a história real não seria aos pés do hype em torno dela.

    E o kid, sabendo disso, nunca postará tal história.

    Fica aí a teoria conspiratória.

  38. @trovalds
    cara, são 98 comentários apoiando ou parabenisando o kid e vc vem cobrar algo dele? vc não acha que ha algo errado?
    e mais, quem sabe as pessoas não lhe retribuam um favor, por que como foi dito, é um favor você não faz por uma remuneração ou reconpensa, faz para ajudar alguém.

  39. e kid, eu saio por 3 dias e vc consegue perder o emprego e já arranjar outro haha, só vc mesmo.
    espero q você se de bem de agora em diante

  40. Na verdade essa história de patricinhas nem existe, é só algo que ele pode eventualmente trazer à discussão quando ele precisa que façamos algo como votar numa super enquete que como chama mesmo?

  41. @kid: sim, eu comento negativamente pq se voltar antes desse seu emprego em que tu levou um pé seu blog era MUITO mais interessante E eu ainda tenho esperança de que aquele velho kid de tiradas sempre bem sacadas volte. Por isso eu critico tanto. Mas pela sua resposta, vi que ele não volta mais. Realmente uma pena. Boa sorte ao novo kid.

    @paulo: volte no post em que ele fala que aparece para ser votado no prêmio do Judão E LEIA POR FAVOR. Se você quer ser mais um na manada e ficar puxando o saco do kid, FODA-SE! A propósito: “E caso eu ganhe, vocês tem crédito com três posts que desejam que eu escreve. Quem sabe assim o post das patricinhas intercambistas finalmente sai do draft do wordpress…” Está escrito com todas as letras que o CTRL-C/CTRL-V podem copiar do post.

    E, por favor… CRESÇAM! Pelo teor dos posts e ainda mais dos que me criticaram pelo meu primeiro, ninguém aqui sequer trabalhou, quanto mais perdeu o emprego 1 vez na vida. Pelo menos o kid foi esperto e fez uma reserva pra se manter enquanto não se arruma em um trampo novo. Eu nesse sentido já me fodi a ponto de ter que escolher se almoçava ou jantava pra poder economizar grana do ônibus para alguma entrevista de emprego.

    E como já dizia Nelson Rodrigues: “Toda Unanimidade é Burra.”

  42. Boa kid… queria eu está ai com uma remuneração dessas que parece muito boa!

    Não esquece de avisar qdo chegar aqui em Fortaleza pra fazer um “ircontro” no iguatemi >D

  43. Vc saiu dessa situação melhor que antes. Parabéns, dois salários e já começa com mini-férias no Brasil. Depois ensina como foi q conseguiu isso (até sorte tem limite :P)

    Sobre a faculdade, é direito (tinha comentado q queria quando trabalhava no antigo emprego, mudou tb isso)? Vc não fazia física no CEFET quando morava no Brasil?

  44. Ae Kid, parabéns pelo novo emprego. mas como não consigo acompanhar direito essas “conversas” pelo twitter acabei por não saber direito o que rolou… Se puder contar acho que daria um bom post já que pelo jeito não sou só eu que estou curioso com a parada.
    []´s e boa sorte.
    “Leonem mortuum etiam catuli morsicant.”

  45. Caraca! Fácil assim pra arrumar emprego me fez pensar em tirar cidadania Canadense.

    Quanto ao peso, uns meses atrás a gente conversou um pouco por MSN (Quando meu blog deu pau e eu pedi ajuda)e ambos dissemos que iamos perder peso.

    De lá pra cá eu emagreci 7 quilos.

    E Passei na OAB! Eba!

  46. Kid, eu já ia lhe dar um esporro pq você estava perdendo novamente a oportunidade de voltar à faculdade!

    Alias já deveria ter feito isso há muito tempo atrás…

    Até hoje eu não consegui compreender como não aceitaram o seu diploma do 2º grau cursado no Brasil! Essa merda já foi um atraso enorme pra sua vida acadêmica, mas sempre achei que esses subempregos também tiveram grande influência.

    A partir do momento em que você começa a se sustentar, fica foda voltar a estudar. Conciliar o trabalho com a faculdade é muito complicado, sem contar que a independência financeira é um troço que vicia!

    Pra ter uma idéia de como vc está defasado, eu já terminei a faculdade, passei na OAB e entrei pra uma pós-graduação que vai me ajudar a estudar pra passar em um concurso público. Se eu já fico meio bolado pq o concurso que eu quero exige no mínimo 3 anos de formado (magistratura), sua situação me parece absurda, apesar de ser plenamente compreensível as atitudes que vc tomou.

    De outro lado, se continuar a se acomodar com esses trabalhos braçais, no futuro vc vai virar pro-blogger e ganhar uma miséria. Pode até ser que neste instante os subempregos estejam pagando razoavelmente, mas isso pode mudar. Imagina só se o governo canadense e o americano façam como a União Européia e passem a permitir o livre trânsito dos latinos e o acesso ao mercado de trabalho? O salário referente aos serviços de menor qualificação vai rolar ladeira a baixo!

    Apesar dessa hipótese ser meio maluca, a crise financeira é bem real. Como economia americana não está bem, é quase inevitável que não haja uma repercussão negativa nas relações de trabalho dos canadenses.

    Como sempre, esse comentário já está ficando grande demais e tenho que finalizá-lo…

    Nunca se esqueça dos seus sonhos e objetivos maiores, seu viadinho!

    ps: vc “esqueceu” de explicar qual foi a grande merda feita no trabalho. foi algo tão estupendo ao ponto de não poder revelar aqui no blog?

  47. é kid… a vida continua… fiquei contente por vc agora… por saber q conseguiu “esfriar” a cabeça e enxergar novos horizontes… é isso cara, parabéns, bola pra frente… vc eh inteligente… vc eh capaz… grande abraço!!

  48. Bem…com as oportunidades do canadá quem sabe…mas eu acho que a nomorada dele ia ficar com ciúmes de ele fotografar modelos gostosas peladas direto…ou será que ela é mais…hmm…sociável?…
    ahhh whatever…(curioso pra saber como q td ocorreu)

  49. KKK Kid, me identifiquei com você agora… perdi meu emprego, também aos praticamente 24 anos (serão completados em abril)numa excelente multinacional, com excelente cargo em Janeiro agora… depois me desliguei de um outro trampo que arrumei em seguida porque não era o que eu queria sinceramente….

    Resolvi chutar o pau da barraca e segurar um pouco pra ver o que arrumo…

    Infelizmente o brasil não é o Canadá. A situação aqui tá dificil e o nivel de empregos caindo e claro, subindo o nivel de desempregados… já está em 14%.

    Muitas pessoas ao me redor me taxaram de metido, besta e etc, só porque rejeitei um outro emprego. Me disseram que “eu não estava precisando”. Porém, infelizmente, diferente de você não tenho que me suporte. Sou eu e eu sozinho… e uma mãe que na medida do possivel ainda precisa de mim.

    Pórém, em um gesto de força de vontade, confiança em mim e sei lá eu mais que forças regem o universo, decidi que muito em breve vou arrumar outro emprego… e rezar para que tudo de certo e eu não tenha também que abaixar meu padrão ou me desfazer de tanta coisa que conquistei em 2 anos de excelente emprego.

    Realmente, agora vejo com toda certeza que eu também estava meio que digamos acomodado. Eu precisava tomar um chacoalhçao, uma porrada… estava mesmo precisando…rs

    Boa sorte ai cara. Grande abraço!

  50. BRASILEIRO SO FAZ MERDA MESMO EM TODO LUGAR NO MUNDO INTEIRO PQP EIM TERCEIRO MUNDISTA
    PS AI MEU DEUS NAO PODEREI ADQUIRI MEU PSP SLIM (OUTRO). FALA SERIO PORRA.

  51. Osh, afinal, qual foi a kgada que vc fez? Conta ae, po.r.ra! É sempre um bom aprendizado de qualquer forma. Abraço!

  52. entaaao kid, faço a mesma pergunta que ja fizeram ai atrás… vc tá so fazendo mistério do motivo da demissão ou realmente nao pretende contar o que houve?
    🙂

  53. ENQUANTO LIA SEU TEXTO..
    E LIA “o salário era o mais alto que eu já recebi na vida”
    “Trabalhar no tribunal me permitiu viver 18 meses de luxos que meus pais não podiam nem sonhar em ter quando tinham minha idade.”
    “me permitiu ajudar ambos meus pais, quando eles se encontravam em complicações monetárias.”
    Fiquei pensando.. de quanto estamos falando em?
    Não sei se alguem ja pergunto, porque alias são centenas de comentarios, mas…
    Quanto você ganhava. Qual era seu salário? 😛

  54. Cara … Notei agora na primeira foto que sua mulher tem uns baita peitões …

    Parabéns … Esse é um diferencial evolutivo muito importante e seus filhos terão uma ótima amamentação (ótima desculpa para citar os peitos de sua mulher aqui, não é ?).

  55. Agora me diz, e se você tivesse ficado naquele emprego até hoje?

    É muito bom ver algo do tipo escrito em 2009 e notar como sua vida avançou nesse tempo, me deixa realmente feliz por você, cara.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *