Panoramas: quando uma simples foto não é o suficiente

Como vocês sabem, eu sou fã das tecnologias de comunicação (alguns diriam “de oversharing“, ou seja, compartilhar mais do que é necessário) modernas. Acho muito foda eu poder, digamos, tirar uma foto de dois tipos de cereal matinal diferentes no supermercado, postar no tuíter perguntando qual devo comprar, e obter instantaneamente a opinião de uns 100 desocupados.

Acho que é o apelo big-brotherzístico da coisa; saber que suas trivialidades são observadas por uma multidão de estranhos. É difícil estar REALMENTE entediado quando se pode conversar com centenas de pessoas sobre literalmente QUALQUER ASSUNTO EXISTENTE.

Outro dia mesmo eu estava debatendo a respeito do fato de que a expressão “coçar o saco” é semanticamente errônea, já que nenhum homem no mundo realmente “coça” sua bolsa escrotal. Em verdade, em verdade vos digo: a dinâmica do proverbial “coçar o saco” é na realidade um movimento de beliscar uma pequena área dos ovos com o dedo indicador e o polegar (com o cuidado de aplicar apenas a pressão necessária, nenhum newton a mais sequer) e, em seguida girar a área beliscada entre os dedos levemente.

Ahhh, só de imaginar a operação, já dá pra sentir um alívio.

Então. Uma das coisas legais que dá pra se fazer com um smartphone e uma conexão 3G é compartilhar fotos de onde você está, em tempo real. Só que simples fotos não são o que há de mais legal que você pode fazer.

Recentemente eu comecei a brincar com panoramas, que são imagens grandonas montadas com diversas fotos. Há um programinha chamado 360 Panorama que te permite fazer esses cenários apenas movimentando o iPhone ao seu redor; é bem prático. A montagem das fotos não é perfeita — apps que te pedem pra tirar várias fotos separadamente, embora não tão práticos, exibem um resultado final melhor.

Mas o mais legal do 360 Panorama é a maneira que ele exibe as fotos. Quando você faz upload das imagens, ele as disponibiliza de uma forma parecida com o Google Streetview. Você pode navegar pela imagem em 360 graus, é bem bacana. Vejaí estes panoraminhas que eu fiz:

Fiz esse aí durante minha caminhada matinal hoje. É o bairro onde moro. Note as diversas folhas amarelas no chão — é o presságio do outono iminente.

Esse aqui é o meu “escritório” — me sinto meio cara-de-pau em utilizar esse termo pro que é na verdade um quarto cheio de brinquedos, por mais que eu realmente “trabalhe” e ganhe dinheiro sentado na frente desse computador. Como você pode notar, não tenho consideração o suficiente por vocês pra arrumar a bagunça antes de tirar a foto.

A qualidade desse aí ficou meio cagada porque panoramas exigem iluminação decente.

Meu quartim. Se você consegue ver aquela gaveta quebrada na cômoda ao lado da TV e não pensar imediatamente “caralho, compra logo um móvel novo!”, você tem mais paciência que minha mulher.

Ontem teve um churrasco na casa do meu pai (não se preocupem, churrasco não engorda) e aí aproveitei pra fazer um panorama. A iluminação tava boa, mas saiu meio cagado. Acho que devo ter movido o iPhone muito rapidamente, sei lá.

Mesmo dia, outro ângulo. Saiu bem borrada de novo, obviamente sou um animal incapaz de uma função que um app faz automaticamente.

Mas no geral fica legal. Alguma sugestão de onde devo fazer os próximos panoramas?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

51 comments

  1. No caso, já que vc tava falando de uma expressao erronea, a unidade de pressao é o pascal, que é newton por metro quadrado.
    Sim, eu sei que tem newton no meio, mas eu aodro perturbar =D

      1. na verdade não, porque sabemos que se apertarmos uma área pequena demais isso vai causar dor, e se apertarmos uma grande área não atingiremos a o objetivo, que é acabar com a coceira. Tanto a força aplicada quanto a área atingida são importantes numa boa coçada, portanto o correto é o pascal

        1. Repito: no contexto “beliscada de dedo no saco” você já conhece a área, não é uma variável. Portanto o que importa é apenas a força. Portanto, newton.

          1. Se a questão fosse apenas força, não faria diferença vc apertar os ovos com os dedos e vc martelar um prego nos ovos, contanto que a força fosse equivalente.

            Portanto, pascal.

          2. Ambos estão certos quanto ao conceito.

            A confusão foi causada pelo texto, vejam

            “… (com o cuidado de aplicar apenas a pressão necessária, nenhum newton a mais sequer)…”

            Mas, de qualquer forma, o que mais me perturba é ter um newton ou um pascal perto do meu saco. Obrigado Kid, por estragar minhas coçadas escrotais.

  2. Izzy, quando no final do texto você pergunta aonde deve fazer, brotaram na minha mente dois lugares: sua loja de pirocas e o supermercado local. Pensando um pouco mais, acho que fazer um panorama de uma loja de games e de uma comic shop seria bem bacana.

  3. As fotos ficaram bacanas.

    E se vc não se recorda, hoje é o aniversário da independência do Brasil! Falando nisso, vc podia fazer um post sobre datas comemorativas, essas coisas, e comparar o modo como são comemoradas no Brasil e no Canadá.

    Venho acompanhando o blog há alguns dias, continue o bom trabalho…

  4. Acredito quee um panorama na sua loja de pirocas de borracha seria o ideal ^^.
    E como ja foi dito na Seção HardCore dos DVD’s AEHUHAEUAEH

  5. Eu consigo coçar o meu saco escrotal, mas preciso usar as duas mãos, uma para puxar e esticar a pele e outra para aplicar as coçadinhas (de cima prá baixo). Não é difícil dominar a técnica, e não é doloroso se executado com cuidado. Normalmente faço isso antes do banho.

    Churrasco não engorda mesmo. Quem engorda é VOCÊ, depois de comê-lo.

    E você poderia fazer panorâmicas das baladas onde você vai, de preferência com gostosas a sua volta.

  6. Caraca, que coincidência você ter o pôster de Source Code, Kid, assisti ele hoje e curti bastante. Gosto cinematográfico aprovado, colega nordestino!

    (Só o Sucker Punch no armário que estraga.)

  7. vei:
    “Então. Uma das coisas legais que dá pra se fazer com um smartphone e uma conexão 3G é compartilhar fotos de onde você está, em tempo real.”

    Eu até comecei a ler bem devagar, com medo de que vc “compartilhasse” uma foto do seu saco.

    Grato por não tê-lo feito.

  8. eu de perder tempo fazendo panoramas com Photosynth para o iphone, aliás, acho que nem é panorama mesmo, é mais um AMBIENTE 3D que você faz, é sensacional!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *