[ Pergunta do Dia ] Que vídeo te faz chorar?

Estava passeando pelo tuíter neste domingo, sem nem pensar em atualizar o HBD nem nada, e vi este tweet da Rosana.

O vídeo em questão é o Doodle do Google de hoje, um vídeo emocionante celebrando a queda do muro de Berlim. Das aula de história, eu lembrava que a data comumente associada com a queda do muro é 1989, o que me confundia — eu lembrava CLARAMENTE de ver matérias ao vivo na TV sobre a queda. Lembro até mesmo de estar brincando no chão da sala com bonequinhos e carrinhos quando a queda foi televisionada.

Como eu poderia lembrar disso…? Em 1989 eu teria 4 ou 5 anos, dependendo do mês.

O que rola é que o muro só terminou de cair “oficialmente” em 1992. Entre as matérias mostrando a retirada final dos últimos pedaços do muro, a Globo certamente rolou VTs dos momentos iniciais da queda três anos antes, e por isso o que provavelmente aconteceu é que as memórias de ambos se mesclaram na minha mente.

Então. A Rosana comentou se emocionar vendo esse vídeo-homenagem do Google, e eu parei pra pensar nos vídeos que me fazem chorar.

Entra aqui a vantagem de ter um público mais velho. Eu imagino que outros blogueiros/vloggers, se fizessem a mesma pergunta ao seu público mais jovem (pré-adolescentes, talvez…?), seriam inundados com acusações de “viadagem” — a julgar pelos comentários extremamente homofóbicos que alguns de meus colegas de profissão vivem recebendo.

Então. Que vídeo da internet te faz chorar?

Um dos primeiros vídeos de internet que extrairam essa reação de mim foi o clássico “Where the Hell is Matt?”, de 2008. O cara viajou pelo mundo inteiro e se filmou dançando com a galera:

Não é o primeiro vídeo do cara na categoria; a primeira aventura dançante do cara é de 2006. Escolho o segundo porque neste, filmado quando o Matt já tinha uma certa fama na web, foi feito com colaboração de diversas pessoas em cada país que ele visitava. Por isso, esse me passa uma impressão mais forte de união mundial; de que as linhas imaginárias que nos separam são essencialmente apenas isso — imaginárias.

Além desse, teve também o clássico Free Hugs, com música do Sick Puppies.

Com tanta notícia ruim no mundo, é muito tentador abraçar a noção de que este planeta é uma desgraça infindável e que a raça humana deveria ser extinguida o mais rápido possível, porque não fazemos nada que preste. Um vídeo como esse acima ajuda a dispersar um pouco esse sentimento.

Eu poderia ter incluído um vídeo aqui de um cachorro com câncer que precisava ser sacrificado — com o seu dono abraçando o cachorro durante a injeção e o confortando, dizendo que “seu trabalho está terminado” –, mas aí chega a ser trapaça. Eu, que nem tenho cachorro há muitos anos, chorei aqui até soluçar.

Outro tipo de vídeo que costuma me fazer chorar são as retrospectivas do Google. Como esta:

Uma outra que não pode faltar numa lista como essa é a irrepetível final da Copa de 1994, que eu tive o privilégio de assistir ao vivo. Olhaí:

Quando o Baggio chutou pra fora e subiu a música de vitória do Senna, um dos nossos maiores heróis nacionais que havia recentemente morrido naquela época, já foi suficiente pra arrancar lágrimas por reação pavloviana mesmo. Aquela música, talvez mais que nosso próprio hino, simbolizava orgulho nacional.

Aí veio a maior surpresa. Quando os jogadores desenrolaram uma faixa dedicando a vitória ao piloto (que também era favorito pra virar tetra-campeão naquele ano), aí que a galera desandou a chorar MESMO. Até eu, que era tão novo na época e nem era nenhum fã de Fórmula 1, chorei quando caiu a ficha da homenagem.

Hoje, 20 anos depois, é impossível rever a cena sem lábrimas nos olhos.

Agora é a sua vez. Qual vídeo te faz chorar?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe sua opinião aí. Você não tá fazendo nada mesmo!

comments

34 comments

  1. O vídeo que não sai da minha cabeça, foi quando eu acordei Domingo de manhã com a notícia que o avião dos Mamonas Assassins tinha caído , na hora que saí da minha cama e vi meu pai vendo a TV com uma cara assustada; A minha ficha caiu para o que realmente acabava de acontecer…..Comecei a chorar desesperado…

  2. Eu choro FÁCIL desde que vi esse Free Hugs pela primeira vez, sempre me emociono c esse vídeo. Mas achei muito bacana o do Matt também, conhecia mas nunca tinha assistido todo

  3. Eu sempre achei que era estranho, porque não chorava nem me emocionava com nada,daí coisas aconteceram, e eu mudei em tudo, passei a curtir coisas completamente diferentes do meu gosto anterior, tipo filmes, livros… E numa dessas coisas que mudaram, uma me faz lacrimejar toda vez, e é essa música >
    https://www.youtube.com/watch?v=1AJmKkU5POA

  4. @Leo

    Cara, acho que nunca chorei com games (não lembro aqui agora), mas essa cena do Red Dead “acendeu” meu espírito na hora! Foi uma empolgação sem fim!!
    Não chorei mas essa cena me tocou mesmo assim!

    Excelente lembrança…

  5. -- O vídeo dos russos ajudando pessoas na rua
    -- Um comercial da coca-cola parecido
    -- A despedida da Kombi
    -- O mendigo compartilhando a esfiha

    (Não que eu tenha chorado, mas são vídeos emocionantes)

  6. É meu caro Kid, eu tenho 16 anos e gosto muito de ler suas postagens e ver seus vídeos. O que você comentou sobre os comentários de “viadinho” e outros, não estão relacionados a idade mas sim a educação que hoje, infelizmente, o Brasil tem. Mesmo com o youtube tendo mais retorno, não pare de postar aqui 😀 Abraços do quase dono da TIM.

  7. WataMote! (abreviação de Watashi ga Motenai no wa dō Kangaetemo Omaera ga Warui!)

    Cada episódio eu lacrimejava, me segurando pra não chorar. Aquele que passa uma estrela cadente ela deseja um menino pra ficar do lado, aparece um gatinho pra brincar com ela e ela fica toda feliz… depois ela vê que ele é macho e fica com aquele jeito “oh, meu desejo foi realizado”. Tem aquele que a representante do conselho vê a Tomoko (essa protagonista) sozinha e vai lá, disfarçada, dar um abaraço nela. Tem um outro que ela vai dormir e, pensando em sua vidinha medíocre, começa a lacrimejar e mente para si mesmo, pensando “I’M SO HAPPY….”

    Assista WataMote!, Izzy. São só 12 episódios, tu vai curtir muito.

      1. ahaha…não quis dar uma de machão, até entendo e acho bonito algumas coisas. Mas eu já passei por tanta coisa difícil que acho que criei uma casca. Não consigo me emocionar a ponto de chorar.

  8. O primeiro que me veio à cabeça é o clip da música Animal Instinct, da banda The Cranberries. No começo, com a mãe desesperada (achei a interpretaççao da mulher muito foda!!) e perto do fim, quando ela abraça os filhos no meio de um campo, e olha para longe fazendo uma cara tipo “nada vai tirar meus filhos de mim”.. meus olhos umidecem nessas partes:

    rel="nofollow">

  9. izzy, tem um curta, de 2010, I’m Here, toda vez q eu lembro do filme, sinto algo nos olhos, como se eu fosse chorar, mano. é um bom filme, e tbm tem outro filme q me faz chorar, Wall-e. wall-e é um puta filme, velho, não dá pra negar q o filme é bom. ambos os filmes conseguem passar a carga, vc sente o q os personagens sentem, gosto de filmes como esses, pois ao sentir a trama, vc compreende melhor a história e ainda pode se identificar com os personagens. isso é algo muio interessante. se vc não assistiu a nenhum dos filmes q citei, fica aí a minha recomendação: I’m Here e Wall-e. um abraço.

  10. Defititivamente o clipe “Something About Us” do Daft Punk, se fosse para nomear um unico vídeo…
    https://www.youtube.com/watch?v=sOS9aOIXPEk

    Para quem não conhece o album Discovery, recomendo fortemente ver o filme Interstella 5555.

    Toda a nostalgia dos “clipes de desenho” que passavam na MTV com uma boa música e história.

    Aquele suor nos olhos vem em alguns momentos no filme, mas no citado acima, juntamente com a música.. é pra f#der

  11. Entre tantos (estou que nem a música “à flor da pele”: Ando tão à flor da pele, que qualquer beijo de novela me faz chorar), dois que eu choro muito são o Christian, the lion e o vídeo de pessoas russas fazendo bondades. Teve um também que me deixou com os olhos marejados, que é um em que um grupo de amigos faz uma “pegadinha” e pede comida em um delivery para ser entregue a um morador de rua. É foda estar perdendo a fé na humanidade e de repente levar um soco no estômago (no bom sentido) como esse.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *